Custos Socioeconómicos da Obesidade - run.unl.pt - Trabalho Final... · obesidade tem nos custos económicos,…

Embed Size (px)

Text of Custos Socioeconómicos da Obesidade - run.unl.pt - Trabalho Final... · obesidade tem nos custos...

  • Custos Socioeconmicos da Obesidade

    Estudo de Caso XL Curso de Especializao em Administrao Hospitalar

    Lisboa, Maro de 2013

    Discente: Paula Cristina Correia Orientadora: Professora Doutora Cu Mateus Co-Orientador: Professor Doutor Pedro Graa

  • A Escola Nacional de Sade Pblica no

    se responsabiliza pelas opinies expressas

    nesta publicao, as quais so da

    exclusiva responsabilidade do seu autor

  • AGRADECIMENTOS

    Na elaborao deste trabalho no posso deixar de tecer um elogio e um agradecimento

    minha orientadora, Professora Doutora Cu Mateus pelo seu profissionalismo, criticas e

    constante disponibilidade para o acompanhamento e orientao.

    Ao Professor Doutor Pedro Graa, orientador por parte da Direo Geral de Sade, pela

    colaborao ativa e sugestes na construo do questionrio aplicado.

    Aos meus queridos colegas, Joo Pedro Assuno e Hugo Quintino, por me acompanharem

    durante todo este percurso, transmitindo-me fora e motivao.

    s minhas grandes amigas, M Manuel Martins, Ming Wong e Ins Massapina, pela

    imensurvel amizade que nos une, pelo apoio, pela pacincia e pela motivao.

    Enfermeira Ana Oliveira, pela amizade e apoio incondicional.

    Aos profissionais de sade envolvidos na fase de recolha de dados, em especial ao Dr. Manuel

    Carvalho, ao Dr. Andr Ferreira, Enfermeira Margarida e Enfermeira Ana Carolina e pela

    preciosa colaborao na recolha de dados da amostra.

    Ao Gabinete do SIGIC pela disponibilizao de dados.

    E um especial agradecimento ao profissionalismo e disponibilidade da Paula Antunes, pela

    colaborao e auxlio prestado durante todo o curso.

  • RESUMO A prevalncia da obesidade tem vindo a aumentar em alguns pases, registando-se um

    aumento mais acentuado na ltima dcada.

    Os fatores socioeconmicos podem influenciar a obesidade, e alguns estudos apontam para

    uma maior prevalncia de obesidade entre os indivduos com um nvel socioeconmico mais

    baixo.

    Com o aumento de peso, aumenta tambm o risco das doenas associadas obesidade, como

    a hipertenso arterial, a diabetes, e diversos tipos de cancro, aumentando tambm o risco de

    morte prematura.

    A obesidade tornou-se assim num problema de sade pblica implicando grandes

    consequncias econmicas, para a sociedade em geral e para os indivduos.

    A implementao de estratgias de preveno e reduo da incidncia e prevalncia de

    obesidade poderiam trazer ganhos de sade populao e reduzir os custos econmicos com

    tratamentos e medicamentos, que representam uma grande fatia dos custos com estes

    doentes.

    Objetivo: Estimar os custos diretos e indiretos da obesidade, na perspetiva da sociedade,

    numa amostra de doentes inscritos no Programa de Tratamento Cirrgico de Obesidade, no

    ano 2012.

    Metodologia: Foi aplicado um instrumento de colheita de dados, desenvolvido

    especificamente para este trabalho, a uma amostra de 100 doentes obesos, seguidos na

    consulta hospitalar de obesidade, para caraterizar os doentes e identificar os recursos

    utilizados.

    Foram estimados os custos de obesidade na perspetiva da sociedade, tendo sido utilizados os

    dados da contabilidade analtica, do ano 2009, a informao reportada pelo doente e os dados

    dos episdios registados na base de dados hospitalar.

    Resultados: Os custos totais na perspetiva da sociedade, no ano 2012, estimaram-se em

    296.230,10 euros, correspondendo 219.528,92 euros a custos diretos e 76.701,18 a custos

    indiretos.

    Concluses: Os custos refletidos neste trabalho representam uma amostra do impacto que a

    obesidade tem nos custos econmicos, que pode ser replicvel a nvel nacional. No obstante

    dos custos associados s diferentes formas de tratamento, no existe evidncia emprica que

    confirme a resoluo definitiva do problema de obesidade.

    Palavras-chave: IMC, obesidade, custos diretos, custos indiretos

  • ACRNIMOS E SIGLAS

    ACSS Administrao Central do Sistema de Sade

    AMTCO Avaliao Multidisciplinar para Tratamento Cirrgico de Obesidade

    ARS Administrao Regional de Sade

    AVC Acidente Vascular Cerebral

    DGS Direo-Geral de Sade

    EUROSTAT Gabinete de Estatsticas da Unio Europeia

    GCD Grande Categoria de Diagnstico

    GDH Grupo de Diagnsticos Homogneos

    HESE Hospital do Esprito Santo de vora, EPE

    FAP Frao Atribuvel Populao

    IASO - International Association from the Study of Obesity

    IMC ndice de Massa Corporal

    INE Instituto Nacional de Estatstica

    INFARMED Autoridade Nacional do Medicamentos e Produtos de Sade, IP

    INS Inqurito Nacional de Sade

    MCDT Meios Complementares de Diagnstico e Teraputica

    OMS Organizao Mundial de Sade

    PIB Produto Interno Bruto

    PTCO - Programa de Tratamento Cirrgico de Obesidade

    RR Risco relativo

    SNS Servio Nacional de Sade

  • Custos Socioeconmicos da Obesidade

    NDICE

    1. INTRODUO ........................................................................................................................ 8

    2. ENQUADRAMENTO TERICO .............................................................................................. 10

    2.1. CUSTOS DA DOENA ................................................................................................... 14

    3. REVISO BIBLIOGRFICA ..................................................................................................... 17

    3.1. Custos diretos e indiretos............................................................................................ 20

    3.1.1. Custos Diretos ..................................................................................................... 20

    3.1.2. Custos Indiretos ................................................................................................... 20

    3.2. Custos associados ao excesso de peso e obesidade ................................................... 21

    3.3. O CONTEXTO DE PORTUGAL ....................................................................................... 34

    4. FONTES DE DADOS .............................................................................................................. 39

    5. CARATERIZAO DO PROGRAMA DE TRATAMENTO CIRRGICO DE OBESIDADE (PTCO) . 41

    6. METODOLOGIA .................................................................................................................... 45

    7. CARATERIZAO DOS DOENTES E PRODUO 2011 .......................................................... 50

    8. RESULTADOS ....................................................................................................................... 51

    8.1. Caraterizao da amostra ........................................................................................... 51

    8.2. Escolaridade ................................................................................................................ 51

    8.3. Rendimento ................................................................................................................. 52

    8.4. Distribuio de doentes por distrito de residncia ..................................................... 52

    8.5. ndice de Massa Corporal ............................................................................................ 53

    8.6. Comorbilidades ........................................................................................................... 53

    8.7. Custos adicionais com transportes e vesturio ........................................................... 54

    8.8. Custos adicionais com dietas e outras tentativas de perda de peso .......................... 54

    9. CUSTOS NA PERSPECTIVA DA SOCIEDADE .......................................................................... 56

    9.1. Custos diretos mdicos ............................................................................................... 56

    9.1.1. Internamento ...................................................................................................... 56

    9.1.2. Urgncia .............................................................................................................. 58

    9.1.3. Consultas Externas .............................................................................................. 59

    9.1.4. Meios Complementares de Diagnstico e Teraputica ...................................... 59

    9.1.5. Medicamentos..................................................................................................... 60

    9.1.6. Taxas Moderadoras ............................................................................................. 61

    9.2. Custos diretos no mdicos ........................................................................................ 61

    9.2.1. Transportes ......................................................................................................... 61

    9.3. Custos Indiretos ........................................................................................................... 62

  • Custos Socioeconmicos da Obesidade

    9.3.1. Absentismo .......................................................................................................... 62

    10. DISCUSSO ...................................................................................................................... 64

    11. CONCLUSO .......................................................................