Click here to load reader

Design e Processamento Cognitivo de Informação Online: Um ... · PDF file 2.2 A Construção do Design Online 25 2.3 O Apoio do Eye Tracking 34 3 ESTUDOS EMPÍRICOS 45 3.1 Metodologia

  • View
    214

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Design e Processamento Cognitivo de Informação Online: Um ... · PDF file 2.2 A...

  • II

    Design e Processamento Cognitivo de Informao

    Online: Um estudo de Eye Tracking

    Sofia da Natividade Pinto Ferreira

    Licenciada em Design de Comunicao Arte Grfica

    Pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto

    Dissertao de Mestrado

    Submetida para satisfao parcial dos requisitos

    do Grau de Mestre em Multimdia pela Universidade do Porto

    sob Orientao do Professor Doutor Jos Azevedo

  • III

    Ferreira, S. (2009). Design e Processamento Cognitivo de Informao

    Online: Um estudo de Eye Tracking. Porto: S. Ferreira. Dissertao de

    Mestrado em Multimdia apresentada Faculdade de Engenharia da

    Universidade do Porto.

    Palavras-chave: Design, Processamento de Informao, Eye Tracking, Web.

  • III

    AGRADECIMENTOS

    A construo de um caminho nunca se concretiza sozinho, e mais um

    passo da nossa vida sempre bom relembrar aquelas pessoas que nunca nos

    deixaram ss e nos acompanharam, permitindo que os nossos objectivos se

    realizem com sucesso. A todos deixo os meus sinceros agradecimentos:

    Ao Professor Doutor Jos Azevedo pela orientao, pacincia e

    disponibilidade demonstrada em todos os momentos para realizao deste

    trabalho.

    Ao Professor Doutor scar Mealha e Professora Doutora Ana Veloso, pela

    disponibilidade, amabilidade e colaborao que tornaram possvel a realizao

    deste trabalho.

    A todos os estudantes da Universidade do Porto que participaram com

    empenho e voluntarismo na realizao dos testes.

    A todos os meus amigos e colegas que pelo apoio, amizade sincera e

    pacincia me ajudaram a persistir nos momentos mais difceis.

    Um agradecimento muito especial:

    Ao Filipe Arques, pela enorme pacincia, apoio, dedicao e amor.

    A toda a minha Famlia, com especial carinho para os meus pais, Cidlia e

    Manuel Ferreira.

    A Todos, muito Obrigado!

  • IV

  • V

    NDICE GERAL

    AGRADECIMENTOS III

    NDICE GERAL V

    NDICE DE QUADROS VII

    NDICE DE FIGURAS IX

    RESUMO XI

    ABSTRACT XIII

    LISTA DE ABREVIATURAS XV

    1 INTRODUO 1

    1.1 Motivao do Estudo 3

    1.2 Objectivos e Questes de Investigao 3

    1.3 Importncia do Estudo 3

    2 ESTADO DA ARTE 5

    2.1 A Importncia do Processamento Cognitivo da Informao 5

    2.2 A Construo do Design Online 25

    2.3 O Apoio do Eye Tracking 34

    3 ESTUDOS EMPRICOS 45

    3.1 Metodologia 45

    3.1.1 Procedimentos 46

    3.1.2 Instrumentos 51

    3.1.2.1 Registo de Eye Tracker 51

    3.1.2.2 Inqurito 51

    3.1.3 Caracterizao da Amostra 52

    3.1.4 Procedimentos Estatsticos 53

    3.2 Anlise e Discusso dos Resultados 54

    3.3 Observao e Anlise dos Resultados do Eye Tracker 66

    4 CONCLUSES 75

    5 REFERNCIAS 79

  • VI

    ANEXOS XVI

    Anexo A: Questionrio entregue aos grupos das interfaces de texto

    e imagem (frente). XVI

    Anexo B: Questionrio entregue aos grupos das interfaces de texto

    e imagem (verso). XVIII

    Anexo C: Questionrio entregue aos grupos da interface de vdeo (frente). XX

    Anexo D: Questionrio entregue aos grupos da interface de vdeo (verso). XXII

  • VII

    NDICE DE QUADROS

    Quadro 1: Caracterizao da Amostra em Funo da Idade. 52

    Quadro 2: Comparao entre gneros mediante a classificao da

    pgina Web. 54

    Quadro 3: Anlise comparativa de respostas certas em cada grupo,

    comparando o nmero de respostas certas para cada sexo. 57

    Quadro 4: Correlao existente (Nmero de respostas certas

    e a sua Classificao). 59

    Quadro 5: Correlao existente (Nmero Total de Respostas Certas/Tempo

    Total de Visualizao). 61

    Quadro 6: Tempo Total Dispendido para Visualizao do Website no

    Eye Tracker. 63

    Quadro 7: Comparao das Mdias entre os Grupos. 63

    Quadro 8: Diferenas de Mdias entre os Grupos. 64

  • VIII

  • IX

    NDICE DE FIGURAS

    Figura 1: O Photochronograf de Raymond Dodge. 34

    Figura 2: Exemplos de sistemas de Eye Tracking que exigiam que a cabea

    estivesse o mais imobilizada possvel. 35

    Figura 3: esquerda, o Eye Tracker desenvolvido por Mackworth e Thomas

    (1962) baseado numa cmara de cinema de 8 mm. direita, um exemplo

    dos sistemas montados na cabea. 36

    Figura 4: esquerda, o olhar tende a ir e vir entre os olhos e a boca

    na imagem de um rosto. direita: Pense que est a olhar para ver um

    msico ou um rosto de mulher. (Mohamed et al., 2007). 36

    Figura 5: Este estudo por Yarbus (1967) muitas vezes referido como prova

    em como a tarefa dada a uma pessoa influencia o seu movimento ocular. 37

    Figura 6: Anlise do olho em tempo real como meio de interaco

    humano-computador. 38

    Figura 7: Aparelhos modernos de Eye Tracking. 40

    Figura 8: Indicao do local dos diodos de infravermelhos no monitor. 40

    Figura 9: Exemplos diferentes da diversidade de representao grfica e

    exportao de dados do Eye Tracking. 41

    Figura 10: Registo por Eye Tracking das preferncias visuais de mulheres

    (a vermelho) e homens (a azul) e sua concentrao referido por Schiessl et al.

    em 2003. 42

    Figura 11: Diagrama esquemtico do olho humano. 43

    Figura 12: Interface do Texto. 47

  • X

    Figura 13: Interface da Imagem. 48

    Figura 14: Interface do Vdeo. 49

    Figura 15: Imagem do Eye Tracker com a Instruo Inicial 50

    Figura 16: Monitor de Eye Tracker. 51

    Figura 17: Diferentes Interfaces (Texto, Imagem e Vdeo). 53

    Figura 18: Registo de Eye Tracking para a Interface de Texto. 66

    Figura 19: Dinmica do olhar do participante que levou mais tempo a

    navegar no website com a interface de texto (Exemplo do registo de

    uma pgina). 68

    Figura 20: Registo de Eye Tracking para a Interface de Imagem. 69

    Figura 21: Registo do olhar do participante que levou mais tempo a navegar

    no website na interface da imagem (Exemplo do registo de uma pgina). 71

    Figura 22: Registo de Eye Tracking para a Interface de Vdeo. 73

    Figura 23: Registo do olhar do participante que levou mais tempo a navegar

    no website na interface da imagem (Exemplo do registo de uma pgina). 75

  • XI

    RESUMO

    As propores do crescimento da Internet tm assumido tal importncia no

    quotidiano das pessoas que ningum mais pode viver indiferente sua presena. A

    procura de informao fidedigna online, para alm dos contedos, levanta questes

    no s a nvel do design, mas de como este se relaciona com um melhor

    processamento cognitivo, focando a ateno e a memria.

    Segundo Abraho et al. (2005), os designers raramente so portadores de

    conhecimento sobre a cognio humana, isto , no compreendem como o utilizador

    mentalmente apreende, transforma, compacta, codifica, armazena e utiliza a

    informao, estando maioritariamente sensibilizados e concentrados para a harmonia

    e a esttica, apoiados pela criatividade e pela percepo humana, limitando o maior

    aprofundamento das suas interfaces.

    A amostra do presente estudo foi constituda por 31 estudantes da rea da

    comunicao da Universidade do Porto. A mdia de idades dos participantes foi de

    22anos, sendo 13 sujeitos do sexo masculino com mdia de idades de 22 anos, e 18

    eram do sexo feminino com mdia de idades de 22 anos. Estes foram distribudos por

    trs grupos de acordo com as trs interfaces utilizadas no teste: o grupo do texto, o

    grupo da imagem, o grupo do vdeo.

    Para avaliar a forma como a interface grfica interfere com a capacidade de

    memria e ateno, utilizou-se o registo por eye tracking e um inqurito por

    questionrio. A recolha dos dados, teve como instrumento o eye tracker Tobii T60

    integrado num monitor TFT 17. O inqurito era dividido em trs reas: Classificao

    da pgina web, Compreenso e Memorizao dos artigos, Informao Demogrfica.

    Para a anlise e processamento dos dados estatsticos foi usado o SPSS, com a

    estatstica descritiva, mdias e frequncias. Foram tambm efectuados testes

    comparativos entre grupos e por sexo (Test T de Student, Anova).

    Duas concluses centrais so projectadas no nosso estudo. Primeira, existe uma

    substancial relao entre a reteno da leitura e o modo de apresentao da

    informao. Segunda, existe uma importante relao na classificao esttica da

    pgina Web com a memorizao e compreenso dos contedos e com o tempo

    necessrio para desempenhar essas tarefas.

    Palavras-chave: Design, Processamento de Informao, Eye Tracking, Web.

  • XII

  • XIII

    ABSTRACT

    The proportions of the growth of the Internet have assumed such importance in

    everyday life that no one else can live indifferent to his presence. The demand for

    reliable information online, in addition to content, raises questions not only in design,

    but how this is related to better cognitive processing, focusing attention and memory.

    According to Abraho et al. (2005), designers rarely are carriers of knowledge

    about human cognition, that is, do not understand how the user perceives mentally

    transforms, compresses, encrypts, stores and uses information, and is largely aware

    and concentrate for the harmony and aesthetics, creativity and supported b

Search related