Click here to load reader

BrazilianNews 360

  • View
    252

  • Download
    12

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Amorim diz que Brasil poderá contestar pacote de Obama na OMC enquanto zona do euro registra déficit comercial

Text of BrazilianNews 360

  • w w w . b r a z i l i a n n e w s . u k . c o mLondres, 19 a 25 de fevereiro de 2009 Ano 10 / Nmero 360

    banda navidadbanda navidadAdvogada s poder deixar Sua com liberao da Justia

    250907

    BRASILAustrlia confirma 200 mortes em incndios florestais

    mundoGoverno brasileiro listaplantas que podero virar fitoterpicos

    SAdE

    Leia mais nas pgina 18

    Leia mais nas pgina 23 Leia mais nas pgina 12

    Amorim diz que Brasilpoder contestar pacote de Obama na OMC enquanto zona do euro registra dficit comercial

    O Brasil poder ques-tionar o pacote norte-americano de estmu-lo econmico na Organizao Mundial do Comrcio (OMC). O ministro das Relaes Exteriores, Celso Amorim, disse que a me-dida " uma opo real", em en-trevista transmitida na TV Brasil nesta quarta-feira, 18, noite.

    A verso final do plano de re-cuperao e reinvestimento na economia, aprovada na ltima sexta-feira, 13, pelo Congresso norte-americano, manteve a re-comendao de que o ferro, o ao e os produtos manufatura-dos utilizados nos projetos do

    pacote sejam produzidos nos Estados Unidos.

    A nica ressalva de que a regra seja aplicada de maneira consistente com as obrigaes do pas sob acordos internacio-nais o que significa que deve-ro ser adquiridos tambm pro-dutos dos pases signatrios do Acordo Plurilateral de Compras Governamentais, como o Cana-d, e da Unio Europeia e do Mxico.

    Enquanto na Amrica o Brasil tenta segurar as medidas prote-cionistas do presidente Obama, a zona do euro registra o maior dficit comercial de sua histria.

    lbum do Coldplay o mais vendido em 2008

    A banda britnica Coldplay emplacou o disco mais vendido de 2008. O lbum "Viva la Vida Or Death And All His Friends" vendeu 6,8 milhes de cpias em todo o mundo, infor-mou nesta segunda-feira, 16, a Federao Internacional da In-dstria Fonogrfica (IFPI, na si-gla em ingls), sediada em Lon-dres. S nos Estados Unidos, o disco vendeu 2,1 milhes de cpias, conforme levantamento feito pelo instituto Nielsen Soun-dScan.

    Em segundo lugar no ranking da IFPI veio o lbum "Black Ice",

    o primeiro da banda de rock australiana AC/DC depois de oito anos sem gravar. Em segui-

    da, na terceira colocao, ficou a trilha sonora do filme "Mamma Mia!".

    Famlia de Jean Charles estuda pedir indenizao Polcia britnica

    A famlia de Jean Charles de Menezes, o brasileiro assassina-do pela Polcia britnica aps ser confundido com um terrorista em Londres, cogita pedir uma inde-nizao econmica s autorida-des, informou na segunda-feira, 16, a agncia britnica "PA".

    O veculo de comunicao in-forma que os parentes do eletri-cista morto em 22 de julho de 2005 em uma estao de metr cogitam pedir uma indenizao, aps no ter conseguido que nenhum dos responsveis da tragdia fosse condenado.

  • 19 a 25 de fevereiro de 2009

    Relatrio secretonarra a falta de educao de HitlerLder nazista roa unhas e no seguia regras de etiqueta mesa durante refeies, afirmam anotaes

    O lder nazista alemo Adolf Hitler no seguia as regras de etiqueta mesa, mordia as unhas e coava o nariz em inmeras vezes, diz um relatrio secreto descoberto em uma casa do sudoeste da Inglater-ra. A informao foi dada por um tenente-coronel alemo que antes de ser detido pelos aliados pas-sou vrios meses do ano de 1943 no quartel-general do Fhrer em Rastenburg, Prssia Oriental. Se-gundo o relatrio, citado na edio desta quarta-feira, 18, pelo jornal The Times e que ser leiloado em 5 de maro na Inglaterra, o lder nazista parecia muitas vezes dis-trado nas refeies e quase no prestava ateno s conversas em volta da mesa.

    O documento tambm mencio-

    na os ataques de raiva de Hitler, que mantinham seus oficiais con-tinuamente aterrorizados. Assim, quando um comandante que es-tava de guarda em uma noite no lhe transmitiu uma mensagem sobre o incio da retirada do Exr-cito Alemo Hitler o repreendeu fa-lando: "Caso lhe ocorra dizer uma s palavra em sua prpria defesa mandarei que o fuzilem".

    O oficial alemo tambm infor-mou que Hitler s comia hortalias e frutas fervidas, bebia uma ou duas canecas de cerveja e proibia que se fumasse em sua presen-a. Embora no comesse carne e preferisse o ch ao caf, devorava sobremesas, o que contribua para seus "transtornos digestivos". "Hi-tler come rpida, mecanicamente. Para ele a comida apenas um

    meio indispensvel de subsis-tncia", declarou o prisioneiro de guerra.

    Segundo a fonte, enquanto fa-lava durante as refeies o lder nazista no utilizava o "tom es-tridente e desagradvel" de seus discursos pblicos. Segundo o oficial, Hitler revelou s pessoas mais prximas que optou por per-manecer solteiro para que a pre-ocupao com uma famlia no interferisse em seu dever para com a nao alem. s vezes ele era acompanhado por mulhe-res, entre elas a "senhorita (Eva) Braun", mas se a fonte acreditava que estas relaes eram apenas platnicas. O oficial desmente tambm no relatrio certos rumo-res segundo os quais Hitler tinha tendncias homossexuais. (Efe)

  • 19 a 25 de fevereiro de 2009

    ltima Hora

    Justia britnica determinadeportao de clrigo radicalOs juzes do mais alto tribunal de apelaes britnico aprovaram nesta quarta-feira, 18, a deportao do clrigo radical jordaniano Abu Qatada.

    Os cinco juzes rejeita-ram por unanimidade o recurso do clrigo muulmano, que est detido na priso de segurana mxima de Belmarsh e no queria voltar para a Jordnia, onde pode ser preso por terrorismo.

    Qatada alega que sua conde-nao na Jordnia foi baseada em provas obtidas por meio de tortura. O clrigo de 48 anos de idade considerado um dos mais influentes extremistas da Europa.

    A deciso dos juzes abre cami-nho para que a ministra do Inte-rior britnica, Jacqui Smith, inicie o procedimento de deportao do clrigo. Mas, na prtica, a de-portao pode ter que esperar at

    que a Corte Europeia de Direitos Humanos analise o caso.

    InfluenteEm 2008, o Tribunal de Recur-

    sos britnico suspendeu a depor-tao do clrigo depois de aceitar o argumento de Qatada de que no havia sido submetido a um processo justo.

    Qatada foi libertado sob fiana, mas ento foi preso novamente, depois que autoridades do se-tor de segurana afirmaram que tinham informaes secretas de que o clrigo tinha planos de fugir da Gr-Bretanha.

    Abu Qatada foi preso pela pri-meira vez logo depois dos ataques de 11 de setembro de 2001, em meio a acusaes de que ele era

    um dos mais influentes religiosos islmicos na Europa, com um im-portante papel ideolgico. Um juiz descreveu Qatada como o brao direito de Osama Bin Laden, lder da Al-Qaeda, na Europa.

    As condenaes de Qatada na Jordnia so relacionadas a um suposto plano para atacar hotis da capital, Am, com bombas e ao suposto financiamento e acon-selhamento para outros planos.

    ArgelinosOs juzes tambm apoiaram

    por unanimidade a deportao de dois suspeitos de terrorismo arge-linos, envolvidos em casos seme-lhantes ao de Qatada.

    Os dois argelinos alegavam que sero torturados se voltarem

    para a Arglia. Eles esto presos e aguardam a deportao - o Mi-nistrio do Interior britnico afirma que eles so uma grave ameaa segurana nacional.

    "Estou satisfeita com a deciso dos juzes nos casos de Abu Qa-tada e dos dois argelinos", disse a ministra do Interior, Jacqui Smi-th. "Isso destaca a ameaa que estes indivduos representam segurana de nosso pas e justifi-ca nossos esforos para remov-los."

    "Minha prioridade proteger o pblico e garantir a segurana

    nacional", acrescentou. "E assinei a deportao de Abu Qatada que ser entregue a ele hoje (quarta-feira). Quero deportar este indiv-duo perigoso o mais rpido pos-svel."

    A Gr-Bretanha assinou uma srie de acordos com pases afri-canos e do Oriente Mdio para garantir o tratamento justo de pessoas que sejam deportadas da Gr-Bretanha por motivos de segurana nacional. Mas, segun-do os crticos, estes acordos no tm valor jurdico.

    (BBC/Brasil)

    Abu Qatada foi preso pela 1 vez aps ataques de 11 de setembro de 2001.

    Unicef lana no PA cartilha voltada para o ensino fundamental indgena O Fundo das Naes Uni-das para a Infncia (Uni-

    cef) lanou nesta quarta-feira, 18, a primeira cartilha bilingue da etnia Temb, durante a rea-lizao do Frum de Secret-rios Municipais de Educao, no Hangar, em Belm (PA). A cartilha voltada para o ensino fundamental indgena.

    Na ocasio, a Secretaria de Educao do Par anuncia a construo, ainda neste ano, de 17 escolas indgenas de

    ensino mdio. Trs delas sero na Terra Indgena Tur Mariqui-ta, em Tome-Au, nas aldeias Tembs de Caramiri, Cuxiumiri

    e Aldeia Nova, que vo atender 88 alunos.

    Temb Tnthar (ndio) o nome da cartilha. Em pouco mais de 140 pginas so con-tadas histrias, descrito o alfabeto fontico com base na lngua Tupi e o alfabeto tendo como referncia o tupi guara-ni. A cartilha tambm prope atividades pedaggicas para o desenvolvimento da escrita em portugus e no tupi. (Agncia Brasil)

  • 19 a 25 de fevereiro de 2009

    Pergunta da semana:

    Para voc o que felicidade perfeita e plena?

    Presidente - Fundador: Horcio Sterling

    [email protected]

    Diretor-Geral: Marcelo Mortimer

    Diretora AdministrativaPatricia Ziga

    [email protected]

    Editora e Redatora: Paula Medeiros

    [email protected]

    Direo de Arte e Diagramao: Javier Reyes

    [email protected] Izquierdo Real

    [email protected]

    Departamento Comercial: Rogerio Moura Lima

    [email protected]

    Colaboradores: Cludia Stoy

    Daniel NoceraDiego GazolaBetina Oliveira

    Ednia Rodrigues MirandaFbio Brito

    Fernando RebouasMarcus Fumagalli

    Paula ScheidtRandes NunesRodolfo TorresYanna Barbosa

    LondonHelp4U.co.uk

    Distribuio: BR Jet Delivery

    [email protected]

    Impresso por