Ciclo celular Os citologistas dividem o ciclo celular em duas etapas: divisão celular e intérfase. Divisão celular – Compreende a mitose (divisão do núcleo)

  • Published on
    07-Apr-2016

  • View
    226

  • Download
    4

Embed Size (px)

Transcript

  • Ciclo celularOs citologistas dividem o ciclo celular em duas etapas: diviso celular e intrfase.

    Diviso celular Compreende a mitose (diviso do ncleo) e a citocinese (diviso do citoplasma).Intrfase perodo em que a clula no est em diviso.

  • IntrfaseA intrfase, perodo em que a clula no est se dividindo, foi impropriamente chamada de perodo de repouso celular. Na realidade, a maioria das reaes qumicas da clula ocorrem durante a intrfase, incluindo a duplicao do DNA e o crescimento da clula.Na intrfase, os cromossomos esto descondensados e so to finos que no podem ser visualizados individualmente, mesmo com os mais potentes microscpios pticos. Foi exatamente por isso que se empregou originalmente, o termo cromatina para designar o conjunto filamentoso do ncleo interfsico; no se sabia, na poca, que a cromatina correspondia a um conjunto de filamentos individualizados, os cromossomos.

  • Diviso celularDiviso celular o processo pelo qual uma clula se transforma em duas clulas filhas. Nesse caso, dividir significa duplicar, pois as novas clulas so capazes de crescer e de se transformar em clulas idnticas original. A diviso celular a maneira pela qual organismos unicelulares se reproduzem e as clulas dos organismos multicelulares se multiplicam, possibilitando o crescimento. Cada um de ns j foi uma nica clula, a partir da qual surgiram, por divises celulares sucessivas, as dezenas de trilhes de clulas que formam nosso corpo.

  • Os dois tipos de diviso H dois tipos fundamentais de diviso celular: a mitose e a meiose.

    Mitose uma clula se divide, originando duas clulas-filhas exatamente iguais clula inicial. Permite que os organismos pluricelulares cresam por aumento do nmero de clulas e substituam clulas mortas. Ou seja, nos seres eucariontes o processo de diviso responsvel pelo crescimento, desenvolvimento e reposio de clulas envelhecidas.

    Meiose ocorrem duas divises, obtendo-se como resultado final quatro clulas com exatamente a metade dos cromossomos existentes na clula-me. Ou seja, tem por funo a produo de clulas germinativas. vulos e espermatozides, nos animais, e esporos, nos vegetais, so produzidos por meiose.

  • Fases da MitoseAo longo da mitose ocorrem eventos marcantes, escolhidos pelos cientistas para identificar quatro fases no processo.1) Prfase 2) Metfase 3) Anfase 4) Telfase

  • 1) Prfase (Intrfase)Os cromossomos se condensam;Os nuclolos desaparecem;A cariotca se desfaz;Formao do fuso mittico (ou fuso acromtico). O fuso um conjunto de fibras orientados de um plo a outro da clula, cuja funo conduzir os cromossomos para os plos celulares durante a anfase.

  • 2)MetfaseCromossomos atingem o mximo de condensao;Cromossomos migram para a regio equatorial da clula;Cada cromossomo se une aos dois plos da clula por meio das fibras do fuso mittico.

  • 3) AnfaseCromtides-irms se separam, puxadas para plos opostos pelo encurtamento das fibras do fuso mittico

  • 4) TelfaseOs cromossomos se descondensam, os nuclolos reaparecem, e as fibras do fuso mittico desaparecem;Ocorre a cariocinese: diviso do ncleo;Ocorre a citocinese: diviso do citoplasma;A carioteca se reorganiza ao redor de cada ncleo filho. As clulas filhas se separam.

  • Prfase IMetfase IDiviso I (Reducional)Anfase ITelfase IMeiosePrfase IIDiviso II (Equacional)Metfase IIAnfase IITelfase II

  • Fases da MeioseA meiose sempre parte de uma clula diplide e d origem a quatro clulas haplides. A importncia da reduo dos cromossomos fica evidente quando lembramos que, na fecundao, os gametas se fundem, restabelecendo o nmero dipide da espcie.

  • Alteraes cromossmicas na espcie humanaO tamanho, a forma e o nmero de cromossomos so constantes entre os indivduos de mesma espcie. Os desvios em relao ao caritipo normal, conhecidos como aberraes cromossmicas, geralmente causam grandes transtornos ao funcionamento celular, produzindo doenas graves ou mesmo a morte das pessoas portadoras.As alteraes cromossmicas podem ser numricas, quando afetam o nmero de cromossomos da clula, ou estruturais, quando afetam a estrutura de um ou mais cromossomos do caritipo.

  • Sndrome de DownOs indivduos portadores dessa sndrome apresentam trissomia do par de cromossomos 21. Os portadores podem ser do sexo masculino ou feminino, apresentando o caritipo 45+XY e 45+XX respectivamente.

    Sintomas: retardamento mental, frequentemente nascem com defeitos cardacos, entre outros.

  • Sndrome de KlinefelterOs indivduos portadores dessa sndrome, apresentam trissomia do cromossomo sexual, ou seja, apresentam um cromossomo sexual a mais, apresentando caritipo 44+XXY

    Principais caractersticas: sexo masculino, pnis e testculos reduzidos, estatura geralmente anormal, seios desenvolvidos, o corpo ganha contornos femininos, escassez de plos pubianos, deficincia mental.

  • Sndrome de TurnerOs indivduos dessa sndrome apresentam monossomia do cromossomo X, ou seja, no tem um dos cromossomos X, apresentando caritipo 44+XPrincipais caractersticas: sexo feminino, ovrios rudimentares, estatura baixa, pescoo alado e trax largo, seios pouco desenvolvidos, vagina estreita, anomalias cardacas e esquelticas, retardamento mental.

Recommended

View more >