Click here to load reader

EdL Educacao de Adultos Como Direito Humano Moacir Gadotti

  • View
    500

  • Download
    3

Embed Size (px)

Text of EdL Educacao de Adultos Como Direito Humano Moacir Gadotti

Este livro foi disponibilizado pelo(a) autor(a) para fins educacionais, no comerciais, sob a licena Creative Commons 3.0 by-nc-nd. Pode ser acessado e copiado a partir do site do Instituto Paulo Freire (http://www.paulofreire.org), seo Editora e Livraria Instituto Paulo Freire e Centro de Referncia Paulo Freire. Com a licena Creative Commons Atribuio-Uso No-Comercial-Vedada a Criao de Obras Derivadas 3.0 Brasil (by-nc-nd),

Voc tem a liberdade de:

Compartilhar copiar, distribuir e transmitir a obra.

Sob as seguintes condies: Atribuio - Voc deve creditar a obra da forma especificada pelo autor ou licenciante (mas no de maneira que sugira que estes concedem qualquer aval a voc ou ao seu uso da obra).

Uso no-comercial - Voc no pode usar esta obra para fins comerciais.

Vedada a criao de obras derivadas - Voc no pode alterar, transformar ou criar em cima desta obra. Para mais informaes sobre a licena, acesse: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/ Este livro pertence ao catlogo da Editora e Livraria Instituto Paulo Freire. Caso tenha interesse em adquiri-lo em sua verso impressa, favor entrar em contato com:

Cerro Cor, 550 | Lj. 01 | Alto da Lapa 05061-100 | So Paulo | SP | Brasil T/F: 11 3021 1168 [email protected] [email protected] www.paulofreire.org

4

Educao de Adultos como Direito HumanoMoacir Gadotti

Instituto Paulo FreireCADERNOS DE FORMAO

4

Educao de Adultos como Direito HumanoMoacir Gadotti

ExpedienteInstituto Paulo FreireMoacir Gadotti Presidente do Conselho Deliberativo Alexandre Munck Diretor Administrativo-Financeiro ngela Antunes Diretora Pedaggica Paulo Roberto Padilha Diretor de Desenvolvimento Institucional Salete Valesan Camba Diretora de Relaes Institucionais Janaina Abreu Coordenadora Grfico-Editorial Lina Rosa Preparadora de Originais Carlos Coelho Revisor Kollontai Diniz Capa e Projeto Grfico Renato Pires Diagramao e Arte-Final Brasilgrafia Grfica e Editora ImpressoDados Internacionais de Catalogao na Publicao (CIP) (Cmara Brasileira do Livro, SP, Brasil)

Sumrio

Introduo ................................................................................... 05 1. Importncia da Confintea ................................................ 07 2. Uma viso ampliada da Educao de Adultos ....... 10 3. Contexto do Brasil e da Amrica Latina ..................... 13 4. Direito Educao de Adultos ....................................... 17 5. Polticas estruturantes de longo prazo ....................... 20 Concluso - Belm: um novo marco de ao ............... 25 Referncias .................................................................................. 29

Gadotti, Moacir Educao de Adultos como Direito Humano -- So Paulo: Editora e Livraria Instituto Paulo Freire. 2009. (Instituto Paulo Freire. Srie Cadernos de Formao; 4) Bibliografia. ISBN 978-85-61910-39-6 1. Alfabetizao (Educao de Adultos) 2. Analfabetos 3. Direitos Humanos 4. Incluso Social I. Srie. 09-12206 CDD-374.0124

ndices para catlogo sistemtico: 1. Adultos no alfabetizados : Alfabetizao : Direitos Humanos : Educao de Adultos : 374. 0124 Copyright 2009 Editora e Livraria Instituto Paulo Freire Editora e Livraria Instituto Paulo Freire Rua Cerro Cor, 550 | Lj. 01 | 05061-100 | So Paulo | SP | Brasil T: 11 3021 1168 | [email protected] | [email protected] www.paulofreire.org

IntroduoDia 19 de setembro de 2009, Paulo Freire completaria 88 anos. Foi justamente nesse dia que foram divulgados os dados referentes Pesquisa Nacional por Amostra de Domiclios (PNAD) 2008 do IBGE. Se estivesse vivo, Paulo Freire no gostaria de ler os jornais desse dia. Ao lado de muitas notcias boas, uma, certamente, o entristeceria: o nmero absoluto de analfabetos adultos passou de 14.136 milhes para 14.247 milhes. O nmero de analfabetos adultos hoje exatamente o mesmo de 1960: em torno de 15 milhes. Cristovam Buarque assumiu o Ministrio da Educao do governo Lula, em janeiro de 2003, dizendo que eliminaria o analfabetismo em quatro anos, meta ambiciosa que todos sabiam que seria impossvel de alcanar em to pouco tempo. O que no se esperava que acontecesse o contrrio. Todos reconhecem a melhoria da educao brasileira nos ltimos anos. Por isso no d para entender porque o analfabetismo no tenha tido a mesma ateno de outras modalidades de ensino. Os nmeros do PNAD 2008 vo nos deixar constrangidos em Belm, no final do ano, na VI Conferncia Internacional de Educao de Adultos da Unesco que, pela primeira vez, se realiza no hemisfrio sul. Eles mostram que o ndice de analfabetismo diminuiu apenas 0,1%. O resultado s no foi pior em razo do bom desempenho do Nordeste, regio que teve maior participao da sociedade civil: a taxa de analfabetismo recuou de 9,9% para 9,8% entre 2007 e 2008. A taxa de analfabetismo no Brasil est praticamente estagnada. A nao deveria ficar chocada diante desses dados que revelam flagrante desrespeito aos direitos humanos. Alm da crnica falta de recursos para essa que deveria ser considerada uma modalidade da educao bsica, como est no Plano Nacional de Educao de 2001, a deciso do governo de afastar a sociedade civil do processo, contrariando a Comisso Nacional de Alfabetizao e Educao de Jovens e Adultos (Cenaeja), foi outro fator que contribuiu para esse resultado negativo. E no faltaram alertas para a equivocada reformatao do programa federal

6

Cadernos de Formao 4

Instituto Paulo Freire

7

Brasil Alfabetizado. Como falar em Todos pela Educao, ignorando a decisiva e necessria participao da sociedade civil? Todos sabemos que o fim do analfabetismo no s responsabilidade do governo federal: responsabilidade das trs esferas de governo. Mas inaceitvel, seja quem for o responsvel, que o direito humano educao seja negado duas vezes aos adultos. O analfabetismo uma ofensa ao direito de cidadania: como negar o direito humano comida, liberdade, o direito a no ser torturado. Ser que devemos esperar que os analfabetos morram para que as estatsticas melhorem? nesse contexto que estamos nos preparando para participar da sexta Conferncia Internacional de Educao de Adultos (Confintea). Ela deveria ser realizada em Belm, de 19 a 22 de maio de 2009, mas foi adiada, em funo da gripe A (H1N1). Ela ser realizada no mesmo lugar, em Belm, de 1 a 4 de dezembro de 2009, no ano em que a primeira obra de Paulo Freire, Educao e atualidade brasileira, completa cinquenta anos.

1. Importncia da ConfinteaPaulo Freire havia sido convidado, pela Unesco, para participar da Confintea V, realizada em Hamburgo, na Alemanha, em julho de 1997. Infelizmente ele viria a falecer dois meses antes. Na ocasio, a Unesco me convidou para lhe prestar uma merecida homenagem. O nome de Paulo Freire foi muito citado naquela conferncia que instituiu a Dcada Paulo Freire da Alfabetizao. A Confintea, de carter intergovernamental, tem por objetivo a promoo da Educao de Adultos como poltica pblica no mundo. Pela primeira vez, ela acontecer no hemisfrio sul, no pas de Paulo Freire e na Amaznia, que abriga a maior floresta do mundo, a ptria das guas, na expresso do poeta Thiago de Mello, que nos ensina uma grande lio: a do rio Amazonas, que nasce de outros rios, lio de saber seguir junto com outros sendo, e noutros se prolongando, e construir o encontro com as guas grandes do oceano sem fim. (MELLO, 2007, p. 28). Antes de Belm, a Unesco realizou uma Confintea Mid Term, em 2003 uma Conferncia no meio termo entre a quinta e a sexta conferncia , para avaliar os resultados da quinta Conferncia e projetar o futuro at a realizao da sexta Conferncia. Em Belm, devero participar cerca de 2 mil delegados e observadores de mais de 170 pases. O processo de preparao foi participativo: 147 pases elaboraram seus relatrios nacionais, apresentados em cinco conferncias continentais. No Brasil, os Fruns Estaduais de Educao de Jovens e Adultos (EJA) discutiram os temas centrais da Confintea. As conferncias, oficinas e mesas redondas de Belm devem ser transmitidas ao vivo, pela Internet, em quatro lnguas: portugus, ingls, francs e espanhol. A preparao da Confintea VI incluiu consultas e revises temticas, presenciais e virtuais, pesquisas e estudos de caso selecionados de prticas exitosas, bem como informes nacionais e informes das reunies regionais preparatrias, que foram sintetizados no Informe Global sobre a Aprendizagem e a Educao de Adultos, a ser discutido em Belm. No Brasil, houve reunies preparatrias em todos os Estados,

8

Cadernos de Formao 4

Instituto Paulo Freire

9

organizadas tanto pelo governo (Secad/MEC) quanto pela sociedade civil (Fruns de EJA). A Educao de Adultos relaciona-se com vrios temas, entre eles: a questo da pobreza e das desigualdades, a questo das ONGs, comunicao e informao, mudanas climticas, migraes (refugiados e imigrantes em situao irregular), interculturalidade, empregabilidade e sobrevivncia, economia solidria e, certamente, a educao como direito humano, como direito educao emancipadora, como defende o Frum Mundial de Educao. Faro parte da agenda, tambm, os temas da globalizao, do desenvolvimento sustentvel, da democracia econmica, da cultura da paz, do direito educao ambiental, a questo de gnero na EA, a mdia, a tecnologia, a educao no formal, a educao popular e outros. Como afirma Vincent Defourny, representante da Unesco no Brasil, a Educao de Adultos tem forte interface com questes capazes de melhorar a qualidade de vida mundial, como a erradicao da fome. (DEFOURNY, 2009, p. 3). O Conselho Internacional de Educao de Adultos (Icae), nas atividades preparatrias, defendeu a incluso de quatro assuntos prioritrios: a questo da pobreza e crescente desigualdade social e cultural, o direito educao e aprendizagem das mulheres e homens imigrantes, a absoluta prioridade da alfabetizao das pessoas adultas, novas polticas e legislao

Search related