DEZEMBRO - Prefeitura de Maric | #MaisPertoDeVoc .tais como a utiliza§£o de acupuntura, auriculoterapia,

  • View
    239

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of DEZEMBRO - Prefeitura de Maric | #MaisPertoDeVoc .tais como a utiliza§£o de acupuntura,...

  • Jornal Oficialde Maric

    12 de dezembro de 2016Ano VIII Edio n 718 1www.marica.rj.gov.br

    A Secretaria Municipal Adjunta de Sade, atravs do Ncleo de Apoio Estratgia Sade da Famlia (NASF) iniciou nesta segunda-feira (12/12), s 11h, na Estratgia Sade da Famlia (ESF) So Jos I o quarto Ncleo Assistencial de Prticas In-tegrativas e Complementares de Sade (NAPICS). Os demais funcionam nas unidades Caio Figueiredo (Ino), Mumbuca e em Jardim Atlntico I e II (Itaipuau).

    A partir de agora, os usurios cadastrados em So Jos I tam-bm contam com diversas aes de cuidado multidisciplinares tais como a utilizao de acupuntura, auriculoterapia, terapia comunitria e tambm biodana. Este ncleo nasce em seg-mento s diretrizes definidas na ltima Conferncia Municipal de Sade, em adotar as prticas integrativas e complementa-res de sade, popularmente conhecidas como prticas alter-nativas, na rede de Ateno Bsica, declara Raphael Dias, coordenador do NASF e doutor em enfermagem.

    Participaro das atividades somente os usurios que forem cadastrados na unidade de sade de So Jos I, e que, du-rante as consultas mdicas ou de enfermagem for verificada a necessidade de complementao do tratamento com as pr-ticas. As atividades no so substituio do tratamento e sim, uma ferramenta para complement-lo. O agendamento ser feito pela prpria equipe do ncleo, que conta com psiclogo, fisioterapeuta e assistente social, destaca Raphael. Os aten-dimentos tm como objetivo prevenir e cuidar de desordens fsicas e psicossociais, tais como estresse, ansiedade, disfun-es musculoesquelticas e doenas crnicas no transmis-sveis como a hipertenso e o diabetes. Este projeto conta com a parceria tcnica da Universidade Federal do Rio de ja-neiro, atravs do laboratrio de pesquisa do Projeto Integrado de Pesquisa e Assistncia (PIPA), da Escola de Enfermagem Anna Nery, finaliza Raphael.

    A populao j fazia algumas destas atividades na unidade.

    Com a implantao do NAPICS o servio foi ampliado. o que acontece com a dona de casa Genoveva Maria de Lima da Silva, 64 anos. Ela j fazia auriculoterapia e vai continuar. Eu sentia uma dor terrvel na coluna e nos joelhos. Foi iniciar a atividade, a dor parou. O servio maravilhoso. J vou fazer outra vez hoje, avalia Genoveva. Quem tambm segue com as sesses Lcia Caldas Gueiros, de 55 anos, aposentada. Eu no conseguia colocar o p no cho. Melhorei assim que comecei a acupuntura. Estou bem melhor, destaca Lcia, feliz com o atendimento.

    Coordenadora da ESF So Jos I, a enfermeira Vanessa Via-na relata que a parceria intersetorial com o ncleo ajudar os cadastrados ao oferecer melhora na qualidade de vida. Mau-rcio Mattos psiclogo do grupo e chama a ateno para a terapia comunitria. Segundo ele, o servio um espao onde as pessoas trazem desafios e a partir das experincias h a resoluo de problemas. Ele destaca ainda, que Maric pio-neiro no servio. O ncleo uma ferramenta do NASF. Desta forma, realizar estas atividades com o Ncleo dentro do NASF, faz com que Maric seja o nico municpio dentro do estado a realizar o servio, disse o psiclogo.

    Quem tambm est empolgada em participar a fisioterapeu-ta Tayna Reis. Ela atende com auriculoterapia, acupuntura e biodana. As prticas acrescentam, somam ao tratamento j existente com o mdico e a medicao. No substituir o tratamento e sim, complement-lo, explicou a fisioterapeuta. Quem for cadastrado na ESF So Jos I e quiser participar pode realizar o agendamento com a prpria equipe de sade.

    Mais Educao promove troca de faixas do karat

    Cerca de 40 crianas e adolescentes participaram nesta sexta--feira (09/12) da troca de faixas das aulas de karat ministra-

    das pelo programa Mais Educao em Maric. A cerimnia foi realizada na quadra da Escola Municipal CAIC Elomir Silva, no Marine, e contou com alunos da prpria unidade e de outras da rede como Joana Benedicta Rangel, Carlos Magno Legen-til de Matos (ambas no Centro), Cnego Batalha (tambm no Marine) e Joo Monteiro (Recanto), alm de outras escolas e tambm academias. Os jovens atletas receberam graduaes das faixas amarela, vermelha e laranja (esta considerada de nvel intermedirio).

    O curso coordenado pelo professor Gilmar de Paula, que d aulas de educao fsica no CAIC e monitor da modalidade no Mais Educao. Alm do aprimoramento tcnico do espor-te e at alguns campees revelados, ele aponta a mudana de comportamento como principal melhora entre os alunos. Muitos aqui tm situaes sociais desfavorveis, complicadas mesmo, e apresentam hoje mais disciplina, concentrao e respeito pelos professores e pais, e isso se reflete no desem-penho em sala de aula, garantiu ele.

    Um desses perfis modificados o de Vtor Hugo Alves, de 13 anos, que passou a ser faixa vermelha. A gente podia estar pela rua fazendo um monte de besteira, mas o karat nos deu essa oportunidade de melhorar, avaliou ele, que teve sua me-lhora atestada pela prpria direo da unidade. Ele mudou da gua para o vinho, era realmente um aluno difcil e d gosto de v-lo hoje, ratificou a diretora Glucia Cartaxo, reiterando o sucesso da prtica do esporte na escola. So muitas as his-trias de dificuldade e superao que testemunhamos entre os alunos do karat, uma mais interessante e comovente que a outra, garante ela.

    A histria de Welington Martins de Arajo, de 17 anos, ou-tra dessas. Mesmo aps completar o ensino fundamental no CAIC e ter de estudar em outra escola, ele treina desde 2010 com o mesmo grupo, juntamente o irmo Patrick, de 19 anos, portador de necessidades especiais em razo de um dficit de aprendizado. Me apaixonei pelo karat, que se tornou um novo mundo para mim e mudou muita coisa na minha vida, como o modo de falar e a postura diante das pessoas. Meu irmo tambm melhorou, est sendo muito bom para ele, re-forou Welington, que se tornou faixa laranja.

    A cerimnia de troca de faixas teve na plateia muitos pais e responsveis que, alm de tirarem inmeras fotos, tambm participaram colocando as novas faixas alcanadas pelos fi-lhos. A dona de casa Flvia Batista, de 36 anos, disse que era uma sensao nica estar na solenidade em que a filha Railane, de 16 anos, passou a ser faixa amarela. Fico mui-to feliz porque ela se esforou para isso, mas se tornou uma aluna mais dedicada aos estudos e uma filha mais amorosa. Suas atitudes dentro de casa so bem diferentes hoje, diz a me, enquanto a filha fala do que mais gosta nos treinos. Fiz muitos amigos aqui e quero seguir treinando e, quem sabe, virar uma grande atleta, sonha a jovem, que estuda no 6 ano da unidade.

    Sade oferece servios multidisciplinares em So Jos

    Veculo Oficial de publicao dos atos oficiais do Municpio de Maric | www.marica.rj.gov.br | Ano VIII Edio n 718

    12DEZEMBRO

  • Jornal Ofi cialde Maric

    12 de dezembro de 2016Ano VIII Edio n 7182 www.marica.rj.gov.br

    ContedoATOS DO PREFEITO 2SECRETARIA ADJUNTA DE ADMINISTRAO 2SECRETARIA ADJUNTA DE ASSISTNCIA SOCIAL 2SECRETARIA ADJUNTA DE ESPORTES 2COORDENAO DO PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA 3SECRETARIA ADJUNTADE RECEITA 3SECRETARIA ADJUNTA DE DESENVOLVIMENTO URBANO 3CMARA MUNICIPAL DE MARIC 10EMPRESA PBLICA DE TRANSPORTES - EPT 10INSTITUTO DE SEGURIDADE SOCIAL DE MARIC - ISSM 11

    e 10 meses).N Processo: 12936/2016 Requerente: ROSALINA MARIA ANCHIE-TA Matr. 4377 (averbar um perodo de 14 anos, 05 meses e 17 dias).N Processo: 13604/2016 Requerente: RENATO LUIZ MOREIRA Matr. 5231 (averbar um perodo de 5 anos, 02 meses e 09 dias).N Processo: 13227/2016 Requerente: IRIA DE NAZARE LEAN-DRO PENA Matr. 2111 (averbar um perodo de 8 anos e 22 dias).N Processo: 9859/2016 Requerente: ERICA VIANNA PRASSER DOS SANTOS Matr. 6089 (averbar um perodo de 9 anos, 11 meses e 23 dias).N Processo: 9857/2016 Requerente: GISELLE DA CUNHA FULY CABRAL Matr. 5344 (averbar o perodo de 07/02/2002 12/02/2014).

    Averbao de Licena Prmio - Deferido (De acordo com o parecer da PGM) N Processo: 15753/2016 Requerente: ANA CRISTINA DA SILVA PINHEIRO Matr. 871 (averbar um perodo de 12 meses).

    ABONO DE PERMANNCIA DEFERIDO - (De acordo com o pare-cer da PGM) N Processo: 13869/2016 Requerente: MARIA ANTONIA FIGALO (a partir de 30/10/2016).

    SECRETARIA ADJUNTA DE ASSISTNCIA SOCIAL

    ERRATA DO DESLIGAMENTO, PUBLICADO NO JOM EDIO N 709 DO DIA 07 DE NOVEMBRO DE 2016.Onde se L: Cargo: Cntia da Silveira Silva Izabel; Leia-se: Cntia da Silveira Lemos Siqueira.Laura Maria Vieira da CostaSecretria Adjunta de Assistncia Social

    SECRETARIA ADJUNTA DE ESPORTES

    Ata de Processo Pblico de SeleoAos nove dias do ms de Dezembro do ano de 2016, s 09h00min horas, na sede da Secretaria Adjunta de Esportes, reuniram-se sob a coordenao do Secretrio Adjunto de Esportes, Sr. Leonardo Souza da Silva, para proceder avaliao conclusiva do processo pblico seletivo de que trata o Edital n 002/2016, referente ao Processo Se-letivo Simplifi cado para provimento de 01 (uma) vaga e Cadastro Reserva para vagas do Projeto de Implantao de Ncleo de Base Tiro com Arco com base na Lei Municipal n 2675, de 28 de Maro de 2016, fazendo parte da comisso do processo seletivo de anlise de currculo e entrevista, a Assessora 3, Rita de Cssia Alves San-tana, mat.102160, o Assessor 8, Wellingthon Menezes dos Santos, mat.100635 e o Assessor 9, Rafael Monteiro Legentil, mat.100637. Conforme disposto no citado edital o processo seletivo formado por duas etapas, sendo a primeira anlise curricular e a segunda entre-vista com os candidatos. A anlise de currculo, levando em conta a formao compatvel com os requisitos da funo para qual se candi-datou, experincia profi ssional e experincia profi ssional em projetos sociais. Aps o encerramento das inscries, a pres