Direito Coletivo Do Trabalho - Conflitos Coletivos

Embed Size (px)

Text of Direito Coletivo Do Trabalho - Conflitos Coletivos

Direito Coletivo do Trabalho Histrico no mundo ocidental

1Conflitos coletivos de trabalhoJurdicos ou de Direito-> interpretao ou aplicao da norma

Econmicos ou de Interesse-> criao ou modificao das condies de trabalho

Conflitos coletivos de trabalho quem intermedeia?Sindicatos2Conflitos coletivos de trabalhoFormas de expresso do conflito de trabalho:

Greve (art. 9 CF c/c Lei 7.783/89)(supresso total ou parcial do trabalho) oper. tartarugaLockout (art. 722 CLT c/c art. 17 Lei 7.783/89)(greve patronal fechamento da empresa)Boicote(difamao)Sabotagem(destruio ou deteriorao sorrateira dos produtos)Piquetes obstativos(impedir acesso dos outros trabalhadores) CF x Lei3Conflitos coletivos de trabalho - GREVE(movimento paredista)Direito de causar prejuzo-> carter coletivo-> suspenso provisria de servios (em geral)-> exerccio direto de coero-> objetivos econmico-profissionais

Lei anterior (4.330/64) desocupao do localLei atual (7.783/89) no menciona4Conflitos coletivos de trabalho - GREVEConstituio FederalArt. 9 assegurado o direito de greve, competindo aos trabalhadores decidir sobre a oportunidade de exerc-lo e sobre os interesses que devam por meio dele defender. 1 - A lei definir os servios ou atividades essenciais e dispor sobre o atendimento das necessidades inadiveis da comunidade. 2 - Os abusos cometidos sujeitam os responsveis s penas da lei.

5Conflitos coletivos de trabalho - GREVEConstituio Federal - Servio Pblico

Civil possibilidade art. 37, VI e VIIEficcia da Norma Constitucional:limitada (?) depende de legislao ulterioroucontida (?) eficcia imediata, regulamentada por lei

Militar vedao expressa - Art. 142, 3, IV6Conflitos coletivos de trabalho - GREVECondies:

Negociao frustrada Notificao em 48 horasAssemblia Geral pelo sindicato- formalidades previstas em estatutoEmprego de meios pacficos de convencimentoPossibilidade de arrecadao de fundos e divulgaoAcesso no pode ser impedido nem por empregador nem por empregados (?) coletivo X individualEquipe de trabalho mnima para manuteno das atividades bsicas empresa e comunidade

7Conflitos coletivos de trabalho - GREVENatureza Jurdica:

Direito fundamentalDireito de igualdade (aproximao de poderes)Direito instrumental presso para alcance de pleitosDireito potestativo autotutela, com limites

8Conflitos coletivos de trabalho - GREVEEfeitos:

Suspenso do contrato de trabalhoVedada demisso ou contratao

Abuso do Direito de GreveDesatendimento LeiNo gera efeitos (OJ-SDC 10 TST)Excees: cumprimento clusulafato novo9Conflitos coletivos de trabalho - GREVEAtividades Essenciais (aviso aos usurios em 72 hs)

I - tratamento e abastecimento de gua; produo e distribuio de energia eltrica, gs e combustveis;II - assistncia mdica e hospitalar;III - distribuio e comercializao de medicamentos e alimentos;IV - funerrios;V - transporte coletivo;VI - captao e tratamento de esgoto e lixo;VII - telecomunicaes;VIII - guarda, uso e controle de substncias radioativas, equipamentos e materiais nucleares;IX - processamento de dados ligados a servios essenciais;X - controle de trfego areo;XI compensao bancria.

10Conflitos coletivos de trabalho - GREVEAtividades Essenciais

Art. 114, 3 CF: Em caso de greve em atividade essencial, com possibilidade de leso do interesse pblico, o Ministrio Pblico do Trabalho poder ajuizar dissdio coletivo, competindo Justia do Trabalho decidir o conflito.(Redao dada pela Emenda Constitucional n 45, de 2004)

11Conflitos coletivos de trabalhoFormas de soluo do conflito de trabalho:

Ajuste Direto (autocomposio)Investigao (?)Conciliao (autocomposio?)Mediao (autocomposio?)Arbitragem (heterocomposio)Deciso Judicial (heterocomposio)12Conflitos coletivos de trabalhoFormas de autocomposio:

a) Desistnciarenncia pretenso

b) Submissorenncia resistncia

c)Transaoconcesses recprocas13Negociao Coletiva

A negociao , portanto, um conjunto de tcnicas que leva as partes a uma soluo pacfica, normalmente transacionada Csar Augusto de Castro Fiusa

Funes:Criao, modificao ou supresso das condies de trabalho14Negociao Coletiva

Funes (continuao):Normativa ou flexibilizadoraPacificadora - reduo das demandas judiciaisPoltica- dilogo entre grupos antagnicosEconmica - distribuio de riquezas / reduo de custosSocial- participao dos trabalhadores nas decises15Negociao Coletiva

Vantagem:-> flexibilidade. Momento. Localidade. Condio econmica16Negociao Coletiva

Arts. 612, 616, 613, 614 CLT

OITConveno 163 direito negociao coletivaConveno 154 todos os ramos da atividade econmicaConveno 98 ampla liberdade sindical17Negociao Coletiva

Necessidade prvia para:

. Dissdio coletivo art. 114, 2 CF 2 Recusando-se qualquer das partes negociao coletiva ou arbitragem, facultado s mesmas, de comum acordo, ajuizar dissdio coletivo de natureza econmica, podendo a Justia do Trabalho decidir o conflito, respeitadas as disposies mnimas legais de proteo ao trabalho, bem como as convencionadas anteriormente.(Redao dada pela Emenda Constitucional n 45, de 2004)

18Negociao Coletiva

Necessidade prvia para:

. Greve art. 9 CF c/c arts. 3 e 17 Lei 7.783/89OJ 11 e 24 SDC / TST (Cancelada)

-> proibio de recusa art. 616 CLT

19Negociao Coletiva

Negociao segundo a legitimao

Autorizao expressaSindicatos

Regimento interno da empresa:- representante, conselho ou comit20Negociao Coletiva

Negociao segundo os sujeitos

Partes: sujeitos que representem interesses de suas categorias

Art. 5 da Lei 7.783/89 (entidade sindical ou comisso eleita)Art. 617 CLT (inrcia do sindicato)

21