Em coro a deus louvemos 261 280

Embed Size (px)

Text of Em coro a deus louvemos 261 280

  • 1. 261 Vem Esprito divino G C G Am D7 G1.Vem, Esprito divino, grande ensinador, C GDG vem, revela as nossas almas Cristo, o Salvador. CGD Est.: Santo Esprito, ouve com favor! G C G D D7 G Em poder e graa insigne, mostra o teu amor.2. Vem, destri os alicerces do viver falaz, aos errados concedendo salvao e paz.3. Vem, reveste a tua igreja de poder e luz! Vem, atrai os pecadores ao Senhor Jesus!4. Maravilhas grandiosas outros povos tm; bnos venham semelhantes sobre ns tambm.Em coro a Deus louvemos

2. 262 Abenoa, Senhor, a nossa vidaCF C G C1. Abenoa Senhor, a nossa vida, abenoa com Teu poder, C7F G C/: pois a Ti, Jesus a consagramos, que ela seja do Teu querer.:/2. Abenoa Senhor, nosso trabalho, abenoa com Teu amor, /: pois a Ti Jesus o oferecemos que ele sirva pra Teu louvor.:/3. Abenoa Senhor, Tua Palavra, abenoa com Teu poder,/: que germine e produza muitos frutos e nos faa na f crescer.:/4. Abenoa Senhor, nosso encontro, abenoa com Teu agir,/: que ao sair daqui a gente tenha mais vontade de Te servir.:/263 Deus te amaC FC G7Deus te ama e eu te amo e assim queremos viver.C FC G7CDeus te ama e eu te amo, vivamos sempre assim. Em coro a Deus louvemos 3. Procure descobrir, por voc mesmo, como o Senhor Deus bom.Salmo 33.8Em coro a Deus louvemos 4. 264 Utopia Em coro a Deus louvemos 5. 264 Utopia 2 parteE1. Quando o dia da paz renascer, F#m quando o sol da esperana brilhar, eu vou cantar! B7 Quando o povo nas ruas sorrir,E e a roseira de novo florir, eu vou cantar! Quando as cercas carem do cho, F#m quando as mesas se encherem de po, eu vou cantar!B7 Quando os muros que cercam os jardins, E destrudos, ento os jasmins vo perfumar!B7A B B7 EEst.: /:Vai ser to bonito se ouvir a cano / cantada de novo. B7 AEB7 E No olhar da gente a certeza do irmo, / reinado do povo.:/2. Quando as armas da destruiodestrudas em cada nao, eu vou sonhar!E o decreto que encerra a opresso,assinado s no corao, vai triunfar!Quando a voz da verdade se ouvir,e a mentira no mais existir, ser, enfim,tempo novo de eterna justia,sem mais dio, sem sangue ou cobia, vai ser assim! Em coro a Deus louvemos 6. 265 Jesus a aliana/: Jesus a aliana entre voc e Deus Jesus a aliana entre voc e eu.:/Hoje Ele te chama para renovar.Hoje Ele te chama para restaurar.Hoje Ele te chama para reviver e amar. Em coro a Deus louvemos 7. O cu anuncia a glria de Deuse nos mostra aquilo que as suas mos fizeram.Cada dia fala dessa glria ao dia seguinte,e cada noite repete isso outra noite.Salmo 19.4Em coro a Deus louvemos 8. 266 EsperanaEm coro a Deus louvemos 9. 266 Esperana2 parte E B7E Est.: Amadurece a cada instante uma esperana B7Ede um mundo novo povoado de irmos.B7 ESe voc pode acreditar comece agora,A Am Ee no tenha medo de ser livre at o fim.B7 ENo tenha medo de ser livre at o fim. A B7 E1. Lobo e cordeiro pastaro na mesma relva, A Am E e em vez de armas nucleares infernais AAmE construiremos casas, ruas e escolas, AB7E caminhos novos pra igualdade universal. 2. No haver mais compradores de justia e a liberdade no ser mais iluso. S a verdade ser fonte de notcias e poderemos crer no homem outra vez.3. No temeremos o futuro das crianase a juventude ter novos ideais.E quem achar que tudo isso utopiapague aluguel do seu nome de cristo. Em coro a Deus louvemos 10. 267 Animados pela fCDmG7C1. O teu povo, Senhor, est sofrendo, caminhando de um lado para outro.Dm G7CUma vida mais justa est querendo, pois seno vai migrar at estar morto FCEst.: Animados pela f e bem certos da vitria,Am Dm G7C C7F G7 Cvamos fincar nosso p e fazer a nossa histria. E fazer a nossa histria, animados pela f.2. Deste jeito que a coisa est andando, / o sistema escraviza e nos domina. Ele o mal que est nos desviando / da verdade que Cristo hoje ensina.3. A estrutura da nossa sociedade / fora o povo para a migrao. Os da roa vo para a cidade, / sempre em busca de melhor situao.4. Nas indstrias, os que so operrios / demitidos tambm tm que migrar.Quando tentam melhorar o salrio, / outra fbrica tm que procurar.5. Mas quem lucra com esse vai-e-vem / so os grandes, enquanto sofre o povo.J hora dos pobres se unir bem, / para juntos construir um mundo novo.6. verdade que ns, neste mundo, / somos sempre um povo a caminho. E Deus nunca se afasta um segundo, / acompanha e ajuda com carinho.Em coro a Deus louvemos 11. 268 So tantos, SenhorE1. So tantos, Senhor, mendigos do po,Aque choram sorrindo, estendendo a mo.EB7 EImploram a vida negada e trada / num mundo de fome, cansado do no.2. So tantos, Senhor, sem amanhecer, / tropeam vagando, sem nada dizer.So olhos tristonhos, molhados de sonhos, / na seca do amor, e querem colher.3. So tantos, Senhor, num triste querer, / atolam-se em morte, insistem viver, alm da migalha, da justia falha, / no tempo to triste do lucro, poder.4. So tantos, Senhor, sementes no cho, / que lutam, sofrendo a perseguio. No temem a morte, na arma do forte, / que crem agora na ressurreio.5. So tantos Senhor, espelho do tempo / no rosto, no corpo, marcado sangrento. Ajuda teu povo, agora de novo, / na fome saciada, o teu sacramento.Em coro a Deus louvemos 12. 269 Somos um pelos laos do amorBbEbBbEb CmF/: Somos um pelos laos do amor; somos um pelos laos do amor.:/Bb Bbm EbNosso esprito se une ao Esprito de Deus;FBbSomos um pelos laos do amor;Bb Bbm EbDe mos dadas mostraremos que ns somos do Senhor;FBbSomos um pelos laos do amor.Em coro a Deus louvemos 13. Deus aceita as pessoaspor meio da fque elas tem em Jesus Cristo. Romanos 3.22 Em coro a Deus louvemos 14. 270 Orao da FamliaEm coro a Deus louvemos 15. 270 Orao da Famlia 2 parteGD1. Que nenhuma famlia comece em qualquer de repente. G Que nenhuma famlia termine por falta de amor. D Que o casal seja um para o outro de corpo e de mente. G E que nada no mundo separe um casal sonhador.GD Que nenhuma famlia se abrigue debaixo da ponte. G Que ningum interfira no lar e na vida dos dois. D Que ningum os obrigue a viver sem nenhum horizonte. G Que eles vivam do ontem, do hoje, em funo do depois.G Em AmEst.: Que a famlia comece e termine sabendo onde vaiDG e que o homem carregue nos ombros a graa de um pai. EmAm Que a mulher seja um cu de ternura aconchego e calor,GD G e que os filhos conheam a fora que brota do amor.GDG /: Abenoa, Senhor, as famlias amm. Abenoa, Senhor, a minha tambm.:/2. Que marido e mulher tenham fora de amar sem medida. Que ningum v dormir sem pedir ou sem dar seu perdo. Que as crianas aprendam no colo o sentido da vida. Que a famlia celebre a partilha do abrao e do po. Que marido e mulher no se traiam nem traiam seus filhos, que o cime no mate a certeza do amor entre os dois. Que no seu firmamento a estrela que tem maior brilho, seja a firme esperana de cu aqui mesmo e depois.Em coro a Deus louvemos 16. 271 no campo da vida Em coro a Deus louvemos 17. 271 no campo da vida 2 parte AB7 E1. no campo da vida que se esconde um tesouro, AB7 E vale mais que o ouro, mais que a prata que brilha. A B7 E presente de Deus, o cu j aqui; C#m F#m B7 E o amor mora ali e se chama famlia. A B7 E At mesmo o cu, desejou ser famlia, A B7 E para que a famlia desejasse ser cu.AB7 E Nela se faz a paz no ouvir, no falar,C#mF# mB7 E e na arte de amar, o amargor vira mel. B7 Est.: Como bom ter a minha famlia, como bom!E Vale a pena vender tudo o mais para poder comprarB7 esse campo que esconde um tesouro que puro dom,E meu ouro, meu cu, minha paz, minha vida, meu lar.2. Na famlia, a mentira no se d com a verdade e a felicidade sabe o peso da cruz, porque l h amor, h renncia e perdo, h tambm orao e o chefe Jesus. Surgem falsos brilhantes enganando a famlia, to sutil armadilha de um doce sabor. A riqueza maior de Deus a presena, na sade ou doena, na alegria ou na dor.Em coro a Deus louvemos 18. 272 Famlia que Deus querGC G D7 GEst.: /: Famlia seja o que deve ser, assim como Deus quer.:/ D7G1. Deus quer da famlia os cuidados da vida,AmG D7pois a vida merece o que h de melhor.CAm GMarcas de morte, de gente sofrida,D7 G reclamam da vida um pouco de amor. 2. Deus quer da famlia um lugar de ternura,lugar de bondade, tambm de vigor.Onde acontece a partilha de tudo:Do po, da palavra, da luta e da dor.3. Deus quer da famlia fiel compromisso, real fundamento na vida de um lar. Tempos alegres e tempos difceis comprovam o jeito fiel de se amar. 4. Deus quer da famlia a base da Igreja,a base de um mundo fraterno e irmo,onde se prova que sempre possvel,viver e crescer no respeito e a unio.Em coro a Deus louvemos 19. 273 Arde a voz em meu peitoBmEm F#BmEst: Arde a voz em meu peito / do homem de Nazar. EmF#Bm Ele que no tinha casa / e nem sandlia no p. Em AD1. Era pobre com os pobres / e sofria com os sofridos. F# BmC# F#Dava mo aos desmaiados, / libertada os oprimidos. 2. Hoje estamos to distantes / do que ele ensinou.To distantes da justia, / to distantes do amor.3. Ele quem te convida / a viver simplicidade. Ter s nele a tua posse, / ver s nele a verdade. Em coro a Deus louvemos 20. 274 Pela fora do amor Em coro a Deus louvemos 21. 274 Pela fora do amor AE Est.: Pela fora do amor, lado a lado caminhar. E7 A Com a bno do Senhor nosso lar edificar.E Com a bno do Senhor lado a lado caminhar.E7A Pela fora do amor nosso lar edificar. F#m DBm1. Pela fora do amor, Deus permite comunho. EE7 A motivo de alegria, de louvor e gratido. F#mD BmDeus nos fez sua imagem, pra viver de igual pra igual. EE7ACompanheiro, companheira, nossa vida at o final.2. Pela fora do amor, Deus nos fez o povo seu. Com bondade, pacincia, sua mo nos estendeu. Se houver dificuldade, ele ir nos amparar, Recebemos seu perdo, j podemos perdoar.3. Pela fora do amor, Deus vem nos abenoar. Nos concede toda graa, o amor multiplicar. Caminhando na esperana do seu reino de amor, Ele est sempre presente, seja em alegria ou dor. 4. Pela fora do amor, Deus ser a nossa luz.Nos protege noite e dia, pela vida nos conduz.Que a mensagem de Jesus s presente em nosso lar,com palavras e atitudes n