Design Thinking 9

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Text of Design Thinking 9

  • 1. MOYSS SIMANTOB SO PAULO, ABRIL DE 2013
  • 2. saber depende da capacidade de... perceber, compreender esttico refletir, questionar potencial agir, transformar cintico
  • 3. gibbons: modos de produo de conhecimento Modo 1 contexto acadmico barreiras disciplinares homogeneidade de percepes controle de qualidade e relevncia pelos pares estrutura e organizao hierrquica e esttica responsabilidade interna liberdade (acadmica) e desafio do conhecimento Modo 2 contexto da aplicao multidisciplinaridade heterogeneidade de percepes qualidade e relevncia definidos externamente organizaes ad-hoc e estruturas planas responsabilidade externa usurios e interesses definem a agenda... http://www.intermedia.uio.no/konferanser/skikt-02/skikt-research-conferance.html
  • 4. a criao de conhecimento passa por 5Cs 1. conflitos criativos frico deliberada, espao para novas idias 2. colises interaes F2F: cafs da XEROX e UPS 3. comunidades de prtica gente motivada, entusiasta e bons problemas 4. constelaes redes sociais informais, grupos de usurios... 5. combinaes 1-4 mais... IMPROVISAO e LIBERDADEde COMUNICAO.
  • 5. E isso redefinir a agenda intelectual e profissional de todos que se preocupam com o modus operandi e o modus vivendi tambm
  • 6. O conhecimento um processo e progride pela capacidade de contextualizar e englobar. CO-WORKERS ETOPIA w. mitchell
  • 7. O crowdsourcing conta com os insights de voluntrios de todo o planeta. Um livro fruto da inovao colaborativa.
  • 8. Sanford, Linda. 2006. Building an Innovation Company for the 21st Century. MIT-IBM Innovation Interessante saber...
  • 9. que tal um exemplo
  • 10. Rice to Riches Uma loja que faz do arroz doce uma experincia memorvel
  • 11. Sobre a empresa Neighborhood: Manhattan/Little Italy 37 Spring Street (between Mott St & Mulberry St) New York, NY 10012 (212) 274-0008
  • 12. Decorao temtica
  • 13. Pratos especiais
  • 14. Elimine pistas negativas Embalagens e sinalizao
  • 15. Souvenir Trabalhe com lembranas Harmonize impresses com pistas positivas e agregadoras Souvenir e sinalizao
  • 16. Harmonize impresses com pistas positivas e agregadoras Dez mandamentos
  • 17. Captulo 1: Regra fundamental Todos os funcionrios da Rice to Riches esto sujeitos a um cansativo, intensivo e exigente programa de treinamento. Nossos engenheiros de alimentos colocam nossos funcionrios em situaes de emergncia da vida real, para prepar-los para servir voc melhor. Desde o primeiro dia os seguintes princpios esto enraizados em cada funcionrio. Se voc achar que estes princpios no foram seguidos durante a sua visita ao Rice to Riches, conte isso para a gente... Qualquer funcionrios que seja culpado deve responder com a execuo. A Frmula para se tornar um funcionrio Rice to Riches A gente garante que nenhum funcionrio foi machucado ou ofendido durante o processo de treinamento. Definindo a experincia
  • 18. 1. Quem est sempre certo, voc ou o Cliente? Uma dica, no voc! 2. Nunca discuta com o Cliente, s arroz doce, no poltica. 3. As vezes coisas ruins acontecem com o bom arroz doce, se o pedido de um Cliente menos do que o perfeito, faa ficar perfeito. 4. Sempre olhe para o Cliente, difcil de ver o sorriso por trs de sua cabea. 5. Se voc tem tempo de descansar, voc tem tempo para limpar. 6. Cumprimente a todos que passem pela porta, a coisa que mais combina com o nosso arroz doce um sorriso doce e um corao hospitaleiro 7. Trate todos os Clientes com respeito, sempre diga por favor e obrigado, como a sua me te ensinou... No faa a gente lavar a sua boca com sabo. 8. Trate da loja como se fosse a sua casa. Pensando bem, trate melhor ainda. a gente tem escutado sobre a sua casa... 9. Ningum gosta de quem se acha demais, seja sempre atencioso e humilde, no s quando algum estiver olhando. 10.Nunca aceite uma gorjeta! Recomende ao Cliente que ele guarde este dinheiro para o prximo arroz doce.