Como Ler Uma Obra de Arte _ Prette

  • View
    3.262

  • Download
    12

Embed Size (px)

Text of Como Ler Uma Obra de Arte _ Prette

  • 5/10/2018 Como Ler Uma Obra de Arte _ Prette

    1/10

    RTE, Primeira parte: A linguagem da arte. Leruma obra-de-arte, Ed.GLOBO S.A., SP,SP,2008, pag

    omoob a-

    Ie maE m sua origem, a palavraarte indicava a habili-dade tecnica necessariaa producao de um objeto ouao exercfcio de determinadaatividade,Assim, era arte 0 mister dosferreiros e dos sapateiros,mas tarnbern 0 dos poetasou dos escultores. Para asartes que tinham a ver coma producao de objetos uteis,com 0 tempo preferiu-seusar 0 termo "oficio".

    Todavia, ainda hoje, quandoum ofcio e exercido com 0trabalho e a criatividade pro-fissionalde individuos isolados,fala-se de artesanato; e quan-do um trabalho e bem-feito,diz-se que foi realizado "se-gundo os conceitos da arte".Durante muitos seculos, a pa-lavraHarte"limftou-se a indicaras denominadas belas-artes,ouse j a , aquelas que tinham umafinalidadeestetica (a busca dobelo): no campo das artes vi -

    suars e figuratlvas,essas arteseram prindpalmente a arquite-tura, a escultura e a pinturaEm tempos m a r s recentesnos demos conta de quea ideia do que e bela e doque nao 0 e pode ser muitodiferente entre as diversospovos, e que ainda para ummesmo povo ela pode mu-dar ao longo do tempo. Par1550 hoje, no campo visual-figurativo, definimos comoartistica qualquer atividade

    I.A esquerda,Michelangelo Buonarroti,A Pietc'i(c. 1499, Basilica deSao Pedro noVatican0).

    2.A direita, arte populareslava, Piehl, seculo XIX(madeira esculpida epintada).As duas esculturas destapagina se referem a urnmesmo terna: Maria comomho rnorto.Ambasas obras comovem pelosentirnento de piedadeque suscirarn, comoexpressao da dar materna.No entanto, sornente aescultura de Michelangeloalcanca o elevado nivelestetico de obra-de-aete.

    que, por mela dasprocure comunicar< ; : o e s , ernocoes, sentirPara que se possa fdadeiramente de arobras-de-arte e preco artista procure darcapaz de dar) tarnbvalor estetico ao seuIho: com efeito, a ibelo, apesar de rnutamanece fortementeideia de producao ar

  • 5/10/2018 Como Ler Uma Obra de Arte _ Prette

    2/10

    Urn poderoso rnelode comunicacaoo homem comecou a usarimagens para se cornurucarcom seus semelhantes desdea e po ca p re - hi s to ric a , quandoainda nao conhecia a escritaAs imagens podiam ser gl'a-vadas ou pintadas com tintasrudimentares nas paredes de

    3_Pedra pre-hlstorlca pintadade vermelho.

    uma caverna, modeladas emargila ou entalhadas em OS-so. Seja como for; tinham umsigni f icado, carregavam umabagagem de pensamentos, desentimentos, de percepcoesAlgumas dessas imagens che-gam ate nos de um passadoremote enos perrnitern co-nhecer a sensibilidade daque-

    les que as realizararn;as vezesnos fazem entender qual erao modo de pensar e sentirde todo um povo ou de umaepoca 0 estudo da historiada arte e rnportante tarnbernpar isso: porque os artistassao grandes comunicadoresde mensagens; por meio dassuas obras transmitiram vi-

    sualmente conteudos mcomplexos, que para desve-los teriam sido necessarios de palavras.A linguadas Imagens e direta, ricpoderosa Como todaslinguagens, porern, e precconhece-ia Caso contrarioimagem permanece' 'mudaa ccmunicacac nao se rea

    4.Antonello de Messina, VirgemAnunciada(posterior a 1476, Palermo, Galeria Nacional).

    Como se realiza a comunicacaoemissor

    Em toda forma de cornunicacao existe:

    S . Edvard Munch, 0 grito (1Oslo, Museu Mun

    mensagemc6digomeioreceptorcontextofuncao

    a pessoa que decide comunicar alguma coisao conteudo da cornunicacaoo sistema de sinais usado para comunicar, e que deve ser conhecido por quem recebera a mensagemo elemento que pel-mite materialrnerrte a transrnissao da mensagemo objetivo de quem emite a mensagemno interior do qual se realiza a comunicacao,o objetivo de quem ernrte a mensagem.

  • 5/10/2018 Como Ler Uma Obra de Arte _ Prette

    3/10

    --~""------~-'.------.----- ..-..---." ..---" .. .---. -- .. _ ..-- --_ --_ -_-

    A tipologia:o fre sco

    A ebra-de-arte, 0 texto visual, e um sisde elementos grarfieos e pictericos (svisuais) possuidores de significado (senem um dado contexte historico-cuttura

    o artista:emissor

    Os f ruidoresde hojeOs dest inotorios

    Um exemplo decornunicacao visualProcuremos examinar doponto de vista da comuni-cacao visual A S an to C eio , deLeonardo daVinci, que se en-contra no convento de S.Ma-ria delle Grazie, em Milao.

    Essaobra e complexa e arti-culada; em linguagem rnoder-na, dizemos que e um textovisual que 0 observador po-de ler em varies nfveis .

    grande artista e cientista queviveu ha mais de 500 anos. condenacao e crucifido Messlas.

    oemissor; ou seja,0 autor daobra, e Leonardo daVinci, um

    A mensagem: 0 afresco serefere a um epis6dio da vidade Jesus extraido dos Evan-gelhos, a ceia com os apos-tolos que precedeu a prisao,

    o codigo e a pintura dnascimento italiano, comformas figurativas e exvas.A perspectiva, porplo, que permite da

    10

  • 5/10/2018 Como Ler Uma Obra de Arte _ Prette

    4/10

    " " ~ 1""- >: / 1"'-.~~/I\ /,'\ /Jl""<

  • 5/10/2018 Como Ler Uma Obra de Arte _ Prette

    5/10

    - --------------Como seIe umaobra-de-arteQuando e stamo s diante deum a o b ra -d e -a rt e e preci-so dispor de inforrnacoes,ge ra lm ente re unidas numaficha qu e in dic a: 0 auto r (nom e, sobreno-me, data e lugar de nasc i-:m ento e de mo rte );'0ftulo; a datacao (0 ana em que ao br a fo i r ea liz ad a); as di rnensoes: a lo ca liz ac ao : a tecnica utilizada; 0 gene ro ,Com base nas sua s caracte-rfsticas tecnicas e m ate ria isa obra pode pe rte nce r aos 'codigos da pintu ra , da e scu l-tu ra , da arqu ite tu ra o u dasar tes apl icadas, Para cadac 6digo e xis te m su bc cSdigo s:p intu ra a o leo , a tempe rae tc .; e scu ltu ra em marmore,em made ira e tc .De pendendo do se u con-teudo, a o bra figu ra tiva po depe rte nce r a gene ros dive r-50S: arte sacra ou a rte pro fa-n a; te ma s m ito lc Sg ic os , histo-r ic o s , a le g cSr ic o s ; r e tr a to , pai-sage m, na tu re za -mo rta e tc .A leitura descritivaDepo is de le vantar e sse s da -dos , pode-se pro ce de r a umale itu ra de scritiva do tema.E ssa le itu ra , qu e e chamadapre cisa me nte de de no tativa,n os diz s im ple sm en te 0 qu eesta re pre sentado na obra , 0que se ve na imagem .A leitura interpretativaPode -se passar em se gu ida aleitura mterpretativa da o bra -

    de -a rte , tambem chamada dele itu ra c ono ta tiv a, q ue c on sti-tu i a fas e m ais complexa, Come fe ito , inte rpre tar u ma obra-de-arte s ign i1 ic acompr e ende ra fundo a mensagem e a fun-

  • 5/10/2018 Como Ler Uma Obra de Arte _ Prette

    6/10

    --- . - - - - - - - - _ . __ .. _ . . . . . . . . -- .._ - - - _ .. -- _ .... - - - _ . _ - _ ...._ - - - _ . _ - - - - _ . _ - - - _ . _ - - - - - _ . _ .. _-------------_._--- .._------------------------;

    Prova del.eiturar ficha informativaIda obraAuto!':Rafael Sanzio (Urbina1483 - Roma 1520)Titulo:o casamento daVrrgemData~ao:1504Dimenstiies:174 x 121 ernLocaliza~ao:Pinacoteca de Brera,MilaoTecnica empregada:pintura a 61eo sabremadeiraGenera:[ _ I arte sacra

    Leitura denotativaD ois gr up os d e flgu ra s l adeiarnsim etncam ente u m pe rso na -ge m c en tra l, re pre se nta do noa te de urur as rnaos de umcasal . As f lguras estao dispos-tas em prim e iro p lano , e 0ambierrte e u m a mplo e sp ac ;:odominado po r um a cupu la .Leitura conotativaTra ta -se do casam ento deM aria e Jo se . 0 anc ia o e 0sa ce rdo te ; a s jo ve ns sao ascompanhe iras da no iva , eo s Jo vens , o s c ompanhe i-ro s do no ivo . 0 Jo vem emprirneiro plano qu ebra como jo e lho um pequeno ba s-tao : e 0 mars desapontadodo s pre te ndente s; o s o u tro sta rnbe rn trazem um bastao ,mas som ente 0 do noivof lo resceu: 0 s in al qu e in dic ouo e sco lhido para se to rnar 0pa i te rre no de Cris to .A estrutura expressivao e sp ac ;:o e 0 protagorusta;R afa el fe z de le 0 te ma prin-

    c ipa l do se u e studo .A dispo -s icao das figu ras, cad a linha ,luze s e sombras , po stu ras ege sto s contnbu em para umavisao espac ia l unitariaA mensagemA o bra tem dupla funcaocomunicativa: info rma so bre um episo-dio da historia s ac ra c ris ta ; transm ite um conce ito de

    I beleza, equihbrio e pe rfe i-cao: uma da s mais e le vadasmensage ns da arte do Re -nascirnento, principalmentese c onside ra rm os qu e Ra fae ltinha pou co mais de 2. 0 a n o squando a re alizo u.

    As referenciasDo seu rnestre, Perugino ,R afa el to mo u 0 mode lo daprac ;:a la je ada e do fundo ar-q uite t6 nic o. C on fro nta ndoa obra do me stre com a dodisdpu lo , vemos c omo napin tu ra de Rafae l a harmo-nia da cornposicao e murtosupe rio r: bas ta um unico0 1 har pa ra pe rce be rmo sque entre a im agem to ta le cada de ta lhe exis te umarelacao muito estrerta, 0casa men to d o V irgem e umtexto rico em re fe re nc ias eindicac;:6es : a pe rspe ctiva ce ntra l, te mado mina nte da s e xp er ie nc ia sv isua i s r ena scen tr s ta s ;

    I. Rafael Sanzio, 0casamento do Virgem (1504,Milao, Pinacoceca deBrera).

    a centralidade da arqu i-te tu ra , ou se ja . a te ndenc iaa bu sc a do equilibrio e da5 1 me tr ia nas co nstruc ;:6e s ,como reve la 0 temple te deSao Pedro em Monto rio deDonato Bramante , am igo ecorrterrarieo de Ra fae l

    3. Pietro Perugino, A entrega das choves, 1482 c.(Roma, Capela Sistina).

    2. 0 templete de SaoPedro emMontorio, emRoma (1502). Construcaoem planta circulardominada por uma cupu

  • 5/10/2018 Como Ler Uma Obra de Arte _ Prette

    7/10

    Indica equi l ibr io e e sfrnboloda justica, ou seja,da equiva-lencia entre a culpa e 0 eas-tigo. A espada, por sua vez,defende esse valor.No quadro renascentista dafigura 2, uma jovem mulheragarra pelos eabelos umcentauro.O centauro e umafigura da mitoiogia grega, e amulher a

Search related