CLASSIFICADOR ORÇAMENTÁRIO DAS RECEITAS E DESPESAS .APRESENTAÇÃO O orçamento público é o ato

  • View
    222

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of CLASSIFICADOR ORÇAMENTÁRIO DAS RECEITAS E DESPESAS .APRESENTAÇÃO O orçamento público é o ato

  • PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Controladoria Geral do Municpio Secretaria Municipal da Fazenda

    CLASSIFICADOR

    ORAMENTRIO

    DAS

    RECEITAS

    E

    DESPESAS

    2018

  • APRESENTAO

    O oramento pblico o ato pelo qual o Poder Executivo prev e o Poder Legislativo

    autoriza, durante um exerccio financeiro, a execuo das receitas e despesas destinadas ao

    funcionamento dos servios pblicos e outros fins adotados pelas polticas pblicas do ente.

    A execuo oramentria refletida nos registros contbeis de natureza oramentria,

    que so base para a elaborao dos Demonstrativos Fiscais exigidos pela Lei de

    Responsabilidade Fiscal LRF e dos Balanos Oramentrio e Financeiro.

    A classificao das receitas e despesas oramentrias de utilizao obrigatria para

    todos os entes da Federao, justificada pela necessidade de uniformizao dos procedimentos

    de execuo oramentria, visando consolidao das Contas Pblicas.

    No intuito de aprimorar os critrios de classificao da receita oramentria e de

    possibilitar o seu desdobramento por todos os entes, foi estabelecida a nova estrutura de

    codificao da classificao por natureza da receita oramentria por meio da Portaria

    Interministerial STN/SOF n 5, de 25 de agosto de 2015, a qual alterou a Portaria Interministerial

    STN/SOF n 163, de 4 de maio de 2001. Tal classificao vlida para os municpios a partir do

    exerccio financeiro de 2018.

    O Classificador Oramentrio das Receitas e Despesas editado anualmente e revisado

    de acordo com as alteraes nos processos oramentrios e na legislao pertinente, ocorridas

    durante o exerccio financeiro.

    Publicado atravs de Resoluo Conjunta da CGM e da SMF, est disponvel em meio

    eletrnico, no Portal da Controladoria Geral do Municpio,

    http://www.rio.rj.gov.br/web/cgm/contas-publicas, contribuindo com o Princpio da Transparncia.

  • Classificador Oramentrio da Receita e Despesa - PCRJ 2018

    NDICE

    1. CLASSIFICAO POR FONTE/DESTINAO DE RECURSOS ................................................................ 6

    2. RECEITA ....................................................................................................................................................... 8

    2.1. INTRODUO ....................................................................................................................................... 8

    2.2. CLASSIFICAO DA RECEITA ORAMENTRIA ............................................................................. 8

    2.2.1. CLASSIFICAO POR NATUREZA DE RECEITA .............................................................................. 9

    2.2.1.1 NOVA CLASSIFICAO DA RECEITA ORAMENTRIA POR NATUREZA .................................... 9

    3. DESPESA .................................................................................................................................................... 19

    3.1. INTRODUO ..................................................................................................................................... 19

    3.2. CLASSIFICAO DA DESPESA ORAMENTRIA POR NATUREZA ............................................ 19

    4. TABELAS....................................................................................................................................................41

    4.1. TABELA DE CONVERGNCIA (DE-PARA) DOS CDIGOS DE RECEITA .................................... 42

    4.2. CODIFICAO DA RECEITA ...........................................................................................................105

    4.3. CODIFICAO DA DESPESA POR ELEMENTO ............................................................................148

    4.4. CODIFICAO E INTERPRETAO DA DESPESA EM ORDEM NUMRICA ..............................153

    4.5. CODIFICAO E INTERPRETAO DA DESPESA EM ORDEM ALFABTICA ...........................188

  • Classificador Oramentrio da Receita e Despesa - PCRJ 2018

    6

    1. CLASSIFICAO POR FONTE/DESTINAO DE RECURSOS

    De acordo com o Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Pblico, aprovado pela Portaria

    Conjunta STN/SOF n 2, de 23 de dezembro de 2016, a classificao oramentria por Fontes de

    Recursos tem como objetivo identificar as fontes de financiamento dos gastos pblicos. As Fontes

    de Recursos renem certas naturezas de receita, conforme regras previamente estabelecidas, que

    so associadas a determinadas despesas de forma a evidenciar os meios para atingir os objetivos

    pblicos.

    Ainda, de acordo com o citado Manual, a codificao de Fontes de Recursos um

    mecanismo integrador entre a receita e a despesa, que exerce duplo papel no processo

    oramentrio. Para a receita oramentria, esse cdigo tem a finalidade de indicar a destinao de

    recursos para a realizao de determinadas despesas oramentrias. Para a despesa

    oramentria, identifica a origem dos recursos que esto sendo utilizados. Assim, mesmo cdigo

    utilizado para controle das destinaes da receita oramentria tambm utilizado na despesa,

    para controle das fontes financiadoras da despesa oramentria. Desta forma, este mecanismo

    contribui para o atendimento do pargrafo nico do art. 8 da LRF e o art. 50, inciso I da mesma Lei:

    Art. 8 [...]

    Pargrafo nico. Os recursos legalmente vinculados finalidade especfica sero

    utilizados exclusivamente para atender ao objeto de sua vinculao, ainda que em

    exerccio diverso daquele em que ocorrer o ingresso.

    Art. 50. Alm de obedecer s demais normas de contabilidade pblica, a

    escriturao das contas pblicas observar as seguintes:

    I a disponibilidade de caixa constar de registro prprio, de modo que os

    recursos vinculados a rgo, fundo ou despesa obrigatria fiquem identificados e

    escriturados de forma individualizada;

    A partir do exerccio de 2012, foram utilizadas as codificaes por Fontes de Recursos

    iniciadas por 3 e 4 para os crditos oramentrios abertos com base no supervit financeiro

    apurado em balano patrimonial do exerccio anterior, previsto no inciso I do 1 do art. 43 da Lei

    n 4.320/64, permanecendo os segundos e terceiros dgitos os mesmos da codificao originria da

    fonte de recurso.

    A codificao inicial das Fontes de Recursos fica assim descrita:

    A seguir, apresenta-se a codificao das Fontes de Recursos, com destaque para as novas

    fontes para o exerccio financeiro de 2018:

  • Classificador Oramentrio da Receita e Despesa - PCRJ 2018

    7

    *Novas Fontes de Recursos

  • Classificador Oramentrio da Receita e Despesa - PCRJ 2018

    8

    2. RECEITA

    2.1. INTRODUO

    O oramento um instrumento de planejamento que representa o fluxo previsto de receitas

    e despesas em determinado exerccio financeiro. Este fluxo fundamental para o processo

    oramentrio, j que a previso da receita dimensiona a capacidade do governo em autorizar a

    despesa, entendendo a receita oramentria como o mecanismo de financiamento do Estado.

    A matria pertinente receita vem disciplinada no art. 3, conjugado com o art. 57, e no art.

    35 da Lei n 4.320/1964:

    "Art. 3 A Lei de Oramentos compreender todas as receitas, inclusive as de

    operaes de crdito autorizadas em lei.

    Pargrafo nico. No se consideram para os fins deste artigo as operaes de credito por

    antecipao da receita, as emisses de papel-moeda e outras entradas compensatrias,

    no ativo e passivo financeiros. [...]

    Art. 57. Ressalvado o disposto no pargrafo nico do artigo 3 desta lei sero classificadas

    como receita oramentria, sob as rubricas prprias, todas as receitas arrecadadas,

    inclusive as provenientes de operaes de crdito, ainda que no previstas no Oramento.

    Art. 35. Pertencem ao exerccio financeiro:

    I - as receitas nele arrecadadas;

    II - as despesas nele legalmente empenhadas."

    Ingressos oramentrios

    So recursos que ingressam durante o exerccio e pertencem ao ente pblico aumentando o

    seu saldo financeiro de forma a viabilizar a execuo das polticas pblicas, ou seja, a receita

    oramentria a fonte de recursos utilizada pelo Estado em programas e aes cuja finalidade

    precpua atender s necessidades pblicas e demandas da sociedade.

    As receitas oramentrias, de acordo com o princpio oramentrio da universalidade, esto

    previstas na Lei Oramentria Anual LOA. Nesse contexto, embora haja obrigatoriedade da

    previso de arrecadao estar registrada na LOA, a mera ausncia formal dessa previso, no

    impede o registro oramentrio da receita arrecadada.

    2.2. CLASSIFICAO DA RECEITA ORAMENTRIA

    A classificao da receita oramentria de utilizao obrigatria por todos os entes da

    Federao, sendo facultado o seu desdobramento para atendimento das respectivas necessidades.

    A necessidade da uniformizao dos procedimentos de execuo oramentria no mbito da Unio,

    Estados, Distrito Federal e Municpios se faz necessria para que sejam consolidadas as Contas

    Pblicas Nacionais, em obedincia ao disposto no art. 51 da Lei de Responsabilidade Fiscal.

    As receitas oramentrias so classificadas segundo os seguintes critrios:

  • Classificador Oramentrio da Receita e Despesa - PCRJ 2018

    9

    natureza de receita;

    fonte / destinao de recursos

    2.2.1. CLASSIFICAO POR NATUREZA DE RECEITA

    A classificao oramentria por natureza de receita estabelecida pelo 4 do art. 11 da

    Lei no 4.320, de 1964 e a Portaria Interministerial n 163, de 04/05/2001 e sua