Click here to load reader

Controladoria Geral do Municí · PDF fileMAQUINAS, ELEVADORES E EQUIPAMENTOS - LOCAÇÃO. MAQUINAS. ELEVADORES E EQUIPAMENTOS-MANUTEN ÃO. M VEIS E UTENSILlOS - AQUI AO M VEIS E UTENSILlOS

  • View
    217

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of Controladoria Geral do Municí · PDF fileMAQUINAS, ELEVADORES E EQUIPAMENTOS -...

'

1..'" "

',,, ," .,~ .

-li .--"" .

T PREFEITURADA CIDADE DO RIO DE JANEIROControladoria Geral do Municpio

RESOLUO CGM N 036 Em 29 de maro de 1995.

30

.2112)~S'C

Estabelece normas complementaresao Sistema de Controle de Contratosna Administrao Direta, Indireta eFundacional, institudo pelo Decreton 13.751, de 15/03/95 e d outrasprovidncias

O CONTROLADOR GERAL DO MUNICPIO DO RIO DEJANEIRO, no uso de suas atribuies legais e tendo em vista o disposto no art.8 doDecreto n 13.751, de 15 de maro de 1995,

RESOL VE:

Art.l - O Sistema de Controle de Contratos - SISCCONT,gerenciado pela Controladoria Geral do Municpio, destina-se a armazenarinformaes dos instrumentos de contratos, para a elaborao de relatrios gerenciaise de prestaes de contas exigidas na forma da legislao em vigor.

1 - Esto sujeitos ao SISCCONT, como previsto do Decreto n13.751/95, todos os contratos decorrentes de licitao, dispensa ou inexigibilidade,nos termos da Lei n 8.666/93, com as alteraes dadas pela Lei n 8.883/94, cujotrmino de execuo ocorra a partir do dia 16 de maro de 1995.

2 - O disposto no pargrafo anterior aplica-se, no que couber, aosconvnios, acordos, ajustes e outros intrumentos congneres.

Art. 2 - O registro no SISCCONT ter por base a publicaoresumida no Dirio Oficial dos intrumentos de contratos e seus aditivos, e deverconter, no mnimo, as seguintes informaes:

gr''-',

, ,

"

PREFEITURADA CIDADE DO RIO DE JANE8RO

I -il-

Iil -IV -

V-

VI -

Vil-

Vlil-

IX -

n do processo instrutivo;

n do contrato;

data da assinatura;

nome das partes;

objeto resumido, indicando obrigatoriamente, conforme ocaso, o tipo, a modalidade, o modelo, a marca, o ano defabricao, a quantidade e outros elementos queidentifiquem, de forma clara, seu contedo, obedecida aespecificao constante do Anexo I do Decreto n13.751/95 e desta Resoluo;

prazo

valor total, data base da cotao e do preo contratado;

programa de trabalho, natureza da despesa e n do empenhoou documento similar;

modalidade e n da licitao ou fundamento legal de suadispensa ou inexigibilidade.

Art 3 - Alm das informaes constantes da publicao resumidaa que alude o artigo anterior, serviro de base para fornecimento de dados aocadastramento no SISCCONT, dentre outros:

I - O Contrato;

il - Edital de Licitao;

Iil - TermosAditivos;

IV - Cronograma de Desembolso;

V - Memorando de incio (obras);

VI - Designao do fiscal (obras);

Vil - NAD - (Notade Autorizaode Despesa);

VilI - Nota de Empenho;

IX - Ordem de Pagamento e ou recibos;

X - Nota fiscal/fatura;

XI - Termos de aceitao provisria e defmitiva.

@\

,,

PREFEITURADA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

Art 4 - O cadastramento das infonnaes no SISCCONT serfeito no rgo de origem de cada contrato pelo servidor fonnalmente designado paraesse flID.

1 - Caber aos agentes da Controladoria Geral do Municpio aimplantao do SISCCONT nos entes municipais, aps o atendimento dos requisitosindicados no Art.3 do Decreto n 13.751/95 no tocante a equipamento e indicaodo servidor responsvel pelo registro e acompanhamento das operaes.

2 - Enquanto os rgos no possurem equipamento comcapacidade mnima equivalente ao padro PC AT 486 poder ser utilizadomicrocomputador padro PC AT 386 DX-40 com 4 Mb RAM, DRIVES 5 ~ ou 3Y2,Monitor SVGA, Disco Rgido, com espao livre de 30 Mb, sistema operacionalMS-DOS, 6.2 e impressora com 132 colunas, padro EPSON FX 1170.

3 - A implantao a que alude o pargrafo primeiro deste artigoser precedida de treinamento aos que iro operar o Sistema, organizado pelaControladoria Geral.

Art 5 - Nenhuma despesa relativa a contratos poder ser liquidada,aps o dia 01/05/95, sem que do respectivo processo conste relatrio atualizado daposio oramentria e fmanceira do instrumento contratual, emitido peloSISCCONT.

Pargrafo nico - Aps o pagamento de cada parcela do valorcontratado as Gerncias Setoriais de Contabilidade e Auditoria e as DiretoriasAdministrativas e Financeiras completaro os campos do relatrio de que trata o"caput" deste artigo para encaminhamento ao responsvel pelo SISCCONT do rgode sua atuao e realimentao do Sistema.

Art 6 - Enquanto o SISCONT no estiver disponvel em rede, osrgos remetero cpias em disquete de seus arquivos para a Subcontroladora Geraldo Municpio at o 5 dia til do ms subsequente a que se referirem.

~

.,:~' j.

PREFEITURADA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

Art 7 - conferida competncia aos Gerentes Setoriais deContabilidade e Auditoria, na Adminitrao Direta e aos Diretores Administrativos eFinanceiros, na Administrao Indireta e Fundacional, para realizar o exame prviodos documentos relativos a celebrao de acordos, convnios, ajustes e outros

. intrumentosjurdicosnos termos do Decreton 12.367/93.

Art 8 - Os casos omissos na presente Resoluo sero resolvidospela Subcontroladora Geral do Municpio.

Art 9 - Esta Resoluo entrar em vigor na data de sua publicao,revogadas as disposies em contrrio, especialmente as Resolues nOs45, de 08 denovembro de 1993 e 003, de 02 de fevereiro de 1994.

U /~ ~./t:.~

LINO MARTINS DA SILVA./

Controlador Geral do Municpio

,.

PREFEITURADA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

OBJETO RESUMIDO

ADOAO DE ANIMAIS E RECINTOALIMENTAO - ANIMAISALIMENTAO - MERENDA ESCOLARALIMENTAO - SERVIDORESCONSUL TORIA E ASSESSORIAESPECIALIZADADOAOESTAGIRIARIOSFINANCIAMENTOFINANCIAMENTO - PREVI-RIOIMVEIS - AQUISI O1M VEIS - LOCAAO,INFORMTICA - AQUISiO DEEQUIPAMENTOS.INFORMTICA - CONTRA TAO DESERViOS.INFORMTICA - LOCAO DEEQUIPAMENTOS.INFORMTICA - MANUTENO DEEQUIPAMENTOS.LIMPEZA - SERViO E MATERIALLIMPEZA URBANA

MATERIAL E SERViO PARAUSO/CONSUMO.MAQUINAS, ELEVADORES EEQUIPAMENTOS - AQUISiO.MAQUINAS, ELEVADORES EEQUIPAMENTOS - LOCAO.MAQUINAS. ELEVADORES EEQUIPAMENTOS - MANUTEN O.M VEIS E UTENSILlOS - AQUI AOM VEIS E UTENSILlOS - LOCA AOM VEIS E UTENSILlOS - MANUTENAOOBRASPERMISSO DE USO, COMODATO,MTUO, INVESTIDURA, PERMUTA,OUTROSPRESTADORES DE SERViOS

ANEXO I

ESPECIFICAES OBRIGATRIAS

QUANTIDADE POR TIPOQUANTIDADE POR TIPOQUANTIDADE POR TIPOQUANTIDADE POR TIPOTIPO DE SERVIOE QUANTIDADE DE PESSOASCUSTO HOMEM/HORAMODALIDADEQUANTIDADE POR CURSOMODALIDADEMODALIDADEM2E ENDEREOM2E ENDERE;:OQUANTIDADE POR TIPO

TIPO DE SERViO E QUANTIDADE DE PESSOAS

QUANTIDADE POR TIPO

TIPO E FREQUENCIA

M 2 E QUANTIDADE DE PESSOASRA, AP,EXTENSO.QUANTIDADE POR TIPO

QUANTIDADE POR TIPO

QUANTIDADE POR TIPO

TIPO E FREQUENCIA

QUANTIDADE POR TIPOQUANTIDADE POR TIPOTIPO E FREQUNCIARA, AP,EXTENSO, ENDEREOOBJETO DESCRIMINADO

QUANTIDADE DE P~SSO$E;-t\t1ATERIAL CUSTOHOMEM/HORA - ..

.'e.'"

.,

. ,PREFEITURADA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

."'\ ....,' "" ~..~~"no"

PROJETOS (SERVIOSIMATERIAL) QUANTIDADEDE PESSOAS E MATERIALCULTURAL,TURSTICO, ESPORTIVOS ELAZER.PROJETOS (SERVIOSIMATERIAL)DE QUANTIDADEDE PESSOAS E MATERIALILUMINACOPBLICAPROJETOS (SERVIOSIMATERIAL)DE QUANTIDADEDE PESSOAS E MATERIALSADEPROJETOS (SERViOS/MATERIAL)DE QUANTIDADEDE PESSOAS E MATERIALTRFEGO

PROJETOS lSERVIOSIMATERIAL)DE QUANTIDADEDE PESSOAS E MATERIALURBANIZACAOPROJETOS (SERVIOSIMATERIAL) QUANTIDADEDE PESSOAS E MATERIALEDUCACIONAISPUBLICIDADEE PROPAGANDA TIPO, FREQUENCIASEGURANA, POLICIAMENTO,GUARDA QUANTIDADEDE PESSOASE VIGILNCIA.SEGUROS QUANTIDADEPOR MODALIDADE

TELEFOf':!IAE COMUNICAAO- QUANTIDADEPOR TIPOAQUISIAODE EQUIPAMENTOS ESERVICOSTELEFONIAE COMUNICAAO- QUANTIDADEPOR TIPOLOCAODE EQUIPAMENTOSESERVICOSTELEFONIAE COMUNICAAO- TIPO E FREQUENCIAMANUTENCODE EQUIP E SERVICOSTREINAMENTO,CURSOS, PALESTRAS, CARGA HORARIAAPERFEICOAMENTOVEICULOS-AQUISICAO QUANTIDADEPOR TIPOVEICULOS- LOCACAO QUANTIDADEPOR TIPO (CUSTO HORA)VEICULOS-MANUTENCAO TIPO