Click here to load reader

Edital Concurso MPERJ - Técnico - 2011

  • View
    246

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Edital Concurso Ministério Público RJ - Técnico - 2011

Text of Edital Concurso MPERJ - Técnico - 2011

Ministrio Pblico do Estado do Rio de Janeiro Procuradoria Geral de Justia Concurso Pblico para Ingresso no Quadro Permanente dos Servios Auxiliares do Ministrio Pblico do Estado do Rio de Janeiro Edital

O Presidente da Comisso de Concurso, no uso de suas atribuies legais, torna pblica a realizao de Concurso Pblico para Ingresso no Quadro Permanente dos Servios Auxiliares do Ministrio Pblico do Estado do Rio de Janeiro, de acordo com a legislao pertinente e pelo estatudo no presente Edital.

1. DAS DISPOSIES PRELIMINARES 1.1. O Concurso Pblico ser regido por este Edital, seus Anexos e eventuais retificaes, caso existam, e sua execuo caber Fundao Universitria Jos Bonifcio - FUJB, por intermdio da Diretoria de Projetos e Gesto do Centro de Cincias Matemticas e da Natureza da Universidade Federal do Rio de Janeiro DPG_CCMN/UFRJ. 1.2. O Concurso Pblico visa ao provimento do nmero de vagas definido no Anexo I deste Edital, ressalvada a possibilidade de acrscimo durante o prazo de validade do mesmo, de acordo com as necessidades do Ministrio Pblico do Estado do Rio de Janeiro - MPRJ. 1.3. A Comisso do Concurso do MPRJ ser composta de 1 (um) Presidente, 5 (cinco) membros titulares e 2 (dois) suplentes. 1.3.1. No podero integrar a Comisso do Concurso do MPRJ cnjuge, companheiro, parente consangneo ou afim, em linha reta ou colateral, nos termos da lei civil, de candidatos inscritos. 1.3.2. No poder integrar a Comisso do Concurso do MPRJ quem exerce atividade de magistrio ou de direo de cursos destinados preparao de candidatos a Concursos Pblicos, ou quem as exerceu nos 3 (trs) anos anteriores data de publicao deste Edital. 1.4. Aplica-se s Bancas Examinadoras o disposto nos subitens 1.3.1 e 1.3.2 deste Edital. 1.5. O Anexo I - Quadro de Vagas descreve a relao entre cargo x vagas disponveis (quantidade total, vagas de ampla concorrncia e vagas reservadas a portadores de deficincia, negros e ndios). 1.6. O Anexo II - Quadro de Provas relaciona o tipo de prova a ser realizada pelos candidatos de cada cargo, as disciplinas associadas a cada prova, a quantidade de questes por disciplina, o valor de cada questo por disciplina, o total de pontos da disciplina e o mnimo de pontos por disciplina para aprovao.

1.7. O Anexo III - Contedos Programticos descreve o contedo programtico de cada disciplina. 1.8. O Anexo IV Cronograma Previsto. 1.9. Toda meno a horrio neste Edital ter como referncia o horrio de Brasilia-DF.

2. DOS CARGOS 2.1. Caractersticas 2.1.1. Analista do Ministrio Pblico- rea Administrativa. 2.1.1.1. Pr-requisitos: Graduao concluda em Administrao, Cincias Contbeis, Direito ou Cincias Econmicas. 2.1.1.2. Descrio sumria das atividades: Fornecer apoio tcnico-administrativo e institucional; Planejar, executar, acompanhar e avaliar planos, projetos e programas relativos ao desenvolvimento organizacional; Emitir pareceres, relatrios tcnicos ou informaes em processos administrativos; Acompanhar processos administrativos de qualquer natureza, inclusive quanto s publicaes em Dirio Oficial; Colaborar na regularidade do cumprimento dos atos processuais, bem como na observncia de prazos; Prestar informaes ao pblico interessado; Operacionalizar equipamentos de dados afetos rea; Exercer outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade, que lhe sejam atribudas pela autoridade superior. 2.1.2. Analista do Ministrio Pblico- rea Processual 2.1.2.1. Pr-requisito: Graduao concluda em Direito. 2.1.2.2. Descrio sumria das atividades: Fornecer apoio tcnico-jurdico e administrativo; Acompanhar processos administrativos e judiciais de qualquer natureza, inclusive quanto s publicaes em Dirio Oficial; Colaborar na regularidade do cumprimento dos atos processuais, bem como na observncia dos prazos; Emitir pareceres, relatrios tcnicos ou informaes em processos administrativos; Pesquisar e analisar legislao, doutrina e jurisprudncia; Executar trabalhos de natureza tcnica, elaborar peas processuais e outros documentos relativos sua atividade; Prestar informaes ao pblico interessado; Operacionalizar equipamentos de dados afetos rea; Exercer outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade, que lhe sejam atribudas pela autoridade superior. 2.1.3. Tcnico Administrativo- rea Administrativa 2.1.3.1. Pr-requisitos: Ensino Mdio completo, antigo 2o grau, abrangido o curso profissional equivalente 2.1.3.2. Descrio sumria das atividades: Prestar apoio tcnico-administrativo em atividades relacionadas organizao e execuo de tarefas que envolvam funo de suporte; Controlar o recebimento, conferncia e distribuio dos processos administrativos; Controlar o recebimento e expedio de malotes; Controlar a distribuio interna de peridicos; Fornecer as certides requisitadas; Encaminhar imprensa oficial e/ou privada documentos e atos administrativos

para a devida publicao; Elaborar os relatrios estatsticos; Realizar as diligncias; Organizar e manter os cadastros atualizados; Prestar informaes em processos administrativos e digitar textos; Exercer outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade, que lhes sejam atribudas pela autoridade superior. 2.1.4. Tcnico do Ministrio Pblico - rea Notificao e Atos Intimatrios 2.1.4.1. Pr-requisitos: Ensino Mdio completo, antigo 2o grau, abrangido o curso profissional tcnico equivalente. 2.1.4.2. Descrio sumria das atividades: Realizar citaes e intimaes pessoais; Expedir certides; Cumprir as ordens recebidas, atravs da realizao de diligncias externas; Entregar a quem de direito as importncias e bens recebidos em cumprimento das sindicncias; Digitar textos; Exercer outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade, que lhe sejam atribudas pela autoridade superior. 2.2. O regime de trabalho para os candidatos designados ser regido pelo Decreto-Lei Estadual n 2479/79, e Lei Estadual n 5891/11, suas alteraes e legislao complementar. 2.3. A remunerao inicial para os cargos de Analista do Ministrio Pblico ser de R$ 5.143,19 (cinco mil cento e quarenta e trs reais e dezenove centavos) e para os cargos de Tcnico do Ministrio Pblico ser de R$ 3.157,47 (trs mil cento e cinquenta e sete reais e quarenta e sete centavos).

3. DOS REQUISITOS PARA INVESTIDURA NO CARGO 3.1. O candidato dever atender, cumulativamente, para investidura no cargo, aos seguintes requisitos: a) ter sido aprovado e classificado no Concurso Pblico, na forma estabelecida neste Edital, seus Anexos e em suas retificaes; b) ter nacionalidade brasileira ou, no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos polticos, nos termos do pargrafo 1 do art. 12 da Constituio da Repblica Federativa do Brasil e na forma do disposto no art. 13 do Decreto n 70.436/72; c) ter idade mnima de 18 anos completos; d) estar em gozo dos direitos polticos; e) estar quite com as obrigaes militares e eleitorais; f) firmar declarao de no estar cumprindo sano por inidoneidade, aplicada por qualquer rgo pblico ou entidade da esfera federal, estadual ou municipal; g) no ter registro de antecedentes criminais, que se mostre, a critrio do Ministrio Pblico, incompatvel com a natureza do cargo. h) ter aptido fsica e mental e no apresentar deficincia que o incapacite para o exerccio das funes do cargo para o qual concorre;

i) possuir os pr-requisitos exigidos para o cargo, conforme discriminado no item 2 deste Edital; j) ser moralmente idneo; k) ser considerado APTO em todos os exames mdicos pr-admissionais, a serem realizados pelo MPRJ ou entidade a ele conveniada, devendo o candidato apresentar os exames clnicos e laboratoriais solicitados, cuja relao poder ser obtida no endereo eletrnico

www.mp.rj.gov.br, os quais correro suas expensas. Caso o candidato seja considerado INAPTO para as atividades relacionadas ao cargo, por ocasio dos exames mdicos pradmissionais, este ser ELIMINADO. 3.2. Todos os requisitos especificados no subitem 3.1 deste Edital, alneas b a i, devero ser comprovados por meio da apresentao de documento original, juntamente com fotocpia, sendo eliminado do Concurso Pblico aquele que no os apresentar, assim como aquele que for considerado INAPTO nos exames mdicos pr-admissionais. 3.3. Ser vedada a posse de ex-servidor pblico demitido ou destitudo do cargo, nas situaes previstas na legislao de regncia.

4. DA PARTICIPAO DOS CANDIDATOS PORTADORES DE DEFICINCIA 4.1. Em cumprimento ao disposto no art. 37, inciso VIII, da Constituio da Repblica Federativa do Brasil, na Lei n 7.853/89, e no Decreto n 3.298/99, alterado pelo Decreto n 5.296/04, combinados com a Lei Estadual n 4285 de 12 de maro de 2004, ficam reservados aos candidatos portadores de deficincia 5% (cinco por cento) do total das vagas de cada cargo, conforme discriminado no Anexo I deste Edital, 4.1.1- Se na apurao do nmero de vagas reservadas a portadores de deficincia, resultar nmero decimal igual ou maior do que 0,5 (meio) adotar-se- o nmero inteiro imediatamente inferior. 4.2. O candidato portador de deficincia concorre em igualdade de condies com os demais candidatos s vagas de ampla concorrncia e, ainda, s vagas reservadas aos portadores de deficincia. 4.2.1. O candidato portador de deficincia, se classificado, alm de figurar na lista de classificao correspondente s vagas de ampla concorrncia, ter seu nome publicado na lista de classificao das vagas oferecidas aos portadores de deficincia. 4.3. Para os fins preconizados no item 4.1, somente sero consideradas como pessoas portadoras de deficincia aquelas que se enquadrem nas situaes previstas na legislao pertinente. 4.3.1 O candidato dever esta de posse de atestado mdico, atualizado, que comprove a deficincia a ser informada no Requerimento de Inscrio, constando o CID e a sua descrio, por ocasio da inscrio no concurso.

4.4. O candidato portador de deficincia, aprovado e classificado na Prova Objetiva, ser avaliado pelo Ncleo de Sade Ocupacional do MPRJ,