De olho agua maio2015 agua
De olho agua maio2015 agua

De olho agua maio2015 agua

  • View
    234

  • Download
    5

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Livros com tematica sobre água

Text of De olho agua maio2015 agua

  • De OlhoMAIO de 2015

    Biblioteca do Professor

    Secretaria Municipal de Educao

    Prefeitura de Belo Horizonte

    A ao cultural De Olho uma publicao mensal da

    Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Biblioteca do

    Professor da Secretaria Municipal de Educao, que visa

    divulgar as obras do seu acervo. A cada ms, destaca-se um

    tema relevante para a Educao, com o levantamento e

    seleo das obras que tratam do assunto em diferentes

    linguagens e suportes. Assim, alguns ttulos so sugeridos,

    com a apresentao de uma resenha, objetivando facilitar o

    trabalho de pesquisa do professor.

    Aprender a nica coisa de que a mente nunca se cansa,

    nunca tem medo e nunca se arrepende. (Leonardo da Vinci)

    Biblioteca do Professor

    Secretaria Municipal de Educao

    Rua Carangola, 288/8 andar - sala 834

    Santo Antnio - BH

    Fone: 3246-6647

    Fax: 3277-8582

    e-mail: livrodidatico@pbh.gov.br

    ltima gota

    MAIO de 2015 - EDIO ESPECIAL

    De Olho

  • ltima gotaA gua um recurso finito e no to abundante quanto pode parecer, por

    isso deve ser economizada. Essa uma noo que s comeou a ser

    difundida nos ltimos anos, medida que os racionamentos se tornaram

    mais urgentes e necessrios, at mesmo no Brasil, que um dos pases com

    maior quantidade de reservas hdricas - cerca de 15% do total da gua doce

    do planeta. No por acaso que cada vez mais pessoas e organizaes

    esto se unindo em defesa de seu uso racional. Segundo a Organizao das

    Naes Unidas (ONU), no sculo XX o uso da gua cresceu duas vezes

    mais que a populao.

    necessrio poupar - e o esforo tem de ser coletivo. "So questes de

    comportamento e atitude que se encontram no centro da crise", diz o

    relatrio da ONU sobre gua no mundo. Muitas vezes as crianas tm maior

    conscincia do problema do que seus pais, graas s escolas. O momento

    atual muito oportuno para investir ainda mais no trabalho em sala de aula,

    porque a discusso est na ordem do dia.

    (Fonte: Revista Nova Escola. Disponvel em:

    . Acesso em: 20 mar 2015)

    Links

    www.copasa.com.br/

    http://www.brasilescola.com/datas-comemorativas/dia-nacional-da-

    agua.htm

    Vdeos:

    http://edukatu.org.br/cats/7/posts/95?gclid=CK6Nw-

    fFt8QCFUpp7AodrzsA9Q. (2:01) O episdio n 4 da srie

    Consciente Coletivo faz reflexes, de forma simples e divertida, sobre

    o tratamento da gua.

    (6:50)- https://www.youtube.com/watch?v=g26Wk4gpkws

    Desenho animado feito para o Codau, mostrando os caminhos da

    gua at chegar casa das pessoas e estaes de tratamento de

    gua e esgoto.

    http://noticias.r7.com/videos/veja-na-serie-especial-como-e-a-

    preservacao-da-agua-no-

    brasil/idmedia/ec11aba0f6e50c4e6a63effaa5361f94.html. (07:47) -

    O problema comea em So Paulo, onde, por falta de coleta ou de

    educao, as pessoas jogam o lixo nos crregos que vo para o rio

    Tiet, que corta a cidade.

    gua: pra que serve a gua? (Anna Claudia Ramos) - 20 pginas

    A obra trata sobre a gua e sua utilizao, por meio de imagens

    e da linguagem simples da criana pequena.

    Poemas do mar (Ruth Rocha - Organizadora) - 47 pginas

    O mar e seus peixinhos, suas praias, a espuma gostosa na

    areia. Esse o tema dos poemas deliciosos dessa obra: o mar,

    suas belezas e mistrios.

    Geografia em ao: prticas

    em climatologia

    (Eliane Ferretti) - 122 pginas

    O clima, como um dos elementos ambientais, influencia a

    forma de ocupao do espao geogrfico e se faz sentir tanto

    em questes ambientais quanto econmicas e humanas.

    A revolta das guas (Maria Cristina Furtado) - 27 pginas

    Iara e Guilherme, duas crianas brasileiras, participaro de

    uma conscientizadora expedio em busca da preservao

    ambiental e tentaro impedir a temida revolta das guas.

    Menino do rio doce (Ziraldo) - 30 pginas

    O menino tinha certeza de que havia nascido no dia em que

    viu o rio. Na sua memria no havia nada antes daquele dia....

    Terra me (Regina Renn) - 24 pginas

    A bordo de um pequeno barco, duas crianas partem da costa

    brasileira para uma longa viagem. No caminho, juntam-se a

    outras crianas de diferentes nacionalidades e continentes,

    at chegarem s regies geladas.

    O homem da chuva (Gianni Rodari) - 26 pginas

    As infinitas possibilidades de leitura da obra permitem aos

    pais e professores utiliz-la para a formao das crianas por

    meio de uma pedagogia dialgica e libertria.

    Era uma vez um rio (Martha Azevedo Pannunzio) - 126 pginas

    A obra encanta leitores dos 9 aos 90 anos. Cada um poder l-

    la com os olhos que tem, pois a cada qual ela revelar uma face

    diferente.

    gua, fonte da vida (Leonardo Mendes Cardoso) - 39 pginas

    Usando uma linguagem clara, ldica e de fcil compreenso, a

    obra tem por objetivo proporcionar s crianas uma melhor

    relao com o mundo que as cerca.

    Literatura de apoio pedaggico Literatura literria

    * Resenhas retiradas dos prprios livros.

    in b

    ox

    Link: http://www.vagalume.com.br/palavra-cantada/agua.html#ixzz3VDmD0UvA

    Aventuras de uma gota d'gua (Samuel Murgel Branco) - 48 pginas

    A obra conta as aventuras de uma gota d'gua narradas por ela

    mesma, desde sua formao nas nuvens at seu destino final

    nos oceanos. Um longo caminho.

    Da nuvem at o cho, do cho at o bueiro

    Do bueiro at o cano, do cano at o rio

    Do rio at a cachoeira

    Da cachoeira at a represa, da represa at a caixa d'gua

    Da caixa d'gua at a torneira, da torneira at o filtro

    Do filtro at o copo

    Do copo at a boca, da boca at a bexiga

    Da bexiga at a privada, da privada at o cano

    Do cano at o rio

    Do rio at outro rio

    De outro rio at o mar

    Do mar at outra nuvem

    gua Palavra Cantada

    Composio: Paulo Tatit

    e Arnaldo Antunes