BOMBEIRO MILITAR BOMBEIRO MILITAR

  • View
    219

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of BOMBEIRO MILITAR BOMBEIRO MILITAR

  • 1. Este Caderno de Questes no deve ser folheado antes da autorizao do

    fiscal.2. NaFolha deRespostas, realize a conferncia de seu nome completo, do

    nmerodeseudocumentoedonmerodesua inscrio.Asdivergnciasdevemsercomunicadasaofiscalparaasdevidasprovidncias.

    3. Aps ser autorizado pelo fiscal, verifique se o Caderno de Questesest completo, sem falhas de impresso e se a numerao est correta.No esquea de conferir se sua prova corresponde ao cargo para o qualvoc se inscreveu. Caso note alguma divergncia, comunique ao fiscal,imediatamente.

    4. O nico documento vlido para a correo das provas a Folha deRespostas,assimcomoaVersoDefinitivadaFolhadeRedao,porissotenha amxima ateno no preenchimento da Folha de Respostas e naTranscriodaredaoparaaVersoDefinitiva.

    5. Deverserutilizadacanetaesferogrficatransparente,comtintadecorazuloupretanamarcaodaFolhadeRespostaseparaatranscriodaVersoDefinitivadaRedao.

    6. Leiaatentamentecadaquestodaprovaeassinale,naFolhadeRespostas,a opo que a responda corretamente. Exemplo correto damarcao daFolha de Respostas:

    7. O limite dos campos de marcao da Folha de Respostas dever serrespeitado,nopodendoestaserdobrada,amassadaourasurada.

    8. O candidato dever marcar na Folha de Respostas o nmero que corresponde a sua prova.

    9. Seratribudanota0(zero),nacorreodaFolhadeRespostas,squestesno assinaladas, que apresentarem mais de uma alternativa assinalada,emendaourasura,aindaquelegvel.

    10. A prova dever ser realizada no prazo de 5h (cinco horas), incluindo amarcaodaFolhadeRespostaseatranscriodaVersoDefinitivada

    Redao.importantecontrolarseutempo.

    O candidato poder anotar o gabarito no verso da capa da prova e levarconsigo.

    11. Voc somente poder deixar definitivamente a sala de prova aps 60(sessenta) minutos de seu incio. O candidato no poder, em hiptesealguma, levar consigo o Caderno de Questes, sendo necessrio,obrigatoriamente,devolveraofiscalaFolhade Respostas e a VersoDefinitivadaFolhadeRedaodevidamenteassinadas.AsprovasestarodisponibilizadasnositedaFAFIPA(www.fafipa.org.br),apartirdadivulgaodoGabaritoPreliminar.

    12. A retirada da sala de prova dos 03 (trs) ltimos candidatos s ocorrerconjuntamenteeapsaconfernciadetodososdocumentosdasala,almdaassinaturadotermodefechamento.

    13. Durante a prova, no ser permitida qualquer espcie de consulta oucomunicaoentreoscandidatos,nemautilizaodemquinascalculadorase/ousimilares,livros,anotaes,rguasdeclculo,impressosouqualqueroutromaterialdeconsulta,inclusivecdigose/oulegislao.

    14. Sereliminadodoconcursopblicoocandidatoque,durantea realizaodasprovas,forsurpreendidoutilizandoaparelhoseletrnicos,taiscomobip,telefone celular,walkman, agendaeletrnica, notebook, palmtop, receptor,gravador, mquina de calcular, mquina fotogrfica, controle de alarmede carro etc., bem como relgio de qualquer espcie, culos escuros ouquaisqueracessriodechapelariataiscomochapu,bon,gorroetc.,nemautilizaodelivros,cdigos,manuais,impressosouanotaes,calculadoras,relgios, agendas eletrnicas, pagers, telefones celulares, BIP, Walkman,gravador ou qualquer outro equipamento eletrnico. A utilizao dessesobjetoscausareliminaoimediatadocandidato.

    15. Incorrer,tambm,naeliminaodocandidato,casoqualquerequipamentoeletrnicovenhaaemitirrudos,mesmoquedevidamenteacondicionadonoenvelopedeguardadepertences,durantearealizaodasprovas.

    16. Qualquertentativadefraude,sedescoberta,implicaremimediatadenncia autoridade competente, que tomar asmedidas cabveis, inclusive comprisoemflagrantedosenvolvidos.

    INSTRUES

    Serentregue,pelofiscal,aFolhadeRespostaspersonalizadaeaVersoDefinitivadaFolhadeRedao,naqualdeveroserpreenchidasasrespostasdasquestesdaprovaobjetivaetranscritaaredao,respectivamente.

    QUANTIDADE DE QUESTES MATRIA

    Lngua PortuguesaMatemtica

    HistriaGeografia

    Informtica

    01 a 1011 a 1718 a 2324 a 2930 a 34

    Estatuto da Criana e do Adolescente35 a 37Atualidades38 a 40

    Subjetiva (Redao)01

    ATENO OCadernodeQuestespossui40(quarenta)questesobjetivasnumeradassequencialmente,e01(uma)redao,deacordocomoexpostonoquadroaseguir:

    B O M B E I RO M I L I TA R

    REF. EDITAL 1107/2012 - CONCURSO PBLICO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS DE SOLDADO POLICIAL MILITAR (QPM 1-0) E DE SOLDADO BOMBEIRO MILITAR (QPM 2-0) DA POLCIA MILITAR DO PARAN

    P ROVA 0 2

    POLCIA MILITAR DO PARANDIRETORIA DE PESSOAL

    CENTRO DE RECRUTAMENTO E SELEO

    B O M B E I RO M I L I TA R

    P ROVA 0 2

  • GabaritoPreliminardisponvelemwww.fafipa.org.br

    ------------------------------------------------------------------------------------(destaque aqui)--------------------------------------------------------------------------

    FOLHA PARA ANOTAO DAS RESPOSTAS DO CANDIDATO - PROVA 02

    Questo

    Resp.

    01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

    Questo

    Resp.

    21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

  • 3Cargo: Bombeiro Militar Prova 02

    para que o profissional da rea de segurana pblica conhea e respeite a promoo do bom desempenho de suas funes.

    9. Criando condies para que suas aes relacionem as convenes, pactos, tratados e princpios orientadores de Direitos Humanos com a Constituio Federal e com os ornamentos jurdicos internos das atividades de segurana pblica.

    10. O propsito de criar condies para que os trabalhadores da rea de segurana, gestores e sociedade civil possam contar com bases e elementos que lhes permitam participar ao mximo e realizar aportes substanciais e qualificados durante suas atribuies, alm de possibilitar a familiarizao desses atores com os instrumentos e mecanismos de participao social, colaborando na difuso dessa forma de participao e contribuindo para uma cultura de paz e de formao tcnica na rea.

    http://www.webartigos.com/artigos/o-trabalho-do-policial-militar-que-atua-na-area-de-seguranca-publica-na-prevencao-e-no-controle-da-violencia-e-da-criminalidade/21824/(Adaptado). Acesso

    26 jan de 2013.

    Assinale a alternativa correta quanto ao que se afirma a seguir.

    (A) Em ...atendimento de qualidade a estes grupos.(5.), a preposio destacada atende regncianominaldonomequalidadeeseprestaarestringirosgruposmencionados.

    (B) A expresso ...devido a questes... (5.) deve ser substituda por ...devido questes... paraque se tenha uma restrio dos tipos de questomencionados.

    (C) Aexpresso...fazcomque...(3.)estempregadade acordo com as regras gramaticais concernentes regnciadoverbo fazer, vistoqueeste requerautilizaodapreposioemdestaque.

    (D) Aexpresso ...referentesa cadagrupo. (5.) deve ser substituda pela expresso ...referentes cadagrupo.,vistoquehoempregodepronomeindefinido.

    (E) Em...devemestaraptosaabsorveremestarealidade.(3.), a preposio destacada foi empregada paraatenderregncianominaldoadjetivoaptos.

    LNGUA PORTUGUESA

    01

    TEXTO 1

    1. Guardi da sociedade e da cidadania, o elo de boas aes, a polcia no seu cotidiano estabelece um sincronismo entre o seu labor direcionado verdadeiramente a servio da comunidade. Ela investiga, protege o bem, combate o mal, gerencia crises, aconselha, dirime conflitos, evita crime, faz a paz e regula as relaes sociais.

    2. O policial tambm o sustentculo das leis penais e deve seguir sempre o princpio primordial de jamais colocar as convivncias da sua carreira acima da sua trajetria moral, ou seja, uma polcia que age em defesa do cidado e no no combate ao cidado.

    3. Portanto, na perspectiva de contribuir para mudanas nesse cenrio, o processo de conscientizao de direitos e deveres faz com que os membros de nossa sociedade, considerando a evoluo social, econmica e cultural, vivenciadas no mundo e, em especial, no Brasil, exijam a mudana de paradigmas na atuao do Estado, de seus poderes e de seus rgos. Assim, os agentes pblicos devem estar aptos a absorverem esta realidade.

    4. Esse contexto nitidamente sentido na rea de segurana pblica, que inspira a proposta de conduzi-los, a essa realidade, para que sua atuao seja apta a produzir os efeitos esperados pelo cidado, uma prestao de servio pblico adequada, eficiente e em consonncia com direitos e garantias fundamentais, propulsores da dignidade da pessoa humana, dos direitos humanos.

    5. H grupos na nossa sociedade, e no mundo, que para muitos so invisveis. Alguns desses grupos, devido a questes ligadas a gnero, idade, condio social, deficincia e orientao sexual, tornam-se mais suscetveis violao de seus direitos, por isto so denominados grupos vulnerveis. [...] falo sobre eles e tambm sobre a importncia do profissional da rea de segurana pblica ter conhecimentos bsicos sobre os dispositivos legais referentes a cada grupo. Espera-se que os conhecimentos apreendidos a partir de informaes contidas nas vivncias possam servir de subsdios para a prestao de um atendimento de qualidade a estes grupos.

    6. Cada vez mais instituies pblicas e privadas esto se preocupando com o aumento da criminalidade e da violncia, processo pelo qual criminosos transformam recursos ilegais em capital de origem de aparncia legal como numa lavagem de dinheiro.

    7. Muitas vezes os policiais, quando se deparam com crimes antecedentes lavagem de dinheiro como: narcotrfico, corrupo, seqestro, dentre outros, concentram sua ateno apenas no que aparentemente parece ser o principal problema, no verificando a possibilidade de estes crimes serem apenas a face visvel da atividade criminosa de lavagem de dinheiro. Criar condies para que os policiais possam ampliar conhecimentos sobre as temticas criminais e com isto planejar com mais eficcia as aes de represso deste e outros crimes, o propsito relevante.

    8. Com base nos princpios ticos, questes fundamentais sobre Direitos Humanos so necessrias

  • 4Cargo: Bombeiro Militar Prova 02

    marcar a intercalao de u