Desenvolva sua Carreira Enfermeiro Saúde Pública

  • View
    214

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Enfermeiro Saúde Pública

Text of Desenvolva sua Carreira Enfermeiro Saúde Pública

  • Enfermeiro Sade Pblicarea: Enfermagem

  • Enfermeiro Sade Pblica

  • Pgina 4

  • Pgina 5

  • Pgina 6

  • Pgina 7

  • Pgina 8

  • Pgina 9

  • Pgina 10

  • Pgina 11

  • Pgina 12

  • Enfermeiro Sade Pblicarea: Enfermagem

    Pgina 13

  • Enfermeiro Sade Pblicarea: Enfermagem

    Profissional responsvel pela direo e organizao dos servios de enfermagem na rea de sade pblica e at-eno bsica, planejamento, organizao, coordenao, execuo e avaliao da as-sistncia de enfermagem prestada ao paciente. Trabal-har em campanhas de sade destinado a preveno de doenas na populao, e at-uar nos Conselhos Municipais e Estaduais de Sade.

    Conhecimento da estru-tura funcional das unidades de sade, da assistncia de enfermagem ao paciente enfermo e saudvel, e das principais patologias que acometem a populao.

    Competncia, equilbrio emocional, responsabilidade com sua equipe e com os pa-cientes e comprometimento com os resultados.

    Liderana, conhecimento prtico e terico das ativi-dades desempenhadas pela sua equipe, comunicao eficiente, flexibilidade, ca-pacidade de tomar decises, capacidade de incentivar sua equipe, criatividade, organi-zao e habilidade para tra-balhar em equipe.

    Pgina 14

  • Enfermeiro Sade Pblicarea: Enfermagem

    A sade pblica vem investin-do na preveno da sade da populao e na busca de profissionais que possam at-uar em estratgias e progra-mas de sade da famlia. A sade pblica hoje um dos setores onde a remunerao do enfermeiro mais alta, com propostas de atendi-mento populao, tanto na rea da preveno como na rea de urgncia pr-hospita-

    Tcnico e auxiliar de enferma-gem.

    lar. Hoje, a maioria dos mu-nicpios recebe recursos para investimento em programas de sade pblica, tornando esta rea muito procurada pelos profissionais de enfer-magem.

    Pgina 15Pgina 14

  • Escolher a carreira cer-ta uma deciso difcil para muitas pessoas, e o que pode ser ainda mais complicado saber as metas a serem traadas para alcanar o sucesso profissional. Em muitos casos a pessoa opta por um trabalho apenas pela questo da remunerao, o que pode ocasionar em insatisfao no trabalho e na vida pessoal. Por isso, sempre importante pla-nejar os resultados que se deseja alcanar e traba-lhar para que os abjetivos sejam atingidos, desta forma o profissional con-segue destaque no mer-cado de trabalho e a con-sequente satisfao em todos os segmentos de sua vida. De acordo com Edvaldo de Faras, autor do livro Planejamento e Gesto da Carreira Pro-fissional, fazer planos e tambm saber gerenciar a carreira significa se pro-teger de futuros fracas-sos.

    Atendendo a famlia, desde as crianas, jo-vens, adultos e idosos o enfermeiro tem pa-pel fundamental para a contribuio da sade dos indivduos. Segundo uma pesquisa de Vigiln-cia de Fatores de Risco e Proteo para Doenas Crnicas por Inqurito Telefnico, vrias doen-as fazem parte da rotina dos Brasileiros, o desta-que maior para a obe-sidade, que em trs anos 2006 a 2009, a propor-o de pessoas acima do peso subiu de 42,7% para 46,6%. O estudo mostrou ainda que 24% da popu-lao brasileira tm hi-pertenso arterial e 5,8% afirma sofrer de diabetes. Para qualificar o enfer-meiro, que precisa estar informado, o curso de Enfermagem e o PSF vai qualificar os profissionais com orientaes sobre doenas como tubercu-lose, hansenase, alcoo-lismo, diabetes, hiperten-so e cncer de prstata.

    De acordo com o calen-drio de vacinao da criana, so mais 14 tipos de vacinas, que vo desde a BCG do primeiro dia de vida, at trplice bacteria-na celular do tipo adulto (dtpa), recomendada pela Associao Brasileira de Imunizaes (sBim) para que, ao nascer at a fase adolescente, a criana es-teja pronta para enfrentar as bactrias e vrus exis-tentes. No Brasil, a vacina tanto pode ser ministrada em postos de vacinao como em clnicas particu-lares como em postos de sade de forma gratuita. Quando informado sobre o Programa Nacional de Imunizao, o profissio-nal Enfermeiro ter co-nhecimentos de todas as campanhas de vacinao existentes, desde os fun-damentos imunolgicos ao monitoramento e ava-liao das atividades de vacinao.

    Planejamento e Gestode Carreira

    Enfermagem e o PSF Enfermagem emImunizao

    Pgina 16

  • O maior rgo do corpo humano a pele. Com a funo de proteger con-tra infeces, leses ou traumas e at mesmo raios solares, a pele tam-bm atua como controla-dora da temperatura do corpo. Por isso, a partir do momento que o in-divduo sofre uma ferida traumtica, o curativo s ser definido de acor-do com o tipo da ferida. Cada tipo de fechamento da ferida tem um efeito sobre a cicatrizao. Os principais objetivos do curativo so a proteo da ferida, preveno de infeco em caso de fe-chamento por segunda inteno ou uso de dreno e facilitao do processo de cicatrizao. Este cur-so apresenta estudos so-bre a anatomia da pele, fisiologia da ferida, feri-das infectadas, avaliao da ferida, medicamentos e curativos e as principais tcnicas de curativos, en-tre outros.

    Segundo o IBGE, no Bra-sil, o contingente de idosos tem crescido de forma acelerada. Estima-se que, at 2020, o Pas conte com 40 milhes de pessoas acima de 60 anos, passando a ser o sexto pas com mais ido-sos no mundo. Entre os principais problemas en-frentados pelos idosos, o maior deles o da violn-cia, seguido dos aciden-tes, doenas do aparelho circulatrio, enfermida-des respiratrias, digesti-vas e endcrinas. Morrem mais de 13 mil idosos por acidentes e violncias por ano, significando, por dia, uma mdia de 35 bitos, dos quais 66% so de ho-mens e 34%, de mulhe-res. Mas para entender melhor como a sade o pilar fundamental para as pessoas acima de 60 anos importante com-preender as principais al-teraes biopsicossociais decorrentes do envelhe-cimento, bem como as principais aes de en-fermagem especficas ao paciente idoso.

    Nada mais saudvel e importante para a vida de um ser humano que o lei-te materno. A amamen-tao primordial para a vida inteira de uma crian-a, j que considerada a primeira vacina que ela recebe. Especialistas afir-mam que o leite materno pode reduzir o risco de morte dos recm-nasci-dos. De acordo com os dados da Aliana Mun-dial para Ao em Aleita-mento Materno (WABA, na sigla em ingls) di-vulgados pelo portal SEGS.com.br por ano, morrem quatro milhes de bebs com menos de um ms de vida, em todo o mundo, enfatizando que com a amamenta-o, na primeira hora de-pois do parto, seria pos-svel salvar um milho de recm-nascidos. Neste curso sero abordados temas como: a importn-cia do leite humano para o lactente, a composio do leite humano, a im-portncia no desenvolvi-mento do beb, mitos e crenas populares sobre o aleitamento e muito mais.

    Feridas e Curativos Tcnicas e Tratamentos

    Enfermagem em Sade do Idoso

    Aleitamento Materno

    Enfermeiro Sade Pblicarea: Enfermagem

    Pgina 17

  • De acordo com dados da Associao Brasileira de Alzheimer (Abraz), em todo mundo mais de 15 milhes de pessoas so-frem do Mal de Alzhei-mer. Uma doena incur-vel, que acompanhada com graves transtornos s vtimas, atinge prin-cipalmente as pessoas com mais de 60 anos. Os transtornos mentais em idosos podem ser evita-dos, quando so tratados por profissionais ligados a sade mental. Calcula-se que 5 a 15% da po-pulao com mais de 65 anos de idade sofre de algum tipo de transtorno, sendo mais comum para aqueles com mais de 80 anos. Conhecer as doen-as ligadas sade men-tal das pessoas de suma importncia para o pro-fissional enfermeiro, do qual pode colaborar com o conhecimento a assis-tncia ao paciente men-tal, desde os conceitos, princpios e instrumentos bsicos no campo men-tal.

    Conforme prev o C-digo de tica dos Profis-sionais de Enfermagem, fica a cargo do indivduo que tem essa formao, ser atuante e compro-metido com a sade do ser humano e da coleti-vidade. O mesmo atua na promoo, proteo, recuperao da sade e reabilitao das pessoas, respeitando os preceitos ticos e legais. Alm do que participa, como in-tegrante da sociedade, das aes que visem sa-tisfazer s necessidades de sade da populao. Cabe ao profissional de Enfermagem respeitar a vida, a dignidade e os di-reitos da pessoa humana, em todo o seu ciclo vi-tal, sem discriminao de qualquer natureza. Inter-pretar tais procedimen-tos, bem como as normas legais do exerccio da en-fermagem relacionando com as atividades assis-tncias do indivduo e da coletividade ser descrito no curso.

    Hoje existem no mercado diversos mtodos contra-ceptivos utilizados para evitar a gravidez, os mais comuns so, a camisinha, plulas, mas h quem opte tambm pela tabelinha, DIU, anel vaginal e as ci-rurgias. A escolha de um mtodo para evitar uma gravidez indesejada pre-cisa ser feita com auxlio de um profissional ligado a rea da sade, para que possa dar a devida orien-tao, principalmente para adultos, jovens se-xualmente ativos e ado-lescentes. importante saber quais os mtodos existentes antes de op-tar por algum deles. Mas para que isso seja feito, os casais precisam bus-car informaes quanto utilizao dos principais mtodos contraceptivos, explorando suas vanta-gens e desvantagens. Cabe ao profissional de Enfermagem conhecer essas tcnicas de preven-o e auxiliar na melhor deciso do casal.

    Enfermagem em Sade Mental

    tica e Legislao em Enfermagem

    Enfermagem e o Plane-jamento Familiar

    Enfermeiro Sade Pblicarea: Enfermagem

    Pgina 18

  • A enfermagem desem-penha um trabalho im-portante em relao questo das imunizaes, pois a rea monitora to-dos os aspectos tcnicos e operacionais na sala de vacinas. A equipe de en-fermagem responsvel por pedir a quantidade necessria para suprir seu posto de vacinao, levando em considera-o o nmero de clientes cadastrados. Ela tambm recebe e distribui entre geladeira de estoque e de uso dirio, controla a temperatura das geladei-ras ou cmaras