CARROS - .um carro elétrico. Eventualmente, as pessoas vão demandar VEs, baseando essa escolha

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of CARROS - .um carro elétrico. Eventualmente, as pessoas vão demandar VEs, baseando essa escolha

CARROSELTRICOS

2

diretor

Carlos Otavio de Vasconcellos Quintella

equipe tcnica

Coordenao EditorialFelipe Gonalves

AutoresFernanda DelgadoJos Evaldo Geraldo CostaJlia FebraroTatiana Bruce da Silva

ColaboraoAccenture Strategy

equipe de produo

Coordenao OperacionalSimone Corra Lecques de Magalhes

Execuo Raquel Dias de Oliveira

DiagramaoBruno Masello e Carlos Quintanilha

3

FGV enerGia

diretor Carlos Otavio de Vasconcellos Quintella

superintendente de ensino e p&d Felipe Gonalves

superintendente administratiVa Simone Corra Lecques de Magalhes

superintendente de relaes institucionais e responsabilidade social Luiz Roberto Bezerra

consultores especiais Milas Evangelista de Sousa Nelson Narciso Filho Paulo Csar Fernandes da Cunha

pesquisadores Fernanda Delgado Larissa de Oliveira Resende Mariana Weiss de Abreu Tatiana de Ftima Bruce da Silva Bruno Moreno Rodrigo de Freitas Tamar Roitman Vincius Neves Motta Jlia Febraro Frana G. da Silva

assistente administratiVa Ana Paula Raymundo da Silva

estaGiria administratiVa Raquel Dias de Oliveira

escritrio

Praia de Botafogo, 210 - Cobertura 02, Rio de Janeiro l RJ, CEP: 22250-145Tel: (21) 3799-6100 l www.fgv.br/energia l fgvenergia@fgv.br

primeiro presidente FundadorLuiz Simes Lopes

presidente

Carlos Ivan Simonsen Leal

Vice-presidentesSergio Franklin Quintella, Francisco Oswaldo Neves Dornelles e Marcos Cintra Cavalcanti de Albuquerque

Instituio de carter tcnico-cientfico, educativo e filantrpico, criada em 20 de dezembro de 1944 como pessoa jurdica de direito privado, tem por finalidade atuar, de forma ampla, em todas as matrias de carter cientfico, com nfase no campo das cincias sociais: administrao, direito e economia, contribuindo para o desenvolvimento econmico-social do pas.

4

Este trabalho foi possvel graas colaborao de diversos profissionais ligados aos setores energtico,

ambiental e automotivo, reas que sero transformadas pela insero dos carros eltricos na nossa so-

ciedade. A contribuio desses profissionais nos auxiliaram a melhor entender quais so os desafios e

oportunidades ligados ao desenvolvimento dos carros eltricos no s no Brasil, mas tambm no mundo.

Em nome da FGV Energia e da Accenture Strategy, agradecemos a todos aqueles que disponibilizaram seu tempo para a realizao de conversas sobre o tema: Adriano Castro, Andr Bello, Angela Oliveira

da Costa, ngelo Leite, Antnio Carlos Marques de Arajo, Bruno Cecchetti, Celso Novais, Eduardo

Azevedo, Everton Lucero, Giovani Machado, Jos Mauro Ferreira Coelho, Laercio de Sequeira, Lus

Eduardo Dutra, Luiz Artur Pecorelli Peres, Marco Ristuccia, Maria de Fatima Rosolem, Natlia Moraes,

Nelson Leite, Patrcia Feitosa Bonfim Stelling, Paulo Maisonnave, Rafael Barros Araujo, Rafael Lazzaretti,

Raul Fernando Beck, Ricardo Abe, Ricardo Bastos, Ricardo Gorini, Ricardo Takahira, Ronald Amorim,

Sergio Escalante, Wanderlei Marinho e outros profissionais que tambm contriburam para a realizao

deste projeto.

Aproveitamos tambm para expressar nossa gratido aos nossos colegas da FGV Energia e da Accenture

Strategy. Em nossos ambientes de trabalho, o debate e a colaborao so sempre constantes, contri-

buindo para a realizao de pesquisa e publicaes decorrentes que, esperamos, auxiliem no fortaleci-

mento do setor energtico e no desenvolvimento do nosso pas.

Agradecimentos

FERNANDA DELGADO

Pesquisadora FGV Energia

JOS EVALDO GERALDO COSTA

Consultor FGV Energia

JLIA FEBRARO

Pesquisadora FGV Energia

TATIANA BRUCE DA SILVA

Pesquisadora FGV Energia

5

ndice 7INTRODUO15VECULOS ELTRICOS (VEs): CONCEITO E DEFINIES

39INCENTIVOS E MODELOS DE NEGCIOS PARA DISSEMINAO DOS VEs

59OS PRINCIPAIS IMPACTOS DIRETOS E INDIRETOS RESULTANTES DA EXPANSO DOS VEs

71MOBILIDADE ELTRICA NO BRASIL: OPORTUNIDADES E DESAFIOS

88CONCLUSO

91LISTA DE SIGLAS

93REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS

7

Preocupaes com as mudanas climticas e o aquecimento global resultaram na recente

formulao e adoo do Acordo de Paris por grande parte dos pases do mundo, inclusive os

maiores emissores de gases de efeito estufa (GEE) mundiais EUA e China1.

Introduo

1. Para o status atual de ratificao do Acordo de Paris, vide: http://cait.wri.org/source/ratification/#?lang=pt

A mensagem que o Acordo de Paris transmi-

te que o mundo est disposto a transfor-

mar sua maneira de gerar e consumir ener-

gia, investindo em fontes renovveis e em

tecnologia para que sua gerao e consumo

se tornem cada vez mais sustentveis. Neste

sentido, descarbonizar o setor de transportes

se torna uma pea fundamental para se atingir

esse objetivo. A Figura 1 ilustra a participao

do setor de transportes nas emisses de GEE

mundiais no ano de 2013, sendo aquele que

mais emite gases de efeito estufa aps o setor

de Eletricidade/Calefao.

Dessa forma, dada a importncia do setor

transportes neste relevante passo para uma

economia de baixa emisso de carbono, este

Caderno FGV Energia ter como tema central os carros eltricos, devido ao seu importante

papel na transio energtica para esta nova

8

economia (primeiramente sero estudados

os carros eltricos e, posteriormente, em uma

abordagem mais ampla, os veculos eltricos).

Mas qual o valor exato de descarbonizao

necessria para que o aumento da tempera-

tura global at o final do sculo no ultra-

passe os 2 Celsius estabelecidos no Acordo

de Paris? A Figura 2 traz projees da

International Energy Agency (IEA), que visam

responder essa pergunta. Em um cenrio no

qual nenhuma ao em relao reduo do

consumo de energia e emisses de GEE

tomada, a temperatura global aumenta em

6 Celsius at o fim do sculo (Cenrio 6DS).

Para se ter uma chance de 50% de limitar

este aumento de temperatura em 2 Celsius

(Cenrio 2DS), a descarbonizao no setor

de transportes deve ser da ordem de 18%

at 2050.

E qual deveria ser a participao dos carros

eltricos nesse cenrio de limitao da tempe-

ratura global em 2 Celsius? At 2030, o esto-

F IGURA 1 : EMISSES DE GEE POR SETOR - MUNDO (2013 )

Fonte: World Resources Institute, CAIT Climate Data Explorer, 2017

Emisses de GEE por SetorMundo - 2013

Total = 49 Gigaton de CO2 equivalente por anoGtCO2 - eq/ano

Energia 72%

Processos Industriais6%

Agricultura10%

Resduos3%

Uso da Terra/Florestal

6%

Combustveis Bunker

2%

Manufatura/Construo

12%

Transporte15%

Combusto de outros

combustveis8%

Emisses Fugitivas

5%

Eletricidade/Calefao

31%

9

F IGURA 2 : REDUO DAS EMISSES DE GEE POR SETOR AT 2050 - CENRIO 2DS VS . CENRIO 6DS

Fonte: Global EV Outlook, IEA, 2016.

* O Cenrio 6C da IEA (6DS) considera, essencialmente, a continuidade das tendncias atuais e exclui a adoo de polticas transformadoras do setor energtico. Em 2050, o uso energtico quase dobra (comparado a 2010) a as emisses totais de GEE aumentam ainda mais, levando a um aumento projetado da temperatura global de pelo menos 6C no longo prazo.

que global de carros eltricos deve atingir 140

milhes (Figura 3), 10% da frota total de vecu-

los leves de passageiros. A Figura 3 tambm

traz projees de outras instituies para de-

senvolvimento dos carros eltricos at 2030: a

iniciativa EVI2 20 by 20 menciona uma frota de

20 milhes de carros eltricos at 2020 global-

mente. A Paris Declaration on Electro-Mobility

and Climate Change and Call to Action esta-

belece um objetivo global de implantao de

100 milhes de carros eltricos e 400 milhes

de 2-wheelers e 3-wheelers (motos e triciclos

eltricos) em 2030. De acordo com a IEA, a fim

de atingir essas metas, necessrio que ocor-

ra um crescimento substancial do mercado

para desenvolver ainda mais o atual estoque

de 1,26 milho de carros eltricos, bem como

a rpida implantao de outros tipos de vecu-

los eltricos pelo mundo como 2-wheelers e

nibus eltricos.

2. EVI um frum poltico multi-governamental voltado para acelerar a introduo e adoo dos veculos eltricos ao redor do mundo. Para mais informaes, vide: http://www.iea.org/topics/transport/subtopics/electricvehiclesinitiative/

2013 2020 2025 2030 2035 2040 2040 2050

60

50

40

30

20

10

0

Outros transformao: 6%

Edificaes: 14%

Transportes: 18%

Indstria: 23%

Gerao de eletricidade: 39%

Trajetria Cenrio 6DS*

Trajetria Cenrio 2DS

GtC

O2 (

giga

tone

lada

s de

di

xido

de

carb

ono)

10

A Figura 3 tambm ilustra as metas cumulativas

de desenvolvimento dos carros eltricos em v-

rios pases que, em 2020, estaria prxima a 13

milhes. A Tabela 1 traz essas metas individuais.

Alguns dos pases listados tambm estabelece-

ram ou esto discutindo datas para banir carros

movidos a combustveis fsseis: No