of 20/20
Cancro na gravidez é tema das Jornadas Materno-Infantis do Hospital da Trofa Manuel Veloso expõe fotos da Trofa no Slotcar Passos de Dança com boa prestação em Paris Semanário | 6 de novembro de 2015 | Nº 545 Ano 13 | Diretor Hermano Martins | 0,60 € PUB pub pub //PÁG. 4 //PÁG. 5 //PÁG. 9 //PÁGs. 7 //PÁGs. 15 Homens mais fortes do Mundo no campeonato de powerliſting Trofense detido em megaoperação da GNR //PÁG. 3

Edição 545 do jornal O Notícias da Trofa

  • View
    235

  • Download
    4

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Edição 545 de 6 de novembro de 2015

Text of Edição 545 do jornal O Notícias da Trofa

  • Cancro na gravidez tema das Jornadas Materno-Infantis do Hospital da Trofa

    Manuel Veloso expe fotos

    da Trofano Slotcar

    Passos de Dana com boa prestao

    em Paris

    Semanrio | 6 de novembro de 2015 | N 545 Ano 13 | Diretor Hermano Martins | 0,60

    PUB

    pub

    pub

    //PG. 4

    //PG. 5

    //PG. 9

    //PGs. 7 //PGs. 15

    Homens mais fortes do Mundo no campeonato de powerlifting

    Trofense detido em megaoperao da GNR

    //PG. 3

  • 2 O NOTCIAS DA TROFA 6 NOVEMBRO 2015 www.ONOTICIASDATROFA.pT www.ONOTICIASDATROFA.pTAtualidade

    Jos MariaMoreira da Silva

    CRNICA

    Os moradores da Rua/Praceta Camilo Castelo Branco, em S. Romo do Co-ronado, esto indignados com a no abran-gncia desta rua no projeto de saneamento que est a ser executado na perpendicular Rua das Carvoeiras. Recorde-se que na edi-o 544 do jornal O Notcias da Trofa, Con-ceio Tedim, Isaura Gonalves, Glria Reis e Manuela Silva - que fazem parte do grupo de 17 moradores que assinaram um abaixo-

    -assinado enviado a 24 de agosto ao presi-dente da Cmara Municipal da Trofa, Srgio Humberto mostraram a sua indignao so-bre a no abrangncia desta rua no projeto de saneamento. No sei o porqu de ficar-mos excludos do saneamento. Temos vrias vivendas e estamos numa baixa, onde vemo--nos aflitas no inverno com as fossas cheias. Acho que no faz sentido o projeto que fize-ram, referiu Conceio Tedim.

    Sobre a promessa do autarca trofense de que a Rua faria parte de um prximo plano de investimentos, o mais urgente possvel, ten-do a guas do Norte garantido que seria j em 2016, Manuela Silva afirmou que isso

    Cavaco Silva, o ainda Presidente da Re-pblica, que tinha afirmado j saber o que ia fazer no dia seguinte s eleies legis-lativas 2015, baralhou-se todo, trocou os ps pelas mos decidiu ficar na histria ao demo-rar uma eternidade de tempo a fazer o que de-via ter feito! Apenas o que mandava a Consti-tuio. E j sabia o que fazer no dia seguinte s eleies; imagine-se o que aconteceria se no soubesse! Ah, verdade: depois de tanto tempo, tanta hesitao e tanta baralhao fez uma regurgitao atravs de um discurso bri-lhante, que justificou um acantonamento de toda a esquerda, unindo toda a esquerda par-tidria com assento na Assembleia da Rep-blica e conseguindo o que nunca ningum ti-nha conseguido em quatro dcadas de demo-cracia: uma maioria de esquerda unida, que o PCP sempre lutou e desejou, desde abril de 1974. A persistncia deu os seus frutos: venceu! Se Barreirinhas Cunhal fosse vivo daria saltos de contentamento.

    bvio, que enquanto isto decorria, Ant-nio Costa mostrou a sua capacidade para en-golir sapos vivos. Depois de ter perdido as eleies, comeou a construir uma maio-ria negativa, com os outros partidos polticos perdedores, para derrubar um governo forma-do pela Coligao que ganhou as eleies e tentar governar um pas que tinha ajudado a afundar. Agora quer ter o prazer de sabo-rear o fel de Trotsky acompanhado com um cocktail de Estaline, Mao Ts-Tung e Lenine, tudo servido primorosamente por Ferro Ro-drigues. Deseja-se que Costa no venha a ter um enfarte com esta salada russa explo-siva. Ah, verdade: como estamos num esta-do republicano e constitucional, num regime democrtico semi-parlamentarista, Antnio Costa tem toda a legitimidade, para ser Pri-meiro-ministro. E assim se concretizaria a vontade dos portugueses, que por uma gran-de maioria disseram, atravs do voto, que era isto mesmo que queriam. O grande problema para uma soluo estvel e duradoura Cos-ta fazer uma coligao com o prprio PS, que seja credvel e consistente para os prximos quatro anos. No ser fcil e provavelmente ter que engolir elefantes vivos!

    Quanto ao PCP, depois de ter estado no poder, em 1974 e 1975, principalmente em 1975, atravs do camarada Vasco Gon-alves - embora se diga que, nos ltimos 40 anos, s trs partidos que governaram Por-tugal -, volta a querer mandar no pas, agora de brao dado com os seus inimigos histri-cos e figadais: os socialistas, os maostas e os trotskistas. Foi corrido do poder, depois de uma grande contestao nacional, enca-beada pelos socialistas de ento e tudo tem feito para regressar de novo ao poder. Ah,

    O TinO de Rans candidaTO a PResidenTe da RePblica

    verdade: no pouco tempo que os comunis-tas estiveram e tiveram poder fizeram, entre outras coisas bem-feitas, a reforma agr-ria, as ocupaes e as nacionalizaes. Ain-da hoje estamos, todos ns, a pagar por es-ses desmandos. E j l vo quatro dcadas!

    Os Bloquistas - maostas, estalinistas, trotskistas e outros istas - tambm j tive-rem poder e j nos mostraram o que acontece quando tm poder em Portugal, atravs dos seus antepassados no malfadado COPCON e outras organizaes, que prenderam, sem culpa formada, muitos portugueses s por-que cometeram o crime de serem empres-rios de sucesso ou no serem marxistas. De novo esto a sonhar em voltar a saborear o poder, depois de tantas imploses, tantas ci-ses, tantas divises. Desta vez de mo dada com os seus inimigos de eleio: os socialis-tas e os comunistas. Sempre desejaram vol-tar a ter poder, que o que todos os partidos desejam. Ah, verdade: se assim acontecer vai acabar a misria, o desemprego, a praga dos recibos verdes, a precariedade, vo bai-xar os impostos, vai aumentar muito o sal-rio mnimo e as reformas e tambm vamos trabalhar menos horas e ter mais feriados.

    Para alm disto, se a esquerda unida esti-ver a governar o pas, a economia vai cres-cer a nveis que nunca antes cresceram. Por-tugal vai ser um pas poderoso, rico e inde-pendente, sem necessidade de ter as amar-ras da Unio Europeia e tambm vai deixar de ser membro da NATO, vai ser resolvido o problema da sustentabilidade da Seguran-a Social, vai haver aumentos significativos nos salrios, vai haver melhor sade, educa-o e justia, vai haver uma reduo signi-ficativa da nossa dvida, provavelmente at nem a vamos pagar, vai haver um forte in-vestimento na cultura, na investigao, nas variantes e no metro de superfcie e uma ver-dadeira reforma administrativa, pondo fim agregao das freguesias, com a atribuio de mais poder e dinheiro para as respetivas Juntas de Freguesia.

    Estes partidos que tm em comum as suas ideologias serem centenrias, pois so ideo-logias que nasceram no sculo XIX e prin-cpio do sculo XX vo conseguir, no scu-lo XXI, casarem-se uns com os outros, apa-drinhados por Scrates. J velhinhos e gas-tos, mas com muita experincia e sabedoria!?!

    Ah, verdade: o Tino de Rans candida-to a Presidente da Repblica! E na apresen-tao da candidatura, nas Escadas das Ver-dades, no Porto, disse que a plebe sabe o que quer. Viva o Tino!

    [email protected]

    Saneamento na Rua Camilo Castelo Branco est a ser avaliado

    Questionada pelo NT sobre a no abrangncia da Rua Camilo Cas-telo Branco, em S. Romo do Coronado, no projeto de saneamento, a guas do Norte adiantou estar a avaliar a possibilidade da instala-o de rede de drenagem de guas residuais.Patrcia Pereira atirar areia para os olhos. No faz senti-

    do eles andarem na rua ali em cima e no vi-rem a esta rua. Ento se esto a passar agora e no fazem, que tm a oportunidade, acha que depois vo passar e vo pr aqui? Claro que no, terminou.

    A notcia da edio da semana passada no contou com a resposta da administrao da guas do Norte, uma vez que chegou depois da hora do fecho de edio. A empresa infor-ma que, no mbito das empreitadas do Sis-tema de guas da Regio do Noroeste que se encontram em execuo do Municpio da Trofa, no est prevista a execuo de rede de drenagem de guas residuais na Rua Camilo Castelo Branco, em S. Romo do Coronado.

    A Cmara Municipal da Trofa encaminhou o abaixo-assinado realizado pelos moradores da Rua Camilo Castelo Branco, solicitando a instalao da rede de drenagem de guas re-siduais neste arruamento, possibilidade esta que estamos a avaliar, tendo em considerao o perfil do arruamento em causa e a neces-sidade de construo de uma Estao Eleva-tria para a instalao de uma rede de drena-gem de guas residuais, concluiu.

    Concelho da Trofa mais feliz o nome da campanha de Natal que a associao Gota dgua vai promover no prximo fim de semana, 7 e 8 de novembro, no Pingo Doce de Santiago de Bougado. Os voluntrios da coletividade que estaro devidamente identifi-cados - vo recolher bens alimentares, que vo ser distribudos pelas famlias mais neces-sitadas do concelho para tornar o Natal mais feliz. A Gota dgua pede a todos os trofen-ses que faam um sacrifcio e saiam de suas casas para participar nesta corrente solidria to especial. C.V.

    Gota dgua recolhe alimentospara alegrar Natal das famlias carenciadas

  • 3 2 O NOTCIAS DA TROFA 6 NOVEMBRO 2015 www.ONOTICIASDATROFA.pT www.ONOTICIASDATROFA.pT 6 NOVEMBRO 2015 O NOTCIAS DA TROFApolcia

    Um indivduo residente na Tro-fa foi um dos detidos pela Guarda Nacional Republicana, que desmantelou uma rede de trfico de droga que atuava no Baixo Ave.

    Numa megaoperao, que decor-reu de 14 a 30 de outubro, o Ncleo de Investigao Criminal da GNR de Santo Tirso realizou 25 buscas domicilirias e 10 no domicili-

    GNR detm indivduo na Trofapor envolvimento em rede de trfico de droga Ncleo de Investigao Criminal de Santo Tirso deteve 23 pessoas, no mbito de uma operao de combate ao trfico de estupefacientes. Dois suspeitos, um residente na Trofa e outro com uma empresa de seguros na cidade, ficaram em priso preventiva.Ctia Veloso rias, sendo que 15 foram realizadas

    na Trofa e Ribeiro. As restantes di-vidiram-se por Santo Tirso, Porto, Vila do Conde e Vila Nova de Gaia.

    Alm do suspeito que reside na Trofa, foi detido aquele que consi-derado um dos maiores abastecedo-res do Baixo Ave. O indivduo, com cerca de 40 anos e que tem uma em-presa de seguros na cidade da Trofa, foi apanhado em flagrante na Ave-nida 3 de Julho, mesmo em frente

    ao Largo de Santana, em Ribeiro. A casa da me, que est a viver em Castelo Branco, era utilizada pelo suspeito para o cultivo de canbis. A, foram encontradas estufas com tecnologia de ponta. Pela quantida-de de material ilcito encontrado, a GNR necessitou de um camio, que ficou completamente carregado.

    O grande aparato policial cha-mou a ateno dos populares, que se aperceberam de movimentaes es-tranhas ainda de madrugada. A pa-catez do centro da vila foi interrom-pida durante todo o dia, com o fre-nesim provocado por militares far-dados, alguns encapuzados, equi-pas cinotcnicas e vrias viaturas. Algumas pessoas juntaram-se per-to da casa at noite para ver o in-divduo sair algemado, juntamente com um outro suspeito.

    Foi para os calabouos da GNR da Trofa, onde pernoitou antes de ser presente ao Tribunal de Instru-o Criminal, no Porto. Ficou em priso preventiva.

    No total da operao, foram deti-das 23 pessoas, com idades compre-endidas entre os 18 e os 50 anos, en-tre as quais duas mulheres e um in-divduo de nacionalidade holandesa. Foram apreendidos seis automveis, 9250 euros, seis estufas completas para cultivo de canbis, 118 plan-

    tas e 900 doses de canbis, 15.600 doses de haxixe, 7340 doses indivi-duais de anfetaminas, 225 doses de herona, 43 telemveis e vrias ba-lanas e objetos relacionados com o doseamento/corte de produto es-tupefaciente.

    Em Ribeiro, um dos suspeitos tinha estufas para cultivar canbis

    pub

    pub

  • 4 O NOTCIAS DA TROFA 6 NOVEMBRO 2015 www.ONOTICIASDATROFA.pT www.ONOTICIASDATROFA.pTAtualidade

    Como fazer papel reciclado? Quais os aspetos importantes sobre a gua? Qual a sua importncia e estratgias para pou-par gua? As respostas a estas e outras questes foram res-pondidas aos alunos do 3. ano da Escola Bsica de Cedes, em Santiago de Bougado, durante as sesses formativas que decorrem nos dias 27 e 29 de outubro. Dinamizadas pela es-tagiria de Educao Ambiental, Joana Ferreira, em articu-lao com o professor da turma Nuno Barata, as sesses en-sinaram como fazer papel reciclado, quais os aspetos im-portantes da gua, a sua importncia e estratgias para pou-par gua. No fim das sesses, os alunos jogaram ao Caa ao Tesouro, onde aprenderam, de forma ldica, uma srie de curiosidades sobre os gastos da gua. P.P.

    Amigo quem vem//quando algum o chamar//e traz se preciso//um sorriso a ajudar. Com letra e arranjo de Joo Lio, pode-

    -se dizer que a msica Amigo quem vem... a personificao da iniciativa que os Meninos Cantores do Municpio da Trofa esto a pre-parar: um concerto de angariao de fundos a reverter para a APELA (Associao Portuguesa de Esclero-se Lateral Amiotrfica).

    Antnia Serra, maestrina dos Me-ninos Cantores do Municpio da Tro-fa, contou que este concerto surge no mbito do banho pblico, ten-do, na altura, o coro sido desafia-do pela famlia Jlio Torcato. Em vez de tomar o banho pblico, o coro comprometeu-se a fazer dois con-certos de angariao de fundos. O

    Um Opel Corsa, no valor de 500 euros, foi furtado entre as 18 ho-ras do dia 2 e as 7.30 horas do dia 3 de novembro, quando estava esta-cionado na Rua Doutor Dlio San-tarm, em S. Romo do Coronado.

    J entre as 22 horas de 28 de ou-tubro e a 1 hora de 29 de outubro,

    Polcia

    Veculos furtados

    Eram cerca das 22 horas de tera--feira, 3 de novembro, quando dois homens foram apanhados em fla-grante a furtar gasleo de um ca-mio, que estava estacionado na Rua Entre Linhas, em Santiago de Bougado.

    Os indivduos tiraram o gasleo

    um Smart, no valor de 11.500 eu-ros, foi furtado da Rua Dr. Sera-fim Lima, em S. Martinho de Bou-gado, junto casa do proprietrio. Dentro do veculo estava um Ipod e um casaco de senhora, avaliados em 190 euros.

    Condutor detidopor desobedincia

    Um homem, de 47 anos e residen-te em Vila Nova de Famalico, foi detido por militares da GNR da Tro-fa, a conduzir um ciclomotor quan-do tinha a carta apreendida por um perodo de quatro meses. Na deten-

    o, que ocorreu cerca das 18 horas de 3 de novembro na Rua Aldeias de Cima, em Santiago de Bougado, o infrator foi notificado para com-parecer em tribunal na manh do dia seguinte.

    Apanhados em flagrante a furtar gasleo

    Indivduos tero entrado no inte-rior de uma garagem, em Alvare-lhos, e furtar um servidor de rede de informtica. O furto ter ocor-rido entre as 00 e as 4 horas de se-gunda-feira, 2 de novembro.

    Eram cerca das 2 horas quando uma moradora se apercebeu de mo-

    diretamente para o depsito da car-rinha, em que se faziam transportar, no sendo, por isso, possvel, apurar a quantidade de combustvel que ti-nham furtado.

    Os homens foram detidos e notifi-cados para comparecer em tribunal na manh do dia seguinte.

    Furto em garagemvimentaes no interior da garagem, tendo sido essa a razo que fez com que os alegados assaltantes se ti-vessem colocado em fuga, deixan-do no local 30 garrafas de vinho e de whisky, que teriam furtado de outra garagem.

    O papel reciclado e a importncia da gua

    Meninos Cantorescantam para APELA Os Meninos Cantores do Municpio da Trofa promovem um concerto de angariao de fundos para a APELA (Associao Portuguesa de Esclerose Lateral Amiotrfica), a decorrer pelas 18 horas de 22 de novembro, situado no novo edifcio do Parque Nos-sa Senhora das Dores.

    primeiro aconteceu em abril, jun-tamente com o coro da Universida-de Snior do Rotary Clube da Tro-fa, e foi dedicado APPACDM (As-sociao Portuguesa de Pais e Ami-gos do Cidado Deficiente Mental) da Trofa, enquanto o segundo pela APELA. No o fizemos logo, por-que, na altura, havia muitas inicia-tivas para a APELA e ento resol-vemos esperar e vamos faz-lo ago-ra, integrado na semana do munic-pio, explicou.

    A entrada tem um custo de cin-co euros, podendo a reserva do bi-lhete ser feita com qualquer ele-mento do coro ou atravs de mensa-gem privada na pgina do Facebook (www.facebook.com/meninoscanto-resmtrofa). Adquiram o bilhete com tempo, porque o espao no muito

    grande. Se a adeso for muito gran-de e no tivermos lugar para toda a gente com certeza que depois fare-mos outro concerto, referiu.

    E alm da atuao dos Meninos Cantores, que dedicam de uma maneira muito particular APE-LA a verso a trs vozes da msica Amigo quem vem..., o concerto vai ter a participao especial de Sara Braga Simes e Mrio Alves.

    A grande surpresa a oportunidade que as pessoas vo ter de ouvir dois grandes cantores muito importantes do panorama musical portugus. O programa que os meninos prepara-ram para este evento especial, em que parte dele dedicado a algum que, para ns, muito especial e que sofre desta doena, terminou.

    Pelo menos uma vez no ano, os jovens tm a liberdade para an-dar de porta em porta e pregar par-tidas queles que no os presen-teiam com doces. A noite de Hallo-ween, ou o Dia das Bruxas, tem ga-nhado cada vez mais espao na tra-dio no nosso pas.

    Nessa noite, de 31 de outubro para 1 de novembro, quatro jovens, residentes em Bougado, decidiram sair rua e pregar partidas. Mas o que parecia ser uma noite ani-mada e de diverso, transformou-

    Brincadeira de Halloweenconfundida com tentativa de assalto

    -se num pesadelo. Os jovens esta-vam a caminho de um campo, lo-calizado na Rua Parque Desporti-vo, em Santiago de Bougado, jun-to sede de um grupo folclrico, quando foram abordados por mi-litares da Guarda Nacional Repu-blicana da Trofa, que os identificou, por volta das duas horas da madru-gada. Tudo porque um popular, que passou pela sede do Atltico Clu-be Bougadense, alertou um elemen-to ligado direo do clube para uma tentativa de assalto sede. O

    diretor ter chamado a GNR, que foi no encalo dos alegados lar-pios. Os militares acabaram por intercetar o grupo de jovens que, nas mochilas que tinham, guarda-vam um frasco de polpa de tomate, farinha, papel higinico e rebua-dos, ou seja, material utilizado para as partidas do Halloween. Depois de verificar que no havia indcios de tentativa de assalto, a GNR le-vou um dos jovens, menor de ida-de, a casa e aconselhou os outros a fazerem o mesmo.

  • 5 4 O NOTCIAS DA TROFA 6 NOVEMBRO 2015 www.ONOTICIASDATROFA.pT www.ONOTICIASDATROFA.pT 6 NOVEMBRO 2015 O NOTCIAS DA TROFAAtualidade

    Aluna do 12. ano do curso de Lnguas e Humanidade da Escola Secundria da Trofa, Ana Pacheco e o seu grupo de amigos sempre ambicionaram criar uma lista que reunisse todos os ideais que queriam ver concretizados na escola. Este ano surgiu essa opor-tunidade e decidiram trabalhar nesse sentido e candidatarem-se Associao de Estudantes sempre com o intuito de provocar a mudan-a e a melhoria na escola. A Lista I acabou por sair vencedora das elei-es, com a segunda volta a decorrer esta segunda-feira, 2 de novembro.

    A eleita presidente da Associao de Estudantes, Ana Pacheco, j con-tava que os votos ficassem mais ou menos dispersos na primeira ronda e tivessem que ir segunda volta com a Lista E, uma vez que uma lis-ta s pode ser eleita se tiver mais de

    Anita Campos, Patrcia Pinheiro e Ana Campos, da Escola Passos de Dana, vivenciaram uma experin-

    Bailarinas com excelentes classificaesno concurso de ParisAlunas da Escola Passos de Dana obtiveram excelentes classificaes no Youth America Grand Prix, que decorreu na Ecole du Ballet de LOpera de Paris, de 29 de outubro a 1 de novembro.

    Patrcia Pereira

    Patrcia Pereira

    Lista I vence eleies paraAssociao de EstudantesQuatro listas apresentaram-se a eleies para a Associao de Estudantes da Escola Secundria da Trofa. O sufrgio foi segunda volta com as listas I e E, com a primeira a sair vencedora. A tomada de posse pode ocorrer at 27 de novembro.

    50 por cento dos votos. Ficamos muito satisfeitos, porque trabalha-mos e empenhamo-nos muito. Es-tamos contentes com os resultados e vamos continuar a trabalhar para trazer novidades, declarou.

    Como os seus ideais eram tan-tos, durante a campanha, que de-correu de 26 a 28 de outubro, foi

    impossvel convert-los a uma sin-gularidade, tendo por isso vrios slogans que envolvessem pala-vras-chave pelas quais iriam reger a sua ao enquanto lista, como por exemplo a igualdade. A lista I pre-tende trazer novas oportunidades escola, como as olimpadas das ln-guas, e queremos fazer atividades dirigidas a todos os alunos indepen-dentemente do ano, do crculo onde se encontram ou do curso em que es-to. Queremos integrar toda a gen-te, afirmou Ana Pacheco.

    Uma das propostas da campanha foi a viagem de finalistas, que tem

    como destino Marina DOr e ser organizada pela agncia da Spor-jovem, havendo j alguns alunos interessados, maioritariamente do 12. ano.

    A primeira atividade da recm--eleita Associao de Estudantes

    (AE) ser, em principio, a primei-ra sesso de cinema, em dezembro, e a publicao do primeiro folheto mensal da AE, onde vo apresen-tar todas as propostas quer da di-reo ou, por exemplo, do clube eu-ropeu. Uma espcie de calendrio

    mensal com algumas notcias que achemos pertinentes e um espao mais divertido, com curiosidades e anedotas. Contamos com a colabo-rao de alunos de quem esperamos propostas, terminou.

    sitivas. que algumas alunas do Top 12 tiveram classificaes m-dias a rondar os 91/92 por cento e as mdias de Anita, Patrcia e Ana rondaram os 86 e 86, tendo chega-do a ter notas de 90. Embora tivs-semos um percalo com a msica da Anita, que a deixou um bocadinho nervosa, as alunas estiveram muito bem e tiveram excelentes classifica-

    es, salientou.A diretora da Escola aproveitou

    para agradecer a todas as pessoas que de alguma forma contriburam para a ida das jovens bailarinas a Paris, como os pais e restantes pro-fessores que as ajudaram, mas tam-bm a todos os que contriburam para ajudar este sonho.

    pub

    Lista quer a mudana e a melhoria na escola

    cia diferente na cidade parisiense, ao participarem no Youth America Grand Prix. Mrcia Ferreira, direto-ra da Escola Passos de Dana, acom-panhou-as nesta aventura, que acre-

    dita que as ajudou a crescer bastan-te a nvel pessoal e artstico.

    Como bailarinas, as alunas tive-ram que lidar com situaes com-pletamente diferentes, como o sis-tema nervoso e o facto de estarem

    num concurso de uma enorme im-portncia. O facto de fazerem au-las com excelentes professores deu-

    -lhes uma aprendizagem maior. Nes-tes concursos vemos alunos que tra-balham de outras formas, melhores e piores que elas, e tambm com me-nos capacidade do que elas, como em todo o lado, contou, salientando que a participao no grande prmio deu-lhes algum alento para conti-nuarem a trabalhar e a melhorarem cada vez mais as suas prestaes.

    Embora no saiba a classificao geral, uma vez que a organizao

    s divulga os primeiros trs classi-ficados e o Top 12, Mrcia Ferreira acredita que as alunas ficaram bas-tante bem classificadas e que as classificaes foram bastante po-

    Bailarinas participaram no Youth America Grand Prix

  • 6 O NOTCIAS DA TROFA 6 NOVEMBRO 2015 www.ONOTICIASDATROFA.pT www.ONOTICIASDATROFA.pTAtualidade

    Decorado com teias de aranha, morcegos e abboras mal-ficas, o salo da bruxa foi aberto aos jovens durante um dia. Junto sua vassoura e caldeiro, a bruxa recebeu os alunos da Escola Bsica 2/3 Professor Napoleo Sousa Mar-ques, em S. Martinho, presenteou-

    -os com doces e at os deixou tirar fotografias. Foi desta forma, que a Associao de Pais da EB 2/3, com a ajuda do pessoal no docente, as-

    As opes polticas dos execu-tivos em geral e a permanen-te boa gesto dos dinheiros pblicos refletem-se diretamente no bem-es-tar das populaes e deixam alicer-ces para as geraes vindouras, per-mitindo que o futuro no passe ape-nas pela Trofa, mas resolva ficar.

    Falo-lhes agora de dinheiro, mui-to dinheiro, muito dele vindo direta-mente dos bolsos dos trofenses que vivem em igual clima de austerida-de que o pas atravessa, mas cujo castigo ainda se tornou maior por falta de juzo que endividou o mu-nicpio entre os anos de 1998-2008 (cerca de 60 milhes de euros), e de todos os que a ele no se opuseram.

    No presente, o rumo no est di-ferente! O clube de futebol da nossa terra, o Clube Desportivo Trofense, foi estranhamente contemplado em 2014, com um chorudo subsdio de 135.000. Segundo cita o documen-to assinado, uma parte dessa verba, 75.000, foi para atividades regula-res das camadas jovens, no se per-cebendo muito bem para qu, por-que os pais dos atletas pagam uma avena mensal para a formao dos seus filhos, a que se somou ainda mais 60.000 para o aumento dos balnerios, criao e apetrechamen-to de sala de estudos, no complexo de Paradela, que ningum sabe mui-to bem onde esto!

    Qualquer trofense minimamente esclarecido (no preciso perten-cer a um executivo de Cmara) du-vidaria do interesse desta aplicao de dinheiros pblicos, e da invoca-o de interesse pblico j que o CD Trofense viu-se a braos com um passivo de 6 milhes e 750 mil euros, do qual pedindo perdo aos credores atravs de um plano espe-cial de revitalizao (PER), lhe foi perdoado 60% das suas dvidas, mas que, mesmo assim, permaneceu um passivo de cerca de 2,7 milhes de euros, o que o colocava numa situ-

    O Halloweennas escolas da cidadeO Halloween ou o Dia das Bruxas, celebrado a 31 de outubro, foi assinalado nas esco-las do Agrupamento da Trofa.

    Patrcia Pereira sinalou o Halloween, antecipando--o para o dia 30 de outubro.

    O salo polivalente foi o local escolhido para montar um pai-nel alusivo ao tema e com alguns acessrios, que os alunos podiam usar para tirar fotografias e diver-tirem-se. Foi um dia engraado. Achava que os do 9. ano no iam estar to abertos e entusiasmados, mas ficaram porque andei vestida de bruxa a correr atrs deles com a vassoura e brincadeiras e eles di-vertiram-se imenso, contou Filo-

    mena Silva, vice-presidente da As-sociao de Pais da EB 2/3 Profes-sor Napoleo Sousa Marques, de-clarando que a iniciativa decorreu nos intervalos entre as 10.20 e as 18.20 horas.

    Secundria tambm assinalouDia das Bruxas

    Tambm na Escola Secundria da Trofa, os festejos do Halloween fo-ram assinalados, tendo sido anteci-pados para o dia 30 por questes de calendrio escolar. Neste caso, a iniciativa foi organizada pela turma do curso de Organizao de Even-tos, que, nos intervalos, dinami-zaram momentos de grande ani-mao com a envolvncia de cole-gas dos diferentes anos de escolari-dade. Criatividade no faltou, as-sim como muitos dos elementos que do identidade a este dia: mscaras, indumentria, abboras e velinhas, contou fonte da escola.

    A iniciativa fez parte do plano de atividades do curso e pretende que

    os alunos coloquem em prtica al-guns dos conhecimentos j adquiri-dos na lecionao do curso.

    Joo pedro Costa

    CRNICATrisTes opes polTicas do execuTivo da cmara!

    ao de fechar portas a qualquer momento!

    Globalmente, no ano de 2014, fo-ram entregues pela Cmara Munici-pal da Trofa a associaes de cariz cultural, desportivo e recreativo de todo o concelho, cerca de 190.000, desconhecendo-se qual o critrio que esteve na base destas delibe-raes camarrias, em especial no que concerne representatividade (equilbrio entre freguesias, nme-ro de associados, atividades desen-volvidas, etc.) que justifique 70% da verba para um clube de futebol, en-quanto as restantes associaes ju-venis, desportivas, recreativas, et-nogrfica, ambientalistas, etc., fos-sem apenas merecedoras dos res-tantes 30% (55.000).

    O ano de 2015 trouxe novidades a este processo, em primeiro lugar porque de facto o CD Trofense con-tinuou a incumprir, no s com joga-dores de futebol, facto que normal-mente vem logo a pblico dando um pssimo nome Trofa, mas tambm, percebe-se agora, incumpre com o Estado! Nada que no fosse espec-tvel, porque as dificuldades para os gestores deste projeto eram megal-manas, dada a dimenso do passivo herdado, mas o tardar da celebrao de novo Contrato Programa de De-senvolvimento Desportivo 2015 entre a Cmara Municipal da Trofa e o CD Trofense, quando j s fal-tam dois meses para terminar o ano, vem dar-me razo. Apenas passados uns meses desde a data da celebra-o do protocolo em 17 de julho de 2014, e 2015, OS CAMINHOS LE-GAIS ESTO COMPLETAMEN-TE FECHADOS...!

    Confirma-se assim o que pre-meditei quando assisti triste op-o poltica do executivo O QUE APARENTEMENTE NO CONFI-GURAVA INTERESSE PBLICO, PODER ESTAR EM VSPERAS DE SE CONFIRMAR...

    O Agrupamento de Centros de Sade de Santo Tirso e Trofa vai promover uma sesso de enceramento do primeiro curso de preparao para o nascimento e parentalidade. Pelas 17 horas de sbado, 7 de no-vembro, no Centro de Sade da Trofa, a enfermeira Andreia, especialista em sade materna, vai orientar as grvidas do concelho, inscritas no curso, na realizao de almofadas de amamentao e sacos para clicas do beb. C.V.

    Mes aprendem a fazer almofadasde amamentao no Centro de Sade

    Halloween na Escola Secundria foi preparado pela turma do curso de Organizao de Eventos

    A bruxa recebeu os alunos e presenteou-os com goluseimas

  • 7 6 O NOTCIAS DA TROFA 6 NOVEMBRO 2015 www.ONOTICIASDATROFA.pT www.ONOTICIASDATROFA.pT 6 NOVEMBRO 2015 O NOTCIAS DA TROFAAtualidade

    Foi com um misto de medo e orgulho que Manuel Velo-so reagiu ao desafio lanado pelo Clube Slotcar da Trofa para reali-zar uma exposio de fotografia. A primeira da vida deste fotgra-fo amador, que ocupa os tempos li-vres a olhar a Trofa. E Olhar a Tro-fa o nome da mostra que inau-gurada este sbado, pelas 17 horas, na sede do clube, junto ao Aquapla-ce, e juntar cerca de 20 imagens do concelho. Manuel Veloso privi-legiou a beleza dos locais fotogra-fados e deixou de lado o habitual olhar crtico e irnico que utiliza na rede social Facebook, para chamar a ateno dos governantes para al-guns problemas que persistem, tan-to na cidade, como noutras fregue-sias do concelho.

    O pblico poder ver alguns pon-tos muito bonitos da Trofa e um olhar diferente daquilo que as pes-soas normalmente vm.

    A mostra ficar patente no Clube

    No dia do seu aniversrio, a 18 de maio, Charlie Uldahl, da Dinamarca, abandonou o seu local de trabalho para comear uma viagem a p at aldeia Lengasti na Tanznia, com o objetivo de conseguir gua para o povo Masai. Walking for Water (andar por gua) o nome do proje-to, do qual mentor/fundador, que far Charlie completar 18 mil quil-metros a p, em trs anos, atraves-sando 28 pases.

    No final do ms de outubro, este jovem peregrino chegou a Portu-gal, tendo passado no concelho da Trofa. A 1 de novembro, Charlie Ul-dahl esteve no Glam Caf, em San-tiago de Bougado, onde deu uma breve explicao da sua misso. Joo Lima foi um dos trofenses que esteve com ele e partilhou com o NT que o jovem foi muito simptico e gentil, tendo-se esforado para fa-lar portugus. Permaneceu no caf a descansar durante mais ou menos cinco horas, para mais tarde dar con-tinuidade sua viagem. No tempo que esteve no estabelecimento, es-teve sempre disposto para tirar fotos e dar autgrafos aos clientes que vi-nham chegando, relatou.

    Neste dia, o peregrino passou pela Estrada Nacional 14, tendo sido abordado em Arnoso Santa Maria, em Vila Nova de Famalico, por Rui Vilaa, que, a caminho do tra-balho, decidiu parar para conver-sar e ver de que forma poderia co-laborar com esta extraordinria ini-ciativa, como pode ler-se na pgi-na do Facebook.

    Jos Gomes, de Ponte Lima, este-ve com o mentor deste projeto, tendo, mais tarde, partilhado a mensagem

    At 13 de novembro, esto abertas as inscries para participar na Fei-ra de Natal do Coronado, que decor-re de 4 a 6 de dezembro, na antiga f-brica Pesafil, na Rua do Covlo, em S. Mamede do Coronado.

    A Feira est limitada a 65 espa-

    Mentor do projeto Walking for Water passou pelo concelhoO peregrino Charlie Uldahl, que pretende caminhar 18 mil quilmetros para conseguir gua para o povo Masai, pas-sou pelo concelho da Trofa, onde permaneceu a descansar.

    de Charlie num blogue, onde explica que o Walking for Water uma organizao filantrpica pela qual est a fazer a viagem, com o ob-jetivo de conseguir 362 mil euros para construir um sistema de abaste-cimento de gua na Tanznia, onde cerca de 18 mil Masai tem que andar cerca de 38 quilmetros para levar gua para suas casas. Charlie vai percorrer Portugal at ao sul, onde atravessar de novo para Espanha, rumo a Ceuta, sendo que o percur-so de Algeciras a Ceuta, ser o nico que realizar sem ser a p, contou.

    Caso tenha ficado interessado nes-te projeto, visite as suas pginas na Internet (www.facebook.com/char-lieswalkforwater ou www.walkin-gforwater.dk), acompanhe Char-lie neste seu percurso e saiba como pode ajudar esta populao. P.P.

    Inscries abertaspara a Feira de Natal

    os, que podem ser ocupados por qualquer pessoa, como artesos ou comerciantes. A inscrio tem o va-lor de dez euros mais uma cauo de dez euros. Os interessados de-vem inscrever-se no polo de S. Ma-mede da Junta de Freguesia do Coro-

    nado. A cauo devolvida no lti-mo dia do evento, avanou fonte da organizao.

    Para mais informaes deve con-sultar o regulamento, disponvel na Junta de Freguesia ou atravs do email [email protected] P.P.

    Manuel Veloso expeo seu olhar pela TrofaO fotgrafo amador Manuel Veloso vai expor cerca de 20 imagens do concelho da Trofa, de 7 a 30 de novembro, na sede do Clube Slotcar da Trofa, junto ao Aquaplace.

    Ctia Veloso

    Slotcar da Trofa at 30 de novem-bro. Para concretizar este trabalho, o fotgrafo contou com a ajuda da Academia Alva Center, da empresa Molduras Domingos, que fez um trabalho excelente e em pouco tem-po, e Publispace, que foi igualmen-te fantstica. Os outros agradeci-mentos ficam para o dia da inaugu-rao, frisou.

    E o fotgrafo e a associao j alinham ideias para o futuro. Esta-mos a pensar em fazer uma exposi-o com vrios fotgrafos da Trofa,

    em 2016, anunciou Manuel Veloso.Dois mil e dez foi o ano zero da

    paixo de Manuel Veloso pela foto-grafia. A esposa ofereceu-lhe uma mquina, para que pudesse ter fo-tos das filhas nas atuaes de dan-a, mas acabou por se aventurar na fotografia de rua e paisagens.

    O hobby j lhe deu a ganhar, quando num concurso venceu um prmio de 500 euros. recorren-te ter vrias imagens destacadas em pginas online de revistas da espe-cialidade.

    Fotgrafo amador ter cerca de 20 imagens da Trofa expostas de 7 a 30 de novembro

    Charlie mentor do projeto que visa construir sistema de abastecimento de gua na Tanznia

  • 8 O NOTCIAS DA TROFA 6 NOVEMBRO 2015 www.ONOTICIASDATROFA.pT www.ONOTICIASDATROFA.pTAtualidade

    Duarte Arajo vai recandida-tar-se presidncia da Fe-derao das Associaes de Pais da Trofa (FAPTrofa). O anncio foi feito durante o jantar realizado na Quinta Z Emlio, em Bougado, no dia 30 de outubro, e que juntou as as-sociaes de pais do concelho. Du-

    Duarte Arajo recandidata-se FAPTrofaJantar anual da FAPTrofa juntou associaes de pais do concelho e alguns agentes educativos. Duarte Arajo confirmou recandidatura direo da Federao e traou objetivos para o prximo mandato.

    Ctia Veloso arte Arajo vai a votos a 24 de no-vembro e leva consigo a maioria dos elementos da equipa que o acompa-nhou no ltimo mandato.

    Para os prximos dois anos, a es-tratgia da nova direo da FAP-Trofa passa por promover mais atividadades direcionadas para os pais. Temos sentido que h um afastamento, no das associaes

    que tm feito um trabalho muito importante nas escolas, mas da ge-neralidade dos pais na vida escolar. Achamos que isso no deve aconte-cer, por isso, a Federao vai apos-tar em ir ao encontro das famlias, promovendo mais aes direciona-das aos encarregados de educao e tratando mais a vertente pedaggi-ca. J temos convidados escolhidos para fazer aes de sensibilizao, explicou Duarte Arajo.

    parte desta aposta na famlia, a FAPTrofa vai ainda empenhar-se nas outras duas grandes atividades do ano letivo: A preveno rodovi-

    ria e as colnias balneares. Segundo Duarte Arajo, o incio

    do ano letivo correu com alguma normalidade, com registo de al-gumas situaes menos positivas relacionadas com os timings da contratao de professores para as AEC (Atividades de Enriquecimen-to Curricular).

    J quanto s refeies servidas nas escolas e que foram alvo de mui-tas crticas no ano passado, Duar-te Arajo afirmou que, na ltima reunio das associaes de pais, foi feito um balano do que foi servi-do no incio do ano letivo e no hou-

    ve nada a apontar, a nvel da quali-dade. As associaes tm estado atentas, assegurou. Quanto s ame-aas da empresa que confeciona as refeies de no as servir s crian-as com atraso no pagamento, Du-arte Arajo referiu que tem de ha-ver mais sensibilizao dos pais.

    Houve alguns que, no ano passado, se atrasaram muito no pagamento, mas se no tm subsdio tm de pa-gar. E se no tm e precisam, tm que se dirigir Cmara Municipal, para que a sua situao seja avalia-da. Nunca poderemos pr em risco as crianas, frisou.

    Associaes de pais reuniram-se num jantar na Quinta Z Emlio

  • 9 8 O NOTCIAS DA TROFA 6 NOVEMBRO 2015 www.ONOTICIASDATROFA.pT www.ONOTICIASDATROFA.pT 6 NOVEMBRO 2015 O NOTCIAS DA TROFASade

    Maternidade e doena onco-lgica no so incompat-veis. Pela primeira vez, surgiu um estudo que revela que os tratamen-tos para o cancro, como a radiotera-pia, quimioterapia ou cirurgia, so seguros para o beb, aps as 14 se-manas de gesto. Os resultados ob-tidos no estudo realizado no Hos-pital Universitrio de Lovaina, na Blgica, e publicado em setembro na revista The New England Jour-nal, apontam ainda que a capaci-dade cognitiva e funcional, em es-pecial a nvel cardaco, no fica comprometida na criana. Frede-ric Amant, mentor do estudo, chega mesmo a defender que o adiamen-to do tratamento ou o parto preco-ce poder no ser a soluo mais indicada e que a prematuridade mais prejudicial para a criana do que a exposio quimioterapia.

    O tema, que abre muitas portas na rea da medicina e dos trata-mentos de doenas oncolgicas, vai

    A Cirurgia de Ambulatrio teve nota excelente no estudo que o Centro Hospitalar do Mdio Ave realizou junto dos utentes. O in-qurito, que realizado anualmen-te desde 2009, em colaborao com a CESPU Cooperativa de Ensi-no Superior Poltcnico Universi-trio, apurou ainda que os utentes do Bom ao Internamento (84,5 por cento), Consulta Externa (75 por cento), aos Meios Complemen-

    A Unidade de Sade Familiar - Ao Encontro da Sade, de S. Romo do Coronado, vai comemorar o Dia Mundial da Diabetes a 13 de novem-

    Hospital da Trofa pe especialistasa falar de cancro na gravidezPerante um novo estudo que sustenta a possibilidade de uma mulher com cancro poder prosseguir normalmente com uma gravidez, o Hospital Privado da Trofa vai pr os especialistas a falar do tema, nas stimas Jornadas Materno-Infantis.Ctia Veloso

    Utentes do CHMA do Excelente cirurgia de ambulatrio e Bom urgnciaNum inqurito realizado a cerca de 900 utentes, o CHMA teve nota Excelente Cirurgia de Ambulatrio e Bom ao internamento e servio de urgncia.

    tares de Diagnstico e Teraputica (78,2 por cento) e ao Servio de Ur-gncia (79,4 por cento).

    Para o CHMA, que divulgou os resultados do estudo, os dados con-firmam a elevada satisfao dos utentes relativamente aos servios de sade prestados.

    A tendncia generalizada de su-bida da satisfao relativamente aos inquritos realizados nos anos ante-riores, merecendo destaque a ava-liao do Servio de Urgncia, cuja satisfao aumentou 16 pontos per-

    centuais relativamente a 2014, reve-lou fonte do Centro Hospitalar em comunicado.

    O estudo deste ano envolveu a res-posta de cerca de 900 pessoas, ou seja, teve a maior amostra e taxa de resposta dos ltimos anos, o que para o CHMA demonstra um maior envolvimento dos utentes.

    Tambm prova disso so os resul-tados elevados apurados nos aspe-tos relacionais, nomeadamente nas dimenses de lealdade, qualidade e satisfao, acrescenta.

    Centro de Sade de S. Romo comemora Dia da Diabetes com rastreio e zumba

    bro com a realizao de um rastreio populao em geral e uma mega-

    -aula de Zumba. A iniciativa decorre na Junta de

    Freguesia de S. Romo do Corona-do e comea com o rastreio, s 15 horas, seguindo-se a aula de zum-ba, uma hora depois. C.V.

    marcar as stimas Jornadas Mater-no-Infantis do Hospital Privado da Trofa, que se realizam durante o dia de sbado, 7 de novembro.

    Mais de uma centena de profis-sionais do setor vo falar, pela pri-meira vez, sobre os novos horizon-tes que o estudo abriu e apresentar casos que comprovam que poss-vel avanar com uma gravidez, so-frendo de cancro.

    Joaquim Saraiva, membro da co-misso organizadora das Jornadas, afirma que o diagnstico de uma doena oncolgica na mulher gr-vida ou em idade reprodutiva j no motivo para adiar o incio dos tra-tamentos ou a gravidez. Sem esque-cer que cada caso um caso, j h solues teraputicas capazes de evitar metstases e controlar a do-ena na mulher e impedir efeitos secundrios no feto.

    Apesar de ainda raros h um diagnstico de cancro por cada 3000 grvidas a verdade que

    so cada vez mais frequentes, por-que as mulheres engravidam pro-

    gressivamente mais tarde. A es-colha do tema incide no facto de

    as estatsticas ainda no conse-guirem acompanhar o que a evi-dncia j referenciou como uma tendncia crescente, explicou Jo-

    aquim Saraiva.Os cancros da mama, do ovrio e

    do colo do tero na gravidez, as im-plicaes da doena oncolgica na sade reprodutiva, a cirurgia con-servadora para carcinoma do colo

    na mulher em idade reprodutiva, o papel do enfermeiro no acompa-nhamento da doena oncolgica e a criana nascida de me com do-ena oncolgica so alguns dos te-mas que vo marcar a iniciativa.

    pub

    Jornadas Materno-Infantis realizam-se este sbado

    Ctia Veloso

  • 10 O NOTCIAS DA TROFA 6 NOVEMBRO 2015 www.ONOTICIASDATROFA.pT www.ONOTICIASDATROFA.pT

    Atualidade

    A tradio ainda o que era. No dia 1 de novembro, milhares de pes-soas encheram os cemitrios do con-celho da Trofa para prestar homena-gem aos entes queridos j falecidos. Apesar de sinalizar o Dia de Todos

    Msicas de Rui Veloso, Antnio Zambujo e at de Frank Sina-tra soaram na sede da Associao Recreativa Juventude (ARJ) do Muro, na noite de 31 de outubro. A coletividade providenciou uma noite de msica ao vivo, com Daniel Monteiro a presentear o pblico presente com um espetculo que durou mais de duas horas. O espao da sede da ARJ Muro foi pequeno para rece-ber vrias dezenas de pessoas que tiveram uma noite diferente, visto que este tipo de espetculos j no acontecia h j algum tempo. Foi com muito agrado que o pblico assistiu a este con-certo e aguou o apetite para novas atividades.

    A ARJ Muro sente que realizou um bom trabalho, porque pro-porcionou mais uma atividade aberta comunidade. A associa-o tambm cultura, afirmou Romeu Correia, um dos elemen-tos da associao. C.V.

    Tem fortes razes em S. Mame-de do Coronado, mas foi perdendo relevncia ao longo dos anos, ten-do deixado de ser realizada h dois anos. Contudo, este ano, um grupo de populares decidiu reavivar a Fes-ta de S. Martinho da Biqueira, no lu-gar do Casal.

    Ciente que a populao tem um papel importante na divulgao da riqueza das tradies, a Comisso de Festas preparou um programa que no se limita missa campal, como aconteceu em 2013. No dia 14 de novembro, a festa comea pe-las 21 horas, com a atuao musi-cal do grupo Mistura Fina, seguin-do-se um magusto, onde no vo faltar, claro est, as castanhas e, a acompanhar, o bom vinho. A noi-te termina com uma sesso de fogo de artifcio.

    No dia seguinte, pelas 11.30 horas, realiza-se uma missa solene no Lar-go de S. Martinho e, tarde, pelas 15 horas, Pedro Cachadinha e Cris-tiana animam o recinto com canta-res ao desafio. C.V.

    Milhares nos cemitrios parahonrar santos e fiis defuntos

    os Santos, esta a altura em que as parquias aproveitam para rezar pe-los fiis defuntos e apelar unio das famlias e reflexo espiritual de cada um, sobre a conduta adota-da na vida terrena.

    Depois de ornamentar as campas com as mais bonitas flores, as fa-mlias reuniram-se numa eucaristia especial, com grande envolvimento dos grupos paroquiais.

    C.V.

    Festa de S. Martinhoda Biqueirareavivadaem S. Mamede

    Muito pblicono espetculode msica no Muro

    pub

  • 11 10 O NOTCIAS DA TROFA 6 NOVEMBRO 2015 www.ONOTICIASDATROFA.pT www.ONOTICIASDATROFA.pT 6 NOVEMBRO 2015 O NOTCIAS DA TROFApub

  • 12 O NOTCIAS DA TROFA 6 NOVEMBRO 2015 www.ONOTICIASDATROFA.pT www.ONOTICIASDATROFA.pTAtualidade

    O grande auditrio do Frum da Maia vai receber o espetculo de Rui Nova, My Way. O cantor vai subir ao palco pelas 21.30 horas de 20 de novembro e conta com a co-laborao da Orquestra Ritmos Li-geiros, do pianista Joaquim Bento e a participao especial de Adria-

    O espao junto ao salo paroquial, em S. Mamede do Coronado, vai transformar-se du-rante o dia 7 de novembro. Para angariar fun-dos para as festas de 2016 do Esprito San-to, a comisso de festas vai dinamizar uma Feirinha de S. Martinho, onde ser possvel

    O Grupo Danas e Cantares do Vale do Co-ronado vai celebrar o seu 3. aniversrio com um jantar e espetculo comemorativo e ain-da assinalar o S. Martinho. A iniciativa tem incio pelas 20 horas de 14 de novembro, nas antigas instalaes da Pesafil, em S. Mame-de do Coronado.

    Para jantar h arroz de sarrabulho, sendo

    O nome da Confraria e a ima-gem do evento podem enga-nar os mais distrados quanto aos objetivos da gnese deste movi-mento. A Confraria da Cadela, que est a comemorar o seu 1. aniver-srio, tem como objetivos a cria-o de memrias individuais e co-letivas, assim como a realizao de eventos que celebrem e promovam a criao artstica.

    Para assinalar a data da sua cria-o, a Confraria, com o estrito apoio do SMED - Quebra Sentidos Associao Cultural -, organiza o Festim da Cadela - Edio Zero, pe-las 22.30 horas de 28 de novembro, que ser focado no rock e com na-tural destaque para artistas trofen-ses, mas no s.

    Do alinhamento do evento, cons-tam os vencedores do concurso Slotcar Sounds, Lyzzrd, e um

    Centenas de milhares de pesso-as vivem hoje uma situao aflitiva que as obriga a fugir das suas casas e a tentar deslocar-se e permanecer na Europa. Entendemos que a JSD no pode assistir com passividade a esta situao. Temos a obrigao de dar um sinal, de agir, de mostrar que todos somos humanos. des-ta forma que a Juventude Social-

    -democrata (JSD) da Trofa explica o intento da realizao da campa-nha Somos todos Humanos, que visa apoiar os refugiados.

    No sbado, 7 de novembro, en-tre as 15.30 e as 19 horas, a sede do PSD, na Rua Camilo Castelo Branco, junto antiga linha de com-boio, no centro da cidade da Trofa, vai abrir as portas para quem quei-ra contribuir com a doao de ves-

    JSD recolhe roupae alimentos

    Apoio aos refugiados

    turio, calado, alimentos e bens no perecveis. Estaro tambm espalhados pelo concelho, pontos de recolha estratgicos onde po-dero deixar os respetivos dona-tivos, como nas juntas de fregue-sia e cafs.

    Os bens recolhidos sero depois entregues s instituies que vo acolher os refugiados que cheguem a Portugal. Uma juventude parti-dria consciente do seu papel na so-ciedade no pode estar alheada da atual crise de refugiados, e na JSD, sempre estiveram bem vivos valo-res como a generosidade, o huma-nismo e o altrusmo, afirmou So-fia Matos, presidente da comisso poltica e concelhia da juventude partidria.

    C.V.

    Smed-Museurecebe Festim da CadelaCelebrar o 1. aniversrio da Confraria da Cadela o mote para o Festim da Cadela Edi-o Zero, que se realiza a 28 de novembro, no Smed-Museu, em S. Mamede do Coronado.Patrcia Pereira

    aguardado e inesperado regresso aos palcos da mtica banda trofen-se Ectovult. Os bracarenses Ha-wks nHounds, que tem tocado pelos

    mais diversos palcos de norte a sul do pas, tornam, segundo a organi-zao, a Edio Zero do Festim da Cadela em algo mais que um even-to meramente local. E para fechar a noite h as Robotic Sessions, que,

    aps mais de uma centena de atu-

    aes nos ltimos trs anos, anun-ciaram a despedida das cabines de som, a acontecer no Festim.

    O Festim realiza-se no Smed-Mu-seu, situado na zona industrial do Soeiro em S. Mamede do Corona-do. A entrada no concerto tem um custo de cinco euros, que vo re-verter na sua quase totalidade para os artistas.

    Orquestra Ritmos Ligeiros no espetculo de Rui Nova na Maiana Paquete.

    Rui Nova presentear o pblico com grandes sucessos musicais do mundo. Frank Sinatra, Elton John, Beatles, Queen so alguns dos m-sicos e bandas homenageadas pelo cantor, que contar com a sonori-dade da orquestra trofense Ritmos

    Ligeiros. Trata-se de uma parceria que se tem mantido, graas ao su-cesso que o concerto tem tido pelos palcos onde passa.

    Os bilhetes esto venda, tm o custo de dez euros e podem ser ad-quiridos no Frum da Maia.

    C.V.

    Feirinha de S. Martinhoem S. Mamede do Coronado

    comprar legumes e outros produtos caseiros.No local haver um bar aberto, cujos fundos

    angariados tambm revertero para as festas, e ser ainda sorteado um cabaz. A Feira decorre das 9.30 s 18 horas.

    C.V.

    Vale do Coronadocomemora trs anos

    que cada pessoa tem que desembolsar sete eu-ros. J as castanhas so oferecidas pelo Gru-po. A animao no vai faltar e estar a car-go do grupo de msica tradicional portuguesa: Sons e Cantares DOutrora.

    Caso esteja interessado em fazer parte des-ta festa, reserve o seu lugar atravs do 910 158 583. P.P.

    ATUALIZE A SUA ASSINATURA

  • 13 12 O NOTCIAS DA TROFA 6 NOVEMBRO 2015 www.ONOTICIASDATROFA.pT www.ONOTICIASDATROFA.pT 6 NOVEMBRO 2015 O NOTCIAS DA TROFADesporto

    Quem sabe nunca esquece. O provrbio encaixa, que nem uma luva, em Paulo Azevedo, que, de-pois de anos afastado dos ralis, venceu a categoria de histricos do RallyS-pirit - Altronix, ao volante do velhi-nho, mas ainda potente, Ford Escort MK1 RS 1600.

    O piloto da Trofa conseguiu que um dos trofus da competio, que se re-alizou no Coronado a 30 e 31 de ou-tubro, ficasse no concelho, ao bater Pedro Couceiro (Opel 1904 SR) em quase 25 segundos. Filipe Barbosa, que prometia um duelo de Ford Es-cort interessante com Paulo Azeve-do, foi forado a desistir por proble-mas mecnicos. O pdio fechou com Amrico Antunes (Renault 5 Turbo).

    Em declaraes ao NT e Trofa-Tv, o ex-campeo nacional de clssi-cos admitiu o bom estado do car-ro e a recuperao do ritmo competi-tivo ao longo das duas classificativas, que se repetiram por trs vezes, per-fazendo um total de mais de 80 qui-lmetros de prova.

    Mas o conceito do RallySpirit no

    RallySpirit para continuarO piloto trofense Paulo Azevedo e o madeirense Alexandre Camacho foram os vencedores do RallySpirit, que se realizou no Coronado. Presi-dente da Federao Portuguesa de Automobilismo garantiu que a prova fazia falta no calendrio nacional.Ctia Veloso se cingia a trazer mquinas que fize-

    ram furor nas ltimas trs dcadas, mas tambm juntar um pouco do que h no presente. Por isso, a Xica-ne, organizadora do evento em parce-ria com o Clube Automvel de Santo Tirso e Junta de Freguesia do Coro-nado, resolveu introduzir a categoria de contemporneos. A quem bufou mais foi o Porsche 998 GT3 do madei-rense Alexandre Camacho, que ven-ceu com boa margem o outro madei-rense Bernardo Sousa, que conduziu um Mtsubishi Lancer Evo IX, com o trofense Jorge Carvalho (filho) a na-vegador.

    Durante todo o dia, o barulho dos motores interrompeu a tranquilidade da Vila do Coronado e da freguesia de Covelas, por onde passava uma boa parte do rally. Por entre carros mais ou menos potentes, a mais aclamada foi mesmo a Renault 4L que, com 34 cavalos e muitos quilmetros no Cam-peonato do Mundo de Ralis (WRC), fez as delcias dos aficionados. Mas muitos outros voltaram ao, como dois Renault Alpine, um Volvo PV 544, um Audi Quattro, um Toyota Starlet e um Opel Kadett.

    E nem o secretrio de Estado do Desporto, Emdio Guerreiro, falhou chamada, participando como nave-gador de Manuel Mallo Breyner, pre-sidente da Federao Portuguesa de Automobilismo e Karting, num Ford Sierra Cosworth.

    Uma aposta ganha, afirmou o go-vernante, que destacou o ambiente que se viveu no Coronado e a presen-a de carros lindssimos, que ain-da esto para as curvas. Na mesma linha de pensamento, Manuel Mello Breyne garantia que o RallySpirit para continuar, porque uma pro-va que faltava no calendrio nacional.

    A ideia tambm era partilhada pe-

    los pilotos. Deste rally h que salien-tar o bom convvio e os carros que no vamos h muito tempo. Estes even-tos tm de voltar a acontecer, porque faz renascer um automobilismo nos-tlgico, que as pessoas gostam mui-to, defendeu o piloto trofense Pau-lo Azevedo.

    Coronado provou que consegue organizar

    provas desta envergaduraPedro Ortigo, responsvel pela Xi-

    cane, afirmou que organizao con-seguiu pr na estrada a prova que ide-alizou, trazendo ao Coronado m-quinas histricas e muita gente a as-

    sistir. O feedback dos pilotos e dos patrocinadores muito bom, atestou.

    Pedro Ortigo considera que a pro-va tem potencial para crescer no Nor-te do pas e garantiu que o Coronado

    no ser deixado de parte. Foi um compromisso de honra que assumi-mos com a Junta de Freguesia de que a prova se manteria aqui no futuro, frisou. J para o presidente da Junta de Freguesia, Jos Ferreira, o Corona-do deu uma prova de que consegue organizar provas desta envergadura.

    nica no panorama automobilsti-co em Portugal e estou muito orgu-lhosa por ter sido realizada no Coro-nado. Veio muita gente de fora, que criou uma dinmica diferente fre-guesia, salientou.

    O centro nevrlgico da competio foi a estao ferroviria de S. Romo, onde a organizao exps as mqui-nas de quatro rodas. A prova foi di-vidida por duas classificativas repeti-das trs vezes. Uma teve incio em S. Romo do Coronado e passagem em Covelas e outra comeou em Santa Cristina do Couto, em Santo Tirso, com passagem junto ao aerdromo de Vilar de Luz.

    pub

    Paulo Azevedo venceu na categoria de histricos, ao volante de um Ford Escort MK1

  • 14 O NOTCIAS DA TROFA 6 NOVEMBRO 2015 www.ONOTICIASDATROFA.pT www.ONOTICIASDATROFA.pT

    Regio

    Depois do sucesso da 28. edi-o do Frum APSEI (Associao Portuguesa de Segurana) dedica-da aos Sistemas automticos de ex-tino por gua, realizada em mar-o em Lisboa, a associao decidiu reeditar a sesso, mas desta vez no CICCOPN (Centro de Formao Profissional da Indstria da Cons-truo Civil e das Obras Pblicas do Norte), na Maia, na prxima se-gunda-feira, 9 de novembro.

    O programa do frum ir abor-dar as vrias perspetivas relaciona-das com estes sistemas, desde o pro-

    Dar ASAS ao Natal do Jum-bo o nome do projeto que a Associao de Solidariedade e Ao Social de Santo Tirso (ASAS) est a desenvolver no Jumbo/Po de Acar de Santo Tirso, com o objeti-vo de angariar bens para as crian-as em perigo e em risco, protegi-das pela associao. O projeto foi aprovado no mbito de ao de vo-luntariado do Jumbo/Po de Acar.

    At esta sexta-feira, 6 de novem-bro, pode ainda participar na recolha

    Dois homens, um estudante de 16 anos e um empresrio de 55 anos, residentes em Santo Tirso, foram detidos no decurso de uma ao de fiscalizao no mbito do combate prtica de jogo de for-tuna e azar.

    O Colgio das Caldinhas, locali-zado em Areias do concelho de San-to Tirso, est inscrito na Plataforma de Apoio aos Refugiados e vai pro-mover conferncias e encontros de sensibilizao para o tema, com es-clarecimento de dvidas tanto por parte dos educandos como dos edu-cadores. Estas medidas surgiram de um grupo que foi criado pelo Colgio para pensar sobre o apoio

    A Escola Profissional Forave par-ticipou na 1. Conferncia do Proje-to Europeu INNOTECS, que se re-alizou no Chipre de 20 a 24 de ou-tubro, em simultneo com a 24t An-nual EfVET International Conferen-ce organizada pelo European Forum of Technical and Vocational Educa-tion and Training (EfVET).

    No mbito do Programa Bolsas

    de Estudo AdP (guas de Portu-gal), que faz parte da estratgia de responsabilidade social interna do Grupo guas de Portugal, 11 co-laboradores da AdNorte (guas do Norte) receberam bolsas de estu-do para o ano letivo 2015/2016 atri-budas aos seus descendentes, estu-dantes do Ensino Superior ou com necessidades de Educao Especial.

    O Programa tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento e aprendizagem dos filhos dos seus

    ASAS recolhe bens essenciaisno Jumbo/Po de Acar

    Dar ASAS boa alimentao, atra-vs da doao de arroz, leo, azeite, leite, atum, bolachas, cereais, papas com e sem glten, flocos de cereais e leite Aptamil 1.

    J a partir de sbado, 7, at 20 de novembro, h a recolha Dar ASAS Higiene, podendo doar pasta e escova de dentes, gel de banho, champ, toalhitas, creme hidratante, fraldas, papel higinico, lenos de papel e guardanapos. Por ltimo h a recolha Dar ASAS ao conforto,

    de 21 de novembro a 1 de dezembro, podendo entregar roupa interior, pi-jamas, pantufas, roupes e bodies.

    O projeto comeou com um con-curso de desenhos Dar ASAS ao NATAL, que se realizou de 12 a 30 de outubro. Na ASAS acredita--se que dar ASAS imaginao faz bem em toda e qualquer idade. Vi-veram-se grandes momentos arts-ticos na loja de Santo Tirso, adian-tou fonte da associao.

    P.P.

    Forave partilhaboas prticas no Chipre

    Subordinada ao tema Skills de-mand and VET in the EU, a confe-rncia contou com a participao de

    cerca de 40 representantes de esco-las e outras organizaes ligadas educao profissional.

    A Forave partilhou as boas prticas da Rede de Educao e Formao de Vila Nova de Fa-

    malico.Os resultados desta conferncia

    esto disponveis em http://inno-tecs.eu/., uma plataforma de es-colas profissionais europeias que tem como objetivo a partilha de boas prticas, experincia e co-nhecimento a nvel europeu.

    Detidos pela prticade jogo de fortuna e azar em Santo Tirso

    Eram 18.50 horas de tera-feira, 3 de novembro, quando agentes da PSP entraram num estabelecimen-to de caf, localizado na Rua Zul-mira Azevedo, em Santo Tirso, e

    explorado pela comerciante, ten-do verificado que o jovem ali se

    encontrava a jogar numa mquina de jogo ilcito, que foi apreendida.

    Os detidos foram notificados, para comparecerem junto das Autorida-des Judicirias, avanou a PSP, em comunicado.

    P.P.

    Sistemas automticosde extino por gua na CICCOPN

    jeto manuteno, passando tam-bm pela instalao e fiscalizao, avanou fonte da organizao.

    O programa do Frum decorre en-tre as 9.30 e as 17.15 horas no CIC-COPN, localizado na Rua da Espi-nhosa, na Maia, e conta com o pa-trocnio da Redifogo.

    Caso esteja interessado em parti-cipar, deve inscrever-se at ao dia 6 de novembro, em www.apsei.org.pt. A inscrio tem um custo de dez euros, sendo que para os associa-dos da APSEI e para estudantes com menos de 25 anos gratuito.

    Caldinhas apoia refugiadoss famlias que podem vir para a nossa regio.

    Segundo o diretor geral do Co-lgio das Caldinhas, Jos Lopes, o grupo foi criado depois do Pro-vincial da Provncia Portuguesa da Companhia de Jesus, padre Jos Frazo, ter incentivado todas as obras apostlicas a pensarem e a mobilizarem-se na ajuda a prestar aos refugiados vindos da Sria.

    guas de Portugalconcede bolsas de estudo

    colaboradores, mediante a atribui-o de bolsas de estudo para o En-sino Superior e para a Educao Es-pecial que evidenciem dificuldades financeiras e que tenham tido um aproveitamento escolar excelente.

    A verba a atribuir foi angariada com o envio dos cartes de Natal 2014, tendo sido atribudas na Ad-Norte sete bolsas para o Ensino Su-perior no valor de 1200 euros cada e quatro bolsas para o Ensino Espe-cial no valor de mil cada, perfazen-do a quantia total de 12400 euros.

    Forave esteve representada na Conferncia Internacional da EfVET

  • 15 14 O NOTCIAS DA TROFA 6 NOVEMBRO 2015 www.ONOTICIASDATROFA.pT www.ONOTICIASDATROFA.pT 6 NOVEMBRO 2015 O NOTCIAS DA TROFADesporto

    Mais de 600 powerlifters e supinadores vo estar na Maia, de 9 a 14 de novembro, das 9 s 23 horas, para participar no cam-peonato do mundo, organizado pelo WPC Portugal, liderado por Sandro Eusbio. O atleta, que tem um gi-nsio em Alvarelhos, onde promo-ve todas as provas de carcter na-cional, est a cumprir um sonho de longa data ao organizar, em conjun-to com a sua equipa, uma competi-o desta envergadura.

    Esgotamos a Maia em trs dias e tivemos de distribuir outros partici-pantes pelo Porto e por Vila do Con-de. E no temos mais atletas porque estamos no pas que estamos. Em Is-rael, tenho dezenas de pessoas que queriam vir, mas o nosso consolado no os atende, afirmou Sandro Eu-sbio, em declaraes ao NT.

    O Mundial de Powerlifting, Su-pino e Peso Morto uma das maio-res provas da modalidade e ir tra-zer ao Complexo Municipal de T-nis, na Maia, os homens mais fortes do Globo. O finlands Ano Turtiai-nen um dos exemplos. Ser um dos momentos marcantes da pro-va, uma vez que se trata de um atle-

    Homens mais fortes do Mundono campeonato de powerlifting na MaiaEquipa da Academia Corpus, de Alvarelhos, est a organizar o Campeonato Mundial de Powerlifting, Supino e Peso Morto, que se realiza no Complexo Municipal de Tnis, na Maia. A entrada livre.Ctia Veloso ta fantstico, que regressa compe-

    tio depois de uma longa paragem, devido a leso, atestou Sandro Eu-sbio, que coloca expectativas eleva-das no finlands. Do lado luso, Flo-rentino Pinheiro, poder fazer a dife-rena. J foi detentor do recorde do mundo de Supino RAW (sem equipa-mento) e muito forte. Acredito que possa levar o ttulo ou bater mesmo o recorde do mundo, anteviu San-dro Eusbio.

    A grande envergadura do evento explica a escolha da Maia como lo-cal escolhido, em detrimento do con-celho da Trofa. No temos metro nem outro meio de transporte eficaz, j para no falar da falta de capaci-dade de hospedagem. Para c, estou a planear eventos de menor dimen-so, mas com impacto semelhante a este, um campeonato ibrico ou la-tino, para 2016, mas isso j depen-der do apoio que a autarquia nos der, afianou.

    Uma vez que Sandro Eusbio est na organizao, no poder parti-cipar, assim como todos os atletas que o acompanham ao longo do ano. Para concretizar a competio, con-tou com o apoio imprescindvel da empresa Metalogalva. Foi o nos-so melhor patrocinador, ao ceder-

    -nos todo o ferro necessrio e por me deixar utilizar as instalaes durante duas semanas para construir os equi-pamentos, salientou.

    E apesar das dificuldades dirias em realizar um evento deste calibre, a motivao no esmorece. A ausn-cia de apoios recorrente e a isso acresce a falta de reconhecimento es-tatal pela modalidade. para verem como ando a trabalhar, contra tudo e todos. J fui ao Instituto do Desporto de Portugal, que no nos reconhece a modalidade, que nos Estados Uni-dos da Amrica e na Rssia prati-cada nas escolas e que est integra-da em provas paraolmpicas, inclu-sive, ripostou.

    Sandro Eusbio diz-se tambm de-siludido com a falta de interesse por parte da comunicao social. Pen-sei que poderia ter uma reportagem, nem que fosse de dois minutos, na te-leviso, mas no. Ao contrrio daqui, haver um canal televisivo do Azer-baijo que vai acompanhar todo o evento. Quando fui participar a um campeonato na Finlndia, a minha prova deu em direto, contou.

    Poder poltico das modalidadesAo contrrio de muitos atletas in-

    ternacionais, que vivem do power-

    lifting, em Portugal, os atletas vi-vem dos apoios angariados ou da paixo pela modalidade. Enquanto nas grandes cidades, os praticantes ainda conseguem apoio das cma-ras municipais, em zonas mais peri-fricas, como na Trofa, os atletas vi-vem com muitas dificuldades. Em Alvarelhos temos duas campes do Mundo, a Carla Carneiro e a Lilia-na Duarte, que no puderam reva-lidar o ttulo, porque o campeona-to realizava-se em Miami, nos Esta-dos Unidos da Amrica, e no via-jaram porque no conseguiram ne-

    nhum apoio. Por acaso, recentemen-te tivemos um atleta, o Josu Olivei-ra, que conseguiu viajar e sagrar-se campeo europeu e o melhor jnior da prova, graas ajuda da Junta de Freguesia, do rancho e de alguns particulares de Alvarelhos, contou.

    O problema, diz Sandro Eusbio, est no poder poltico das modalida-des. O futebol, como tem grandes massas associativas, pode fazer di-ferena nos votos, e por isso os joga-dores podem viver dele. No power-lifting no, atestou.

    Depois de duas derrotas que complicaram as contas no campe-onato, o Clube Desportivo Trofen-se regressou aos resultados positi-vos. No domingo, a equipa orien-tada por Vtor Oliveira viajou ao

    Trofense conquista vitria em Mondim de BastoOnyeka e Ailton marcaram os golos do triunfo do Trofense diante do Mondinense, na 9. jornada da srie B do Campeonato Nacional de Seniores.Ctia Veloso reduto do Mondinense e venceu

    por 1-2.O jogo no podia ter comeado

    melhor para a formao da Trofa. Aos 40 segundos, Onyeka inau-gurou o marcador e deu o mote para o pontap aos maus resul-tados no Campeonato Nacional

    de Seniores.No entanto, ainda antes do in-

    tervalo, o Mondinense resfriou a euforia trofense e chegou ao em-pate, por Joo Miguel.

    Na segunda parte, mesmo com a expulso de Hlder Sousa, o Tro-fense conseguiu garantir o triun-

    fo, com um golo de Ailton, aos 86 minutos.

    Com dez pontos, os mesmos que o Ares, o Trofense ocupa o 7. lu-gar e est a sete de distncia dos lderes Fafe, Vizela e Felgueiras.

    O S. Martinho surge em 4. lu-gar, com 15 pontos, e abaixo a AD

    Oliveirense, com 13.O Torcatense soma oito pontos,

    o Mondinense seis e o Varzim B, prximo adversrio do Trofen-se, um. O jogo realiza-se no do-mingo, 8 de novembro, s 15 ho-ras, no Estdio do Clube Despor-tivo Trofense.

    Desta vez, Sandro Eusbio no vai participar, porque est na organizao da prova

  • 16 O NOTCIAS DA TROFA 6 NOVEMBRO 2015 www.ONOTICIASDATROFA.pT www.ONOTICIASDATROFA.pTDesporto

    Merecamos ganhar de largo. Este o entendimento de Agosti-nho Lima, tcnico do Atltico Clube Bougadense, relativamente ao jogo disputado em Melres, na tarde de 1 de novembro.

    Apesar de a equipa ter comeado mal, com uma primeira parte mui-to fraca de parte a parte, ao interva-lo o treinador fez correes e aler-tou os jogadores para situaes que se estavam a passar. Na segunda

    A contar para a 5. jornada da srie 2 da 2. Diviso Distri-tal, o Futebol Clube de S. Romo recebeu o Estrela de Fnzeres, ten-do estado a perder por 0-2 at aos 68 minutos, altura em que Ferreira fez o 1-2. Quando aos 82 minutos o S. Romo chegou ao empate, atra-vs de Paulo Silva, um jogador da equipa adversria pontapeou o au-tor do golo, durante os festejos jun-to baliza, segundo contou Arm-nio Sousa, treinador do Futebol Clu-be S. Romo.

    Segundo o tcnico, o juiz de li-nha viu o incidente e comunicou ao rbitro, que entendeu terminar a partida, tendo-se gerado uma pe-quena confuso, com os jogadores do Fnzeres a falarem um bocadi-nho a caminho do balnerio. Na zona de acesso ao balnerio, alguns adeptos disseram algumas coisas e um dos jogadores do Fnzeres saiu

    35-40. Foi este o resultado da par-tida que ops a Associao Cultural e Recreativa Vigorosa ao Acadmi-co B, e que espelha o equilbrio exis-tente na partida referente 4. jorna-da da 1. fase do Grupo B2, do Cam-peonato da 1. Diviso da Associa-o de Basquetebol do Porto, no es-calo de sub-16.

    A formao trofense soma, ao fim de quatro jogos, cinco pontos. O pr-

    Jogo do S. Romo interrompidoNo terminou da melhor maneira a partida entre o Futebol Clube de S. Romo e o Estrelas de Fnzeres. O rbitro interrompeu o jogo por alegadas agresses a um jo-gador romanense.Patrcia Pereira

    Patrcia Pereira

    do balnerio para ir agredir o adep-to. A polcia interviu, deu algumas bastonadas a alguns jogadores do Fnzeres, uma polcia foi agredi-da e gerou-se a confuso, contou, salientando que, nessa altura, ne-nhum dos atletas de S. Romo este-ve envolvido, porque estavam den-tro do campo espera que o adver-srio entrasse no balnerio.

    As equipas tero de aguardar ago-ra pelo veredito da comisso de dis-ciplina da Associao de Futebol do Porto. Enquanto na pgina do Face-book do Futebol Clube S. Romo est escrito que o jogo foi interrom-pido aos 82 minutos, e aps um golo do empate do S. Romo, por agres-so ao jogador que marcou o golo, na pgina no oficial do Estrelas de Fnzeres referido que o jogo foi

    interrompido por invaso de cam-po de adeptos da casa. O NT ten-tou chegar fala com o presidente do S. Romo, Rui Damasceno, mas este no respondeu nem s chama-

    das ou mensagem.A rede social tem sido utilizada

    por adeptos do Estrelas de Fnzeres. Carlos Leite garante que algum abriu o porto que separa o pblico do acesso aos balnerios, o que pos-sibilitou agresses aos atletas foras-teiros por parte dos adeptos locais, perante a passividade das autorida-des presentes. J Joo Neto assegu-ra que o jogador do Fnzeres ape-nas empurrou os jogadores advers-rios aquando o festejo, porque es-tes foram propositadamente feste-jar para cima do jogador que estava a aquecer. De frisar tambm que a direo do S. Romo abriu os por-tes de acesso aos balnerios para que os adeptos fossem agredir os nossos jogadores, pode ler-se ain-da na mensagem publicada.

    Na prxima jornada, o S. Romo, que est em 12. lugar com trs pon-tos, viagem at ao reduto de Lamoso, em jogo que decorre pelas 15 horas deste sbado, 7 de novembro.

    Os melhores pares da Eslovquia, Ucrnia, Inglaterra, Bulgria, Portu-gal, Estnia, Polnia, Romnia, Rs-sia, Alemanha, Sua, Itlia, ustria, Holanda, Espanha, Bielorrssia, Re-pblica Checa, Litunia, Hungria, Eslovnia e Letnia vo competir pelo ttulo de campeo da Taa da Europa de Dana Desportiva, numa prova repleta de elegncia, beleza e destreza. Pelo segundo ano con-secutivo, Vila Nova de Famalico eleva-se ao estatuto de Capital Eu-ropeia da Dana Desportiva, com a Taa da Europa de Dana Despor-tiva em Standard a decorrer no pa-vilho municipal, a 14 de novembro, e com a Final da Taa de Portugal.

    200 pares de bailarinos disputam ttulosna Dana Desportiva

    A Gindana Associao de Ginstica e Dana de Fama-lico, que partilha a organizao com a Federao Por-tuguesa de Dana Desportiva e o apoio da Cmara Mu-nicipal, organiza a Taa da Europa de Dana Desporti-va em Standard e a Final da Taa de Portugal, a 14 de novembro.Patrcia Pereira A Taa da Europa ser disputa-

    da em cinco danas standard: valsa inglesa, tango, valsa vienense, slow foxtrot e quickstep. Srgio Costa e Rita Almeida, ambos famalicenses, constituem o par representante de Portugal nesta prova. Paralelamen-te, a Final da Taa de Portugal con-ta com a presena de cerca de 200 pares de danarinos. Esta uma das provas nacionais mais impor-tantes da Federao Portuguesa de Dana Desportiva, onde os pa-res participantes nos vrios escales vo lutar pelo ttulo nas cinco mo-dalidades standard e ainda nas lati-nas e clssicas.

    Todas as informaes sobre estes eventos esto disponveis em www.eventogindanca.com.

    Basquetebol

    Jornada negativapara equipas da Vigorosa

    ximo adversrio o CBP 2012.J a formao sub-14, a militar

    na 1. Diviso distrital, no Grupo C, perdeu com o lder e j apurado para a prxima fase - o Salesianos, por 24-72. Ao fim de quatro jorna-das, a formao trofense ocupa o l-timo lugar do grupo, com cinco pon-tos, e na prxima partida defronta o Acadmico A.

    C.V.

    Bougadense empata em MelresNo campo do Melres, o Atltico Clube Bougadense empatou a uma bola, em encontro da 6. jornada da srie 2 da 1. Diviso da Associao de Futebol do Porto.

    parte massacramos os adversrios e tivemos vrias oportunidades para fazer golo, inclusive duas bolas ao poste e jogadores isolados. Neste momento, a equipa est a atraves-sar uma fase de falta de confiana e no conseguimos finalizar, contou.

    Mesmo com a falta de pontaria da formao de Santiago, Agosti-nho Lima garantiu que a equipa fez

    uma segunda parte muito boa num pelado muito irregular com algumas dificuldades.

    Neste domingo, 7 de novembro,

    o Bougadense recebe o Citnia de Sanfins e espera dar uma respos-ta positiva, mesmo a jogar ainda com alguns midos da formao.

    J estamos no nvel que estvamos o ano passado. Continuamos a ter algumas contrariedades, como a ex-pulso do Resende (em Melres), a in-disponibilidade de Pontes e a leso de Moura. So jogadores influen-tes na equipa, mas que no esto a poder dar o contributo, terminou.

    O Bougadense est em 14. lugar, com seis pontos.

    foto

    : Dio

    go S

    ousa

  • 17 16 O NOTCIAS DA TROFA 6 NOVEMBRO 2015 www.ONOTICIASDATROFA.pT www.ONOTICIASDATROFA.pT 6 NOVEMBRO 2015 O NOTCIAS DA TROFADesporto

    Atltico Clube Bougadense

    Juniores2. Diviso distrital srie 4Nogueirense 2-0 Bougadense

    (3. lugar, 9 pontos)Prxima jornada07/11 s 15 horas

    Bougadense-guas Santas

    Juvenis A2. Diviso distrital srie 9

    Barrosas 1-1 Bougadense(3. lugar, 7 pontos)Prxima jornada

    08/11Bougadense-Freixo de Cima

    Juvenis B2. Diviso distrital srie 6

    AMCH Ringe 2-3 Bougadense(7. lugar, 6 pontos)Prxima jornada08/11 s 9 horas

    Bougadense-Tirsense

    Iniciados2. Diviso distrital srie 8

    Bougadense 1-0 Tirsense(2. lugar, 9 pontos)

    Prxima jornada08/11 s 10 horas

    Lixa B-Bougadense

    Infantis2. Diviso distrital srie 3

    Bougadense 1-2 Mocidade San-gemil

    (12. lugar, 0 pontos)Prxima jornada

    07/11 s 13.15 horasBougadense-Pedrouos

    BenjaminsCamp. Distrital Fut.7 srie 3S. Martinho B 5-1 Bougadense

    (13. lugar, 0 pontos)Prxima jornada

    07/11 s 9.30 horasBougadense-Romariz

    Clube Desportivo Trofense

    Juniores1. Diviso distrital srie 2

    Trofense 2-0 Gondomar(2. lugar, 15 pontos)

    Prxima jornada07/11 s 15 horas

    Ermesinde 1936-Trofense

    Juvenis A1. Diviso distrital srie 2Trofense 5-1 Paos de Ferreira

    (9. lugar, 10 pontos)

    Prxima jornada08/11 s 9 horas

    Tirsense-Trofense

    Juvenis B2. Diviso distrital srie 6

    Varzim 0-0 Trofense(2. lugar, 10 pontos)

    Prxima jornada07/11 s 15 horas

    Estrelas de Fnzeres-Trofense

    Iniciados ACamp. Nacional srie BFC Porto SAD 9-0 Trofense

    (9. lugar, 4 pontos)Prxima jornada07/11 s 15 horas

    Trofense-Dragon Force

    Iniciados BCamp. Distrital srie 2Trofense 0-1 Salgueiros 08

    (7. lugar, 6 pontos)Prxima jornada08/11 s 11 horas

    Nogueirense-Trofense

    Infantis 11 Sub131. Diviso distrital srie 1

    Trofense 0-1 Sporting Coimbres(12. lugar, 6 pontos)

    Prxima jornada07/11 s 16.30 horas

    Varzim-Trofense

    Infantis Sub12Camp. Distrital Fut.7 srie 4

    Rio Tinto 3-3 Trofense(4. lugar, 4 pontos)Prxima jornada

    07/11 s 13.15 horasTrofense-Valonguense

    Escolas A Sub11Camp. Distrital Fut.7 srie 6

    Trofense 5-0 Freamunde(2. lugar, 6 pontos)

    Prxima jornada14/11

    S. Martinho-Trofense

    Escolas Sub10Camp. Distrital Fut.7 srie 4

    Castlo Maia 3-1 Trofense(7. lugar, 6 pontos)Prxima jornada

    07/11Trofense-Aves

    Futebol Clube S. RomoJuniores

    2. Diviso distrital srie 4Prxima jornada07/11 s 15 horas

    S. Romo-AMCH Ringe

    A equipa snior masculina da Associao Recreativa Ju-ventude do Muro conseguiu a pri-meira vitria no campeonato da srie 2 da 1. Diviso da Associa-o de Futebol do Porto (AFP). Em jogo a contar para a 4. jornada, os murenses bateram o Ncleo Valon-go por 4-2, somando os primeiros trs pontos.

    No mesmo campeonato, o Gru-po Desportivo Covelas superiori-zou-se Casa do FC Porto de Rio Tinto, vencendo por 3-4. Com dez pontos, a formao covelense ocu-pa o 2. lugar.

    As duas equipas trofenses de-frontam-se no prximo jogo, no s-bado, pelas 20 horas, no pavilho da Escola Bsica e Secundria do Coronado e Castro (EBSCC), em S. Romo, para o 3. jogo do Gru-po 8 da Taa distrital.

    No mesmo escalo, mas na 2. Diviso da AFP, o Centro Recre-ativo de Bougado cimentou a 2. posio com o triunfo diante dos Restauradores Brs Oleiro por 4-2. Ao fim de quatro jornadas, o CRB soma 9 pontos e no prximo s-bado tem encontro marcado com o mesmo adversrio, mas para a 3. jornada do Grupo 15 da Taa distrital.

    Em juniores masculinos, a ARJ

    Futsal federado

    Equipas da Trofacom bom incio de pocaIncio de poca positivo para muitas equipas do concelho. Juniores da ARJ Muro, se-niores do GD Covelas, seniores e juvenis do CR Bougado e seniores femininos do FC S. Romo ocupam lugares cimeiros dos respetivos campeonatos. Ctia Veloso Muro no claudicou e bateu a Or-

    dem por 3-5, mantendo a lideran-a da srie 2 da 2. Diviso da AFP, com 12 pontos, em igualdade com o Gramidense, ao fim de quatro jornadas. No sbado, pelas 18 ho-ras, no pavilho da EBSCC, em S. Romo do Coronado, os murenses medem foras com o Novelense.

    J o Centro Recreativo Bouga-do, em juvenis masculinos, surpre-endeu o lder da srie 3 da 2. Di-viso da AFP, o ARC Moinhos, e venceu por 2-3, subindo ao 3. pos-to, com 13 pontos.

    No jogo da 7. jornada, que se re-aliza no pavilho do CRB, em Bou-gado, s 11.30 horas de domingo, a equipa defronta o Paredes.

    Por sua vez, os iniciados mascu-linos da mesma coletividade bate-ram, fora de portas, o Rebordosafut por 3-5, em partida a contar para a 4. jornada da srie 2 da 2. Diviso da AFP. Foram os primeiros pon-tos alcanados pela equipa que, na prxima ronda recebe o Vila Ver-de, s 10.30 horas de domingo, no pavilho do CRB.

    No escalo de infantis, na 4. jor-nada da srie 1 da 2. Diviso da AFP, o Futebol Clube S. Romo go-leou os Restauradores Brs Olei-ro por 8-3 e com sete pontos ocu-pa o 8. posto. O prximo advers-rio o Teibas.

    J os benjamins do S. Romo

    perderam com o lder da srie 3 do campeonato distrital, Escola Mo-delos, por 0-20, na 4. jornada. No domingo, s 11 horas, no pavilho da EBSCC, em S. Romo do Co-ronado, a equipa recebe o Foz T-mega Torro.

    A formao feminina de junio-res do FC S. Romo perdeu com os Restauradores Avintenses 9-1, em partida referente 6. jorna-da do campeonato interdistrital, e ainda no alcanou nenhum pon-to. O prximo adversrio o P-voa Futsal.

    Equipa feminina do S. Romoj conhece prximo adversrio

    da Taa de Portugal

    No sorteio da 2. eliminatria da Taa de Portugal, a equipa snior feminina do Futebol Clube S. Ro-mo ficou a saber que tem como adversrio o S. Pedro de Casteles, que milita no campeonato da Asso-ciao de Futebol de Aveiro.

    J no campeonato da 1. Diviso distrital, a formao romanense, orientada por Sandra Dias, bateu a Juventus Triana por 2-3, na 7. jor-nada e reassumiu a liderana, com 16 pontos. No sbado, pelas 21 ho-ras, no pavilho da EBSCC, em S. Romo do Coronado, a equipa re-cebe o Santana.

    Resultados Camadas Jovens

  • 18 O NOTCIAS DA TROFA 6 NOVEMBRO 2015 www.ONOTICIASDATROFA.pT www.ONOTICIASDATROFA.pTDesporto

    especialista em provas de fundo e corta-mato, contan-do com duas participaes nos Jo-gos Olmpicos (Beijing, em 2008, e Londres, em 2012) e o ttulo de cam-peo nacional de cinco mil metros, em 2005 e 2008, e de dez mil me-tros, em 2008 e 2009. Rui Pedro Sil-va o mais recente atleta que confir-mou presena na 1. edio da Cor-rida e Caminhada Solidria do Ave, juntando-se s atletas Marisa Barros, especialista em maratonas, e Catari-na Ribeiro, campe nacional de Ju-niores de Pista Ar Livre.

    Organizada pelo Grupo PROEF, a empresa ODLO e Associao Em-presarial do Baixo Ave (AEBA), a Corrida e Caminhada Solidria do Ave est marcada para 15 de novem-bro, com partida dos Parques Nos-sa Senhora das Dores e Dr. Lima Carneiro pelas 10 horas. Ter atle-

    Deolinda Oliveira venceu o 3. Cor-ta Mato Roda dos Ventos, que se re-alizou no dia 31 de outubro, em Oli-veira de Santa Maria, Vila Nova de Famalico. A atleta da Escola de Atle-tismo da Trofa venceu na categoria de veteranos femininos e fez a melhor classificao da associao. Alice Oli-veira, em iniciados femininos, conse-

    Abertas inscries para a Corridae Caminhada SolidriaAtualmente a Corrida e Caminhada Solidria do Ave conta com 500 inscritos, mas a organizao tem uma meta definida: chegar aos trs mil participantes. A iniciativa, que se realiza a 15 de novembro, pretende ajudar monetariamente associaes do concelho.Patrcia Pereira tas de alta competio num evento

    desta envergadura local sempre prestigiante para a regio, alm de que se torna sempre num incentivo para quem no adepto de exerc-cio fsico, tornando o desafio mui-to mais interessante, declarou fon-te da organizao.

    Se quiser participar nesta inicia-tiva, que constituda por uma cor-rida com a distncia de dez quil-metros e uma caminhada de cinco quilmetros, pode fazer a sua ins-crio online at 10 de novembro em www.desportave.pt/1a-corrida-

    -e-caminhada-do-ave-trofa/, ou at 14 de novembro nos locais das en-tidades organizadoras. Pode ainda efetuar a sua inscrio presencial-mente no dia da prova, at s 9 ho-ras. A inscrio na caminhada tem um custo de trs euros e o na cor-rida de cinco euros.

    O levantamento de dorsais reali-za-se entre as 15 e as 20 horas de 13

    de novembro e entre as 10 e as 18 ho-ras de 14 de novembro, nos Bombei-ros Voluntrios da Trofa, ou no dia da prova, entre as 8.30 e as 9.30 ho-ras, junto partida. Para fazer o le-vantamento do dorsal ou t-shirt ter que apresentar o comprovativo de inscrio e documento de identifi-cao pessoal. Trabalhamos con-juntamente para garantir pelo menos trs mil participantes. Atualmen-te, temos mais de 500 participantes confirmados, no entanto, acredita-mos que o nosso objetivo ir ser atin-gido. Neste momento, as confirma-es da caminhada lideram os n-meros relativamente s de corrida, mencionou.

    Atividade desportivacom objetivo solidrio

    Vai ser a correr ou a caminhar que os inscritos podem participar e aju-dar a Associao Humanitria dos Bombeiros Voluntrios da Trofa, a

    Associao de Solidariedade e Ao Social de Santo Tirso e as Confern-cias de S. Vicente de Paulo. A orga-nizao asseverou que o principal objetivo desta atividade angariar fundos monetrios que vo reverter na sua totalidade para as trs asso-ciaes j mencionadas. Alm disso, pretende ainda dar a conhecer os projetos destas instituies e sensi-

    bilizar a comunidade em geral para as causas. tambm nosso obje-tivo promover o exerccio fsico e um estilo de vida saudvel aliados solidariedade social e ajuda ao pr-ximo, sendo tambm um convite a famlias e amigos para uma manh diferente, com momentos de lazer e convvio, completou.

    Atletismo

    Deolinda triunfa em Famalicoguiu o 5. posto, enquanto Tatiana So-ares, em benjamins B femininos, foi 6. classificada. Daniela Pontes, no es-calo de juvenis femininos, alcanou o 7. posto e Mariana Costa, em ben-jamins B, o 8.. Da Escola de Atletis-mo da Trofa participaram ainda Isa-bel Martins (12.) e Carolina Martins (21.), em benjamins A, Carla Alves

    (18.), em benjamins B, Rben Pinto (14.) e Lus Oliveira (22.), em ben-jamins B, e Joana Martins (19.), Bea-triz Maia (23.) e Ana Mota (24.), em infantis. No dia 14, a associao tro-fense vai participar no corta mato de abertura da Associao de Atletismo do Porto, que se realiza em Avessa-das, Marco de Canaveses. C.V.

    Rui Pedro Silva confirmou presena na iniciativa

  • 19 18 O NOTCIAS DA TROFA 6 NOVEMBRO 2015 www.ONOTICIASDATROFA.pT www.ONOTICIASDATROFA.pT 6 NOVEMBRO 2015 O NOTCIAS DA TROFA

    Agenda

    Telefones teis

    Farmcias Necrologia

    Bombeiros Voluntrios Trofa252 400 700

    GNR da Trofa 252 499 180

    Polcia Municipal da Trofa252 428 109/10

    Jornal O Notcias da Trofa252 414 714

    Centro de Sade da Trofa252 416 763

    Centro de Sade S. Romo229 825 429

    Diretor: Hermano Martins (T.E.774) Sub-diretora: Ctia Veloso (9699) Editor: O Notcias da Trofa Publicaes Peridicas Lda. Publicidade: Maria dos Anjos Azevedo Redao: Patrcia Pereira (9687), Ctia Veloso (9699), Magda Machado de Ara-jo (TE1022) | Setor desportivo: Marco Monteiro (C.O. 744), Miguel Mascarenhas (C.O. 741) Colaboradores: Atanagildo Lobo, Jaime Toga, Jos Moreira da Silva (C.O. 864), Joo Pedro Costa, Joo Mendes | Fotografia: A.Costa, Miguel Trofa Perei-ra (C.O. 865) Composio: Ctia Veloso | Impresso: Grfica do Dirio do Minho, Lda. | Assinatura anual: Continente: 22,50 euros; Extra europa: 88,50 euros; Europa: 69,50 euros; | Assinatura em formato digital PDF: 15 euros NIB: 0007 0605 0039952000684 | Avulso: 0,60 Euros | E-mail: [email protected] | Sede e Redao: Rua das Aldeias de Cima, 280 r/c 4785 - 699 Trofa Telf. e Fax: 252 414 714 Propriedade: O Notcias da Trofa - Publicaes Peridicas, Lda. NIF.: 506 529 002 Registo ICS: 124105 | N Exemplares: 5000 | Depsito legal: 324719/11 | ISSN 2183-4598 | Detentores de 50 % do capital ou mais: Magda Arajo | Nota de redao: Os artigos publicados nesta edio do jornal O Notcias da Trofa so da inteira res-ponsabilidade dos seus subscritores e no veiculam obrigatoriamente a opinio da direo. O Notcias da Trofa respeita a opinio dos seus leitores e no pretende de modo algum ferir suscetibilidades. Todos os textos e anncios publicados neste jornal es-to escritos ao abrigo do novo Acordo Ortogrfico. totalmente proibida a cpia e reproduo de fotografias, textos e demais contedos, sem autorizao escrita.

    Ficha Tcnica

    Dia 0620.30 horas: Noite de Fados pela Associao Um Animal Um Amigo, no restaurante Os Braginhas

    Dia 079-16 horas: Jornadas Materno-

    -Infantis A doena oncolgica na mulher grvida, no Hospital Privado da Trofa9.30-18 horas: Feirinha de S. Martinho, junto ao salo paro-quial de S. Mamede do Coro-nado15 horas: Lamoso-FC S. Romo15.30-19 horas: JSD Trofa re-colhe bens perecveis para os re-fugiados, na sede do PSD Trofa, na Rua Camilo Castelo Branco17 horas: Inaugurao da expo-sio Olhar pela Trofa, na sede do Clube Slotcar da Trofa

    Dia 0811 horas: Festa da Fraternidade, na Igreja Nova15 horas: Trofense-Varzim B15 horas: Bougadense-Citnia de Sanfins

    Dia 099 s 23 horas: World Cham-pionship Powerlifting, no com-plexo municipal de tnis da Maia9.30-17.15 horas: Forum APSEI, no CICCOPN Maia

    Dia 109 s 23 hosras: World Cham-pionship Powerlifting, no com-plexo municipal de tnis da Maia

    Dia 11

    9 s 23 horas: World Cham-pionship Powerlifting, no com-plexo municipal de tnis da Maia

    Dia 12

    9 s 23 horas: World Cham-pionship Powerlifting, no com-plexo municipal de tnis da Maia

    A coberto da cobardia do ano-nimato, foi apresentada s instn-cias judiciais por um autodenomi-nado Movimento pela Justia na Trofa, uma queixa destinada a de-nunciar factos de natureza crimi-nal alegadamente praticados pelo nosso Pai enquanto Presidente da Cmara Municipal da Trofa. A re-ferida denncia teve por objecto factos que teriam ocorrido entre os anos de 1999 e 2009.

    Na sequncia da denncia apre-sentada, foi aberto processo judi-cial por parte do Ministrio Pbli-co, processo esse que correu sob o nmero 413/09.2TASTS, no De-partamento Central de Investiga-o e Aco Penal (DCIAP), em Lisboa, tendo ocorrido, igual-mente, uma aco inspectiva a nvel autrquico, que foi entre-gue ao IGAL (Inspeco-Geral da Administrao Local), entre-tanto extinta.

    Findo o inqurito criminal foi proferido um despacho final de arquivamento parcial, e um des-pacho de acusao.

    De todo o conjunto de factos e alarvidades que foram trazidos ao conhecimento, quer do Minis-trio Pblico, quer do IGAL, ape-nas foi proferida acusao relati-vamente a alegadas irregularida-des nos procedimentos concursais de oito empreitadas, envolvendo a alegada prtica de 8 (oito) crimes de abuso de poder e 8 (oito) cri-mes de falsificao de documen-tos, consubstanciadas, na alega-da realizao de obras municipais sem prvia abertura de concurso pblico (abuso de poder) e a fal-sificao de documentos ineren-

    Vila Nova de Famalico

    Prof. Manuel Campos Pinto da SilvaFaleceu a 28 de outubro, com 61 anosCasado com Dra Maria Elizabete da Cunha Pereira Machado

    Santiago de Bougado

    Fernando Azevedo ReisFaleceu a 30 de outubro, com 75 anosCasado com Fernanda Maria da Costa Oliveira

    Ricardo dos Santos FariaFaleceu no dia 30 de outubro, com 70 anosCasado com Deolinda Pereira dos Santos

    S. Martinho de Bougado

    Glria PereiraFaleceu no dia 31 de outubro, com 93 anosViva de Armando da Costa Aze-vedo

    Funerais realizados por Agncia Funerria Trofense, Lda.

    AtualidadeEsclarecimento

    tes ao mesmo procedimento con-cursal. Para que conste para me-mria futura, em nenhum momen-to foi ou acusado de corrupo.

    O nosso Pai, iria ser apenas jul-gado pela prtica de 3 (trs) crimes de abuso de poder, e 8 (oito) cri-mes de falsificao de documento, relativos s seguintes obras:

    1. Empreitada de Arranjos exte-riores do Pavilho Gimnodespor-tivo de S. Romo de Coronado.

    2. Empreitada de Construo, Beneficiao, Remodelao e am-pliao da Escola de Fonteleite em S. Romo do Coronado.

    3. A empreitada de Pavimen-tao do Cemitrio de Guides.

    4. Empreitada de Repavimen-tao dos arruamentos da Urbani-zao da Barca Freguesia de S. Martinho de Bougado.

    5. Empreitada de Requalifi-cao e Pavimentao da Rua da Venda Velha Freguesia do Muro.

    6. Empreitada de Arranjo urba-nstico do Largo dos Correios em S. Romo do Coronado.

    7. Empreitada de Requalifi-ca