Click here to load reader

CURSO TECNICO - ADMINISTRAÇÃO - Gestão de Empresas e Negócios

  • View
    122

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of CURSO TECNICO - ADMINISTRAÇÃO - Gestão de Empresas e Negócios

NOVA ERA1. A GLOBALIZAO1.1 O QUE GLOBALIZAO? um processo social que atua no sentido de uma mudana na estrutura poltica e econmica das sociedades, ocorrendo em ondas, com avanos e retrocessos separados por intervalos que podem durar sculos. Nos anos 80, a maior parte da riqueza mundial pertencia as grandes corporaes internacionais. Por outro lado, os Estados desenvolvidos revelaram finanas arruinadas, depois de se mostrarem incapazes de continuar atendendo as onerosas demandas da sua populao (aposentadoria, assistncia mdica, salrio desemprego, etc.). Com o esgotamento do estado do bem-estar Social, o neoliberalismo ganhou prestgio e fora. Agora a lucratividade tem de ser obtida mediante vantagens sobre a concorrncia, para o que necessrio oferecer ao mercado produtos mais baratos, preferentemente de melhor qualidade. Para tanto, urge reduzir custos de produo, ento os avanos tecnolgicos, particularmente nos transportes e comunicaes, permitiram que as grandes corporaes adotassem um novo procedimento que foi a ESTRATGIA GLOBAL DE FABRICAO, que consiste em decompor o processo produtivo e dispersar suas etapas em escala mundial, cada qual em busca de menores custos operacionais. A produo deixa de ser , local para ser mundial, o que tambm ocorre com o consumo, uma vez que os mesmos produtos so oferecidos a venda nos mais diversos recantos do planeta. H 30 anos, as fronteiras nacionais podiam isolar as empresas das presses competitivas estrangeiras, fato este que no ocorre nos dias de hoje. Torna-se cada vez mais irrelevante, por exemplo, rotular o pas de origem de uma empresa, pois sua sede pode estar nos Estados Unidos, porm ela possui vrias filiais em determinados pases cada qual produzindo uma parte do produto a ser montado na sede. Portanto, no se pode dizer que este produto americano, visto que parte dele brasileiro, australiano, japons e indiano. Mas a globalizao no significa apenas fazer negcios alm de fronteiras nacionais. Significa tambm o aumento da competio para todo tipo de organizao. Os regentes de hoje em dia, devem estar atentos para o fato de que enfrentam concorrentes estrangeiros, assim como locais e Curso Tcnico em Administrao de Empresa

Gesto de Emp. e Negcios

nacionais. Podemos concluir ento, que as duas principais foras para a globalizao foram a procura de novos mercados e os esforos para a reduo de custos, pois, visando a obteno de produtos competitivos no mercado, as grandes empresas fixaram filiais em pases cuja a mode-obra barata e de grande qualificao, como vemos recentemente as companhias ocidentais se transferindo para a Europa Central.

1.2 TECNOLOGIA DA INFORMAO E O IMPACTO DA GLOBALIZAOMuitas vezes esquecemos que h apenas 30 anos quase ningum possua um fax ou um telefone celular; os termos e-mail e modem faziam parte do vocabulrio de algumas poucas pessoas, ou de filmes futuristas; os computadores ocupavam salas inteiras em lugar de 30 centmetros, ou menos de um notebook. Com que rapidez os tempos mudaram! Com o impacto desta tecnologia de ponta, o trabalho jamais ser o mesmo. Microcomputadores, minicomputadores e supercomputadores, trabalho e produo assistidos por computadores, sistemas de informao e de deciso grupal e outros desenvolvimentos tecnolgicos fazem parte vital do nosso local de trabalho e de nossas vidas. Seja para melhor ou para pior, o fato que o trabalho est sendo totalmente dominados por cdigos de barras, sistemas automticos , correio eletrnico e o crescente uso das supervias de informao, como a Internet e Intranet. Todo este avano tecnolgico implica informatizao das atividades e automatizao da indstria incluindo at a robotizao de fbricas, dando origem as chamadas ALDEIAS GLOBAIS, essa expresso reflete a existncia de uma comunidade mundial integrada pela grande possibilidade de comunicao e informao. Com os diferentes sistemas de comunicao, uma pessoa pode acompanhar os acontecimentos de qualquer parte do mundo no exato momento em que ocorrem. Uma s imagem transmitida para o mundo todo, uma s viso. Os avanos possibilitam a criao de uma opinio pblica mundial. Nesse contexto de massificao da informao que surgiu a INTERNET, uma rede mundial de comunicao por computador que liga a quase totalidade dos pases, estima-se que, hoje, mais de 100 milhes de pessoas estejam se comunicando pela Internet. Esse sistema permite troca de 1

NOVA ERAinformaes, com a transferncia de arquivos de som, imagem e texto. possvel conversar por escrito ou de viva voz, mandar fotos e at fazer compras em qualquer pas conectado. O acelerado desenvolvimento tecnolgico tornou o espao cada vez mais artificializado, principalmente naqueles pases onde o atrelamento da cincia era maior. A retrao do meio natural e a expanso do meio tcnicocientfico mostram-se como uma faceta do processo em curso, na medida que tal expanso for assumida como modelo de desenvolvimento em praticamente todos os pases. Favorecidas pelo desenvolvimento tecnolgico, particularmente a automatizao da indstria, a informatizao dos escritrios e a rapidez nos transportes e comunicaes, as relaes econmicas tambm se aceleram, de modo que o capitalismo ingressou numa fase de grande desenvolvimento. A competio por mercados e consumidores, por sua vez, estimulou ainda mais o avano da tecnologia e o aumento da produo industrial, principalmente nos Estados Unidos, no Japo, nos pases da Unio Europia e nos novos pases industrializados (NPIs) originrios do mundo subdesenvolvido da sia.

Gesto de Emp. e Negcios

(Oportunidades X Desafios). O motor da globalizao a competitividade.

1.4 ALGUNS CONSELHOS PARA SE GLOBALIZARKeinich Ohmae, autor de Mind of the Strategist: The Art of Japanese Business, e chefe de uma empresa consultora internacional, sediada em Tquio, apresenta algumas sugestes para altos administradores que queiram transformar suas organizaes em empresas globais. Estas sugestes, afirma ele, no se aplicam somente a empresas norteamericanas desejosos de se expandir e atingir o Japo ou outros pases, mas tambm a empresas de pases que queiram entrar nos estados Unidos. Entre suas recomendaes, notamos: 1. Sua cultura e seus valores devem estar enraizados no pessoal-chave que se tornar global. Na Matsushita, o pessoal administrativo passa a maior parte dos seus seis primeiros meses na empresa fazendo um treinamento que a empresa rotula de cultural e espiritual, onde estudam o credo da empresa: os Sete Espritos da Matsushita. A Phillips, enorme empresa fabricante de produtos eletrnicos, sediada na Holanda, e a Unilever, a gigantesca empresa angloholandesa fabricante de produtos alimentcios, so outros exemplos de empresas globais que se esforam por enraizar um conjunto de valores uniformes e poderosos em seu pessoal global. Eles atingem esse fim atravs de diversas atribuies que permitem no somente desenvolver uma viso e valores comuns, mas tambm possibilitam o estabelecimento de redes globais. A meta dar empresa e a seu pessoal global a capacidade de refletir os valores e a viso comum da organizao, no importando o local onde a empresa esteja situada. 2. Permanea no setor que voc conhece melhor. Na sua maioria, as principais empresas globais cresceram estabelecendo posies dominantes em linhas bem definidas e limitadas. Royal Dutch/Shell (88% no ramo de petrleo), Ford (93% de automveis), GM (88% de automveis) e outras, como a IBM e a Toyota, dominaram a prtica de uma nica linha de produtos, em vez de se dedicarem a mltiplas linhas. 2

1.3 COMO ENFRENTAR O MERCADO COMPETITIVO PELA GLOBALIZAOSem dvida a Globalizao da economia melhor para os pases desenvolvidos, que podem aproveit-la com maiores benefcios. H portanto, necessidade de cautela ao se enfrentar a globalizao da economia. Os pases em desenvolvimento no podem abrir mo de um certo grau de protecionismo, pelo risco de a globalizao implicar o sucateamento de segmentos empresariais importantes, contudo, o fundamental aceitar a realidade irreversvel da globalizao. O maior desafio para o mundo todo criar um sistema que, alm de maximizar o crescimento global, seja mais eqitativo e capaz de integrar as potncias econmicas emergentes, corroborando os esforos dos pases marginalizados para se beneficiar da expanso econmica mundial e, sobretudo, reduzindo o enorme hiato existente entre pases ricos e pobres. A integrao regional, como: NAFTA, A COMUNIDADE EUROPIA E O MERCOSUL, ameaam atropelar quem for mais lento. A aptido para a concorrncia passa a ser a principal fora da globalizao, para os melhores, e a principal ameaa, para os piores Curso Tcnico em Administrao de Empresa

NOVA ERA3. O seu planejamento deve ser longo prazo. As empresas realmente globais fazem seu planejamento longo prazo. Em primeiro lugar, porque se leva bastante tempo para estabelecer uma identidade, relacionamentos e compreenso da natureza da empresa num mercado estrangeiro. Voc deve ser capaz de resistir aos problemas econmicos e polticos, como mudanas no governo, no ciclo econmico etc. Em meados de 1980, as indstrias automobilsticas e eletrnicas conseguiram altos lucros nos Estados Unidos, lucros razoveis no Japo e muito pouco lucro na Europa. mas por volta de 1990 os lucros no Japo comearam a subir bastante, a situao na Europa apresentava um aspecto mais positivo, enquanto que nos estados Unidos acontecia o contrrio. devemos sempre tentar manter uma fatia do mercado, mesmo em condies menos favorveis, para ter uma base slida quando a situao se tornar mais favorvel. 4. Divida seu centro de deciso. se voc planeja se globalizar, no conseguir um bom resultado se mantiver um escritrio central que tome todas as decises. Hoje, as empresas globalizadas dividiram seu centro de decises em unidades separadas. As firmas japonesas, sediadas no Japo, no podem tomar decises eficazes em Tquio sempre que se trate de operaes de mercado de suas filiais da Europa, ou dos Estados Unidos. O mesmo se pode dizer de firmas norte-americanas, com sede em Nova York, quanto a pla