Como Vencer o Negativismo Publica§µes ABS Publica§µes ABS

  • View
    110

  • Download
    2

Embed Size (px)

Text of Como Vencer o Negativismo Publica§µes ABS Publica§µes ABS

  • Slide 1
  • Como Vencer o Negativismo Publicaes ABS Publicaes ABS
  • Slide 2
  • A Motivao importante! Voc cr nisto? A Motivao importante! Voc cr nisto? Achar maneiras prticas para a auto motivao no dia a dia, tarefa mais difcil. Achar maneiras prticas para a auto motivao no dia a dia, tarefa mais difcil. A seguir veremos 10 aes prticas que podem gerar a vitria na batalha da auto motivao. A seguir veremos 10 aes prticas que podem gerar a vitria na batalha da auto motivao.
  • Slide 3
  • Decida agora mesmo parar de criticar, reclamar, culpar os outros por seus insucessos. Perceba quanto estes hbitos so prejudiciais. 11
  • Slide 4
  • Coloque 20% de sua ateno e do seu tempo na definio do problema e 80% na busca de uma soluo, e no o contrrio. 22
  • Slide 5
  • Estabelea metas. Pare de dizer No vai dar, Impossvel, Eu no vou conseguir, Nunca fizemos isto antes. Estabelea metas. Pare de dizer No vai dar, Impossvel, Eu no vou conseguir, Nunca fizemos isto antes. Em vez disto coloque metas para voc mesmo e recompense a si prprio ao alcan-las. Em vez disto coloque metas para voc mesmo e recompense a si prprio ao alcan-las. 33
  • Slide 6
  • 44 Compreenda que melhoria e desenvolvimento so processos. No espere gratificao instantnea.
  • Slide 7
  • Quem quiser alcanar um objetivo distante, tem que dar muitos passos curtos. H. Schmidt.
  • Slide 8
  • 55 Coloque suas metas no papel. No adianta s pensar nas metas. Coloque-as no papel, como um compromisso consigo mesmo. Torne suas metas: Especficas, Mensurveis, e Atingveis, embora desafiadoras
  • Slide 9
  • 66 Seja entusiasta sobre suas metas e no se deixe abater por sentimentos ou pensamentos pessimistas. Estou disposto aos necessrios sacrifcios de trabalho rduo para alcan-las?
  • Slide 10
  • No digno de saborear o mel aquele que se afasta da colmia com medo das picadas das abelhas. Autor annimo No digno de saborear o mel aquele que se afasta da colmia com medo das picadas das abelhas. Autor annimo
  • Slide 11
  • 77 Aceite correr riscos. No h progressos sem riscos. Saiba que vai encontrar obstculos, no se deixe dominar pelas barreiras. Aceite correr riscos. No h progressos sem riscos. Saiba que vai encontrar obstculos, no se deixe dominar pelas barreiras. Lembre-se que quanto maior o esforo, maior o sabor da vitria. Lembre-se que quanto maior o esforo, maior o sabor da vitria.
  • Slide 12
  • A vida uma aventura ousada... ou nada Hellen Keller. A vida uma aventura ousada... ou nada Hellen Keller.
  • Slide 13
  • 88 No deixe a situao controlar voc. Cuidado com notcias de jornais, rdio e televiso que tendem a ser negativas e fazer com que a situao do pas seja seu assunto preferido. No deixe a situao controlar voc. Cuidado com notcias de jornais, rdio e televiso que tendem a ser negativas e fazer com que a situao do pas seja seu assunto preferido.
  • Slide 14
  • Fraco aquele que permite que seus pensamentos controlem suas aes; forte aquele que fora suas aes a controlar seus pensamentos Og Mandino - O Maior Vendedor do Mundo, 80 Fraco aquele que permite que seus pensamentos controlem suas aes; forte aquele que fora suas aes a controlar seus pensamentos Og Mandino - O Maior Vendedor do Mundo, 80
  • Slide 15
  • 99 Pratique Otimismo. Pratique Otimismo. O otimista v uma oportunidade em cada calamidade; o pessimista v uma calamidade em cada oportunidade Bernard Shaw. O otimista v uma oportunidade em cada calamidade; o pessimista v uma calamidade em cada oportunidade Bernard Shaw.
  • Slide 16
  • 1010 Acredite no que voc est fazendo. Ame o que voc faz. Acredite no que voc est fazendo. Ame o que voc faz. Tenha f, convico e paixo por sua viso e misso. Tenha f, convico e paixo por sua viso e misso.
  • Slide 17
  • Reflexes
  • Slide 18
  • Seja qual for o seu trabalho, fazei-o com exatido, com diligncia; vencei a inclinao de procurar uma ocupao fcil... Quando o colportor entra em seu trabalho, no deve permitir-se ser distrado, mas deve inteligentemente conservar seu alvo com toda a diligncia. C.E. 77.
  • Slide 19
  • O Sucesso no depende tanto do talento, como de energia e boa vontade. No a posse de esplndidos talentos que nos capacita a prestar servio aceitvel; mas a execuo conscienciosa dos deveres dirios, o esprito de satisfao, o interesse sincero, no afetado, no bem estar de outros. C.E. 75.
  • Slide 20
  • Deus no se serve em sua causa, de homens indolentes; Ele deseja obreiros refletidos, bondosos, afetivos, fervorosos... Pessoas que no adquiriram hbitos industriosos e de economia de tempo devem estabelecer regras que as preparem para regularidade e presteza. Test. Vol.4, pg. 411.