CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO AMAPÁ .2.8 NBR 14608 – Bombeiro profissional civil 3 DEFINIÇÕES

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO AMAPÁ .2.8 NBR 14608 – Bombeiro profissional civil 3 DEFINIÇÕES

  • ESTADO DO AMAPCORPO DE BOMBEIROS MILITAR

    COMANDO GERALDIVISO DE SERVIOS TCNICOS

    PORTARIA N 007/08/DST-CBMAP

    Aprova a Norma Tcnica n 012/2008-CBMAP, sobre Brigada de Incndio, no mbito do Estado do Amap, que especificam.

    O COMANDANTE GERAL DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO AMAP, no uso da competncia que lhe confere o Art. 10 da Lei Estadual n 0871 de 31 de

    dezembro de 2004, que trata sobre o Cdigo de Segurana Contra Incndio e Pnico do

    Estado do Amap e d outras providncias, c/c com o Decreto Governamental n 0789 de

    17 de maro de 2006, considerando a proposta apresentada pelo Conselho do Sistema

    de Engenharia de Segurana Contra Incndio e Pnico, da Corporao,

    RESOLVE:

    Art. 1 - Aprovar e colocar em vigor a NORMA TCNICA n. 012/2008-CBMAP, na forma do anexo presente Portaria.

    Art. 2 - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicao.Art. 3 - Revogam-se as disposies em contrrio.

    Macap AP, 01 de julho de 2008.

    GIOVANNI TAVARES MACIEL FILHO Cel BM/QOBMComandante Geral do CBMAP

  • ANEXO

    NORMA TCNICA N 012/2008 CBMAP

    BRIGADA DE INCNDIO

    1 OBJETIVO1.1 Esta Norma Tcnica estabelece as condies mnimas para a formao, treinamento e reciclagem da brigada de incndio para atuao em edificaes e reas de risco no Es-

    tado do Amap.

    2 DOCUMENTOS COMPLEMENTARESPara complementao desta Norma Tcnica recomenda-se consultar as seguintes nor-

    mas:

    2.1 NBR 9443 Extintor de incndio classe A Ensaio de fogo em engradado de madeira2.2 NBR 9444 Extintor de incndio classe B Ensaio de fogo em lquido inflamvel2.3 NBR 14023 Registro de atividades de bombeiros2.4 NBR 14096 Viaturas de combate a incndio2.5 NBR 14276 Programa de brigada de incndio2.6 NBR 14277 Campo para treinamento de combate a incndio2.7 NBR 14561 Veculos para atendimento a emergncias mdicas e resgate2.8 NBR 14608 Bombeiro profissional civil

    3 DEFINIESPara os efeitos desta Norma Tcnica aplicam-se as seguintes definies:

    3.1 Bombeiro Profissional Civil: pessoa que presta servios de atendimento de emer-gncia a uma empresa.

    3.2 Bombeiro Pblico (militar ou civil): pessoa pertencente a uma corporao de aten-dimento a emergncias pblicas.

    3.3 Bombeiro Voluntrio: pessoa pertencente a uma organizao no governamental que presta servios de atendimento a emergncias pblicas.

  • 3.4 Brigada de Incndio: grupo organizado de pessoas voluntrias ou no, treinadas e capacitadas para atuar na preveno, abandono e combate ao princpio de incndio e

    prestar os primeiros socorros, dentro de uma rea preestabelecida.

    3.5 Plano de Segurana Contra Incndio: conjunto de aes e recursos internos e ex-ternos ao local, que permite controla a situao de incndio.

    3.6 Planta: local onde esto situadas uma nica ou mais empresas, com uma nica ou mais edificaes.

    3.7 Populao Fixa: aquela que permanece regularmente na edificao, considerando-se os turnos de trabalho e a natureza da ocupao, bem como os terceiros nestas condi-

    es.

    3.8 Populao Flutuante: aquela que no se enquadra no item de populao fixa. Ser sempre considerada pelo pico.

    3.9 Profissional habilitado: profissional com formao em higiene, segurana e medici-na do trabalho, devidamente registrado nos Conselhos Regionais competentes ou no Mi-

    nistrio do Trabalho e os militares das Foras Armadas, das Polcias Militares e dos Cor-

    pos de Bombeiros Militares, com o 2 Grau completo e que possua especializao em

    Preveno e Combate a Incndio (carga horria mnima: 60 h) ou tcnicas de emergncia

    mdica (carga horria mnima: 40h), conforme sua rea de especializao.

    3.10 Terceiros: prestadores de servio.

    4 CONDIES GERAIS

    4.1 Composio da brigada de incndio

    4.1.1 A brigada de incndio deve ser composta pela populao fixa e o porcentual de cl-culo do Anexo A, que obtido levando-se em conta o grupo e a diviso de ocupao da

    planta, conforme condies descritas a seguir:

    1 condio: Determinar a populao fixa da edificao, ou seja, aquela que regularmen-te permanece na edificao.

    NOTA: H casos especiais para a base de clculo, no qual o nmero de brigadistas est descrito na prpria tabela do Anexo A. Ex.: prdios residenciais necessitam treinar todos os funcionrios do condomnio e um

    morador (ou empregado) por pavimento.

    2 condio: Se a populao fixa (PF) for menor que 10 pessoas:

  • Nmero de brigadistas por pavimento ou compartimento= [populao fixa por pavimento]

    X [% de clculo da coluna 1 (C1) do Anexo A (coluna at 10)], ou seja:

    N Brigadistas = PF x % C1 do Anexo A (at 10)

    3 condio: Se a populao fixa for maior que 10 pessoas:

    Nmero de brigadistas por pavimento ou compartimento= [(populao fixa por pavimento

    de 10 pessoas) X (% de clculo da coluna 1 do Anexo A] + [(populao fixa por pavi -

    mento menos 10 pessoas) X (% de clculo da coluna 2 (C2) do Anexo A)], ou seja:

    N Brigadistas = [10 x % C1] + [(PF 10) x % C2], onde:

    N Brigadistas (N Brig) = nmero de brigadistas por pavimento ou compartimento.

    % C1 = porcentagem de clculo da coluna 1 da tabela do Anexo A

    PF (populao fixa) = nmero de pessoas que permanecem regularmente na edificao,

    considerando os turnos de trabalho.

    % C2 = porcentagem de clculo da coluna 2 da tabela do Anexo A.

    Obs.: Portanto, para dimensionamento do nmero de brigadistas quando a populao fixa for maior que 10 pessoas, deve-se proceder conforme exemplo:

    Ex: Edificao com ocupao de agncia bancria (D-2) tendo uma populao fixa de 60 pessoas.

    1 passo: aplicar a porcentagem da coluna 1 (at 10) do Anexo A para as primeiras 10 pessoas, ou seja, 10 x 40% = 4.

    2 passo: em seguida pegaremos a populao fixa e subtramos de 10 pessoas, ou seja, 60 10 = 50 pessoas.

    3 passo: com o resultado obtido no 2 passo, multiplicamos este valor pela porcentagem da coluna 2 (acima de 10) do anexo A, ou seja, 50 x 10% = 5.

    4 passo: portanto, o nmero de brigadistas ser a soma do valor obtido no 1 passo com o valor obtido no 3 passo, ou seja, 4 + 5 = 9.

  • N Brig = [10 x 40% ] + [( 60 - 10 ) x 10%]

    N Brig = 4 + (50 x 10%)

    N Brig = 4 + 5 = 9 brigadistas

    /2004 - Brigada de Incndio

    4.1.2 Para os nmeros mnimos de brigadistas, devem-se prever os turnos, a natureza de trabalho e os eventuais afastamentos.

    4.1.3 Sempre que o resultado obtido no clculo do nmero de brigadistas por pavimento for fracionrio, deve-se arredond-lo para mais. Exemplo:

    Loja

    Populao fixa = 9 pessoas

    N de brigadistas por pavimento = [populao fixa por pavimento] x [% de clculo da tabe-

    la A]

    N de brigadistas por pavimento = (9 x 40%) = 3,6

    N de brigadistas por pavimento = 4 pessoas

    4.1.4 Quando em uma planta houver mais de um grupo de ocupao, o nmero de briga-distas deve ser calculado levando-se em conta o grupo de ocupao de maior risco.

    O nmero de brigadistas s calculado por grupo de ocupao se as unidades forem

    compartimentadas e os riscos forem isolados. Exemplo: planta com duas ocupaes, sen-

    do a primeira uma rea de escritrios com trs pavimentos e 19 pessoas por pavimento e

    a segunda uma indstria de mdio potencial de risco com um pavimento e 116 pessoas:

    a) Edificaes com pavimentos compartimentados e riscos isolados, calcula-se o nmero de brigadistas separadamente por grupo de ocupao:

    rea administrativa

    Populao fixa = 19 pessoas por pavimento (trs pavimentos)

  • N de brigadistas por pavimento = 10 x 30% + (19-10) x 10% = 3 + 0,9 = 3,9

    N de brigadistas por pavimento = 4 pessoas

    rea Industrial

    Populao fixa = 116 pessoas

    N de brigadistas por pavimento = 10 x 50% + (116 - 10) x 7% = 5 + 106 x 7% = 5 + 7,42 =

    12,42

    N de brigadistas por pavimento = 13 pessoas

    N total de brigadistas (rea administrativa + rea industrial)

    No total de brigadistas = (4 x 3) + 13 = 12 + 13 = 25

    No total de brigadistas = 25 pessoas

    b) Edificaes sem compartimentao dos pavimentos e sem isolamento dos riscos calcu-la-se o nmero de brigadistas atravs do grupo de ocupao de maior risco:

    No caso utiliza-se o grupo da rea Industrial

    rea Administrativa

    Populao fixa = 19 pessoas por pavimento (trs pavimentos)

    N de brigadistas por pavimento = 10 x 50% + (19-10) x 7% = 5 + 9 x 7% = 5 + 0,63 = 5,63

    N de brigadistas por pavimento = 6 pessoas

    rea Industrial

    Populao fixa = 116 pessoas

    N de brigadistas por pavimento = 10 x 50% + (116 - 10) x 7% = 5 + 106 x 7% = 5 + 7,42 =

    12,42

    N de brigadistas por pavimento = 13 pessoas

  • N total de brigadistas (rea administrativa + rea industrial)

    No total de brigadistas = (6 x 3) + 13 = 18 + 13 = 31

    N total de brigadistas = 31 pessoas

    4.1.5 A composio da brigada de incndio deve levar em conta a participao de pes-soas de todos os setores.

    4.2 Critrios bsicos para seleo de candidatos a brigadista

    Os candidatos a brigadista devem atender preferencialmente aos seguintes critrios bsi-

    cos:

    4.2.1 Permanecer na edificao;4.2.2 Preferencialmente possuir experincia anterior como brigadista;4.2.3 Possuir boa condio fsica e boa sade;4.2.4 Possuir bom conhecimento das instalaes;4.2.5 Ter responsabilidade legal;4.2.6 Ser alfabetizado.Nota: Caso nenhum candidato atenda aos critrios bsicos relacionados, devem ser sele-

    cionados aqueles que atendam ao maior nmero de requisitos.

    4.3 Organizao da brigada

    4.3.1 Brigada de incndioA brigada de incndio deve ser organizada funcionalmente, como segue:

    4.3.1.1 Brigadistas: membros da brigada que executam as atribuies de 5.5;4.3.1.2 Lder: responsvel pela coordenao e execuo das aes de emergncia em sua rea de atuao (pavimento/compartimento). escolhido dentre os brigad