Crise na ucr¢nia

  • View
    2.180

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Crise na ucr¢nia

  • 1. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia

2. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Milhares de pessoas foram s ruas de Kiev, capital ucraniana, protestar contra o governo do presidente Viktor Yanukovych. 3. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Observando a questo em retrospecto, o cenrio que se desenha apresenta processos paralelos: -a recuperao russa ps-colapso da URSS, -a expanso da UE para o leste e a -disputa interna entre foras polticas ucranianas. 4. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia A gota dagua para desencadear o movimento foi a deciso do governo de no assinar um acordo de aproximao comercial com a Unio Europeia, preferindo assim uma aproximao com a Rssia. A Ucrnia e a UE tinham encontro marcado para 29 de Novembro, em Vilnius na Litunia, onde seria assinado um acordo de cooperao comercial. 5. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Conforme suas caractersticas, os blocos econmicos podem ser classificados da seguinte forma: Impostos, tarifas ou taxas de importao so eliminados de boa parte ou de todas as mercadorias e servios para promover o intercmbio entre pases-membros. Exemplo: Acordo de Livre Comrcio da Amrica do Norte (NAFTA). 6. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia uma rea de livre comrcio cujos pases membros tambm adotam tarifa externa comum, de boa parte (ou da totalidade) dos servios e mercadorias provenientes de outros pases, ou seja, TODOS COBRAM OS MESMOS IMPOSTOS, TAXAS E TARIFAS DE IMPORTAO DE TERCEIROS. 7. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia uma unio aduaneira na qual, alm de mercadorias e servios, capital e trabalhadores tambm podem circular livremente e se engajar em atividades econmicas em qualquer um dos pases membros. Por exemplo: MERCOSUL (Mercado Comum do Sul) Argentina, Brasil, Uruguai, Paraguai e Venezuela. 8. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia http://www.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2012/08/charge020712.jpg 9. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Na qual os pases de um mercado comum concordam em adotar uma moeda comum e alinhar suas polticas econmicas. o atual estgio da Unio Europeia. O nmero de estrelas no tem nada a ver com o nmero de Estados-Membros, estas so doze porque tradicionalmente este nmero constitui um smbolo de perfeio, plenitude e unidade, por isso a bandeira mantm-se inalterada, independente-mente dos alargamentos da UE, o crculo de estrelas douradas representa a solidariedade, a unidade e a harmonia entre os povos da Europa. Optaram por no aderir o acordo e manter o controle da circulao de estrangeiros em suas fronteiras: -REINO UNIDO e -IRLANDA 10. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia A Ucrnia uma ex-repblica sovitica localizada hoje entre a Rssia e a UE. 11. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia A Ucrnia uma ex-repblica sovitica localizada hoje entre a Rssia e a UE. 12. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Rssia e Ucrnia nasceram juntas, so naes irms que tem uma histria em comum. A Ucrnia foi incorporada ao Imprio Russo em 1783. A partir da, ocorre um processo de russificao na regio (migrao de russos para o local) 13. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Rssia e Ucrnia nasceram juntas, so naes irms que tem uma histria em comum. A Crimia um territrio povoado por russos, suas principais cidades foram fundadas por russos, os russos consideram a Crimia uma regio estratgica importante para sua defesa. A Ucrnia foi incorporada ao Imprio Russo em 1783. A partir da, ocorre um processo de russificao na regio (migrao de russos para o local) 14. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia A Crimia desde o sculo XVIII pertenceu a Rssia. 15. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia A Crimia desde o sculo XVIII pertenceu a Rssia. 16. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Em 1954, Nikita Khrushchov (1894-1971), que era ucraniano, quando governou a Unio Sovitica (1953-1964) determinou que a Crimeia fizesse parte da Ucrnia. Nikita Serguievitch Khrushchov foi secretrio-geral do Partido Comunista da Unio Sovitica (PCUS) entre 1953 e 1964 e lder poltico do mundo comunista 17. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Portanto, qualquer pessoa nascida na Crimia at 1954 era russa. Pode mudar a nacionalidade, mas ainda existem as identificaes culturais, lingusticas, religiosas. 18. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Em 1994, a Crimia recebe o ttulo de Regio autnoma dentro da Ucrnia. Portanto, a Crimia reconhecida como DIFERENTE (uma vez que, possui a maioria da populao russa). 19. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia UCRNIA Ucranianos (77%) Russos (17%) Outros (6%) Em 1994, a Crimia recebe o ttulo de Regio autnoma dentro da Ucrnia. Portanto, a Crimia reconhecida como DIFERENTE (uma vez que, possui a maioria da populao russa). 20. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia CRIMIA Russos (58%) Ucranianos (24%) Trtaros (12%) Em 1994, a Crimia recebe o ttulo de Regio autnoma dentro da Ucrnia. Portanto, a Crimia reconhecida como DIFERENTE (uma vez que, possui a maioria da populao russa). 21. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia 22. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia A Ucrnia um pas interessante economicamente. 23. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia A Ucrnia um pas interessante economicamente. Ela faz parte do trajeto dos gasodutos que saem da Rssia e partem para a Europa (praticamente metade do gs russo que sai para a Europa, passa pela Crimia). ALM DE SER A SEGUNDA MAIOR NAO DA EUROPA. 24. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia A Rssia hoje uma petro-potncia, sua riqueza (e poder poltico) vem do petrleo e do gs natural explorados na regio rtico-siberiana. 25. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Houve uma expanso da Unio Europeia em sentido leste. Com a Unio Europeia, expande-se a OTAN. 26. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia A oferta de entrada no bloco europeu, no foi bem recebida pela Rssia pois se a Ucrnia entrar para a UE em seguida ela pode entrar para a OTAN. A OTAN poder instalar suas armas em uma larga extenso das fronteiras russas, essa possibilidade algo inadmissvel para a Rssia. 27. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia A oferta de entrada no bloco europeu, no foi bem recebida pela Rssia pois se a Ucrnia entrar para a UE em seguida ela pode entrar para a OTAN. A OTAN poder instalar suas armas em uma larga extenso das fronteiras russas, essa possibilidade algo inadmissvel para a Rssia. A Rssia v isso como um ataque direto aos seus direitos estratgicos. 28. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Organizao do Tratado do Atlntico Norte (OTAN) uma aliana militar intergovernamental baseada no Tratado do Atlntico Norte que foi assinado em 4 de Abril de 1949. A organizao foi criada em 1949, no contexto da Guerra Fria, com o objetivo de constituir uma frente oposta ao bloco socialista. O quartel-general da OTAN est localizado em Bruxelas, na Blgica, e a organizao constitui um sistema de defesa coletiva na qual os seus Estados-membros concordam com a defesa mtua em resposta a um ataque por qualquer entidade externa. 29. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Organizao do Tratado do Atlntico Norte (OTAN) uma aliana militar intergovernamental baseada no Tratado do Atlntico Norte que foi assinado em 4 de Abril de 1949. A organizao foi criada em 1949, no contexto da Guerra Fria, com o objetivo de constituir uma frente oposta ao bloco socialista. O quartel-general da OTAN est localizado em Bruxelas, na Blgica, e a organizao constitui um sistema de defesa coletiva na qual os seus Estados-membros concordam com a defesa mtua em resposta a um ataque por qualquer entidade externa. Membros fundadores: Blgica, Canad, Dinamarca, Estados Unidos, Frana, Islndia, Itlia, Luxemburgo, Noruega, Holanda, Portugal e Reino Unido. Adeses durante a Guerra Fria: Grcia e Turquia Adeses de pases do antigo bloco de leste: Alemanha, Repblica TCheca, Hungria e Polnia, Bulgria, Eslovquia, Eslovnia, Estnia, Letnia, Litunia e Romnia, Albnia e Crocia. 30. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Petroimperialismo - OTAN bombardeia a Lbia de Kadafi em busca de petrleo, alegando razes humanitrias de proteger o povo lbio (!!!) - charge: Rice 31. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Alm da questo energtica, h outras questes econmicas. Caso a Ucrnia se aproxime da UE, a Rssia perder gradualmente o acesso a mais um mercado. 32. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Alm da questo energtica, h outras questes econmicas. Caso a Ucrnia se aproxime da UE, a Rssia perder gradualmente o acesso a mais um mercado. Com o tempo, natural que a Ucrnia passe a consumir mais produtos europeus e menos produtos russos. Economicamente, portanto, Moscou tem a perder. 33. Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geogr