CONSCIÊNCIA AMBIENTAL, SUSTENTABILIDADE E QUALIDADE DE ...· eventualmente, os valores de orientação

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of CONSCIÊNCIA AMBIENTAL, SUSTENTABILIDADE E QUALIDADE DE ...· eventualmente, os valores de...

  • - Revista EDUCAmaznia - Educao Sociedade e Meio Ambiente, Humait,

    LAPESAM/GISREA/UFAM/CNPq/EDUA - ISSN 1983-3423- IMPRESSO- ISSN 2318-8766- CDROOM

    242

    Ano 7, Vol XII, Nmero 1, Jan-Jun, 2014, Pg. 242-275.

    CONSCINCIA AMBIENTAL, SUSTENTABILIDADE E QUALIDADE DE VIDA DE

    HABITANTES DO AMAZONAS

    Suely Mascarenhas & Heron Salazar Costa,

    UFAM.

    Resumo: O texto apresenta indicadores relacionados conscincia ambiental, de insero

    socioeconmica e sustentabilidade de habitantes do Amazonas. resultado de pesquisas

    apoiadas pelo CNPq e FAPEAM. Recorreu-se a uma amostra de n=1320 participantes de

    diferentes cenrios do estado que responderam a questionrio prprio com questes

    socioeconmicas e informaes associadas conscincia ambiental e atitudes de

    sustentabilidade. Os resultados indicam medidas positivas de conscincia e compromisso

    ambiental e sustentabilidade. Por outro lado, revelam modestos indicadores de exerccio da

    cidadania e insero socioeconmica.

    Palavras chave: Conscincia ambiental, sustentabilidade, exerccio da cidadania, insero

    socioeconmica.

    ENVIRONMENTAL AWARENESS, SUSTAINABILITY AND QUALITY OF LIFE OF

    INHABITANTS OF THE AMAZON

    Abstract: The text presents indicators related to environmental awareness, socioeconomics

    insertion and sustainability of inhabitants of the Amazon. It is the result of research supported

    by CNPq and FAPEAM. Resorted to a sample of n = 1320 participants of different scenarios of

    the State who responded to an own questionnaire with socio-economic issues and information

    related to environmental awareness and attitudes to sustainability. The results indicate positive

    measures of awareness and environmental commitment and sustainability. On the other hand, it

    revealed modest indicators of exercise of citizenship and socioeconomic inclusion.

    Keywords:Environmental awareness, sustainability, citizenship, socioeconomic insertion.

    Este artigo parte de uma investigao mais ampla realizada ao abrigo de projetos de

    pesquisas apoiados financeiramente pelo CNPq e FAPEAM tem como objetivo

    apresentar e discutir conceitos sobre ambiente, sustentabilidade e qualidade de vida em

    especial no contexto amaznico/Amazonas/Brasil.

    O trabalho esta organizado em duas partes. Na primeira parte registramos uma reviso

    de literatura sobre a temtica. Na segunda parte so apresentados e discutidos dados

    inditos de pesquisa de campo demonstrando representaes de habitantes do

    Amazonas/Brasil associadas temtica e suas implicaes para a cidadania e insero

    socioeconmica.

    O ser humano se destaca dos demais seres vivos, dentre outras caractersticas, pela

    capacidade coletiva e tecnolgica de modificar o ambiente. Ao longo de sua evoluo,

    tem agido seguindo uma percepo de que o ambiente se constitui em fonte de recursos

    para atender necessidades. Nos ltimos 50 anos, a preocupao com a limitao

  • - Revista EDUCAmaznia - Educao Sociedade e Meio Ambiente, Humait,

    LAPESAM/GISREA/UFAM/CNPq/EDUA - ISSN 1983-3423- IMPRESSO- ISSN 2318-8766- CDROOM

    243

    ambiental para sustentar a crescente demanda por recursos naturais imposta pelo

    aumento populacional e difuso de um modo de vida baseado no consumo exagerado

    temsido bastante divulgada e est presente nos coraes e mentes das pessoas. No

    entanto, o fato da preocupao com a sustentabilidade do ambiente ter sido bastante

    difundida no significa necessariamente em um maior potencial de mudana de hbitos

    em favor da sustentabilidade ambiental.

    Partindo-se da premissa de que os indivduos tm suas aes motivadas por foras

    internas ditadas, em primeiro luga pelo instinto de sobrevivncia, e pela percepo da

    situao que cada um cria a partir de suas experincias individuais, nos propusemos

    analisar os resultados de uma pesquisa sobre Representao/expectativas quanto a

    mudanas climticas/meio ambiente de habitantes de localidade inseridas no bioma

    Amaznia. A importncia da interpretao, ou leitura, da percepo de ambiente que

    tais ambientes possuem se justifica pela premissa colocada e pelas implicaes que se

    ter sobre a possibilidade de mudanas de atitudes em favor de um modo de vida mais

    sustentvel.

    Sabemos que ambiente no significado corrente entendido como um significado

    complexo de relaes entre o mundo natural e ser vivo que influenciam na vida e no

    comportamento do ser vivo. Observaes sobre a influncia das condies fsicas

    especialmente o clima sobre a vida dos animais em geral e do homem em particular, e

    at mesmo sobre a vida poltica do homem, encontram-se frequentemente na literatura

    especializada clssica.

    No mundo contemporneo, a noo de Ambiente continua sendo fundamental para as

    cincias biolgicas, antropolgicas, sociolgicas, educacionais, polticas, econmicas e

    psicolgicas, estando se transformando gradualmente, considerando que a relao entre

    o Ambiente e o organismo, ou entre o homem e o grupo scia, deixou de ser entendida

    segundo um esquema mecnico, como relao de um determinismo causal absoluto. A

    ao seletiva que o ser, sobre o qual o ambiente age, exerce sobre o prprio ambiente

    importante. Neste sentido, o ambiente de um determinado organismo no algo

    acabado. Mas vai se formando continuamente, medida que o organismo vive e age.

    Pode-se entender que o ambiente extrado do mundo pela existncia do organismo, ou

    mais objetivamente, que um organismo no pode existir se no conseguir encontrar no

    mundo, construir nele um ambiente adequado para si, contanto que, naturalmente o

    mundo lhe oferea essa possibilidade (ABBAGNANO, 2007).

  • - Revista EDUCAmaznia - Educao Sociedade e Meio Ambiente, Humait,

    LAPESAM/GISREA/UFAM/CNPq/EDUA - ISSN 1983-3423- IMPRESSO- ISSN 2318-8766- CDROOM

    244

    A maioria dos fenmenos polticos, e o prprio movimento histrico das sociedades

    humanas, so em grande parte governados pelas caractersticas que o ambiente

    apresenta em determinado territrio e por suas mudanas (GALLINO, 2005, pg.18).

    A literatura especializada da rea demonstra que fenmenos socioculturais muito

    diferentes entre si encontravam-se em condies ambientais completamente diferentes,

    e que dentro do mesmo ambiente, inalterado durante milnios, sucederam-se formas de

    sociedade e de cultura inteiramente diversas (LOWIE,1917).

    Diferentes estudos dedicam-se ao impacto da ao humana sobre o ambiente. Dentre as

    aes destacam-se o desmatamento, expanso de reas cultivadas, atividades de

    minerao, construo de estradas e edifcios, pontes, caa, domesticao de animais

    dentre outros. Tais impactos evidenciam-se pela transformao da paisagem

    demonstrando como a ao do homem submete o ambiente satisfao de suas

    necessidades a partir da determinao de objetivos polticos e econmicos.

    O estudo da ecologia dedica-se a desvendar as relaes complexas que ligam entre si

    todos os sistemas orgnicos vivos, animais e vegetais, inclusive microrganismos na

    biosfera. A anlise se centra na compreenso da funo dos fatores culturais como

    ideologia da explorao sustentada na crena de que os recursos naturais seriam

    infinitos e por outros fatores instrumentais como desenvolvimento econmico, tanto na

    vertente capitalista como na socialista. Tais concepes sustentam-se pelas exigncias

    da geopoltica, tiveram e continuam tendo impacto sobre a alterao do equilbrio que

    os biossistemas levaram milhes de anos para alcanar, ao ponto de pr em perigo a

    existncia da espcie humana. J a concepo marxista concebe o homem e a sociedade

    como parte da natureza; mediante troca recproca, que se realiza atravs do trabalho,

    nesta perspectiva, a natureza humanizada e o homem se naturaliza.

    Quando a literatura se refere a ambiente social, associa-o a ambiente natural o que pode

    ser verificado pela compreenso da relao dinmica de intercambio entre uma

    coletividade e o seu ambiente social como condicionantes da adaptao e sobrevivncia.

    A adaptao ao ambiente social e natural garante as condies de existncia da

    coletividade em determinado nvel de desenvolvimento social e cultural, por meio do

    suprimento de recursos bens e servios em termos qualitativos e quantitativos na

    proporo das necessidades de seus membros. Nesta perspectiva a vida associa-se em

    grande medida adaptao ao ambiente social e natural. Adaptao de maneira ampla

    significa o ajustamento biolgico e psicolgico do ser humano ao ambiente fsico e

  • - Revista EDUCAmaznia - Educao Sociedade e Meio Ambiente, Humait,

    LAPESAM/GISREA/UFAM/CNPq/EDUA - ISSN 1983-3423- IMPRESSO- ISSN 2318-8766- CDROOM

    245

    social em que vive. Por outro lado, tambm pode ser aplicada vida social onde se

    insere gerando certo denominador comum entre os componentes de uma sociedade em

    particular. Adaptao denota grau de concordncia e conformidade s normas

    estabelecidas, que varia com a margem de liberdade e de autonomia que o meio social

    permite ao indivduo.

    Por outro lado, para explicar o fenmeno a literatura refere o conceito de acomodao

    para explicar o processo de criao e modificao contnua de hbitos de

    comportamento, instituies, tcnicas, traos culturais desenvolvidos para fazer frente

    s exigncias de indivduos e coletividades na interao com os mais diferentes

    ambientes fsicos e sociais. Referindo que adaptao estaria associada a modific