ECONOMIA PESQUEIRA I Prof. Rogério César, Ph.D

  • View
    27

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

ECONOMIA PESQUEIRA I Prof. Rogério César, Ph.D. CAPÍTULO 2 INTRODUÇÃO À ECONOMIA. Conceito de Economia. Economia é o estudo do método apropriado para alocar os recursos físicos e humanos escassos entre os fins alternativos. - PowerPoint PPT Presentation

Text of ECONOMIA PESQUEIRA I Prof. Rogério César, Ph.D

  • ECONOMIA PESQUEIRA IProf. Rogrio Csar, Ph.D.CAPTULO 2INTRODUO ECONOMIA

  • Conceito de EconomiaEconomia o estudo do mtodo apropriado para alocar os recursos fsicos e humanos escassos entre os fins alternativos.

    Economia a cincia social que estuda a alocao dos recursos escassos de forma eficiente entre os usos alternativos para a produo de bens e servios visando a satisfao das necessidades humanas.

    Elementos do Conceito: EscassezNecessidades HumanasEscolhaEficincia

  • EscassezEscassez a oferta limitada de bens e servios desejveis, que reflete a escassez dos recursos produtivos (terra, trabalho e capital);

    Exemplo:

    Ar que respiramos: desejvel e ilimitado abundanteLixo: ilimitado e indesejvel no escassoAr puro: desejvel, limitado escassogua potvel limpa: desejvel, limitada escasso

    Os desejos humanos so diversos e insaciveis, mas os recursos para produzi-los so limitados em oferta (escasso relativo sua demanda).

  • NecessidadesNecessidades humanas por alimento, abrigo, segurana, moradia etc. que so ilimitadas e se renovam permanentemente.

  • EscolhaDecidir como alocar os recursos escassos entre os usos alternativos;

    Escolha surge pela necessidade de ordenar as necessidades a serem satisfeitas, j que existe escassez de bens e servios.

    A racionalidade diz que se deve alocar os recursos na alternativa mais desejvel e abrir mo de alternativas menos desejveis;

    Exemplo:

    Tempo: trabalhar, estudar ou lazer etc.Dinheiro: gastar ou poupar?Terra: agricultura, aqicultura ou moradia?

  • EficinciaEficincia nas decises tomadas pelos agentes econmicos (produtores, consumidores e governo) visando fazer o melhor uso dos fatores de produo, ou seja, buscando maximizar lucro, satisfao e bem-estar social.

  • Bens e ServiosAqueles recursos que so escassos so denominados bens econmicos.

    Os bens livres so aqueles recursos obtidos facilmente a custo zero.

  • Economia da AquiculturaTrata do cultivo de organismos aquticos desejveis sob condies controladas ou semicontroladas para gerar benefcios econmicos ou subsistncia.

    Exemplo:

    Recursos escassos: gua, terra, alevinos, mo-de-obra, energiaUsos Alternativos: tilpia, camaro, frango, fil de peixeObjetivo do produtor: maximizar lucro ou subsistncia familiarNecessidade humana: alimento, fonte de protena

  • Microeconomia vs. MacroeonomiaMicroeconomia:

    Economia do micro (economia do pequeno);

    Trata do comportamento econmico das unidades individuais tais como consumidoresd, produtores e proprietrio dos recursos;

    Lida com o comportamento econmico das unidades individuais tais como consumidores, produtores, proprietrios de recursos;

    Exemplo: anlise do produto e preo de um dado produto para uma firma individual (ou indstria).

  • Microeconomia vs. MacroeonomiaMacroeconomia:

    Economia do macro (economia do largo, grande);

    Trata do comportamento dos agregados macroeconmicos tais como produto nacional bruto (PNB), o nvel de emprego, inflao, cmbio e os vrios setores da economia tomados de forma agregada.

    Exemplo: anlise do nvel de produto de uma economia como um todo.

  • Ferramentas MacroeconmicasProduto Nacional Bruto (PIB): o valor total de mercado de todos os bens e servios finais produzidos na economia num determinado ano. uma forma de medir o progresso econmico de um pas.

    Investimento: entendido como formao ou criao de capital, que um bem produzido usado na produo de um bem final (aerador, trator etc.).

    Depreciao: reserva feita para repor ou substituir os bens de capital durante o ano por causa da obsolescncia ou desgaste.

    Produto Nacional Lquido (PNL): PNB menos o consumo de capital ou depreciao.

    ndice de Preo ao Consumidor (IPC): uma medida do nvel mdio de preos para mercadorias compradas por uma famlia urbana de renda mdia.

    ndice de Preos de Atacado (IPA): o ndice de preos cobrados pelos bens vendidos nos mercados atacadistas primrios.

  • Economia Positiva vs. Economia Normativa

    A economia no est preocupada em especificar que fins so bons e quais so maus. Esta uma matria no domnio da tica, cultura e religio.

  • Economia Positiva vs. Economia NormativaEconomia Positiva:

    aquela que est preocupada com o que , ou seja, baseada em fatos.

    Esta parte da economia procura oferecer um sistema de generalizaes que podem ser usados para fazer previses corretas sobre as conseqncias das decises.

    Estuda o que so as relaes econmicas ou como so de fato solucionados os problemas econmicos com os quais uma sociedade se defronta.

  • Economia Positiva vs. Economia NormativaEconomia Normativa:

    Trata do o que fazer ou o que deve ser feito, e est relacionado com os valores morais, ticos e as preferncias sociais.

    Estuda a economia como deveria ser, ou como deveriam ser solucionados os problemas econmicos com os quais uma sociedade se defronta.

  • Exemplos:Economia Positiva:

    Anlise da situao atual da piscicultura no Cear: rea, produo, nmero de fazendas, mo-de-obra, receitas, custos e lucro.

    Anlise do mercado de tilpia em Fortaleza: nmero de consumidores, consumo per capita, preo etc.

    Economia Normativa:

    Proposta de ordenamento pesqueiro no litoral Nordestino: definio no nmero de embarcaes eficientes; produo tima econmica; produo mxima sustentvel etc.

  • Questes Fundamentais da Economia O que e quanto produzir?

    Consiste em determinar os desejos e necessidades das comunidades; quais so aquelas mais importantes, e em que grau devem ser satisfeita.

    Quem vai produzir e como produzir?

    Consiste em determinar por quem os bens e servios sero produzidos, com que recursos e qual a tecnologia empregada, ou seja, a forma de combinar os fatores de produo.

    Para quem produzir?

    Indivduos com renda elevada obtm maior parcela do produto.

  • Sistemas Econmicos a forma de organizao econmica de uma sociedade que tem por objetivo dar uma resposta s questes fundamentais da economia.

    Um sistema econmico ser julgado de acordo com sua capacidade para produzir o maior padro-de-vida que os recursos e a tecnologia podem produzir.

    Os sistemas econmicos que sero estudados so:

    Economia de mercado (descentralizada ou competitiva)Economia planejada (centralizada)Economia mista

  • Economia de MercadoEconomia de livre iniciativa, onde os recursos so de propriedade privada;

    Existem muitos compradores e vendedores, tornando o mercado impessoal;

    Os preos so determinados pela interao das foras de oferta e demanda;

    Inexistncia de interveno governamental, atuando apenas como agente normativo e fiscalizador;

    A economia voltada para o consumidor, onde ele vota atravs do preo, portanto o preo sinaliza as preferncias dos consumidores.

    Aloca os recursos eficientemente, onde os produtores tomam os preos prevalecentes no mercado;

    Prioriza os objetivos econmicos, ao invs dos objetivos sociais, podendo levar excluso social.

  • Economia de MercadoDesvantagens:

    A competio desafia as habilidades dos empreendedores: encoraja a ruptura da competio, podendo levar a forma de competies injustas preo dumping, propaganda enganosa, suborno etc.

    Falha em se sintonizar com a tecnologia moderna: suposio irrealistas sobre a economia de mercado puro.

  • Economia PlanejadaPrevalece a propriedade estatal dos meios de produo;

    Uma autoridade central responsvel pelas decises do que, quanto, como e para quem produzir;

    Os preos so apenas informaes contbeis que facilita o controle da eficincia produtiva;

    O planejador central decide quais setores so prioritrios para a economia do pas, podendo fechar indstrias eficientes e manter indstrias ineficientes;

    Os meios de produo (mquinas, terra, barcos etc.) so propriedade do estado, i.e., propriedade coletiva;

    Os meios de sobrevivncia (roupas, automveis, eletrodomsticos) pertencem aos indivduos, enquanto as residncias pertencem ao estado;

    Pode acarretar ineficincia econmica quanto alocao dos recursos produtivos;

    Pode gerar ineficincia administrativa (corrupo, formao de grupos de interesse).

  • Economia MistaSo sistemas compostos de uma combinao dos sistemas de mercado e planejado;

    Uma parte dos meios de produo pertencem ao Estado (empresas pblicas), outra parte pertence ao setor privado (empresas privadas);

    Um sistema de mercado misto exibe caractersticas de economia de livre iniciativa em muitas de suas atividades, mas algumas decises so feitas pelo governo central, dentre elas: moradia, infra-estrutura, servios pblicos;

    Promovem distribuio eqitativa de renda para a sociedade;

    Procuram prevenir abusos de poder econmico atravs das leis e fiscalizao.;

    O governo pode ter participao em aes de empresas que considere importante do ponto de vista estratgico tais como siderurgia, comunicao, companhia eltrica, petrleo.

  • Comparando os Sistemas Econmicos

  • Sistema Econmico SimplificadoAgentes Econmicos:

    FirmasFamliasGoverno

    Fluxos:

    Fluxos fsicosFluxo de bens e serviosFluxo de fatores de produoFluxos monetrios: Receitas da firmas; Renda das famlias.

    Mercados:

    Mercado de bens e serviosMercado de fatores de produo

  • Sistema Econmico Simplificado

  • Alocao de Recursos Escasso na Economia Vamos testar a alocao de recursos atravs de um problema:

    Suponha, que somente dois bens econmicos devero ser produzidos na economia: camaro e tilpia.

    A economia vai funcionar de acordo com as seguintes suposies:

    Os recursos so limitados;A economia fechada, portanto no h importao ou exportao de recursos;Todos os recursos so aplicao na produo (pleno e