EDITORIAL - ?· na Hungria, uma nação de 9,8 milhões de habitantes, que faz fronteira com o Oblast…

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

2018N.o 523 (3954) JULHO 2018BOLETIM INFORMATIVO DA SOCIEDADE UCRANIANA DO BRASIL

Al. Augusto Stellfeld, 795 - CEP 80410-140 Curitiba - Paran - Brasil - Fone/Fax: (41) 3224-5597 - e-mail: subras@sociedadeucraniana.com.br

Conforme o ponto de vista que tenho, nossa manifestao atravs do canto e da dana por este Brasil e afora, apenas uma pequena parcela do que podemos fazer para sermos conhecidos e entendidos como ucranianos. Somos um povo que no esmorece, visto que h tanto tempo luta por paz dentro de sua terra negra (Tchornozem) que tambm bero da cultura eslava e ainda nos dias atuais, mesmo aps sculos, continua sendo cobiada por seus vizinhos. O tempo passou, mas os fatos se mostram cclicos, e ainda hoje preciso permanecermos firmes na defesa da soberania e integridade do territrio ucraniano. Meios de comunicao que deveriam servir para informar, por vezes fazem o contrrio, parece que tentando incutir na cabea de seus leitores e expectadores falsas informaes, seja propositadamente ou no. A Sociedade Ucraniana do Brasil completou 96 anos de existncia. Com seus importantes departamentos, a Organizao Feminina que dirige a Subotna Chkola Lssia Ukrainka e o Museu Ucraniano de Curitiba e, o Departamento de Folclore, muito bem representado pelo Folclore Ucraniano Barvinok, a Sociedade intensamente trabalha para de forma correta divulgar nossa cultura. Continuaremos com nosso trabalho de forma reta e sria, e mesmo h tantos quilmetros de distncia da Ucrnia, apoiando sua soberania. Assim como bons brasileiros diremos em setembro Viva a Independncia do Brasil, como bons ucranianos dizemos com alegria agora em agosto Viva os 27 anos de Independncia da Ucrnia! Slava Ukraini! (Glria Ucrnia). Heroiam Slava! (Glria aos heris!). Que Deus conceda a todos os lderes ucranianos e ns diretores, a sabedoria na conduo de nosso trabalho, sempre com humildade debaixo de Sua vontade e direo.

Mirna Slava Kirylowicz Voloschen Presidente

EDITORIAL

2018 N.o 523 (3954) JULHO 20182

Logo, se eu me oponho a Putin, me oponho ao comunismo, logo, se me oponho ao comunismo, sou um fascista. Essa a leitura que muitas mentes pobres, sem tempo para leituras e estudo acerca do caso ucraniano, costumam fazer. Se contra a Rssia, contra a URSS, logo, s pode ser Nazista ou Fascista, algo assim. Bom, a expresso "Slava Ukrainii", utilizada normalmente por chefes de Estado, grupos folclricos, organizaes e at mesmo a Igreja (e agora por jogadores que entendem a situao atual da Ucrnia - jogaram l) como forma de autoafirmao da prpria nacionalidade foi associada a movimentos de extrema direita (pela imprensa do desservio). Eu queria que todos buscassem as ltimas informaes das relaes do governo ucraniano com as minorias tnicas (ou religiosas) incluindo a judeus, muulmanos, povos ciganos e, especialmente, os trtaros da Crimia. Conferissem as mudanas que a Ucrnia vem sofrendo em relao educao, infraestrutura e direitos das mulheres (caminho longo, bem verdade). Em seguida, buscassem sobre as mesmas informaes, em relao ao Governo Russo. Em cinco minutos de pesquisa, conseguimos descobrir que o fascismo na verdade no mora na Ucrnia, mas ao lado, no pas que est sediando a Copa do Mundo. Espero ter me feito entender, fiquem vontade para compartilhar. SLAVA UKRAINII ! (de uma pessoa com tendncia esquerda, mas que consegue enxergar os horrores cometidos por regimes ditatoriais, de direita, esquerda ou de centro - um amante da liberdade e democracia).

ANDREIV CHOMA

SLAVA UKRAINII! HEROIAM SLAVA!

Borbulharam textos na internet nos ltimos dias acerca da tradicional saudao nacional ucraniana. O fato se deu, principalmente, por um dos jogadores da Crocia, ter utilizado a frase durante a Copa da Rssia (foi punido, alis). No Brasil, vrios sites e crticos, que nunca escreveram uma nica linha acerca da invaso russa na Crimia, resolveram tomar as dores de Putin. preciso lembrarmos um pouco da Histria da Ucrnia para continuarmos, especialmente do perodo entre guerras. Movidos pelos ideais nacionalistas do final do sculo anterior (Primavera das Naes) e pela agitao causada pela Primeira Guerra Mundial, em 22 de janeiro de 1918, foi proclamada a independncia da Repblica Ucraniana. A Independncia ucraniana durou poucos meses. O territrio foi logo tomado pela movimento sovitico (incluindo seu exrcito) o que culminou na integrao da Ucrnia URSS. Nessa poca, surgiram diversos exrcitos ucranianos insurgentes, que buscavam a independncia da Ucrnia e, entre eles a expresso "Slava Ukrainii" (Glria Ucrnia), como modo de autoafirmao da luta pela independncia. Com a II Grande Guerra, os exrcitos insurgentes viram-se cercados, de um lado, os Nazistas, de outro, a URSS. Ainda que alguns lderes dos movimentos tenham negociado com um ou outro lado, o fato que os ucranianos foram dizimados, por nazistas e por sovietes. A clebre expresso continuou sendo um sinal de busca pela liberdade e independncia. Ganhou foras novamente aps a Revoluo da Dignidade e queda do presidente Yanukovich (corrupto, diga-se de passagem e aliado de Putin). O Partido Comunista e seus smbolos foram proibidos na Ucrnia desde a Revoluo. O problema no a ideologia em si, mas as feridas deixadas pelos longos anos de cativeiro soviete. Milhes morreram, outros milhares simplesmente desapareceram. No Brasil, a desinformao leva muitos a acreditarem que, pasmem vocs, Putin Comunista.

PS.: a) A Crimia da Ucrnia. b) O Putin um maluco, com tendncias tsaristas e no Soviticas (alis, foi contra tendncias assim que os bolcheviques lutaram, pelo amor de Marx!). c) A Rssia nunca aceitou e nunca vai aceitar que o bero de todas as civilizaes eslavas orientais no ela e no pertence mais a ela.PS2: A Embaixada da Ucrnia no Brasil soltou uma nota na pgina do Face, vale conferir.

(Texto meu, sobre o que vi por a e que at me fez tirar a poeira do meu face pessoal)

2018 3N.o 523 (3954) JULHO 2018

Histria honesta

Calor da Hungria. Como o passado hngaro da Transcarpcia criou seu presente

tumultuado Por Veronika Melkozerova Publicado em 4 de maio.

BEREHOVE, Ucrnia - Novos problemas com um vizinho difcil esto se formando para a Ucrnia, mas desta vez no s da Rssia. Lderes na Hungria, uma nao de 9,8 milhes de habitantes, que faz fronteira com o Oblast de Zakarpattya, a 800 quilmetros a sudoeste de Kiev, esto tornando a vida da Ucrnia a mais difcil possvel. A regio abriga cerca de 100.000 hngaros tnicos, que constituem 10% da populao de 1 milho de habitantes de Zakarpattya.Como a Rssia fez no leste da Ucrnia, a Hungria est ampliando sua influncia em Zakarpattya, tentando ditar Ucrnia como conduzir seus assuntos internos, acusando-a de reprimir a minoria hngara e at ameaando bloquear a integrao da Ucrnia Unio Europia e OTAN. Conflito de hoje As tenses entre a Ucrnia e a Hungria aumentaram em setembro, quando o parlamento ucraniano introduziu uma legislao que torna o ucraniano a nica lngua de educao nas escolas estaduais do pas. Embora a nova lei de lngua visasse principalmente cortar a influncia da lngua russa, irritou a maioria dos pases vizinhos da Ucrnia, que tambm a viram como supresso de suas lnguas nacionais.

As tenses com a Romnia e a Polnia sobre esta questo foram resolvidas diplomaticamente, mas a Rssia e a Hungria tm usado a lei da lngua para reivindicar que a Ucrnia est discriminando as minorias nacionais. A mudana para a direita na poltica europeia no est ajudando: o radical partido poltico hngaro Jobbik, que em 2014 convocou abertamente o Zakarpattya a se unir Hungria, ocupou 26 cadeiras no parlamento hngaro e ficou em segundo depois do atual primeiro-ministro Viktor Orban. aliana governista Fidesz-KNDP (133 assentos) na eleio parlamentar da Hungria em 8 de abril. Por sua vez, as provocaes dos nacionalistas ucranianos contra as bandeiras hngaras e o que o Servio de Segurana da Ucrnia alegou ser um ataque russo instigado a um centro cultural hngaro em Zakarpattya, foram amplamente cobertas pela mdia hngara e russa.Agora, o plano da Ucrnia para restaurar uma base militar em Berehove, uma cidade de 20 mil habitantes a cerca de 10 quilmetros da fronteira com a Hungria, se tornou o mais recente ponto dolorido nas relaes ucraniano-hngaras. O ministro das Relaes Exteriores da Hungria, Pter Szijjrt, expressou sua preocupao com o plano, que envolveria cerca de 800 soldados ucranianos na rea, povoada principalmente por hngaros tnicos. Szijjrt disse que o governo ucraniano considerou a minoria hngara uma ameaa a Kiev e chamou a situao de "repugnante" em 19 de maro. Mas, apesar do amplo envolvimento da Hungria na regio, Zakarpattya est longe de ser dominado por hngaros tnicos. Na realidade, uma terra multinacional. De acordo com o ltimo censo nacional em 2001, Zakarpattya era maioritariamente habitada por ucranianos (1 milho), hngaros (151.000), romenos, russos, ciganos, eslovacos, alemes e judeus. Ento, por que a Hungria est intervindo nos assuntos ucranianos em Zakarpattya agora? As razes esto no passado da regio.

Nota do Editor: Esta a quarta edio do projeto Honest History do Kyiv Post, uma srie que desmascara mitos sobre a histria ucraniana usada por propagandistas. As histrias e vdeos so apoiados pelo Black Sea Trust, um projeto do German Marshall Fund dos Estados Unidos. As opinies expressas no representam necessariamente as do Black Sea Trust, do German Marshall Fund ou de seus parceiros.

O centro de Berehove, uma cidade ucraniana ocidental, exibido em 1940. A cidade, agora com 20.000 habitantes, e o resto do Oblast de Zarkapattya, tornou-se parte da Ucrnia sovitica somente aps a Segunda Guerra Mundial. A Hungria governou por sculos antes disso.

Foto de Fortepan

A catedral da elevao da cruz santament