dissertação em ciencias naturais

  • View
    270

  • Download
    3

Embed Size (px)

Text of dissertação em ciencias naturais

1

PROGRAMA DE PS-GRADUAO STRICTO SENSU MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DE CINCIAS NA AMAZNIA

DENILSON DINIZ PEREIRA

PRTICA PEDAGGICA DE PROFESSORES DE CINCIAS NATURAIS EM MANAUS BRASIL: USO DE INSTRUMENTOS DIDTICOS NO ENSINO

MANAUS

2008

2

DENILSON DINIZ PEREIRA

PRTICA PEDAGGICA DE PROFESSORES DE CINCIAS NATURAIS EM MANAUS BRASIL: USO DE INSTRUMENTOS DIDTICOS NO ENSINO

Dissertao apresentada ao Programa de PsGraduao Stricto Sensu em Educao e Ensino de Cincias na Amaznia da Universidade do Estado do Amazonas como requisito parcial para obteno do ttulo de Mestre. Orientadora: Prof. Dr. Maria de Ftima Accio Bigi Co- orientador: Prof. Dr. Ronaldo Luiz Nagem.

MANAUS

2008

3

FICHA CATALOGRFICA

P436p

Pereira, Denlson Diniz. Prtica pedaggica de professores de cincias naturais em Manaus Brasil: uso de instrumentos didticos no ensino /Denlson Diniz Pereira. Manaus, 2008.

83 f. : il. Orientadora: Prof. Dr. Maria de Ftima Accio Bigi. Co- orientador: Prof. Dr. Ronaldo Luiz Nagem. Dissertao (mestrado) Universidade do Estado do Amazonas, Programa de Ps-Graduao Stricto Sensu em Educao e Ensino de Cincias.

1. Perfil Prtica pedaggica. 2. Instrumentos didticos. 3. Ensino de Cincias. I. Ttulo.

CDD: 370.733

4

Dissertao intitulada "Prtica pedaggica de professores de Cincias Naturais em Manaus Brasil: uso de instrumentos didticos no ensino.", de autoria do mestrando Denlson Diniz Pereira, aprovada pela banca examinadora constituda pelos seguintes professores:

______________________________________________________ ORIENTADORA PROF. DR. MARIA DE FTIMA ACCIO BIGI

_______________________________________________ PROF.

_______________________________________________ PROF.

MANAUS, ____ DE _____________________ DE 2008.

5

A necessidade e a possibilidade de romper com as amarras que vm determinando a formao profissional surgem para ns, partindo do desenvolvimento de um pensamento crtico-reflexivo que venha a articular todas as competncias e saberes necessrios para a docncia. Para tanto, importante que se considere o saber profissional como um constructo social produzido pela racionalidade concreta dos atores, por suas deliberaes, racionalizaes e motivaes que constituem a fonte de seus julgamentos, escolhas e decises. (TARDIF, 2002, p. 223).

6

AGRADECIMENTO ESPECIAL

Professora Dr. Maria de Ftima Accio Bigi

Suas mos, encontrei-as estendidas, e seus braos abertos, em todos os momentos que necessitei de um amigo. Sempre suas palavras me orientaram, servindo como bssola em um caminhar adequado, que eu, em quase todos os momentos, no encontrava. Teu sorriso, sempre estampado, consolava-me e acalmava-me. Sua fora interior encorajava-me a continuar prosseguindo. Espero retribuir sua bondade. Fico feliz por ter tido a senhora como minha orientadora e quero, sinceramente, dizer:

VOC UMA PESSOA MUITO ESPECIAL!

OBRIGADO POR TUDO!

7

Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina. Cora Coralina

AGRADECIMENTOS

O valor das coisas no est no tempo em elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecveis, coisas inexplicveis e pessoas incomparveis. Fernando Pessoa

Ao Professor Doutor Ronaldo Nagem pela ateno, confiana, disponibilidade e amizade, demonstradas em uma fase to difcil e significativa em meu caminhar acadmico. Em particular ao Centro Federal de Educao Tecnolgica de Minas Gerais (CEFET-MG), e ao Grupo de Estudo em Metfora e Analogia na Tecnologia, na Educao e Cincia (GEMATEC), por fazerem parte desta dissertao. Obrigado! A Secretria de Educao do Estado do Amazonas (SEDUC-AM). Aos professores Yuri Expsito Nicot, Elizabeth da Conceio Santos e Aldeniza Cardoso de Lima pelas preciosas orientaes na banca de qualificao. Aos meus familiares que me compreenderam em um momento to difcil do meu caminhar acadmico e pelo incentivo constante ao estudo. Ao amigo mais que especial Luciano Cardinali. Maria Luiza Falco Aleixo, Vanessa Corra da Silva, Edinelza Santarm, Maria do Carmo Moreira, Eliana Santos, Edileuza Belmont e Mara

8

Regina Kossoski Felix Resende, mulheres iluminadas e de sabedoria inigualvel. amizade demonstrada pelos colegas mestrandos e aos

professores do Programa de Ps-Graduao em Educao e Ensino de Cincias na Amaznia da Universidade Estadual do Amazonas (ENS/UEA). A Professora Doutora Maria Almerinda Matos Lopes coordenadora do Ncleo de Estudos e Pesquisas em Psicopedagogia Diferencial (NEPPD) da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Aos amigos que o Grupo de Estudo em Metfora e Analogia na Tecnologia, na Educao e Cincia (GEMATEC), permitiu fazer parte de suas vidas: Maria de Ftima Marcelos, Marcos Coelho, Silvia Eugnia do Amaral, Juliana Barbosa Duarte, Welerson Morais, Andra Silva Gino, Eliene Freire de Oliveira, Isabel Campos Arajo e Ana Maria Senac Figueroa. Ao Professor Doutor Ewaldo Melo de Carvalho, coordenador do Ncleo Interdisciplinar de Cincias e Humanidades (NICHU). Aos prestativos e gentis funcionrios do CEFET-MG, Campi I, II e VI. s minhas eternas educadoras: Ana Silma Correa Vieira e Maria de Nazar Correa de Azevedo que me proporcionaram conhecer as Cincias. Aos amigos mais chegados que um irmo: Selmizia Level, Ademilson Mrcio Soares, Aparecida Heiras e Elciclei Ferreira Santo pelo apoio no percurso para a concluso desta dissertao. Ao coordenador do Programa de Ps-Graduao Evandro Luis Ghedin e s secretrias, Maria de Jesus Alves de Souza e Karen Suano, pela pacincia e simpatia. A todas as pessoas que, direta ou indiretamente, contriburam para a realizao deste trabalho serei sempre grato. A CAPES pela bolsa, garantindo minha disponibilidade para a concepo deste projeto.

9

Sonhe Com Aquilo Que Voc Quiser Sonhe com aquilo que voc quiser. Seja o que voc quer ser, porque voc possui apenas uma vida e nela s se tem uma chance de fazer aquilo que se quer. Tenha felicidade bastante para faz-la doce. Dificuldades para faz-la forte. Tristeza para faz-la humana. E esperana suficiente para faz-la feliz. As pessoas mais felizes no tm as melhores coisas. Elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos. A felicidade aparece para aqueles que choram. Para aqueles que se machucam. Para aqueles que buscam e tentam sempre. E para aqueles que reconhecem a importncia das pessoas que passam por suas vidas. O futuro mais brilhante baseado num passado intensamente vivido. Voc s ter sucesso na vida quando perdoar os erros e as decepes do passado. A vida curta, mas as emoes que podemos deixar duram uma eternidade. A vida no de se brincar porque um belo dia se morre." (Clarice Lispector)

Dedico este trabalho

A DEUS, fonte inesgotvel de sabedoria. minha me, Dauciria Diniz Pereira, por ser um exemplo de carinho e dedicao absoluta. Ao Francisco das Chagas Diniz Pereira (in memorian). Professora Doutora Maria de Ftima Accio Bigi. Ao Professor Doutor Ronaldo Luiz Nagem e a Maria Helena Nagem. Aos amigos Luciano Cardinali e Vanessa Corra . Ao CEFET-MG. Ao GEMATEC. Norma Lopes e Maria Roseane Rodrigues por terem viso de guia e enxergarem alm da dor.

10

A todos que se empenharam em concretizar este sonho, com suas palavras, oraes e aes. E a todos os demais, o Pai que v em secreto os recompensar.

hora de jogar as coisas velhas fora desse quarto. Tomar nas mos o leme desse barco. Sair da tempestade, pr ordem no tempo. Sair de contra o vento e cheio de vontade. Sair desses pores e cantar ao cu de novo. A voz j no agenta, o peito j no cabe mais... (Candinho Renovao)

11

RESUMO

As preocupaes sobre a qualidade do ensino de Cincias motivaram o desenvolvimento desta pesquisa. Constituiu-se como objeto de investigao, profissionais da educao da zona centro-oeste do municpio de Manaus. Buscou-se investigar, por meio de aplicao de questionrios, a escola, os professores e os gestores. Os tpicos investigados forneceram informaes sobre o espao escolar, seu cotidiano e o perfil dos mesmos, centrando-se nas caractersticas do ensino, na prtica pedaggica e no uso de instrumentos didticos. A metodologia utilizada cont ou com os seguintes instrumentos: pesquisa bibliogrfica para a construo do referencial terico, Lakatos e Marconi (1995), pesquisa de campo onde se realizou uma comparao entre o referencial terico construdo e a realidade do objeto de estudo proposto Bastos e Keller (1992) e pesquisa-ao onde se desenvolveu no ambiente escolar, junto com os professores, os estudantes e a comunidade, Ludke (2004). Convm ressaltar que a pesquisa foi centrada na prtica pedaggica dos professores, sendo um apoio necessrio aos estudos sobre o ensino de Cincias. Os resultados observados sobre a formao acadmica, a prtica pedaggica e o uso de instrumentos e de materiais didticos indicam formao acadmica inadequada, uso restrito e limitado do material didtico, bem como a dificuldade de trabalhar os Temas Transversais. possvel, ainda, identificar o despreparo no desenvolvimento da prxis pedaggica, falta de conhecimentos mais atualizados que se evidenciam em um discurso que no se aplica realidade que vivenciam. Vale lembrar que no resolver tal problema apenas proporcionando aos professores somente instrues tericas, faz-se necessrio uma reformulao de sua formao inicial e permanente para os professores de Cincias Naturais para o ensino fundamental, objetos do presente estudo.

Palavras-chave: Perfil Prtica pedaggica. Instrumentos didticos. Ensino de Cincias.

12

ABSTRACT

Concerns about the quality of teaching of science led to the development of this research. It is a subject of research, education professionals in the area of the central-west city of Manaus. The aim was to investigate, throug