CODIGO OBRAS

  • View
    10

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

slide

Text of CODIGO OBRAS

CODIGO OBRAS

CDIGO OBRAS - SPLei 11.228 - 1992COMPARTIMENTOSESTACIONAMENTO1

1COMPARTIMENTOS

2Os compartimentos e ambientes devero ser posicionados na edificao e dimensionados de forma a proporcionar conforto ambiental, trmico, acstico, e proteo contra a umidade, obtidos pelo adequado dimensionamento e emprego dos materiais das paredes, cobertura, pavimento e aberturas, bem como das instalaes e equipamentos.Definio:Classificao e Dimensionamento:3Os compartimentos das edificaes classificam em Grupos (A, B, C e D), em razo da funo exercida, que determinar seu dimensionamento mnimo e a necessidade de aerao e insolao naturais.COMPARTIMENTOS

Grupo A:4Repouso, em edificaes a atividades habitacional ou de prestao de servios de sade e de educao;Estar, em edificaes destinadas a atividade habitacional;Estudo, em edificaes destinadas a atividades habitacional ou de prestao de servios de educao em estabelecimentos de ensino at o nvel de segundo grau.

OBS: No item (c), o dimensionamento dever respeitar o mnimo de 2,50m de p direito e 5,00m de rea e possibilitar a inscrio de um circulo com 2,00m de dimetro no plano do piso.COMPARTIMENTOS

Grupo B:5Repouso, em edificaes destinadas a prestao de servios de hospedagem;Estudo, em edificaes destinadas a prestao de servios de educao, salvo os estabelecimentos de ensino at o nvel de segundo grau;Trabalho, reunio, espera e prtica de exerccio fsico ou esporte, em edificaes em geral.

OBS: No item (c) o dimensionamento dever respeitar o mnimo de 2,50m de p direito e possibilitar a inscrio de um circulo com 1,50m de dimetro no plano do piso.COMPARTIMENTOS

Grupo C:6Depsitos em geral, com rea superior a 2,50m;Cozinhas, copas e lavanderias.

OBS: No item (b), o dimensionamento dever respeitar o mnimo de 2,50m de p direito e possibilitar a inscrio de um circulo com 1,20m de dimetro no plano do piso.COMPARTIMENTOS

Grupo D:7Classificaro os compartimentos destinados a ambientes que no necessitam de aerao e insolao naturais:Instalaes sanitrias, vestirios, reas de circulao em geral, os depsitos com rea inferior a 2,50m e todo e qualquer compartimento que, pela natureza da atividade ali exercida, deva dispor de meios mecnicos e artificiais de ventilao e iluminao;

OBS: No item (a), o dimensionamento dever respeitar o mnimo de 2,30m de p direito e possibilitar a inscrio de um circulo com 0,80m de dimetro no plano do piso.COMPARTIMENTOS

Aberturas (Portas e Janelas):8As portas ou janelas tero sua abertura dimensionada na dependncia da destinao do compartimento a que servirem, e devero proporcionar resistncia ao fogo, nos casos exigidos, isolamento trmico, isolamento e condicionamento acsticos, estabilidade e impermeabilidade:Tem finalidade de assegurar a circulao de pessoas com deficincias fsicas, as portas tero largura livre mnima de 0,80m;As aberturas para aerao e insolao dos compartimentos podero estar ou no em plano vertical e devero, observando o mnimo de 0,60m ter dimenses;

OBS: 15% para insolao dos compartimentos dos Grupos A e B e 10% Grupo C. Quando a aerao dos compartimentos do Grupo D for feita atravs de aberturas devero ter no mnimo 5%.COMPARTIMENTOS

Os espaos para acesso, circulao e estacionamento de veculos sero projetados, dimensionados e executados livres de qualquer interferncia estrutural ou fsica que possa reduzi-los, e sero destinados as seguintes utilizaes:9Particular de uso exclusivo e reservado, integrante de edificao residencial unifamiliar;Privativo de utilizao exclusiva da populao permanente da edificao;Coletivo aberto a utilizao da populao permanente e flutuante da edificao.ESTACIONAMENTO

O acesso de veculos ao imvel compreende o espao situado entre a guia e o alinhamento do logradouro:10ESTACIONAMENTO

AcessoO rebaixamento de guias no poder exceder a 50% da extenso da testada do imvel.Quando a capacidade for superior a 100 veculos ou quando o acesso se destinar a caminhes e nibus, o pavimento da pista dever prosseguir at o interior do lote.Visando a segurana dos pedestres, a abertura destinada a sada de veculos do imvel dever estar posicionada, de forma tal, que permita a visualizao da calada.O acesso de veculos em lotes de esquina dever estar, no mnimo, 6,00m do inicio do ponto de encontro do logradouro.A acomodao transversal do acesso entre o perfil do logradouro e os espaos de circulao e estacionamento ser feita exclusivamente dentro do imvel.

10As faixas de circulao de veculos devero apresentar dimenses mnimas para cada sentido de trfego, de:2,75m larg. 2,30m alt. Livre de passagem quando destinadas a circulao de automveis e utilitrios;3,50m larg. 3,50m alt. Livre de passagem quando destinadas a circulao de caminhes e nibus.

Ser admitida uma nica faixa de circulao quando esta se destinar, no mximo, ao transito de 60 veculos em edificaes de uso habitacional e 30 veculos nos demais uso.

11ESTACIONAMENTO

Circulao - faixas11As rampas devero apresentar:Recuo de 4,00m do alinhamento dos logradouros, para seu inicio;Declividade mxima de 20% quando destinadas a circulao de automveis e utilitrios.Declividade mxima de 12% quando destinada a circulao de caminhes e nibus.

As rampas para automveis e utilitrios, em residncias unifamiliares, tero declividade mxima de 25% podendo iniciar no alinhamento.

12ESTACIONAMENTO

Circulao: rampas12As faixas de circulao em curva tero largura aumentada em razo do raio interno, expresso em metros, e da declividade, expressa em porcentagem, tomada no desenvolvimento interno da curva, conforme tabela 13.2.3

13ESTACIONAMENTO

Circulao: faixas em curva 1314ESTACIONAMENTO

14Devero ser previstos espaos de manobra e estacionamento de veculos, de forma que estas operaes no sejam executadas nos espaos dos logradouros pblicos.Os estacionamentos coletivos devero ter rea de acumulao, acomodao e manobra de veculos, dimensionada de forma a comportar, no mnimo 3% de sua capacidade.As vagas de estacionamento sero dimensionadas em funo do tipo de veculo, e os espaos de manobra e acesso em funo do ngulo formado pelo comprimento da vaga e a faixa de acesso, respeitadas as dimenses mnimas conforme tabela 13.3.2.15ESTACIONAMENTO

Espaos de Manobra e Estacionamento 1516ESTACIONAMENTO

1617ESTACIONAMENTO

Espaos de Manobra e Estacionamento A quantidade de vagas para estacionamento de veculos em geral, estabelecidas pela LPUOS, ser calculada sobre a rea bruta da edificao, podendo ser descontadas, para este fim, as reas destinadas ao prprio estacionamento, devendo ainda ser observadas a proporcionalidade fixada na tabela 13.3.2.

1718ESTACIONAMENTO

Espaos de Manobra e Estacionamento Devero ser previstas vagas para veculos de pessoas portadoras de deficincias fsicas, bem como para motocicletas, calculadas sobre o mnimo de vagas exigido pela LPUOS, observando a proporcionalidade fixada na tabela 13.3.4.

1819ESTACIONAMENTO

Espaos de Manobra e Estacionamento Quando a LPUOS exigir ptio para carga e descarga de caminhes dever ser prevista, no mnimo, uma vaga para caminho compatvel com o porte e atividade do estabelecimento a ser servido.

Quando as vagas forem cobertas, devero dispor de ventilao permanente garantida por aberturas, pelo menos em duas paredes opostas ou nos tetos junto a estas paredes e que correspondam, no mnimo, proporo de 60 cm de abertura para cada metro cbico de volume total do compartimento, ambiente ou local.

Os estacionamentos descobertos com rea superior a 50,00m, devero ter piso drenante quando seu pavimento se apoiar diretamente no solo.1920

INTEGRANTES:

Adriana Almeida de Oliveira RA: 912207258Aurlio Santos Silva RA: 912207179Bruno de Oliveira Miranda RA: 912209302Estevan Leal RA: 912211004Jssica Silva Guedes RA: 912207434Luana Mello Miranda RA: 912201853Lucas Henrique Batista Dias RA: 912211002Raquel Cardoso Correa RA: 912201461Rubens Guimares Lima RA: 912204591