CCNA 4.0 - LSW - 06 Rote Amen To Entre VLANs

  • View
    776

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of CCNA 4.0 - LSW - 06 Rote Amen To Entre VLANs

Tema acessvel CISCO

Pgina 1 de 16

Alternar idioma para English | Pesquisa | Glossrio ndice do curso:6 Roteamento entre VLANs Selecionar

CCNA Exploration - Comutao de rede local e sem fio6 Roteamento entre VLANs6.0 Introduo do captulo6.0.1 Introduo Pgina 1: Nos captulos anteriores deste curso, discutimos como voc pode usar VLANs e troncos para segmentar uma rede. A limitao do escopo de cada domnio de broadcast na LAN por segmentao de VLAN proporciona melhor desempenho e segurana atravs da rede. Voc tambm aprendeu como o VTP usado para compartilhar as informaes de VLAN por switches mltiplos em um ambiente de LAN para simplificar o gerenciamento de VLANs. Agora que voc tem uma rede com muitas VLANs diferentes, a prxima pergunta : "Como permitir a comunicao entre dispositivos em VLANs separadas?" Neste captulo, voc aprender sobre o roteamento entre VLANs e como ele usado para permitir a comunicao entre dispositivos em VLANs separadas. Aprender diferentes mtodos para realizar o roteamento entre VLANs, e as vantagens e as desvantagens de cada um. Aprender tambm como diferentes configuraes de interface do roteador facilitam o roteamento entre VLANs. Enfim, estudar os possveis problemas enfrentados durante a implementao do roteamento entre VLANs, como identific-los e tambm corrigi-los. Exibir meio visual

6.1 Roteamento entre VLANs6.1.1 Apresentao do roteamento entre VLANs Pgina 1: Agora que voc sabe configurar VLANs em um switch de rede, o prximo passo permitir a comunicao entre dispositivos conectados s vrias VLANs. Em um captulo anterior, voc aprendeu que cada VLAN um domnio de broadcast exclusivo; portanto, por padro, computadores em VLANs separadas no podem se comunicar. H um modo de permitir a comunicao entre essas estaes finais chamado roteamento entre VLANs. Neste tpico, voc descobrir o que o roteamento entre VLANs e alguns dos diferentes modos de realiz-lo em uma rede. Neste captulo, ns abordamos um tipo de roteamento entre VLANs usando um roteador separado conectado infra-estrutura de switch. Definimos o roteamento entre VLANs como um processo de encaminhamento do trfego de rede de uma VLAN para outra com o uso de um roteador. VLANs so associadas a sub-redes de IP exclusivas na rede. Essa configurao de sub-rede facilita o processo de roteamento em um ambiente de vrias VLANs. Com o uso de um roteador para facilitar o roteamento entre VLANs, as interfaces de roteador podem ser conectadas a VLANs separadas. Dispositivos nessas VLANs enviam trfego pelo roteador para alcanar outras VLANs. Como voc pode ver na figura, o trfego do PC1 na VLAN10 roteado pelo roteador R1 para alcanar o PC3 na VLAN30. Exibir meio visual

Pgina 2: Tradicionalmente, o roteamento de LAN usava roteadores com interfaces fsicas mltiplas. Cada interface precisava estar conectada a uma rede separada e configurada para uma sub-rede diferente. Em uma rede tradicional que usa VLANs mltiplas para segmentar o trfego de rede em domnios de broadcast lgicos, o roteamento executado pela conexo de diferentes interfaces fsicas de roteador a diferentes portas fsicas de switch. As portas de switch conectam-se ao roteador em modo de acesso, e em modo de acesso so atribudas VLANs estticas diferentes a cada interface de porta. Cada interface de switch atribuda a uma VLAN esttica diferente. Em seguida, cada interface de roteador pode aceitar trfego da VLAN associada interface de switch qual est conectada, e o trfego pode ser roteado s outras VLANs conectadas s outras interfaces.

http://curriculum.netacad.net/virtuoso/servlet/org.cli.delivery.rendering.servlet.CCSer... 08/07/2011

Tema acessvel CISCO

Pgina 2 de 16

Clique no boto Reproduzir na figura para exibir o roteamento entre VLANs tradicional. Como voc pode ver na animao: 1. O PC1 na VLAN10 est se comunicando com o PC3 na VLAN30 pelo roteador R1. 2. O PC1 e o PC3 esto em VLANs diferentes e tm endereos IP em sub-redes diferentes. 3. O roteador R1 tem uma interface separada configurada para cada VLAN. 4. O PC1 envia trfego unicast destinado para o PC3 ao switch S2 na VLAN10, de onde o trfego encaminhado pela interface de tronco para o switch S1. 5. O switch S1 encaminha o trfego unicast para o roteador R1 na interface F0/0. 6. O roteador roteia o trfego unicast para a interface F0/1, que est conectada VLAN30. 7. O roteador encaminha o trfego unicast para o switch S1 na VLAN 30. 8. Em seguida, o switch S1 encaminha o trfego unicast para o switch S2 pelo link de tronco; depois disso, o switch S2 pode encaminhar o trfego unicast para o PC3 na VLAN30. Neste exemplo, o roteador foi configurado com duas interfaces fsicas separadas para interagir com as diferentes VLANs e executar o roteamento. Exibir meio visual

Pgina 3: O roteamento entre VLANs tradicional exige interfaces fsicas mltiplas no roteador e no switch. Entretanto, nem todas as configuraes de roteamento entre VLANs so assim. Alguns softwares de roteador permitem configurar interfaces de roteador como links de tronco. Isso abre novas possibilidades para o roteamento entre VLANs. "Router on a Stick" um tipo de configurao de roteador na qual uma nica interface fsica roteia o trfego entre VLANs mltiplas em uma rede. Como voc pode ver na figura, o roteador est conectado ao switch S1 usando uma nica conexo de rede fsica. A interface do roteador configurada para operar como um link de tronco e est conectada a uma porta de switch configurada em modo de tronco. O roteador executa o roteamento entre VLANs aceitando o trfego com etiqueta de VLAN, que vem do switch adjacente na interface de tronco, e roteando internamente entre as VLANs que usam subinterfaces. Em seguida, o roteador encaminha o trfego roteado com etiqueta de VLAN para a VLAN de destino pela mesma interface fsica. Subinterfaces so interfaces virtuais mltiplas, associadas a uma interface fsica. Elas so configuradas em software, em um roteador configurado independentemente com um endereo IP e uma atribuio de VLAN para operar em uma VLAN especfica. Subinterfaces so configuradas para sub-redes diferentes que correspondem sua atribuio de VLAN para facilitarem o roteamento lgico antes das as estruturas de dados terem etiquetas de VLAN e serem enviadas de volta pela interface fsica. Voc obter mais informaes sobre interfaces e subinterfaces no prximo tpico. Clique no boto Reproduzir na figura para ver como um roteador fixo executa a funo de roteamento. Como voc pode ver na animao: 1. O PC1 na VLAN10 est se comunicando com o PC3 na VLAN30 pelo roteador R1, usando uma nica interface de roteador fsica. 2. O PC1 envia o trfego unicast ao switch S2. 3. Em seguida, o switch S2 etiqueta o trfego unicast como tendo origem na VLAN10 e encaminha-o pelo link de tronco para o switch S1. 4. O switch S1 encaminha o trfego etiquetado pela outra interface de tronco na porta F0/5 para a interface no roteador R1.

http://curriculum.netacad.net/virtuoso/servlet/org.cli.delivery.rendering.servlet.CCSer... 08/07/2011

Tema acessvel CISCO

Pgina 3 de 16

5. O roteador R1 aceita o trfego unicast etiquetado na VLAN10 e roteia-o para a VLAN30 usando suas subinterfaces configuradas. 6. O trfego unicast recebe a etiqueta da VLAN30 ao ser enviado pela interface do roteador para o switch S1. 7. O switch S1 encaminha o trfego unicast etiquetado pelo outro link de tronco para o switch S2. 8. O switch S2 remove a etiqueta de VLAN do quadro unicast e encaminha o quadro para o PC3 na porta F0/6. Exibir meio visual

Pgina 4: Alguns switches podem executar funes de Camada 3, substituindo a necessidade de roteadores dedicados executarem roteamento bsico em uma rede. Switches multicamada podem executar roteamento entre VLANs. Clique no boto Reproduzir na figura para ver como ocorre o roteamento entre VLANs baseado em switch. Como voc pode ver na animao: 1. O PC1 na VLAN10 est se comunicando com o PC3 na VLAN30 pelo switch S1, usando interfaces VLAN configuradas para cada VLAN. 2. O PC1 envia o trfego unicast ao switch S2. 3. O switch S2 etiqueta o trfego unicast como tendo origem na VLAN10, enquanto encaminha o trfego unicast pelo link de tronco para o switch S1. 4. O switch S1 remove a etiqueta de VLAN e encaminha o trfego unicast para a interface VLAN10. 5. O switch S1 roteia o trfego unicast para a interface VLAN30. 6. Em seguida, o switch S1 reetiqueta o trfego unicast, desta vez como VLAN30, e encaminha-o pelo link de tronco de volta para o switch S2. 7. O switch S2 remove a etiqueta de VLAN do quadro unicast e encaminha o quadro para o PC3 na porta F0/6. Para permitir que um switch multicamada execute funes de roteamento, as interfaces VLAN no switch precisam ser configuradas com os endereos IP apropriados que correspondam sub-rede qual a VLAN est associada na rede. O switch multicamada tambm deve ter roteamento de IP habilitado. A comutao multicamada complexa e est fora do escopo deste curso. Para uma viso geral considervel da comutao multicamada, visite: http://cisco.com/en/US/docs/ios/12_0/switch/configuration/guide/xcmls.html. A configurao do roteamento entre VLANs em um switch multicamada est fora do escopo deste curso. Entretanto, o currculo do CCNP aborda o conceito de forma abrangente. Para explorar informaes adicionais, visite: http://www.cisco.com/en/US/tech/tk389/tk815/technologies_configuration_example09186a008019e74e.shtml. Exibir meio visual

6.1.2 Interfaces e subinterfaces Pgina 1: Como j mencionamos, h vrias opes de roteamento entre VLANs. Cada uma delas usa uma configurao de roteador diferente para realizar a tarefa de roteamento entre VLANs. Neste tpico, estudaremos o modo como cada tipo de configurao de interface de roteador roteia entre VLANs, alm das vantagens e das desvantagens. Comearemos revisando o modelo tradicional. Usando o roteador como um gateway O roteamento tradicional exige que roteadores tenham interfaces fsicas mltiplas para facilitar o roteamento

http: