CIDADES INVISÍVEIS - ?· CIDADES INVISÍVEIS – UMA CONSTRUÇÃO INTERPRETATIVA Fabiana Mabel Universidade…

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

Urbanismo. Modelos Ambientales y Sistemas de Informacin Geogrficos 91

CIDADES INVISVEIS UMACONSTRUO INTERPRETATIVA

Fabiana MabelUniversidade de Braslia - UnB

fabianamabel@ig.com.br

ResumoCriar uma imagem virtual digital coletiva, de uma das 57 cidades descritas por Italo Calvino no livro As cidades invisveis.Imaginar a cidade e ultrapassar seu conceito geogrfico. Torn-la um elemento aglutinador das experincias e sentimentoshumanos, uma fonte inesgotvel em transformao.Permitir uma criao pessoal e coletiva, atravs dos elementos que so ao mesmo tempo descritivos e imaginativos, quefazem ou no parte do mundo real, nos reportarmos ao mundo dos sonhos, do faz de conta, lugares onde tudo possvel.Um convite a sentir e compreender sem pressa, analisando os detalhes como numa obra de arte . Um espao digital quepossibilite um dilogo no s no campo da fala mas tambm do olhar, do criar, do fazer, do dividir e do compreender. Apassagem para uma nova forma de interao, onde as trocas acontecem livre e independentemente, sem direo defluxos, derrubando barreiras espao-temporais.Uma busca potica que tomar forma atravs da construo de um mundo, formado por elementos como: luz, som ,imagens, animaes, objetos 2D e 3D, textos e vdeos. Estar disponvel no site Cidade arte (www.cidadearte.com.br).

AbstractCrear una imagen virtual digital colectiva, de una de las 57 ciudades descrito por Italo Calvino en el libro Las ciudadesinvisibles . Imaginar la ciudad y superar su concepto geogrfico. Hacer-la un elemento aglutinadotes de las experiencias ysentimientos humanos, una fuente inagotable en transformacin.Permitir una creacin personal y colectiva, a travs de los elementos que son al mismo tiempo descriptivos e imaginativos,que hace o no parte del mundo real, nosotros reportamos al mundo de los sueos, de la factura, lugares dnde todo esposible.Una invitacin para sentir y entender sin la prisa, analizando los detalles como en una obra de arte. Un espacio digital quehace posible un dilogo no slo en el campo del discurso pero tambin de la mirada, de crear, de hacer, de dividir y decomprensin. El pasaje para una nueva forma de la interaccin, dnde los cambios acontecen libre e independientemente,sin la direccin de flujos, derribando las barreras espacio-tempo.Una bsqueda potica que tomar forma a travs de la construccin de un mundo, compuesto por los elementos como: laluz, el sonido, las imgenes, las animaciones, objetan 2D y 3D, textos y videos. Estar disponible en el sitioCiudad arte(www.cidadearte.com.br)

IntroduoO texto, o som, a imagem, seja ela esttica ou no, sempre foramartifcios usado pelo homem para transmitir uma idia, um conceito,uma informao; promover um dilogo com seu semelhante. Arepresentao atravs da imagem, pelo que sabemos at hoje, foia primeira maneira encontrada para iniciar esse intercambio. Osdesenhos nas cavernas, os hierglifos e os desenhos egpciosso elementos estudados e pesquisados por centenas dehistoriadores, o importante ter em mente que o homem cada umem sua poca, procurou utilizar os meios existentes para exprimira outros o seu entendimento do mundo.

O mundo moderno introduziu o rdio, o cinema e a televiso, essesnovos meios de transmisso da informao foram os precursoresda derrubada da barreira espao-tempo. Mas ainda faltava rompercom a idia da unilateralidade. O processo de pensar, transmitir e

construir deveriam ser coletivos. As novas tecnologias tornaramreal o conceito de criao coletiva, atravs da Internet (rede mundialde computadores).

Foi pensando na Internet (querendo utilizar todo o seu potencial),nos meios de produo, confeco e difuso do conhecimentoque surgiu primeiramente a proposta de criao do site Cidadearte (figura 1) e mais tarde o projeto cidades invisveis umaconstruo interpretativa. Um projeto que busca muito mais doque criar e produzir coletivamente, espera uma interpretaocoletiva.

O processo da leitura est ligado a imaginao, quando lemoscriamos uma imagem do texto. essa imagem que o projeto querdisponibilizar, mas no a individual e sim a imagem que ser

Urbanismo. Modelos Ambientales y Sistemas de Informacin Geogrficos92

formada atravs da sobreposio das vrias imagens individuais.A imagem resultante no parecer uma colcha de retalhos, massim uma imagem elaborada, discutida, uma produo multi-autoral.

A possibilidade que o meio digital nos trouxe atravs da modelagemgeomtrica 3D, permitiu no s a construo e visualizao doespao tridimensional, mas a manipulao dos objetos e espaosde acordo com a nossa vontade. A maneira como observamos ecompreendemos as imagens, agora mais ampla, porque oselementos nos chegam como objetos e no como imagens fixas.Esses objetos e imagens podem ou no ser manipulveis do pontode vista construtivo mas o que proponho uma representaoatravs de um mundo 3D aberto, ou seja, manipulvel formadopor elementos como: som. texto, animaes, imagens 2D e 3D.

AntecedentesO livro do autor talo Calvino Cidades Invisveis serviu dereferncia para o projeto. Nele encontramos relatos de vriascidades imaginadas pelo autor que permitem que o leitor crie suaprpria cidade. Se meu livro As cidades invisveis continua sendopara mim aquele em que penso haver dito mais coisas, ser talvezporque tenha conseguido concentrar em um nico smbolo todasas minhas reflexes, experincias e conjecturas (Calvino. 1990).Os elementos relatados so ao mesmo tempo descritivos eimaginativos, permitindo uma criao pessoal e coletiva. A cidadeultrapassa seu conceito geogrfico, e passa a ser um elementoaglutinador das experincias e sentimentos humanos, uma fonteinesgotvel em transformao.

Foi atravs da leitura e debate deste livro que surgiu a idia decriar uma imagem virtual digital coletiva, no do livro todo mas deuma das 57 cidades citada pelo autor. Imaginar cada uma dascidades um exerccio instigante, elas so nicas sem refernciascom o mundo real mas ao mesmo tempo so simples eperfeitamente imaginveis se nos reportarmos ao mundo dossonhos, do faz de conta, lugares onde tudo possvel. A descriode cada cidade apresenta uma dicotomia, porque ao mesmo tempoem que nos leva ao onrico trs muito presente elementos do mundoreal. Essa simbiose que faz com que o estilo de Calvino sejaimpressionante, os detalhes, a simbologia ,a forma de articular otexto, nos faz lembrar as fbulas. A leitura nos convida a analisar,sentir e compreender, sem pressa e analisando os detalhes comonuma obra de arte .

ObjetivosTer a possibilidade de visualizar uma das 57 cidades citadas peloautor, como um projeto individual e coletivo ao mesmo tempo.Construir um espao digital que possibilite um dilogo no s nocampo da fala mas tambm do olhar, do criar, do fazer, do dividir edo compreender.

A criao desta cidade permite a passagem para uma nova formade interao. Passamos da interao indireta, aquela queinteragimos atravs de escolhas que so oferecidas. Para ainterao direta onde as trocas acontecem livremente, como numdilogo informal. No existe uma direo de fluxos, as trocasacontecem independentes, derrubando barreiras espao-temporais.

Como a Cidade Invisvel literalmente um espao sem refernciasvisuais concretas, pois no existe nenhuma ilustrao no livro, suaelaborao no campo virtual-digital pode ou no fazer parte da

nossa realidade. Os interlocutores deste lugar podero criarelementos independentes, mas precisam ampliar suasinterpretaes num sentido mais totalitrio, para poder compor estenovo lugar, ou seja, nada funciona por si s. A cidade, assim comnum mundo real a soma das partes.

Este lugar alm de ampliar e buscar cada vez mais extrair dainterpretao do interlocutor, estar sempre passvel demodificaes. A possibilidade da troca, do dilogo, da busca, dasperguntas e resposta, das respostas sem perguntas, das incertezasprprias de cada um e das questes levantadas coletivamente que ir permitir a modelagem desse espao. As novas formas desociabilidade possibilitada pela interao virtual abre espao praum discurso mais direto e amplo.

A cidade da leitura invisvel para o global, mas clara e quasepalpvel para o individual. A idia fazer o individual se tornarcoletivo. As possibilidades dadas pelas novas tecnologiascomputacionais permitem reconstruir digitalmente os processosimaginativos, seja atravs do som, da cor, da modelagem e etc. Emais ainda, que os processos de construo estejam ancoradosnas novas tecnologias de informao e comunicao.

DesenvolvimentoA proposta utilizar as possibilidades disponibilizadas pela internetatravs do site Cidade Arte. A Cidade Arte um projeto que buscarepresentar a cidade real, no como uma cpia. constitudo porelementos que podem ou no pertencer a nossa realidade. Osusurios se apropriam da complexidade da cidade, e ampliam apercepo do espao em que vivem.Os processos constitutivosnesse lugar prevem novas formas de relao dos usurios comseu projeto, possibilitada pela interatividade da linguagem digital.A noo de percepo e materializao desse novo espao totalmente diferente. O usurio pode ir alm do universo perceptivo,ele entra num mundo participativo, onde a sua ao criar formas,estruturas, texturas e representaes que se incorpora cidade.A cidade arte antes de tudo, arte, painel, abrigo, e ao mesmotempo um lugar com capacidade e possibilidade de criaoespacial. Lugar onde todas as formas de arte so possveis.

Os processos de construo da Cidade Invisvel esto ancoradosnas possibilidades dadas pela Cidade Arte. Num primeiromomento ser cadastrado um espao que ganhar o nome deuma das 57 cidades encontradas no livro. Para a escolha da cidade,ser lanada uma comunicao informando aos usurios sobreprojeto e sua proposta e pedindo a indicao de uma cidade comuma justificativa. A cidade com mais indicao ser a construda.A partir desse momento, um espao ser disponibilizado no siteCidade arte, com o nome da cidade escolhida. Novamente serfeita uma comunicao informando sobre qual cidade