of 6/6
FORMAÇÃO EM AURICULOTERAPIA PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE DA ATENÇÃO BÁSICA CONHECENDO AS PICS Informativo bimestral da CNPICS. 1ª Ed. 08/2018 AURICULOTERAPIA Integrando e Complementando PICS: RESSIGNIFICANDO O CUIDADO A acupuntura auricular, também conhecida como auriculoterapia, é um recurso terapêutico da Medicina Tradicional Chinesa (MTC) que promove a regulação psíquico- orgânica das pessoas através de estímulos nos pontos energéticos localizados na orelha – onde todo o organismo encontra-se representado como um microssistema – por meio de agulhas, esferas de aço, ouro, prata, plástico, ou sementes de mostarda, previamente preparadas para esse fim. A auriculoterapia chinesa faz parte de um conjunto de técnicas terapêuticas que tem origem nas escolas chinesa e francesa. A versão brasileira acontece a partir da fusão dessas duas técnicas. Acredita-se que tenha sido desenvolvida juntamente com a acupuntura sistêmica (corporal) que, atualmente, é uma das terapias orientais mais populares em inúmeros países e amplamente utilizada na assistência à saúde. Na atenção básica, a acupuntura auricular é utilizada em atendimentos individuais para diversas condições de saúde, após avaliação clínica por profissionais de equipes de saúde da família. Ela pode ser adotada como tratamento principal ou, mais comumente, em associação com outros recursos terapêuticos, enriquecendo as possibilidades de cuidado em saúde. Informações: http://auriculoterapiasus.ufsc.br/ ATENÇÃO PRIMÁRIA NO MUNICÍPIO DE MILAGRES/CE GLOSSÁRIO TEMÁTICO DE PICS MANUAL DE IMPLANTAÇÃO DE PICS 1º INTERCONGREPICS É REALIZADO NO RIO CONFIRA OUTROS EVENTOS POR DENTRO DAS PICS EVENTOS RELATO DE EXPERIÊNCIA VOCÊ CONHECE 02 03 05 06 A CNPICS, em convênio com a UFSC, está promovendo a edição 2018 do Curso de Formação em Auriculoterapia para profissionais de saúde da Atenção Básica (80h), que conta com 19 polos em 12 estados. Mais de 4 mil profissionais concluíram o curso!

conhecendo as pics auriculoterapia - 189.28.128.100189.28.128.100/dab/docs/portaldab/documentos/informes/Informativo... · conhecida como auriculoterapia, é um recurso terapêutico

  • View
    216

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of conhecendo as pics auriculoterapia -...

  • Formao em auriculoterapia para proFissionais de sade da ateno Bsica

    conhecendo as pics

    informativo bimestral da cnpics. 1 ed. 08/2018

    auriculoterapia

    Integrando e Complementando

    pics: ressignificando o cuidado

    a acupuntura auricular, tambm conhecida como auriculoterapia, um recurso teraputico da medicina tradicional chinesa (mtc) que promove a regulao psquico-orgnica das pessoas atravs de estmulos nos pontos energticos localizados na orelha onde todo o organismo encontra-se representado como um microssistema por meio de agulhas, esferas de ao, ouro, prata, plstico, ou sementes de mostarda, previamente preparadas para esse fim. a auriculoterapia chinesa faz parte de um conjunto de tcnicas teraputicas que tem origem nas escolas chinesa e francesa. a verso brasileira acontece

    a partir da fuso dessas duas tcnicas. acredita-se que tenha sido desenvolvida juntamente com a acupuntura sistmica (corporal) que, atualmente, uma das terapias orientais mais populares em inmeros pases e amplamente utilizada na assistncia sade. na ateno bsica, a acupuntura auricular utilizada em atendimentos individuais para diversas condies de sade, aps avaliao clnica por profissionais de equipes de sade da famlia. ela pode ser adotada como tratamento principal ou, mais comumente, em associao com outros recursos teraputicos, enriquecendo as possibilidades de cuidado em sade.

    Informaes: http://auriculoterapiasus.ufsc.br/

    ateno primria no municpio de milagres/ce

    glossrio temtico de picsmanual de implantao de pics

    1 intercongrepics realiZado no rio confira outros eVentos

    por dentro das pics

    eventos relato de experincia

    voc conhece02 03 05 06

    a cnpics, em convnio com a uFsc, est promovendo a edio 2018 do curso de Formao em auriculoterapia para profissionais de sade da ateno Bsica (80h), que conta com 19 polos em 12 estados. mais de 4 mil profissionais concluram o curso!

    http://http://auriculoterapiasus.ufsc.br/

  • http://dab.saude.gov.br/portaldab/ape_pic.phpemail: [email protected]

    coordenao nacional de prticas inteGrativas e complementares em sade

    http://dab.saude.gov.br/portaldab

    DEPARTAMENTO DE ATENO BSICA

    a construo de um sistema pblico e universal de sade apresenta diversos desafios, mesmo estando em conso-nncia com estratgias defendidas pela organizao mundial de sade (oms) que o reconhece como principal forma de garantir a sade da populao. a estrutu-rao de um sistema universal que bus-ca a integralidade e a equidade para um territrio, nas dimenses das do Brasil, necessita um modelo eficiente, que atue de forma inter setorial e que empodere os sujeitos e comunidades no desempenho dos processos que interagem com os diversos determinantes sociais da sade.o modelo de cuidado ofertado pela rede de servios de sade tem tido que se adaptar mudana no perfil das neces-sidades de sade, que saiu de uma alta mortalidade por doenas infecciosas para uma predominncia de bitos por doen-as cardiovasculares, neoplasias, causas

    externas e outras doenas consideradas crnico-degenerativas. assim, neces-srio um modelo de cuidado centrado na pessoa e no na doena, centrado na famlia e na comunidade, um modelo que considere e atue na complexidade biopsicossocial. nesse sentido, as prticas integrativas e complementares em sade (pics) so abordagens que ampliam o olhar dos profissionais sobre o processo sade e doena e sobre as ofertas teraputicas de cuidado populao. reconhecidas como medicinas tradicionais, comple-mentares e integrativas, pela oms, as pics foram institudas no Brasil pela po-ltica nacional de prticas integrativas e complementares no sus (pnpic), em maio de 2006.entre as principais diretrizes da pnpic est o aumento da resolutividade dos servios de sade, que ocorre a partir da

    por: daniel miele amado coordenador nacional das pics

    pics: ressiGniFicando o cuidado

    2

    Integrando e Complementando

    integrao ao modelo convencional e hegemnico de cuidado de racionalida-des com olhar e atuao mais ampliados, agindo de forma integrada e/ou comple-mentar no diagnstico, na avaliao e no cuidado.um ponto importante a ser ressaltado que as pics atuam igualmente para o empoderamento dos sujeitos, favore-cendo a percepo dos processos de adoecimento e de cuidado, seja nos as-pectos individuais, coletivos ou sociais, a aquisio de ferramentas que possibi-litem o autocuidado, e a construo de redes cuidadoras nas comunidades. esse processo de empoderamento individual e coletivo possibilita o uso mais racional das aes e servios de sade, despri-vilegiando a cultura de medicalizao e de utilizao exagerada e indevida de exames e procedimentos, o que impac-ta profundamente nos custos do sistema de sade.assim, a coordenao nacional de pr-ticas integrativas e complementares em sade (cnpics) assume a responsabi-lidade de realizar a gesto da pnpic, de forma transversal s aes do departa-mento de ateno Bsica (onde est in-serida) e das outras reas do ministrio da sade, contribuindo para que esta poltica pblica seja efetivamente implan-tada nos estados e municpios brasilei-ros e possa colaborar para a melhoria do sistema nico de sade e da sade de toda a populao, a partir de um cuidado mais integral.

    Integrando e Complementando

    por dentro das pics

    http://dab.saude.gov.br/portaldab/ape_pic.phphttp://dab.saude.gov.br/portaldab

  • o ministrio da sade promoveu o 1 congresso internacional de prticas integratiVas e com-plementares e sade pBlica e recebeu o iii congresso interna-cional de aYurVeda, em maro de

    2018, na cidade do rio de Janeiro com o objetivo de constituir fruns de discusso internacional para integrao e troca de experincias entre os profissionais e ges-tores das diversas prticas integrativas, tanto do Brasil como de outros pases. a

    ideia foi ampliar o debate sobre a utiliza-o e propagao dessas prticas nos sistemas nacionais de sade, aprofun-dando os conhecimentos e discutindo os avanos das incorporaes das prticas integrativas e complementares.

    1 interconGrepics realizado no rio

    eventos

    o congresso possibilitou aprofundar os conhecimentos e discutir os avanos das incorporaes das pics nos cenrios in-ternacional e nacional, permitindo o com-partilhamento de experincias quanto sua implantao e gesto pelos pases que j as contemplam em seus sistemas oficiais de sade. os quatro dias de even-to contaram com a presena de 27 pa-ses, aproximadamente 4.000 participan-tes, mais de 900 trabalhos apresentados nas modalidades oral e pster, grande

    variedade de informaes difundidas e conhecimentos compartilhados por meio de palestras, mesas compartilhadas, vi-vncias e espaos de cuidado em prti-cas integrativas e complementares.a poltica nacional de prticas integrati-vas e complementares no sus (pnpic) contava com 19 prticas. na abertura do evento, o ministro da sade, ricardo Bar-ros, assinou a portaria ministerial Gm n 702, publicada em 21 de maro de 2018, institucionalizando outras 10 prticas que

    ampliam as abordagens de cuidado e as possibilidades teraputicas para os usurios, e colaboram para maior inte-gralidade e resolubilidade da ateno sade. alm de integrar essas prticas ao sistema oficial de sade, a pnpic apoia e dialoga com outras reas transversais que atuam na oferta de servios e de produtos de qualidade, o que possibilita ampliar os conhecimentos relacionados e qualificar os profissionais envolvidos com as prticas integrativas.

    acesse o site do 1 intercongrepics e reveja algumas apresentaes, fotos e matrias sobre o evento. link: http://congrepics.saude.gov.br/#!/#sobre_nos

    3

    FiQue de olho

    Integrando e ComplementandoIntegrando e Complementando

    O MINISTRIO DA SADE GOSTARIA DE SABER SUA OPINIO SOBRE O EVENTOPARA QUE POSSAMOS PLANEJAR UM PRXIMO CONGRESSO

    RESPONDA O QUESTIONRIO ONLINE NO LINK

    http://bit.ly/PesquisaINTERCONGREPICS

    http://congrepics.saude.gov.br/#!/#sobre_noshttp://bit.ly/PesquisaINTERCONGREPICS

  • aconteceu, nos dias 9 e 10 de maio, mais um encontro estadual para Fortalecimento da ateno Bsica, dessa vez na capital mineira. o evento um dos 37 que acontecem em todo o pas com o objetivo de reunir minist-rio da sade, estados e municpios em um mesmo espao e ampliar o dilogo sobre a qualificao da ateno Bsica. o evento contou com workshop de prti-cas integrativas e complementares em sade (pics) mediado por layza nogueira e lorena melo, tcnicas integrantes da coordenao nacional de prticas integrativas e comple-mentares em sade (cnpics) do ministrio da sade (ms). o workshop contou com 75 gestores, de diversos municpios do esta-do, e abordou a poltica nacional de prti-cas integrativas e complementares no sus (pnpic), trazendo a publicao institucional manual de implantao de servios de pr-ticas integrativas e complementares no sus como orientao aos municpios que ainda no as ofertam, e possibilitando esclareci-mentos de dvidas sobre o tema. a abertura da apresentao foi realizada pelas tcnicas da cnpics e, na sequncia, Gelza matos referncia estadual em pics apresentou os dados e as aes desen-volvidas em minas Gerais. a procura pelos gestores e coordenadores de sade por au-xlio para a implantao das pics em seus municpios, aps o workshop, a melhor descrio, para mim, do xito do encontro estadual em Bh, disse Gelza. no encerramento do encontro, os partici-pantes tiveram a oportunidade de ter uma vivncia em pics, por meio da dana circular conduzida pela apoiadora cristina Ferreira.

    encontro estadual para Fortalecimento da aB em Belo horizonte / mG

    realizar a vivncia de dana circular durante o evento foi uma experincia gratificante e que me fez refletir sobre a importncia de prticas para sensibilizao de gestores, pois atravs destes que o processo de implantao das pics no sus pode se instaurar e fortalecer.cristina Ferreira

    o dia mundial de tai chi e chi Kung celebrado anualmente, no l t imo sbado do ms de abril, para divulgar as prticas de tai chi e chi Kung pelo mundo, faz parte do calendrio de eventos estabelecidos pela organizao mundial de sade , du ran te a comemorao do ms da sade. a misso promover publicamente o crescente conjunto de pesquisas na rea de sade relacionadas s prticas corporais da medicina tradicional chinesa. neste ano, em 27 de abril, no plenrio ulysses Guimares da cmara dos deputados, aconteceu a sesso solene em homenagem ao dia mundial do tai chi e chi Kung, com participao da coordenao nacional de pics, representada por denise mancini, integrante da equipe tcnica.

    divulgao

    sesso solene em homenaGem ao dia mundial do tai chi e chi KunG

    Integrando e Complementando

    eventos

    4

  • Integrando e Complementando

    em agenda internacional, o coordena-dor nacional de prticas integrativas e complementares em sade, daniel mie-le amado, participou de dois eventos de valorizao da experincia nacional em pics no sus: o Webinar e o internatio-nal congress on integrative medicine & health.o Webinar medicina tradicional e com-plementar na ateno primria sade: 40 anos depois de alma-ata, realizado em 8 de maio de 2018, teve o objetivo de examinar o papel das medicinas tra-dicionais e complementares na aps, no contexto do 40 aniversrio da declara-o de alma-ata, estratgia de sade universal da opas/oms e da estratgia de medicina tradicional da oms 2014-2023. no evento, o coordenador nacio-nal palestrou sobre o tema o papel das prticas integrativas e complementares na ateno primria sade no Brasil.o segundo evento da agenda foi o inter-national congress on integrative medicine & health (congresso internacional sobre medicina integrativa e sade), realizado em Baltimore, eua, de 8 a 11 de maio, e organizado pelo consrcio acadmico de medicina e sade integrativa dos es-tados unidos. o evento reuniu aproxima-damente mil participantes, de 30 pases, principalmente pesquisadores e profissio-nais de diversos perfis, interessados em pesquisas nas reas de pics.em ambos os eventos foi constatada a importncia da Bvs mtci amricas e do trabalho que est sendo desenvol-vido com a colaborao da rede mtci para as amricas, sob coordenao da Bireme/opas/oms e apoio das unidades tcnicas da opas/oms. os participantes desses eventos ressaltaram os resulta-dos do trabalho colaborativo e articulado, apesar do pouco tempo em que o projeto est em andamento.

    a coordenao nacional de prticas integrativas e complementares em sade (cnpics) participou do 3 en-contro nacional do programa acade-mia da sade, ocorrido nos dias 5 e 6 de junho de 2018, em Braslia / dF. a coordenao nacional de pics foi representada pela tcnica lorena melo e teve como tema central as pics e in-terlocues e contribuies ao cuida-do no programa academia da sade.

    WeBinar e international conGress on inteGrative medicine & health

    Fonte: Boletin Bireme (adaptado).

    link do portal Bvs mtci amricas: http://mtci.bvsalud.org/pt/leia a matria completa: http://boletin.bireme.org/pt/2018/05/29/promocao-da-bvs-medicinas-tradicionais-complementares-e-integrativas-para-ampliar-a-colaboracao/

    3 encontro nacional da academia da sade

    estavam presentes no evento as refern-cias estaduais do programa academia da sade, que puderam dialogar sobre a interface das prticas integrativas com o programa, especialmente no que tange ao cuidado em sade.

    eventos

    5

    http://mtci.bvsalud.org/pt/http://boletin.bireme.org/pt/2018/05/29/promocao-da-bvs-medicinas-tradicionais-complementares-e-integrativas-para-ampliar-a-colaboracao/http://boletin.bireme.org/pt/2018/05/29/promocao-da-bvs-medicinas-tradicionais-complementares-e-integrativas-para-ampliar-a-colaboracao/

  • a fim de contribuir para o processo de cuidar da sade na ateno primria em sade (aps), este relato de expe-rincia tem como objetivo descrever a experincia na execuo de prticas in-tegrativas e complementares em sade (pics) na estratgia de sade da Fam-lia (esF) e de um laboratrio do ncleo de ateno sade da Famlia (nasf) do municpio de milagres, cear. trata-se de um relato de experincia de natureza descritiva. inicialmente, para a implementao das pics, foi necessrio um matriciamento com os profissionais da esF, com intuito de contribuir para a educao permanente em sade, de estabelecer parcerias na implementao dessas prticas no processo de trabalho das equipes e de captao de usurios para a demanda. alm do estabeleci-mento das pics no processo de trabalho das equipes, foi institudo um laboratrio para recebimento de pacientes encami-nhados pela esF, funcionando em todas as manhs de sexta-feira. as principais

    pics implementadas foram auriculotera-pia, acupuntura, ventosa/moxa, osteopa-tia e shantala. o perfil dos usurios assistidos o de portador de agravos crnicos. o labo-ratrio foi instalado em julho de 2017 e, at fevereiro de 2018, contemplou um produto profcuo, que vem repercutindo diretamente na condio de vida dos usurios, pelos relatos de diminuio de dores crnicas, melhora de qualidade de vida e, principalmente, por fazer valer os princpios do sus. assim, foram atendi-dos 66 usurios no perodo citado, com quantitativo total de 170 sesses, assim distribudas: 35 de auriculoterapia, 70 de acupuntura, 37 de ventosa e moxa, 20 de osteopatia e oito de shantala. para implantao do laboratrio de pics, foi necessrio investimento em compra de insumos para aplicao das prticas, manuteno mensal, transpor-te para os trabalhadores atuarem nos territrios das esFs semanalmente, adaptao de uma sala para funcio-

    namento do laboratrio e compra de instrumentais necessrios para o labo-ratrio. o nasf conta com fisioterapeu-ta especialista em acupuntura e com cursos complementares nas prticas executadas.a implementao das picss tem contri-budo para o fortalecimento das aes primrias do municpio de milagres/ce, tendo em vista a ampliao de aes de matriciamento entre nasf e esF. para 2018, contribuindo para o processo de continuidade da ateno, foi proposta a realizao de novas etapas de edu-cao permanente voltada aos profis-sionais enfermeiros, mdicos e dentis-tas da esF, como forma de expandir a descentralizao dessas pics para os espaos de trabalhos locais, posto que o acesso a teraputicas integrativas e holsticas proporciona uma melhoria das condies de vida e afirma a pre-veno como premissa para manter a sade, estimular o autocuidado e em-poderar o indivduo.

    promovendo sade no mBito da ateno primria no municpio de milaGres/ce

    relato de experincia

    autores: Leilany Dantas Varela, Rosa Maria Grangeiro Martins, Wanessa Grangeiro Sampaio Luna, Jorge Samuel Lima Gonalves, Maria Edmara Morais Fernandes da Silva, Ruthe Coelho Cabral e Maria Nadja dos Santos Ferreira.

    a Biblioteca virtual em sade em medicinas tradicionais, complementares e integrativas (Bvs mtci) guarda uma ampla produo cientfica das 29 prticas institudas no sus pelo ministrio da sade, dentre muitas outras. a iniciativa busca facilitar o acesso informao cientfica e tcnica sobre o tema, alm de estimular a colaborao e o fortalecimento de pesquisas. o lanamento do portal ocorreu no 1 interconGrepics. Para saber mais, acesse: http://mtci.bvsalud.org/pt/

    Procurando algum conceito?o Glossrio temtico prticas integrativas e complementares em sade traz os principais termos e conceitos referentes ao tema. procurou algum termo e no encontrou? discorda de algum conceito? conhece algum termo das pics que no est no Glossrio? mande um e-mail para ns: [email protected] Glossrio est disponvel em: http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2018/marco/12/glossario-tematico.pdf

    Dvidas sobre a implantao das PICS? o manual de implantao de servios de prticas integrativas e complementares no sus pode ajudar! o manual conta com modelo de plano de implementao das pics, questes referentes ao financiamento e um exemplo de implantao das pics em um servio de sade. O Glossrio est disponvel em: http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/publicacoes/manual_implantacao_servicos_pics.pdf

    o ministrio da sade, por meio da cnpics, oferece cinco cursos introdutrios sobre algumas pics: antroposofia aplicada sade, medicina tradicional chinesa, prticas corporais e mentais da medicina tradicional, gesto das pics e uso de plantas medicinais e fitoterpicos para acs. todos esto disponveis na plataforma avasus. Saiba mais em: https://avasus.ufrn.br/

    as pics tm sido amplamente estudadas e, pensando em impulsionar o desenvolvimento de estudos nessa rea, foi criado o consrcio acadmico Brasileiro para sade integrativa que tem o objetivo de contribuir para fortalecer a legitimidade cientfica das pics e j conta com 280 pesquisadores oriundos de 57 instituies. Saiba mais em: http://mtci.bvsalud.org/pt/consorcio-academico-2/

    voc J conhece?

    Integrando e Complementando

    6