Diário Goiás

Embed Size (px)

DESCRIPTION

O melhor jornal de anapolis

Text of Diário Goiás

  • O ex-presidente Luiz Incio Lula da Silva chamou de coisa de imbecil o comportamento do lder do governo no Senado, Delcidio do Amaral (PT-MS)

    Coisa de imbecil e que idiota

    Coisa de imbecil e que idiota, diz Lula sobre Delcdio, preso

    O ex-presidente Luiz Incio Lula da Silva chamou de coisa de imbecil o compor-tamento do lder do governo no Senado, Delcidio do Amaral (PT-MS), preso nesta quarta-feira (25) no mbito da Lava Jato sob acusao de tentar atrapalhar as investi-gaes.

    Lula manifestou sua irritao duran-te almoo na sede da CUT nesta quinta-fei-ra (26). Nas conver-sas, Lula demonstrou perplexidade: Que loucura! Que idiota, repetiu. O presiden-

    te do PT, Rui Falco, presente no mesmo evento, afirmou que h diferena entre o ex-tesoureiro do par-tido Joo Vaccari Neto e o senador Delcdio do Amaral (PT-MS), ambos presos no m-bito da Operao Lava Jato.

    Questionado por que no manifestou ao senador, preso nesta quarta (25) acusado de atrapalhar as inves-tigaes do esquema de corrupo na Pe-trobras, a mesma so-lidariedade dedicada a Vaccari, Rui afirmou: Existe uma diferena

    clara entre atividade partidria e no parti-dria.

    Aps a priso de Delcdio, o presiden-te do PT emitiu nota para dizer que o parti-do no se julga obri-gado a qualquer gesto de solidariedade a ele.

    Segundo Falco, que se diz perplexo com os fatos que leva-ram o Supremo Tribu-nal Federal a ordenar a priso do senador, as tratativas atribudas a Delcdio no tm qualquer relao com sua atividade partid-ria, seja como parla

    Blumenau probe produo de foie gras com patos e marrecos

    So Paulo e Sorocaba tambm baniram a prtica no Brasil.Iguaria obtida a partir da alimentao em excesso dos animais.

    A partir de agora, avicultores tero que se adequar legisla-o municipal para produo de patos e marrecos em Blu-menau, no Vale do Itaja. Foi aprovada uma lei que considera infrao gravssima a utilizao de mtodos de alimentao for-ada de animais para produo de pat de fgado.

    Segundo o vete-rinrio Luis Carlos Kriewall, o mtodo de produo de foie gras (pat de fgado em francs), uma iguaria tpica da culinria

    francesa, envolve o hiperdesenvolvi-mento do rgo a partir da alimentao em excesso. Alm de Blumenaui So Paulo e Sorocaba (SP) tambm proibiram a terncia ao sofrimen-to dos animais, diz.

    Representantes de organizaes no go-vernamentais (Ongs) para proteo dos animais participaram do evento que mar-cou a sano da lei, no ltimo dia 27 de novembro.

    Na ocasio, Bernar-des nomeou o novo diretor e responsvel

    tcnico do Centro de Preveno e Recu-perao de Animais Domsticos (Cepre-ad), o veterinrio Luis Carlos Kriewall, que tambm responde pela Vigilncia Epide

    Carlos Kriewall, que tambm responde pela Vigilncia Epide Carlos Kriewall, que tambm responde pela Vigilncia Epide Carlos Kriewall, que tambm responde pela Vigilncia Epide Carlos Kriewall, que tambm responde pela Vigilncia Epide Carlos Kriewall, que tambm responde

    Com R$ 1 bi nos cofres, City far ofensiva para ter Messi e Guardiola, diz jornal ingls

    O Manchester City investir boa parte dos 265 milhes de libras (R$ 1,54 bilho) que seus proprietrio

    Polcia investiga ligao entre Es-tado Islmico e tiroteio

    Os policiais que investigam o massacre de San Bernardino, no estado norte-ame-ricano da Califrnia, descobriram uma possvel ligao entre o tiroteio e o grupo jihadista Estado Isl-mico (EI). Segundo a CNN , no mesmo dia do ataque, 2 de dezembro, a atiradora Tashfeen Malik escre-veu no Facebook uma mensagem em apoio ao lder da organiza-o terrorista, Abu

    Bakr al Baghdadi. Alm disso, agentes encontraram na casa onde ela vivia com o marido, Syed Rizwan Farook, explosivos e um manual da Al Qaeda - ex-aliada do EI - para a preparao de bombas.

    O casal foi identi-ficado como respon-svel pelo tiroteio em San Bernardino. Farook, 28 anos, e Malik, 27, invadiram um centro de servi-

    os sociais, o Inland Regional Center, e mataram 14 pesso-as. O local oferece programas destinados a deficientes e atende mais de 30 mil indiv-duos. No momento do ataque, acontecia uma festa de fim de ano.

    Os dois foram mortos pelas foras de segurana aps uma longa persegui-o. Ainda segundo a CNN , eles teriam agido como lobos

    Massacre em San Bernardino deixou 14 pessoas mortas Massacre em San Bernardino

  • porria de Andr Es-teves, principal scio do banco BTG, com validade de cinco dias. A priso de Delcdio preventiva, sem data para ser relaxada.

    Relator da Lava Jato, o ministro Teo-ri Zavascki afirmou que o petista ofereceu mesada de R$ 50 mil para que o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerver no fechas-se acordo de delao premiada. Alm disso, Esteves garantiria ou-tros R$ 4 milhes.

    O esquema, que envolveria a fuga de Cerver para a Espa-nha, via Paraguai, foi revelado a partir de uma gravao feita s escondidas por Ber-nardo, filho do ex--diretor. A gravao

    Coisa de imbecil e que idiota, diz Lula sobre Delcdio, preso na Lava Jato

    O ex-presidente Luiz Incio Lula da Silva chamou de coisa de imbecil o compor-tamento do lder do governo no Senado, Delcidio do Amaral (PT-MS), preso nesta quarta-feira (25) no mbito da Lava Jato sob acusao de tentar atrapalhar as investi-gaes.

    Lula manifestou sua irritao duran-te almoo na sede da CUT nesta quinta-fei-ra (26). Nas conver-sas, Lula demonstrou perplexidade: Que loucura! Que idiota, repetiu.

    O presidente do PT, Rui Falco, presen-te no mesmo evento, afirmou que h dife-rena entre o ex-te-soureiro do partido Joo Vaccari Neto e o senador Delcdio do Amaral (PT-MS), am-bos presos no mbi-

    to da Operao Lava Jato.

    Questionado por que no manifestou ao senador, preso nesta quarta (25) acusado de atrapalhar as inves-tigaes do esquema de corrupo na Pe-trobras, a mesma so-lidariedade dedicada a Vaccari, Rui afirmou: Existe uma diferena clara entre atividade partidria e no parti-dria.

    Aps a priso de Delcdio, o presiden-te do PT emitiu nota para dizer que o parti-do no se julga obri-gado a qualquer gesto de solidariedade a ele.

    Segundo Falco, que se diz perplexo com os fatos que leva-ram o Supremo Tribu-nal Federal a ordenar a priso do senador, as tratativas atribu-das a Delcdio no tm qualquer relao

    com sua atividade partidria, seja como parlamentar ou como simples filiado. Na avaliao do PT, Vac-cari agiu em nome do partido. Delcdio, no.

    Lula deixou a sede da CUT sem dar en-trevista: o Rui j fa-lou, disse.

    EXPULSOJ o presidente

    do PT de So Paulo, Emidio de Souza, de-fendeu a expulso do senador. Ele afirmou que alguns casos exi-gem reao imediata, como o que houve em So Paulo com o envolvimento de um deputado com o crime organizado.

    Essa foi uma refe-rncia a Luiz Mou-ra, que suspeito de envolvimento com o PCC.

    Emidio disse ainda que a bancada do PT deve se explicar sobre as crticas nota em

    que o partido nega so-lidariedade a Delcdio. Apoio a nota [de Fal-co]. Se no, a opinio pblica nos confunde com atos delituosos, afirmou, reconhecen-do que o prejuzo ao governo evidente.

    Falco preferiu no comentar as crticas que recebeu da ban-cada, mas disse que a reunio da executiva do partido trar con-sequncias prticas ao senador. Ele no falou se ser a expulso de-fendida por Emidio, apesar de, na nota de quarta, sinalizar com a hiptese de abertura de um processo na co-misso de tica do PT, o que poderia culmi-nar com a expulso de Delcdio.

    natural [essa reao negativa da bancada]. S vou me manifestar agora na reunio da Executiva do partido, disse, re-

    comendando que os jornalistas ouam o lder da bancada sobre a reao nota.

    Falco disse que ainda no h data para a reunio em que ser discutida a situao de Delcdio.

    QUEIXASA Folha apurou que

    pelo menos dois mi-nistros da chamada cozinha do governo desaprovaram a nota do PT: Jaques Wagner (Casa Civil) e Ricardo Berzoini (Secretaria de Governo). Na ava-liao de governistas, a divulgao da nota, pouco antes da sesso do Senado que deci-diu que Delcdio de-veria continuar preso, serviu de argumento para que os senadores de outros partidos da base governistas vo-tassem contra ele.

    A veemncia do texto tambm desa-

    gradou integrantes do governo. Eles afirmam ainda que no foram consultados sobre o teor da nota.

    Procurado, Jaques Wagner afirmou, por intermdio de sua as-sessoria, que nunca se manifestou sobre essa nota e nem vai. Berzoini ainda no se manifestou sobre o documento.

    O CASONesta quarta (25),

    pela primeira vez des-de a redemocratiza-o, em 1985, o Supre-mo Tribunal Federal mandou prender um senador no exerccio de seu mandato. Del-cdio do Amaral (PT--MS), lder do governo no Senado, foi detido de forma preventiva pela Polcia Federal acusado de obstruir as investigaes da Ope-rao Lava Jato.

    A Corte ordenou ainda a priso tem-

    revela dilogos com a participao de Del-cdio e do advogado Edson Ribeiro, que tambm teve a priso decretada.

    Preso em Curitiba, Cerver acertou sua delao premiada. Uma das acusaes que ele faz a de que a presidente Dilma Rousseff sabia de irre-gularidades na Petro-bras. t

    Preso em Curitiba, Cerver acertou sua delao premiada. Uma das acusaes que ele faz a de que a presidente Dilma Rousseff sabia de irre-gularidades na Petro-bras. t

    Preso em Curitiba, Cerver acertou sua delao premiada. Uma das acusaes

    que ele faz a de que a presidente Dilma Rousseff sabia de

    Uma das acusaes que ele faz a de que a presidente Dilma Rousseff sabia de

    a presidente Dilma Rousseff sabia de

    Rousseff sabia de Rousseff sabia de Rou-sseff sabia de Rousseff sabia de Rousseff sabia de Rousseff sabia de Rousseff sabia de Rou-sseff sabia de Rousseff sabia de Rousseff sabia de Rousseff sabia de Rousseff sabia de Rou-sseff sabia de Rousseff sabia de Rousseff sabia de Rousseff sabia de Rousseff sabia de Rou-sseff sabia de Rousseff sabia de Rousseff sabia