Classificação Portuguesa de Profissões 2010

  • View
    2.022

  • Download
    4

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Classificao Portuguesa de Profisses 2010 pelo Instituto Nacional de Estatstica

Transcript

Classificao Portuguesa 2010 das Profisses

Edio 2011

ficha tcnica

ttuloClassificao Portuguesa das Profisses 2010

EditorInstituto Nacional de Estatstica, I.P. Presidente do Conselho Directivo Alda de Caetano Carvalho Av. Antnio Jos de Almeida 1000-043 Lisboa Portugal Tel: +351 218 426 100 Fax: +351 218 440 401

dEsign, composio

E imprEsso

Instituto Nacional de Estatstica, IP

tiragEm1000 exemplares

ISSN 1647-1695 ISBN 978-989-25-0010-2 Depsito Legal: 288627/09 Periodicidade: Irregular

Apoio ao cliente

prEo: 32,00 (IVA includo)

808 201 808www.ine.pt

INE, I.P., Lisboa Portugal, 2011 * A reproduo de quaisquer pginas desta obra autorizada, excepto para fins comerciais, desde que mencionando o INE, I.P., como autor, o ttulo da obra, o ano de edio, e a referncia Lisboa-Portugal.

Classificao Portuguesa das Profisses 2010

|

3

nota introdutria

A Classificao Portuguesa das Profisses de 2010, abreviadamente designada por CPP/2010, elaborada a partir da Classificao Internacional Tipo de Profisses de 2008 (CITP/2008) pelo Instituto Nacional de Estatstica, I.P. (INE, I.P.), com a colaborao das entidades em anexo, destina-se a substituir a Classificao Nacional de Profisses de 1994 (CNP/94) do Instituto do Emprego e Formao Profissional (IEFP) harmonizada com a CITP/1988. A CPP/2010, cuja Estrutura foi aprovada pela 14 Deliberao do Conselho Superior de Estatstica (CSE), de 5 de Maio de 2010, posteriormente publicada na II Srie do Dirio da Repblica n 106, de 01 de Junho de 2010, estabelece o novo quadro das profisses, tarefas e funes mais relevantes integrado na CITP/2008, classificao recomendada aos Estados-Membros para produzir e divulgar estatsticas por profisses a nvel da Unio Europeia (UE), pela Recomendao da Comisso de 29 de Outubro de 2008. As alteraes estruturais em relao CNP/94 so significativas em todos os Grandes Grupos e decorrem, principalmente, da CITP/2008, da reduo do nmero de profisses da CNP/94 e da actualizao das profisses realidade actual. As Tabelas de Equivalncia entre a CPP/2010 e a CNP/94, includas em captulo prprio desta publicao, procuram dar uma ideia das principais alteraes entre as duas classificaes. As informaes sobre as Tabelas de Equivalncia e outros aspectos relativos a esta classificao podero tambm ser consultados no site do INE: www.ine.pt. As Notas Explicativas apresentam tambm alteraes importantes, contribuindo para uma maior autonomia e coordenao na aplicao da CPP e no apoio anlise estatstica. Esta publicao, para mais fcil consulta, encontra-se dividida em seis partes: Apresentao Geral; Estrutura; Notas Explicativas; Tabelas de Equivalncia; Entidades Consultadas e Normativos de Aplicao. O INE aproveita este espao para agradecer a colaborao das vrias entidades que participaram nos trabalhos de concepo da CPP/2010, assim como todas as crticas e sugestes que os utilizadores entendam por bem fazer para a sua melhoria em prxima reviso.

Classificao Portuguesa das Profisses 2010

|

5

PRINCIPAIS SIGLAS UTILIzADAS

CITE/ISCED(1) CITP/ISCO(1) CNP CPP CSE EUROSTAT GT CES IEFP INE OIT ONU SAD SEN SPCE TIC UE

Classificao Internacional Tipo de Ensino Classificao Internacional Tipo de Profisses Classificao Nacional de Profisses Classificao Portuguesa de Profisses Conselho Superior de Estatstica Servios de Estatstica da Comunidade Europeia Grupo de Trabalho das Classificaes Econmicas e Sociais Instituto do Emprego e Formao Profissional Instituto Nacional de Estatstica Organizao Internacional do Trabalho Organizao das Naes Unidas Sociedades Annimas Desportivas Sistema Estatstico Nacional Seco Permanente de Coordenao Estatstica Tecnologia da Informao e Comunicao Unio Europeia

(1)

Sigla em ingls

Classificao Portuguesa das Profisses 2010

|

7

NDICE SISTEMTICO

Nota Introdutria Siglas Apresentao Geral 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. Nota Histrica Objectivos Princpios bsicos de concepo Correspondncia entre a CPP/2010 e a CNP/94 Correspondncia entre a CPP/2010, a CITP/2008 e CITP/1988 Sistema de codificao e estrutura Notas Explicativas e regras gerais de classificao Unidades Estatsticas e regras de classificao Principais alteraes entre a CPP/2010 e a CNP/94

3 5 9 11 11 12 12 14 14 16 17 18 20 22 23 73 435 475 477 481 483 485

10. Definies e conceitos com interesse especfico 11. Envolvimento do CSE na aprovao da CPP/2010 Estrutura Notas Explicativas Tabelas de Equivalncia CPP/2010 CNP/94 Anexos - Lista de Entidades Consultadas - Recomendao da Comisso sobre a CITP/2008, de 29 de Outubro de 2009 - 14 Deliberao da SPCE do CSE - 21 Deliberao da SPCE do CSE

APRESENTAO GERAL

GRANDE GRUPO

Classificao Portuguesa das Profisses 2010 Apresentao Geral

|

11

1. NOTA HISTRICA

A primeira Classificao Nacional de Profisses (CNP) disponibilizada a nvel nacional reportase ao ano de 1966, da responsabilidade do IEFP e estava harmonizada com a CITP/1958. A Classificao Nacional de Profisses de 1980 (CNP/80), editada tambm pelo IEFP, teve por base a CITP/68 da Organizao Internacional do Trabalho (OIT) e constitui a segunda verso da CNP. Por se ter considerado excessiva e insuficiente, a CNP/80 foi objecto duma reviso, reduzindo significativamente o nmero de profisses (entenda-se nvel mais elementar desta classificao, tendo passado de cerca de 3800 profisses para cerca de 1700), dando origem CNP/94, aprovada pelo Conselho Superior de Estatstica (CSE). Em Dezembro de 2007, a OIT aprovou uma nova Classificao Internacional Tipo de Profisses, editada em 2008 (CITP/2008). A Unio Europeia (UE), pela Recomendao da Comisso de 29 de Outubro de 2009, recomendou aos Estados-Membros que esta Classificao fosse utilizada nos domnios estatsticos sobre populao e emprego, de forma a assegurar a coordenao estatstica no domnio das profisses. Na sequncia dos trabalhos desenvolvidos pelo Grupo de Trabalho das Classificaes Econmicas e Sociais (GT CES) do CSE, que concluiu pela necessidade de conceber, para efeitos estatsticos nacionais, uma classificao com menor detalhe, integrao total no modelo internacional e notas explicativas com melhor definio de mbitos do que a CNP/94, submeteu aprovao da Seco Permanente de Coordenao Estatstica (SPCE) do CSE uma nova classificao de profisses. Esta nova classificao, baseada na CITP/2008, cuja Estrutura e Notas Explicativas foram aprovadas, respectivamente, pela 14 Deliberao da SPCE do CSE, de 5 de Maio de 2010 (publicada na II Srie do Dirio da Repblica de 1 de Junho de 2010) e 21 Deliberao, de 29 de Novembro de 2010, passou a designar-se Classificao Portuguesa das Profisses de 2010, da responsabilidade do Instituto Nacional de Estatstica, I.P. (INE, I.P.).

2. OBJECTIVOS

A Classificao Portuguesa de Profisses (CPP), tal como se apresenta estruturada e organizada, constitui um instrumento fundamental para as estatsticas sobre profisses, quer em termos de observao, anlise, consolidao de sries, comparabilidade internacional e de coordenao tcnica estatstica. Os principais objectivos estatsticos a alcanar pela CPP podem resumir-se no seguinte:

Dotar o Sistema Estatstico Nacional (SEN) duma classificao de profisses, integradano ltimo quadro internacional e ajustada realidade portuguesa

Assegurar a observao e anlise estatstica de forma coerente, a nvel europeu einternacional, nos diversos domnios em que aplicada esta classificao (censos da populao, inquritos ao emprego, etc.)

Disponibilizar aos produtores, utilizadores e fornecedores da informao estatsticapotencialidades acrescidas em termos de coordenao tcnica, organizao e de comunicao

Responder a pedidos de informao comunitrios e internacionais sobre as profissesportuguesas

Servir duma classificao central para o desenvolvimento coordenado de detalhesespecficos para as necessidades no satisfeitas a partir da CPP

12 | Classificao Portuguesa das Profisses 2010 Apresentao Geral

Embora a CPP se destine essencialmente a fins estatsticos, tem tambm amplo sentido a sua aplicao em outros domnios, nomeadamente, na definio de perfis profissionais, na regulamentao e na acreditao de profisses. 3. PRINCPIOS BSICOS DE CONCEPO

A Classificao Portuguesa de Profisses (CPP) foi estruturada e organizada, para salvaguarda da comparabilidade estatstica, a partir da Classificao Internacional Tipo de Profisses (CITP/2008) da Organizao Internacional do Trabalho (OIT), da Classificao Nacional de Profisses (CNP/94) do Instituto do Emprego e Formao Profissional (IEFP) e das contribuies recebidas das entidades envolvidas na sua concepo. A Estrutura bsica da CPP a CITP/2008, quer em termos de codificao, quer de definio do mbito dos nveis Grande Grupo, Sub-Grande Grupo, Sub-Grupo e Grupo Base (nveis comuns CPP e CITP/2008), adoptando-a em todas estes nveis para assegurar a comparabilidade estatstica a nvel europeu e internacional. O detalhe nacional Estrutura, estabelecido de forma integrada a partir do Grupo Base da CITP/2008, consistiu na criao do nvel Profisso. Os critrios e princpios da CITP/2008 foram adoptados pela CPP/2010, tanto nos nveis comuns s duas classificaes, como no nvel adicional (Profisso). O nvel Profisso resultou da agregao (situao mais frequente) de profisses da CNP/94 e de desagregaes do Grupo Base da CITP/2008, tomando por base as propostas das entidades consultadas, a relevncia e coerncia das mesmas. As definies de profisso, de emprego, de nvel de competncias e de competncia especializada, apresentadas em ponto prprio desta publicao, foram tambm totalmente adoptadas. O nvel Profisso apresenta-se, em cerca de 50%, equivalente ao Grupo Base (comum CITP/2008) por se ter considerado suficientemente relevante para as necessidades nacionais. A deciso de adoptar o Grupo Base da CITP/2008