Chile: surge a miséria da Previdência .Chile: surge a miséria da Previdência privatizada

  • View
    214

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Chile: surge a miséria da Previdência .Chile: surge a miséria da Previdência privatizada

  • Busca... Busca

    HomeSobre Outras PalavrasEquipeNossos sitesNossos projetosAjude a sustentarContato

    RSS FeedTwitterFacebook

    Chile: surge a misria daPrevidncia privatizada 26 de maio de 2017

    Idosos comeam a se aposentar segundo sistema imposto por Pinochet econcebido por Milton Friedman. Em 90% dos casos, benefcios correspondema, no mximo, 56% do salrio mnimo

    Por Paula Reverbel, na BBC

    Enquanto o governo brasileiro busca mudar a sua Previdncia para, segundo oPalcio do Planalto, combater um rombo fiscal que est se tornandoinsustentvel para as contas pblicas, o Chile, o primeiro pas do mundo aprivatizar o sistema de previdncia, tambm enfrenta problemas com seuregime.

    Reformado no incio da dcada de 1980, o sistema o pas abandonou o modeloparecido com o que o Brasil tem hoje, sob o qual os trabalhadores de carteiraassinada colaboram com um fundo pblico que garante a aposentadoria, pensoe auxlio a seus cidados.

    No lugar, o Chile colocou em prtica algo que s existia em livros tericos deeconomia: cada trabalhador faz a prpria poupana, que depositada em umaconta individual, em vez de ir para um fundo coletivo. Enquanto fica guardado,o dinheiro administrado por empresas privadas, que podem investir nomercado financeiro.

    Trinta e cinco anos depois, porm, o pas vive uma situao insustentvel,segundo sua prpria presidente, Michelle Bachelet. O problema: o baixo valorrecebido pelos aposentados.

    Canal Outras Palavras

    Nossa Livraria online

    Siga-nos

    Outras Palavras

    Inglaterra: o vendavalJeremy CorbynLder trabalhista,claramente identificadocom esquerda e novacultura poltica, est aum passo de vencereleies. Repercussointernacional seria []

    Cracolndia e El Bronx(Bogot): Script em trsatosEm dois centros docapitalismo perifrico,idntico roteiro eimagens de abandono,degradao e captura doespao urbano pelosespeculadores. []

    Taxi

    Driver, cinemaprofticoVolta filme que expe

    41 friends like this

    Outras Pa291K likes

    Like Page! " + $ %

    Chile: surge a misria da Previdncia privatizada http://outraspalavras.net/outrasmidias/destaque-outras-midias/chile...

    1 de 6 06/06/2017 21:49

  • A experincia chilena evidencia os desafios previdencirios ao redor do mundoe alimenta um debate de difcil resposta: qual o modelo mais justo dePrevidncia?

    Impopular

    Como as reformas previdencirias so polmicas, impopulares e politicamentedifceis de fazer, no surpreende que essa mudana profunda indita nomundo tenha sido feita pelo Chile em 1981, durante a ditadura de AugustoPinochet (1973-1990).

    De acordo com o economista Kristian Niemietz, pesquisador do Institute ofEconomic Affairs (IEA, Instituto de Assuntos Econmicos, em portugus), oministro responsvel pela mudana, Jos Piera, teve a ideia de privatizar aprevidncia aps ler o economista americano Milton Friedman (1912-2006),um dos maiores defensores do liberalismo econmico no sculo passado.

    Hoje, todos os trabalhadores chilenos so obrigados a depositar ao menos 10%do salrio por no mnimo 20 anos para se aposentar. A idade mnima paramulheres 60 e para homens, 65. No h contribuies dos empregadores oudo Estado.

    Chile adotou sistema privado durante ditadura de Augusto Pinochet

    Agora, quando o novo modelo comea a produzir os seus primeirosaposentados, o baixo valor das aposentadorias chocou: 90,9% recebem menosde 149.435 pesos (cerca de R$ 694,08). Os dados foram divulgados em 2015pela Fundao Sol, organizao independente chilena que analisa economia etrabalho, e fez os clculos com base em informaes da Superintendncia dePenses do governo.

    O salrio mnimo do Chile de 264 mil pesos (cerca de R$ 1,226.20).

    No ano passado, centenas de milhares de manifestantes foram s ruas dacapital, Santiago, para protestar contra o sistema de previdncia privado.

    Como resposta, Bachelet, que j tinha alterado o sistema em 2008, propsmudanas mais radicais, que podem fazer com que a Previdncia chilena voltea ser mais parecida com a da era pr-Pinochet.

    Exemplo de livro

    De acordo com Niemietz, o modelo tradicional, adotado pela maioria dospases, incluindo o Brasil, chamado por muitos economistas de Pay as yougo (Pague ao longo da vida).

    Ele foi criado pelo chanceler alemo Otto von Bismarck nos anos 1880, umapoca em que os pases tinham altas taxas de natalidade e mortalidade.

    Voc tinha milhares de pessoas jovens o suficiente para trabalhar e apenasalguns aposentados, ento o sistema era fcil de financiar. Mas conforme aexpectativa de vida comeou a crescer, as pessoas no morriam mais (emmdia) aos 67 anos, dois anos depois de se aposentar. Chegavam aos 70, 80 ou90 anos de idade, disse o economista BBC Brasil.

    Depois, dos anos 1960 em diante, as taxas de natalidade comearam a cair empases ocidentais. Quando isso acontece, voc passa a ter uma populao commuitos idosos e poucos jovens, e o sistema pay as you go se tornainsustentvel, acrescentou.

    Segundo Niemietz, a mudana implementada pelo Chile em 1981 era apenasum exemplo terico nos livros de introduo Economia.

    Em teoria, voc teria um sistema em que cada gerao economiza para suaprpria aposentadoria, ento o tamanho da gerao seguinte no importa,afirmou ele, que defensor do modelo.

    Para ele, grande parte dos problemas enfrentados pelo Chile esto relacionadosao fato de que muitas pessoas no podem contribuir o suficiente para recolher obenefcio depois e que essa questo, muito atrelada ao trabalho informal,existiria qualquer que fosse o modelo adotado.

    No Brasil, a reforma proposta pelo governo Temer mantm o modelo Pay asyou go, em que, segundo economistas como Niemietz, cada gerao passa a

    Mais lidos

    Outro Canal

    desamparo do indivduodiante de um mundo emque velhas refernciascaducaram. Para Travis,o personagem, []

    Blog da Redao

    SPdebateestado

    de exceo, ascenoda direita e alternativas esquerdaSalo do Livro Polticocomea hoje, no teatroda PUC-SP, um dospalcos de resistnciademocrtica naditadura. Evento trar[]

    Torturra: as diretas-jem SP e as novasformas de polticaCriolo, que estarpresente no ato de SoPaulo. Buscar novasformas despolitizar? grosseiro dizer que aspessoas que []

    Existirmos a que serque se destina?Nova pea de NelsonBaskerville sugere, naforma de um jogoteatral denso eimprevisvel, que no suportvel viver []

    Blogs

    Parceria Editorial

    Vdeos e entrevistas

    Outros Livros

    POPULAR COMMENTS

    TODAY WEEK MONTH ALL

    Ritalina, a droga legal que ameaao futuro

    50 filmes para conhecercriticamente a Histria

    Como o ps-consumismo florescena Alemanha

    Dez documentrios que iro mudarsuas ideias sobre alimentao

    Acesso livre: 35 filmes para questionarcapitalismo

    Carne e Osso DocumentrioCompleto HD

    A CARNE FRACA (HD)

    Reforma Trabalhosta - CoisasQue Voc Precisa Saber #31

    Compre

    Compre

    O Bem ViverUma oportunidade para imaginar outros mundos

    Autor: Alberto AcostaPor R$ 30,00

    Aos nossos amigos

    Crise e insurreio

    Autor: Comite InvisivelDe R$ 32,00 por R$ 27,00

    O Minotauro GlobalA verdadeira origem da crise financeira e o futuro da economia global

    Autor: Yanis VaroufakisPor R$ 50,00 (PR-VENDA)

    Compre

    Chile: surge a misria da Previdncia privatizada http://outraspalavras.net/outrasmidias/destaque-outras-midias/chile...

    2 de 6 06/06/2017 21:49

  • conta para a gerao seguinte.

    Para reduzir o rombo fiscal, Temer busca convencer o Congresso a aumentar aidade mnima e o tempo mnimo de contribuio para se aposentar.

    No parecer do deputado Arthur Maia (PPS-BA), relator da proposta, mulheresprecisariam ter ao menos 62 anos e homens, 65 anos. So necessrios 25 anosde contribuio para receber aposentadoria. Para pagamento integral, o temposobe para 40 anos.

    Na prtica

    De acordo com o especialista Kaiz Beltro, professor da Escola deAdministrao Pblica e de Empresas da FGV Rio, vrias vantagens tericasdo sistema chileno no se concretizaram.

    Segundo ele, esperava-se que o dinheiro de aposentadorias chilenas poderia serusado para fazer investimentos produtivos e que a concorrncia entre fundosadministradores de aposentadoria faria com que cada pessoa procurasse amelhor opo para si.

    Ele explica que, como as administradoras so obrigadas a cobrir taxas deretornos de investimentos que so muito baixas, h uma uniformizao doinvestimentos. A maior parte dos investimentos feita em letras do Tesouro,diz.

    Essas cinco empresas juntas cuidam de um capital acumulado que correspondea 69,6% do PIB do pas, de acordo com dados de 2015 da OCDE (Organizaopara Desenvolvimento e Cooperao Econmica), grupo de 35 pases maisdesenvolvidos do qual o Chile faz parte.

    As maiores crticas contra o sistema chileno se devem s AFPs, queabocanham grande parte do valor das aposentadorias das pessoas. De acordocom Beltro, o valor pago s administradoras no muito transparente, pois cobrado junto ao valor de seguro em caso de acidentes.

    Justo ou injusto?

    A BBC Brasil perguntou ao especialista em desigualdade Marcelo Medeiros,professor da UnB (Universidade de Braslia) e pesquisador do Ipea (Institutode Pesquisa Econmica Aplicada) e da Universidade Yale, qual modelo deprevidncia o mais justo o brasileiro ou o chileno.

    Justo ou injusto uma questo mais complicada, disse. O justo vocreceber o que voc poupou ou reduzir a desigualdade? Dependendo damaneira de abordar esse problema, voc pode ter respostas distintas.

    De acordo com Medeiros, o que existe uma resposta concreta para qualmodelo gera mais desigualdade e qual gera menos desigualdade.

    A previdncia privada s reproduz a desigualdade ao longo do tempo,explicou.

    Segundo especialista, a Previdncia no Brasil tende a replicar os salriosanteriores

    O sistema Pay as you go brasileiro c