Cinesiologia e Biomecânica Aula 1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Introdução a Cinesiologia

Text of Cinesiologia e Biomecânica Aula 1

CINESIOLOGIA E BIOMECNICA

CINESIOLOGIA E BIOMECNICA2012Prof.: Ms. Marcus Vincius Patente Alves

Aula 1CINESIOLOGIA

PARTE I

CINESIOLOGIAConceito

O QUE SIGNIFICA CINESIOLOGIA ?1 - uma combinao de dois verbos gregos, kinein que significa mover e logus que significa estudar.(RASH, 1991).

Ento Cinesiologia significa: Estudo do Movimento Humano.O que Cinesiologia?Cinesiologia: a combinao 2 verbos, Kinein(mover) eLogos (estudar)Traduzindo, Cinesiologia o Estudo do Movimento Humano Formas de uso: Estudo cientfico do movimento humanoDescrever o contedo de uma matria em que o movimento humano avaliado pelo exame de sua fonte e caractersticas.Objetivo de Estudo da CinesiologiaCompreender as foras que agem sobre o corpo humano e, manipul-las para que a ao humana possa ser melhorada, ou para evitar leses.Embora as pessoas sempre tenham sido capazes de ver e sentir suas posturas e movimentos, as foras que afetam o movimento (gravidade, tnus muscular, resistncia externa e frico) nunca so vistas e raramente sentidas.O local onde agem estas foras, com relao s posies e movimentos do corpo no espao, fundamental para a habilidade de produzir o movimento humano e para modific-lo.Desenvolvimento Motor Treinamento esportivo AnatomiaPsicologia esportiva8 C i n e s i o l o g i a Fisiologia do ExerccioAprendizagem motora Biomecnica

CLASSIFICAO DOS MOVIMENTOS HUMANOS

ESTTICOS

DINMICOS

9QUANTO AO DESLOCAMENTOCLASSIFICAO DOS MOVIMENTOS HUMANOS10 MOVIMENTOS LINEARESMOVIMENTOS ANGULARES

QUANTO AO TIPO DE MOVIMENTO11

MOVIMENTOS GENERALIZADOS OU MISTOSConceitos Cinemticos para Anlise dos MovimentosTermos Anatmicos que Descrevem o MovimentoREVISO ANATMICAEsqueleto: Conjunto de ossos e cartilagem que se interligam para formar o arcabouo do corpo do animal e desempenha vrias funes tais como proteo, sustentaoNome dos SegmentosCabea, pescoo e tronco poro axial do esqueleto, mais de 50% do peso da pessoaMembros Superiores e Inferiores poro apendicular do esqueletoA unio se d por meio de cinturas (escpula e clavcula) e a plvica (ossos do quadril).SISTEMA MUSCULAR

Conceito

- Miologia Grego : myos,msculo; logos, estudo deLatim mus rato

* Parte Ativa Aparelho Locomotor

Movimento do corpo

Estabilizao, Postura

Produo de calor Movimento de substnciasFUNES DO TECIDO MUSCULAR Regulao do volume dos rgos Obs: . Altera dos tubos do corpo . Propulso de materiais . Expulso de resduosFUNES DO TECIDO MUSCULARCARACTERSTICASEXCITABILIDADECONTRATILIDADEELASTICIDADEEXTENSIBILIDADETIPOS DE TECIDO MUSCULARMsculo Estriado Esquelticos Cutneos

Msculo LisoMsculo Cardaco Msculo Estriado- Esquelticos inserido nos ossos- Cutneos inseridos na pele

- M. Visceral - parede de rgos ocos e tubularesMSCULO LISO

Fibra muscular lisaNcleoMSCULO ESTRIADO CARDACO- Miocrdio - parede do corao

TIPOS DE CONTROLE MOTOR TIPO TECIDOMsculo LisoMsculo Estriado CardacoMsculo Estriado Esqueltico CONTROLE MOTOR

INVOLUNTRIO INVOLUNTRIO VOLUNTRIOCOMPONENTES ANATMICOS E FIXAES DOS MSCULOS ESQUELTICOS EXTREMIDADES

PORO MDIA- Ventre muscular EXTREMIDADES

- CabeaVentre CaudaVentre ou corpo muscularCabeaCaudaFIXAES DOS MSCULOS ESQUELTICOS- Tendes

EXTREMIDADES

- Aponeuroses

Interseces Tendneas

Origem Ponto Fixo Insero Ponto Mvel(Insero Proximal)(Insero Distal)1- Forma e Disposio das fibrasA- FIBRAS PARALELAS - Msculos Longos - Msculos Largos ou PlanosB- FIBRAS OBLQUAS - Semipeniforme (Unipenado) - Peniforme (Bipenado) - Multipeniforme (Multipenado)C- FIBRAS CIRCULARES

CLASSIFICAO DOS MSCULOS ESQUELTICOS 1. Forma e disposio das fibras:A- Fibras paralelas em relao ao tendo

- Longos (fusiformes)

- M. Bceps Braquial- M. Esternocleido- mastideo

1. Forma e disposio das fibras:A- Fibras paralelas em relao ao tendo- Largos ou Planos (Leque)

- M. Peitoral Maior- M. Glteo Mximo1. Forma e disposio das fibras:B- Fibras oblquas em relao ao tendo

Msculos Peniformes

SemipeniformePeniformeM. SemimembranceoM. Reto Femoral

MultipeniformeM. Deltide

m. Subescapular

Vista AnteriorOrbicularesM. Orbicular do OlhoM. Orbicular da Boca1. Forma e disposio das fibras:C- Fibras Circulares35CLASSIFICAO DOS MSCULOS ESQUELTICOS2) Quanto ao N de Tendes de Origem: - 2 Tendes de Origem = Bceps - 3 Tendes de Origem = Trceps - 4 Tendes de Origem = Quadrceps2. Nmero de tendes de origem: 2 TendesBceps

Bceps Braquial- Bceps Femoral

Trceps

2. Nmero de tendes de origem: 3 Tendes

- Trceps Braquial- Trceps da Perna m. Trceps da perna m. Gastrocnmio- m. SleoPERNACompartimento Posterior

* Corao Perifrico

Quadrceps FemoralVasto Medial* Vasto Lateral Vasto Intermdio Reto Femoral

Quadrceps2. Nmero de tendes de origem: 4 Tendes

2 Tendes de Insero (BICAUDADO)

3) Quanto ao N de Tendes de Insero + de 2 Tendes de Insero (POLICAUDADO)

CLASSIFICAO DOS MSCULOS ESQUELTICOS3. Nmero de tendes de insero: 2 Tendes

Bicaudado

M. Bceps Braquial- M. Bceps Braquial3. Nmero de tendes de insero: + 2 TendesPolicaudado

MM. Flexores do Carpo e dos DedosMM. Extensores do Carpo e dos Dedos

POSIO ANATMICA DE REFERNCIA uma posio ereta vertical, com os ps ligeiramente separados e os braos pendendo relaxados ao lado do corpo, com as palmas das mos voltadas para frente. No uma posio natural, mas sim uma posio de referncia ou ponto de partida quando so definidos os termos relacionados ao movimento.

TERMOS DIRECIONAIS Superior: mais prximo da cabea. (em Zoologia, o termo sinnimo de cranial) Inferior: mais afastado da cabea. (caudal) Anterior: para a frente do corpo. (ventral) Posterior: para a parte de trs do corpo (dorsal) Medial: para a linha mdia do corpo.

TERMOS DIRECIONAISPlanos Anatmicos de RefernciaTrs planos cardinais imaginrios dividem a massa do corpo em trs dimenses.Um plano uma superfcie bidimensional.

SAGITALSuperfcie plana que divide o corpo verticalmente em metades direita e esquerda. Os movimentos corporais ou de seus segmentos ocorrem para frente e para trs. Flexo, extenso e hiperextenso.Seu EIXO de rotao o LTERO-LATERALPLANOS E EIXOS DE MOVIMENTO

FRONTALSuperfcie plana que divide o corpo verticalmente em metades anterior e posterior.Movimentos corporais ou de seus segmentos ocorrem laterais ao corpo, aproximando-o ou afastando-o da linha mdia do corpo. Abduo e aduo.

Seu EIXO de rotao o NTERO-POSTERIORPLANOS E EIXOS DE MOVIMENTO

TRANSVERSALSuperfcie plana que divide o corpo horizontalmente em metades superior e inferior.Movimentos corporais paralelos ao solo, quando o corpo esta na posio ereta. Rotao externa e interna.

Seu EIXO de rotao o LONGITUDINALPLANOS E EIXOS DE MOVIMENTO

MOVIMENTOS ARTICULARES

As articulaes movem-se em diferentes direes, em torno de um eixo e definida em um plano no espao.51MOVIMENTOS ARTICULARESArticulaes: So pontos que governam o que se ligam s extremidades sseas para capacitao de movimentos. Governam essencialmente as capacidades de orientar movimentos corporais.O potencial de movimento de um seguimento, determinado pela estrutura e funo das articulaes.

PLANOS E EIXOS DE MOVIMENTOSAGITALLTERO-LATERALFRONTALNTERO-POSTERIORTRANSVERSOLONGITUDINAL50KGGraus de Liberdade de movimento

So classificados pelo nmero de planos nos quais se movem os segmentos ou com o nmero de eixos primrios que possuem.54Graus de Liberdade do movimento

So classificados pelo nmero de planos nos quais se movem os segmentos ou com o nmero de eixos primrios que possuem. Um grau de liberdade ( uniaxial ) - cotovelo - interfalangiana Dois graus de liberdade ( biaxial ) - joelho - rdio crpica Trs graus de liberdade ( triaxial ) - quadril - ombro 5556ANLISE DE MOVIMENTOESCOLHA 5 MOVIMENTOS ESPORTIVOS QUAISQUERE FAA UMA ANLISE DO MESMO SOB O PONTO DE VISTA:

Do deslocamento DO TIPO DE MOVIMENTODas ARTICULAES ENVOLVIDASDos EIXOS E PLANOS DO MOVIMENTO