CADERNO DE ENCARGOS - ?· do Trabalho, contidas nas Normas Regulamentadoras (NR) aprovadas pela Portaria…

Embed Size (px)

Text of CADERNO DE ENCARGOS - ?· do Trabalho, contidas nas Normas Regulamentadoras (NR) aprovadas pela...

Outubro / 2017

slido

arquitetura

CADERNO DE ENCARGOS

E MEMORIAL DESCRITIVO

ESPECIFICAO DE SERVIOS

PARA EXECUO DE NOVO MURO

DA MATRIZ DA BBTS

BANCO DO BRASIL TECNOLOGIA E SERVIOS

Estrada dos Bandeirantes 7966, Jacarepagu

Rio de Janeiro RJ

ESPECIFICAO DE SERVIOS

BBTS Muro 2 / 29

NDICE

CAPTULOS DISCRIMINAO PG

00 INTRODUO 3

01 PRELIMINARES 4

02 IMPLANTAO 12

03 DEMOLIES E REMANEJAMENTOS 15

04 MOVIMENTO DE TERRA / ESCAVAO 17

05 ESTRUTURA 18

06 ALVENARIAS 23

07 IMPERMEABILIZAAO 24

08 PINTURA 27

09 DIVERSOS 29

ESPECIFICAO DE SERVIOS

BBTS Muro 3 / 29

00 INTRODUO

1. Este Caderno de Encargos / Memorial Descritivo contm normas e especificaes para os materiais a aplicar e os servios a executar na presente obra, bem como procedimentos complementares.

2. Quando da complementao de materiais preexistentes, o Construtor fornecer material rigorosamente idntico ao existente, sob apreciao da Fiscalizao.

3. Eventuais dvidas sero esclarecidas atravs de cartas / e-mails endereados a

licitaes@bbtecno.com.br

4. Relao de projetos que fazem parte da presente licitao:

4.1. Projeto de Arquitetura:

Autor: Slido Arquitetura Engenharia CAU 6225-1

Responsvel Tcnico: Arq. Sidney Eduardo Alves Affonso CAU 9058-1

Desenhos: Pranchas 01/18 a 18/18 01/01 Planta Baixa, Vistas e Detalhes

4.2. Projeto de Estrutura:

Responsvel Tcnico: Eng. Stphane Vannier CREA 81101581-4

Desenhos: Pranchas 01/03 a 03/03 01/03 Formas 02/03 Armaes das Vigas 03/03 Armaes dos Pilares, Estacas e Detalhes

mailto:licitaes@bbtecno.com.br

ESPECIFICAO DE SERVIOS

BBTS Muro 4 / 29

01 PRELIMINARES

1. MATERIAIS E MO-DE-OBRA

1.1. Todos os materiais e mo-de-obra, salvo quando disposto em contrrio neste Caderno de Encargos, sero fornecidos pelo Construtor.

1.2. Os materiais e equipamentos necessrios execuo do muro blocos de concreto, cimento, areia, brita, ao, madeira e outros - devero ser entregues a um representante da Contratante em data e horrio a ser agendados previamente com a BB Tecnologia e Servios, e acondicionados em local apropriado dentro da Matriz, a ser definido de acordo com a disponibilidade.

1.3. Dever ser assegurada a qualidade dos materiais utilizados, brita e areia limpos sem vestgios de areia ou barro e materiais orgnicos (razes, folhas, gravetos e outros); blocos de concreto com perodo de cura completo, sem fissuras e porosidades, no sendo aceita a utilizao de blocos quebrados, apresentando manchas ou qualquer outra imperfeio.

1.4. Do mesmo modo, o cimento a ser utilizado dever ser de primeira linha, marca Mau ou similar, especificao CP II F 32, e ser fornecido acondicionado em sacos de 50Kg, ntegros, sem rasgos, vestgios de umidade e quaisquer outros sinais de deteriorao. O produto dever ser entregue dentro de sua validade, 90 dias, mantendo as condies de uso inalteradas pelo perodo mnimo de 60 dias, a contar da data de entrega.

1.5. O material recebido ser inspecionado quanto quantidade e qualidade por fiscal da Contratante e, em caso de inobservncia s especificaes quanto quantidade e qualidade ser recusado, devendo ser promovida sua substituio e/ou complementao pela Contratada, no prazo de at trs dias teis a contar da data da comunicao pelo fiscal da Contratante.

1.6. Todos os custos referentes substituio de materiais recusados sero de responsabilidade da Contratada.

2. VERIFICAO PRELIMINAR

2.1. Recomenda-se que o Construtor, ainda na condio de proponente, efetue prvia visita ao local da obra, assim como minucioso estudo, verificao e comparao de todos os desenhos dos projetos, das especificaes e demais documentos tcnicos fornecidos pelo Proprietrio para execuo da obra ou servio.

2.2. O Construtor poder, aps essa verificao e antes da apresentao da proposta, encaminhar comunicao escrita Contratante, apontando discrepncias, omisses ou erros que tenha observado, inclusive sobre qualquer transgresso a normas tcnicas, regulamentos ou posturas de leis em vigor, da forma a serem sanados os erros, omisses ou discrepncias que possam trazer embaraos ao perfeito desenvolvimento da obra.

2.3. O Construtor dever elaborar seu oramento com base nos projetos de Arquitetura e Estrutura, projetos complementares e especificaes fornecidos pelo Proprietrio. Eventuais divergncias entre os projetos e especificaes ou omisses no oramento no serviro de pretexto para cobrana de servios extras e/ou acrscimos.

2.4. Face ao disposto nos itens precedentes, o Contratante no aceitar, a posteriori que o Construtor venha a considerar como servios extraordinrios aqueles resultantes da interpretao dos desenhos dos projetos, inclusive detalhes, bem como do prescrito neste Caderno de Encargos / Memorial Descritivo.

2.5. O Contratante no se responsabilizar por falhas em quantitativos e preos no oramento estimado fornecido, bem como por possveis omisses de itens projetados / especificados. Para todos os efeitos legais, o referido oramento no

ESPECIFICAO DE SERVIOS

BBTS Muro 5 / 29

servir de parmetro para futuras reclamaes durante a execuo do contrato.

2.6. Todas as medidas devero ser conferidas no local, no cabendo nenhum servio extra por diferenas entre as medidas constantes no projeto e o existente.

3. PROJETOS

3.1. O material tcnico constitudo por elementos grficos e escritos, que se completam para definir e orientar a execuo da obra:

3.1.1. Material grfico: Projeto executivo de Arquitetura e Estrutura.

3.1.2. Material escrito: Caderno de Encargos e Planilha Oramentria, contendo as especificaes de servios e materiais, memoriais descritivos, quantitativos e condies de fornecimento e aplicao de materiais e equipamentos.

3.2. Todos os materiais tcnicos da obra (projetos, desenhos, padres, especificaes, memoriais, etc) devero ser criteriosamente analisados pela Construtora.

3.3. As divergncias encontradas devero ser oportunamente apresentadas ao Construtor (ou seu preposto) para esclarecimentos e definies correspondentes, antes da apresentao da proposta.

3.3.1. Entende-se por divergncias no material tcnico da obra as indicaes no coincidentes para fornecimento de material e / ou execuo de um servio, que possam ocorrer em partes diferentes do material tcnico.

3.3.2. A indicao para o fornecimento de material e / ou execuo de um servio, em alguma parte do material tcnico, sem que haja a mesma indicao em outro elemento deste material, no constitui divergncia, e dever ser executada normalmente.

3.4. Os seguintes princpios devero ser obedecidos, caso ocorram divergncias que no possam ser esclarecidas antes da Abertura da Licitao:

3.4.1. Em caso de divergncia entre Caderno de Encargos e os desenhos do projeto de Arquitetura, prevalecer sempre o primeiro;

3.4.2. Em caso de divergncia entre Caderno de Encargos e os desenhos do projeto de Estrutura, prevalecero sempre os ltimos;

3.4.3. Em caso de divergncia entre as cotas dos desenhos e suas dimenses medidas em escala, a Fiscalizao definir a dimenso correta;

3.4.4. Em caso de divergncia entre os desenhos de escalas diferentes, prevalecero sempre os de maior escala;

3.4.5. Em caso de divergncia entre os desenhos de datas diferentes, prevalecero sempre os mais recentes;

3.4.6. Em caso de dvida quanto interpretao dos desenhos, do Caderno de Encargos ou do edital, ser consultado Proprietrio (ou seu preposto);

3.4.7. Em caso de divergncia entre o projeto arquitetnico e os projetos especializados (Estrutura), prevalecero os projetos especializados.

3.4.8. Em caso de divergncia entre os quantitativos contidos no oramento estimado pelo Proprietrio, constantes na planilha anexa, e os obtidos pela leitura dos projetos/especificaes, prevalecero sempre os ltimos, no cabendo nenhuma reivindicao decorrente de possveis diferenas observadas no decorrer da obra.

3.5. A execuo de todos os servios contratados obedecer, rigorosamente, os projetos fornecidos e as especificaes, que complementam, no que couber, o contido no presente Caderno de Encargos. Devero ser observadas, tambm, as demais instrues contidas na carta-convite da presente licitao.

ESPECIFICAO DE SERVIOS

BBTS Muro 6 / 29

3.6. Caber ao Construtor elaborar, de acordo com as necessidades da obra, desenhos complementares de detalhes de execuo, que sero previamente analisados e, se for o caso, aprovados pela Fiscalizao.

3.7. Durante as obras, o Proprietrio poder apresentar desenhos complementares, que sero devidamente autenticados pelo Construtor.

3.8. Compete ao Construtor proceder compatibilizao dos projetos Arquitetura e Estrutura, oportunidade em que verificar eventuais interferncias entre eles.

3.9. Caso seja detectado qualquer problema desta espcie, o Construtor dever providenciar a modificao necessria, em um ou mais projetos, submetendo a soluo encontrada ao exame e aprovao da Fiscalizao, ltima palavra a respeito do assunto.

3.10. Todas as providncias referentes matria focalizada neste item sero adotadas sem nus para o Proprietrio.

3.11. A Construtora dever manter no canteiro de obra, e em perfeito estado de conservao, tantos jogos de desenhos dos projetos quantos forem necessrios para os servios em execuo, bem como uma cpia deste Caderno de Encargos, para consulta.

4. ATUALIZAO DE PLANTAS:

4.1. Ao trmino dos servios, a Construtora dever efetuar a atualizao (as built) de todos os pr