Célula Vegetal - Vacúolo - Renes Pinheiro

  • View
    267

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Célula Vegetal - Vacúolo - Renes Pinheiro

Universidade Federal de Santa Maria Programa de ps-graduao em Agronomia Agricultura e Ambiente Disciplina de Fisiologia Vegetal em Agroecossistemas

Clula Vegetal: Vacolo

Clique para editar o estilo do subttulo mestre

Mestrando: Renes Rossi Pinheiro4/17/12

Definio

Os vacolos (do latim "vaccuus" - vcuo) so estruturas celulares, muito abundantes nas clulas vegetais, contidas no citoplasma da clula, de forma mais ou menos esfricas ou ovular, geradas pela prpria clula ao criar uma membrana fechada que isola um certo volume celular do resto do citoplasma. Seu contedo fluido, armazenam produtos de nutrio ou de refugo, podendo conter enzimas ou at 4/17/12

Forma e Origem

Tonoplasto uma membrana lipoprotica, tegumentar ao vacolo das clulas vegetais.

Origem: o vacolo pode originar-se diretamente do retculo endoplasmtico, mas a maioria das protenas do tonoplasto e do suco vacuolar provm diretamente do complexo de Golgi.4/17/12

Desenvolvimento Vacolo

A clula vegetal imatura tipicamente contm numerosos pequenos vacolos que aumentam em tamanho e se fundem formando um nico vacolo, medida que a clula se avoluma. Na clula madura, at 90% do volume celular pode ser ocupado pelo vacolo.

4/17/12

Desenvolvimento Vacolo

4/17/12

Tamanhos de Vacolos

4/17/12

Funes:Armazenamento de substncias (Na maioria dos casos, os vacolos no sintetizam as molculas que acumulam, mas as recebem de outras partes do citoplasma.) gua, acares, protenas; pode-se encontrar ainda compostos fenlicos, pigmentos como betalanas, antocianinas cristais de oxalato de clcio (drusas, estilides, cristais prismticos, rafdios, etc.).4/17/12

Semente

Vacolos pequenos acmulo de protenas, ons e outros metablitos. Um exemplo so os microvacolos do endosperma da semente de mamona (Ricinus communis), que contm Legenda: proteicos 1. Vacolos gros de aleurona. (gros de aleurona);2. Parede celular; 3. Tonoplasto; 4. Substncia fundamental; 5. Cristalide; 6. Globide; 7. Pormenor

4/17/12

Funes:

Vacolo como controlador da presso osmtica Os vacolos desempenham um papel dinmico no crescimento e desenvolvimento da clula, Solutos orgnicos e inorgnicos so acumulados no vacolo originando uma presso osmtica, a qual responsvel pela presso de turgor, essencial para o alongamento celular.

4/17/12

Controlador da presso Osmtica

4/17/12

Clulas Turgidas e Plasmolisadas

4/17/12

Funes:

Os vacolos tambm removem metablitos secundrios txicos, tais como nicotina e tanino, do resto do citoplasma. Tais substncias so permanentemente removidas para os vacolos. Os metablitos secundrios contidos nos vacolos so txicos, servindo como defesa contra patgenos, parasitas e/ou herbvoros.

4/17/12

Vacolo contendo taninos

4/17/12

Funes:

Acmulo de pigmentos, cores (azul, violeta, roxo e vermelho-escuro) so causadas por um grupo de pigmentos conhecidos como antocianinas, que so responsveis pelas cores azuis e vermelhas de muitas hortalias, frutas e um grande nmero de flores. O suco vacuolar , via de regra, ligeiramente cido. Alguns sucos como os dos vacolos de frutas ctricas so muito cidos, sendo responsveis pelo sabor.4/17/12

Acmulo de pigmentos

Epiderme de Rheo discolor(betalana)4/17/12

Funes:

Os vacolos esto envolvidos na quebra de macromolculas e na reciclagem de seus componentes dentro da clula. Organelas celulares inteiras podem ser depositadas e degradadas nos vacolos. Devido sua atividade digestiva, os vacolos so comparveis em funo aos lisossomos das clulas animais.

4/17/12

Principais funes

Presso Osmtica Acumulo de Pigmentos Funes Digestivas Remove metablitos secundrios txicos Armazenamento de Substanciagua 90% - regulao hdrica a sua principal funo ons Ca2+, Na2+, K+ etc.. Cristais sais

4/17/12

[email protected]

4/17/12

Search related