CD 1º Seminário MaterLux

  • Published on
    07-Jun-2015

  • View
    615

  • Download
    1

Embed Size (px)

Transcript

<p>Essncias Vibracionaisby</p> <p>MaterLux1 Seminrio</p> <p>Thais Delboni</p> <p>12 de Novembro de 2005MaterLu x</p> <p>Somos o que fazemos, mas somos principalmente o que fazemos para mudar o que somosEduardo Galeano</p> <p>MaterLu x</p> <p>Caros amigos, Este trabalho est lhes sendo entregue porque acreditamos que ele poder ajudlos a compreender e trabalhar melhor com as essncias vibracionais. Gostaramos de relembr-los que todo esse material fruto de um longo trabalho, que envolveu muitos estudos, pesquisas, horas de sono e investimento financeiro. Por favor, respeite os direitos autorais desse material. No altere as informaes aqui contidas, nem tampouco divulgue-as sem dar o devido crdito. Se todos compartilharmos o que sabemos, com respeito e tica, certamente estaremos contribuindo para uma humanidade mais responsvel e fraterna. O nosso muito obrigada, Katia Kuchler e Thais DelboniMaterLu x</p> <p>Medicina Vibracional: Conceitos e CorrelaesMaterLu x</p> <p>Ns no somos simplesmente um corpo fsico que funciona como uma mquina, dependente de reaces qumicas. Somos mais que isso! Possuimos uma energia vital mais subtil que no vem s do metabolismo dos alimentos. Afinal temos emoes, sentimentos e uma alma que esto alm do corpo fsico, mas que fazem parte do TODO em cada um de ns. Esse conhecimento vem de longa data... A energia j era descrita desde a poca dos sbios egpcios, dos hinds, dos gregos, dos chineses e dos romanos. O prprio nome energia vem de energeia, palavra grega que Aristteles desenvolveu para descrever aquilo que transforma potencialidade em actividade1. Einstein, com a sua teoria da relatividade, mostrou que a matria e a energia no so mais que duas expresses de uma nica e mesma coisa: A MATRIA UMA FORMA DE ENERGIA CONGELADA. Sendo assim, todos os tomos e partculas subatmicas que constituem o nosso corpo humano so tambm um tipo de energia congelada. Como toda energia vibra e oscila em frequncias diferentes, ento, pelo menos no nvel atmico, o corpo humano realmente constituido por diferentes tipos de energia vibratria2 (ou campos de energia). Para alm disso, a teoria da relatividade de Einstein junto com o princpio da incerteza de Heisenberg, mudaram nosso entendimento de como a mente humana enfrenta a realidade: A REALIDADE TAMBM MUDADA E AFECTADA PELA NOSSA PARTICIPAO3. Com isso, podemos deduzir que no s de matria vivemos, mas tambm de energia. Podemos sentir isso a partir do som (energia) de uma msica que pode nos trazer uma emoo agradvel, ou a partir da cor (energia) de uma roupa que pode nos fazer mais animados num dia em que acordamos mais tristes. Cada vez mais a medicina ortodoxa publica trabalhos mostrando o papel das emoes no desenvolvimento de doenas (ou de sade) e desenvolve especialidades mdicas nesta rea como a medicina psicossomtica e a psiconeuroimunologia. Hoje sabe-se que: - factores de stress como ansiedade e a infelicidade influenciam a resposta imunolgica aos vrus; - altos nveis de raiva ou outra irritao aumentam o risco de doenas cardiovasculares; -pacientes com cancro que so capazes de expressar suas emoes e sentimentos tm uma maior actividade imunolgica no local de suas leses. Depois dele vrios outros pesquisadores neste campo desenvolveram sistemas de essncias MaterLu vibracionais de flores, de pedras e de lugares especiais da natureza.</p> <p>Medicina Vibracional</p> <p>x</p> <p>O mdico ingls Edward Bach, nos anos 20-30 do sculo XX, desenvolveu um sistema teraputico em que conseguia transportar para a gua a enegia das flores que, quando ingeridas, actuavam nos indivduos, melhorando os estados emocionais negativos que produziam doenas. Dizia ele que a doena caracterizada como um conflito entre a personalidade e a alma. Se o indivduo no age expressando o melhor da sua alma, seu corpo sofre as consequncias do desequilbrio energtico que se instala. Portanto a doena, na verdade, serve para nos colocar de volta ao caminho do equilbrio. Na verdade, o mecanismo de actuao da essncias vibracionais tem como base a fsica quntica. Os nossos campos de energia so alterados pela ressonncia (essa ocorre quando um sistema de vibrao estimulado por uma fora externa que combine com sua frequncia natural de vibrao, amplificando a energia). As essencias vibracionais agem de acordo com esse princpio. A estrutura e a forma especfica da fora vital de cada essncia ressoam e amplificam qualidades particulares na alma humana. As essncias vibracionais no actuam atravs de reaces bioqumicas no corpo humano como os medicamentos farmacuticos. Do ponto de vista fsico as essncias vibracionais so to diluidas que no podem ser medidas por anlises padronizadas de laboratrio. Como diz Patricia Kaminski, da Flower Essence Society em seu livro Flores que Curam Ao invs de condensar a matria fsica, os mtodos de preparao usados para as essncias florais expandem a substncia fsica de tal forma que produzem qualidades vibracionais alm do plano fsico. Isto significa que as essncias florais (e vibracionais) no agem no corpo fsico como tal, mas, pelo contrrio, nos campos energticos que o circundam; mudanas nesses campos de energia podem, por sua vez, influenciar o bem-estar mental, emocional e/ou fsico. necessrio, portanto, uma mudana no paradigma da cincia e, principalmente, nas nossas prprias crenas de que somente os qumicos tm o poder de curar as doenas. Tambm fundamental percebermos que est em ns mesmos a capacidade de curar os nossos males fsicos, bastando para isso que faamos uma mudana na nossa maneira de encarar a vida. As essncias vibracionais existem para nos ajudar neste processo.Referncias: 1. Sabetti, Stephano O Princpio da Totalidade: uma anlise do processo da energia vital, pag: 45, So Paulo : Summus, 1991 2. Gerber, Richard Um Guia Prtico de Medicina Vibracional, So Paulo: Cultrix, 2001 3. Kaminski, Patricia Flores que Curam: Como usar essncias florais; So Paulo: Triom, 2000</p> <p>MaterLu x</p> <p>Histria, Filosofia e Evoluo da Terapia Vibracional</p> <p>MaterLu x</p> <p>COMO ATUAM AS ESSNCIAS VIBRACIONAISCom estes novos conceitos, a medicina vibracional acredita que para se curar uma doena fsica, devemos atuar com energia pura em um ou vrios dos nossos corpos sutis para modificar os padres alterados de energia, fazendo com que assim o efeito cascata se realize at o corpo fsico de maneira positiva. As essncias vibracionais atuam nos campos energticos por suas qualidades bi-polares, equilibrando o padro de energia do indivduo, seguindo a Lei da Unio dos Opostos. As polaridades podem ser mais bem entendidas ao percebermos que, se possumos sentimentos de medo, tambm temos o da coragem em nosso padro energtico, embora ele possa no estar consciente neste momento. As essncias vibracionais atuam no equilbrio destas polaridades, trazendo para a conscincia a coragem de enfrentar o medo, clarificando-o e transformando-o. Na verdade cria-se um terceiro estado decorrente do encontro das duas polaridades (padro de interferncia de energia). Esse terceiro estado criado pela livre escolha do paciente o que denominamos cura. Segundo Richard Katz e Patricia Kaminski, as essncias vibracionais atuam atravs do fenmeno da ressonncia. A forma e estrutura especficas das foras vitais transmitidas por cada flor/pedra/ambiente ressonam com, e acordam qualidades particulares na alma humana. Qualidade da Alma/Pedra/Ambiente FLOR ressnancia Qualidade da Alma PESSOA</p> <p>O indivduo, enquanto ser fsico, possui o que poderamos chamar de alma, entendendo que alma a expresso total (mental, emocional e astral) desse ser. MaterLu</p> <p>x</p> <p>A terapia com as essncias vibracionais na verdade a terapia da alma, pois ajuda a pessoa a expressar a capacidade de sua alma que est contida. A doena, com seus sintomas, nada mais do que a mensagem do desequilbrio da alma do ser. Podemos deduzir ento, que a doena ajuda o processo evolutivo do indivduo. Curando-se a alma, ela trabalha no plano fsico, devolvendo o equilbrio total ao ser. Sua atuao devida s foras vitais provenientes da planta, contidas na matriz aquosa, que atuam nos vrios campos energticos humanos. Na verdade trazem os padres energticos especficos de cada flor. A gua que contm a energia das flores/pedras/ambiente recebe um tipo de impresso hologrfica das qualidades essenciais dessa matria. Cada gota da gua contm a configurao total desse arqutipo.</p> <p>Freqncia Vibratria da Alma O melhor estado do Ser.</p> <p>Freqncia Vibratria da Personalidade, sendo alterada com o processo de educao/socializao.</p> <p>Freqncia Vibratria da Personalidade, tornando-se mais prxima da Freqncia da Alma, MaterLu atravs do uso das essncias vibracionais. x</p> <p>O tratamento com as essncias vibracionais consiste em inundar, e no combater, os estados de alma negativos com as ondas mais altas de energia harmoniosa. Assim, se restabelece o contato entre a Alma e a Pessoa e o ser humano volta a ser ele mesmo. Atravs do resgate das virtudes da Alma, a personalidade sai da confuso e restrio.</p> <p>Personalidade agindo inteiramente em harmonia com a Alma. Personalidade no Doen oscila em harmonia 2 1 a Estados de esprito com a Alma Doenas fsicasnegativosMaterLu x</p> <p>Sade</p> <p>HISTRICO DA TERAPIA FLORAL / VIBRACIONALA histria nos mostra, que muitos foram os homens que se interessaram pelas plantas e suas qualidades. Entre eles Goethe, que dedicou muitos de seus estudos observao e anlise das flores, tendo dito que elas so a expresso mxima do equilbrio entre as foras telricas e csmicas. No incio do sculo, a busca de uma medicina mais eficaz e abrangente, fez com que o mdico ingls Edward Bach, procurasse novas formas de tratamento. Surgiram ento as 38 essncias florais por ele pesquisadas e conhecidas como Florais de Bach, o que deu incio ao trabalho que hoje denominamos Terapia Floral. HISTRIA DO DR. BACH Edward Bach nasceu em Moseley, Pas de Gales, em 24 de setembro de 1886. Formou-se em Medicina em 1912. Trabalhou em Londres onde recebeu o ttulo de Patologista e se graduou em Sade Pblica. De 1912 a 1930 foi um grande mdico cientista e pesquisador. Tambm realizou sua formao em Homeopatia. Aos 31 anos, aps uma hemorragia digestiva, deram-lhe somente trs meses de vida. Lutou contra a doena e conseguiu curar-se, percebendo que deveria mudar alguma coisa em seu modo de ver o mundo. Assim, deu incio a um profundo trabalho de autoconhecimento. Em 1928, aos 42 anos, voltou a morar no campo onde teve seus primeiros contatos com as flores e perceber suas propriedades curativas. De 1928 a 1935 pesquisou 38 essncias florais. Em 27 de</p> <p>MaterLu x</p> <p>A continuao do trabalho desenvolvido por Edward Bach ocorreu em vrias partes do mundo, sendo que um dos trabalhos mais expressivos sobre as essncias vibracionais teve nicio em 1978, na Califrnia - EUA, atravs de Richard Katz e Patrcia Kaminski, fundadores e administradores da FES - Flower Essence Society.</p> <p>A TERAPIA FLORAL / VIBRACIONAL NOS DIAS ATUAIS</p> <p>A FES hoje uma sociedade onde, alm das pesquisas, h a produo e distribuio de suas essncias. O processo de produo das essncias segue algumas etapas como a observao cientifica e sistemtica das plantas, pesquisa dos aspectos culturais a ela relacionados, meditao e um constante trabalho de desenvolvimento e autoconhecimento. Alm disso, estimulam uma rede internacional de troca de informaes sobre os traba-lhos realizados com as essncias e seus resultados. Trabalhos importantes vm sendo h vrios anos desenvolvidos por pesquisadores do mundo todo. Hoje existem aproximadamente 87 sistemas diferentes e mais de 10.000 essncias vibracionais, para alm de todas as linhas de produtos MaterLu elaborados com essas essncias.x</p> <p>Nossos Fornecedores: Alguns dos melhores produtores mundiais de essncias vibracionais</p> <p>MaterLux</p> <p>MaterLu x</p> <p>COMO SO PREPARADAS AS ESSNCIAS VIBRACIONAISOs produtores de essncias vibracionais mais respeitados seguem alguns passos, que consideramos muito importantes para a preparao de uma essncia. Ao se depararem com uma nova flor/pedra/ambiente, realizam primeiramente um profundo estudo botnico/geolgico/ecolgico sobre o que vo trabalhar, realizando um estudo profundo das suas propriedades fsicas e energticas. Acrescentam a essa investigao as informaes provenientes do folclore e senso popular. A seguir diversos estudiosos dedicam-se durante horas a compreender e decodificar as sensaes e vibraes advindas daquela flor/pedra/ambiente. Somente quando todos esses dados so organizados e algumas qualidades vibracionais da essncia encontram-se clarificadas, ela produzida e distribuda para alguns terapeutas que iro comprovar as pesquisas feitas. Somente depois disso ela passa a integrar os repertrios divulgados ao pblico do mundo todo.MaterLu x</p> <p>A preparao das essncias vibracionais requer algumas atenes especiais: Com a pureza do meio ambiente; Observao das condies celestes e meteorolgicas, pois se deve ter um dia claro e preferencialmente ensolarado; A espera do momento mximo de florao, escolhendo flores sem mculas; Reverenciando e agradecendo a natureza e a planta, ao colh-la da forma mais suave possvel; Na tigela, de cristal ou cermica, que ser utilizada. Com a pureza da gua em que as flores/pedra/ambiente sero depositadas;</p> <p>As essncias vibracionais so preparadas atravs de uma exposio solar ou lunar, com durao de 4 a 6 horas, de flores silvestres ou de flores de jardins, colocadas em uma tigela de cristal ou cermica cheia de gua extremamente pura. Posteriormente, essa soluo pode ser diluda em mais gua e preservada com brandy. Tal mtodo conhecido como solar ou lunar. MaterLux</p> <p>Nenhuma cincia, nenhum conhecimento necessrio alm dos mtodos simples aqui descritos; e os que quiserem obter o maior benefcio da Ddiva mandada por Deus sero os que a mantiverem pura como ela ; livre das teorias, pois tudo na Natureza simples!Dr. Edward BachMaterLu x</p> <p>Dr. Massaru Emoto</p> <p>MaterLu x</p> <p>Um composto para despertar o que de melhor existe em cada um de ns</p> <p>MaterLu x</p> <p>Modos de Tomar3 gotas 4 vezes ao dia, diretamente nalngua ou</p> <p>3 gotas diludas em uma garrafa de 50 cl dgua, para tomar em pequenos golesdurante o dia, ou</p> <p>3 gotas em um frasco de spray com 20 cl dgua e aspergir no ambiente 2 a 6 vezespor dia, ou ou ou</p> <p>3 gotas na gua do banho 3 gotas no leo de massagemMaterLu x</p> <p>Para pessoas de todas as idades...Dos bebs aos idosos, por grvidas e doentes crnicos.</p> <p>No so medicamentos No tm contra-indicaes No apresentam efeitos secundrios No so incompatveis com quaiquer outras medicaes/tratamentos</p> <p>Totalmente naturais</p> <p>Trata-se de uma soluo de gua e Brandy (o conservante mais natural que existe uva envelhecida em carvalho) adicionada das essncias vibracionais de determinadas flores. Fator alcolico em 12 gotas dirias: 0,072 ml de lcool1ml = 20 gotas 0,6ml = 16 gotas 0,6ml = 30% Brandy (0,24ml) + 70% gua O fator alcolico do Brandy 40%, ou seja, 0,18ml de Brandy tem 0,072ml de lcool</p> <p>MaterLu x</p> <p>A Limpeza do Corpo, da Mente e dos Campos Energticos</p> <p>A Retoma do Brilho da Alma</p> <p>A Determinao e Assertividade em Estabelecer Limites Trazer mais Vida a Prpria Vida</p> <p>A Integrao e Plena Vivncia...</p>