Click here to load reader

Enigmas 2011-2012

  • View
    275

  • Download
    6

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Enigmas respeitantes à atividade - aLeR+ Mistérios

Text of Enigmas 2011-2012

  • 2011

    2011-2012

  • Em: SUKACH, Jim

    O que tinha descoberto o Jnior?

    Em: SUKACH, Jim Puzzles policiais Sintra: Editora Replicao, 2009

    Assalto Estao

    O que tinha descoberto o Jnior?

    Enigmas 2011-2012

    Sintra: Editora Replicao, 2009

    Assalto Estao

  • Enigmas 2011-2012

    Em: SUKACH, Jim

    Bem vindo bandido

    O Dr. J. L. Resolvetudo aproximou

    campanha.

    Atravs da bela janela de vidro gravado, viu o Sr. Crdul

    la para o deixar entrar.

    - Sei que foi roubado disse ao

    telefonou-me.

    - Sim, Dr. Resolvetudo, obrigado por ter vindo to depressa.

    - Conte-me o que sucedeu, Sr. Crdulo.

    - Bem, o Germano, o nosso mordomo, foi porta quando a campanha tocou. Logo

    que abriu esta porta, o homem

    Depois, o estranho sacou de uma arma e obrigou o Germano a mostrar

    estavam guardadas as jias da minha mulher e

    sairem, deu uma pancada na cabea

    - O Germano est aqui neste momento?

    - Sim, est l em cima deitado

    - Ele disse-lhe qual era o aspecto do ladro?

    - No. Ele disse que o bandido tinha uma mscara, por isso no pde ver

    dele - explicou o Sr. Crdulo.

    - Acha que o Germano est

    suficientemente bem para ser

    preso?- perguntou o Dr.

    Resolvetudo.

    Porqu

    Em: SUKACH, Jim Puzzles policiais Sintra: Editora Replicao, 2009

    vindo bandido

    O Dr. J. L. Resolvetudo aproximou-se da grande porta de carvalho e tocou

    Atravs da bela janela de vidro gravado, viu o Sr. Crdulo a dirigir-

    disse ao Sr. Crdulo Chamo-me J. L. Resolvetudo. O senhor

    Sim, Dr. Resolvetudo, obrigado por ter vindo to depressa.

    me o que sucedeu, Sr. Crdulo.

    em, o Germano, o nosso mordomo, foi porta quando a campanha tocou. Logo

    ta porta, o homem que estava na soleira entrou e atirou

    ho sacou de uma arma e obrigou o Germano a mostrar

    dadas as jias da minha mulher e vrios artigos val

    ma pancada na cabea do Germano.

    O Germano est aqui neste momento?

    Sim, est l em cima deitado respondeu o Sr. Crdulo.

    lhe qual era o aspecto do ladro?- perguntou o Dr. Resolvetudo.

    No. Ele disse que o bandido tinha uma mscara, por isso no pde ver

    explicou o Sr. Crdulo.

    Acha que o Germano est

    bem para ser

    perguntou o Dr.

    Porqu prender o Germano?

    Sintra: Editora Replicao, 2009

    se da grande porta de carvalho e tocou

    -se porta e a abri-

    me J. L. Resolvetudo. O senhor

    em, o Germano, o nosso mordomo, foi porta quando a campanha tocou. Logo

    ava na soleira entrou e atirou-o ao cho.

    ho sacou de uma arma e obrigou o Germano a mostrar-lhe onde

    vrios artigos valiosos. Antes de

    perguntou o Dr. Resolvetudo.

    No. Ele disse que o bandido tinha uma mscara, por isso no pde ver o rosto

  • Em: SUKACH, Jim

    A mulher fora estrangulada. No havia testemunhas e as pistas eram poucas.

    O corpo dela estava sobre o sof

    limonada encontravam-se sobre a mesinha, ao lado de uma tigela meia vazia d

    pipocas. O dr. J. L. Resolvetudo pegou nos dois copos. Os cubos de gelo bateram

    contra os copos enquanto o detetive cheirava cada um deles procura de odor a

    tabaco, batn ou qualquer coisa que pudesse ser uma pista

    namorado, que chamara a polcia , e disse:

    - Conte-me aquilo que sabe.

    - A Alexandra e eu estvamos aqui sentados a ver televiso, como pode ver.

    Eu lembrei-me de que tinha alguns recados a fazer e sa. Quando regressei,

    encontrei-a assim e chamei a polcia

    - Quanto tempo se demorou?

    - Estive fora pelo menos duas horas. Hei!

    No suspeita de mim, pois no? Se eu tivesse

    feito isto, no teria ficado aqui e chamado a

    polcia. Digo-lhe que estive fora durante duas

    horas! Qualquer pessoa poderia ter vindo c, e

    ela tem um ex-namorado que ficou com imensos

    cimes quando ela acabou com ele. melhor

    interrogarem-no a ele!

    - F-lo-emos, sem dvida

    tem um alibi muito melhor do que o seu

    o dr. Resolvetudo.

    Por que suspeita o d

    Em: SUKACH, Jim Puzzles policiais Sintra: Editora Replicao, 2009

    Rapariga assassinada

    A mulher fora estrangulada. No havia testemunhas e as pistas eram poucas.

    O corpo dela estava sobre o sof, na sala de televiso. Dois copos meio cheios de

    se sobre a mesinha, ao lado de uma tigela meia vazia d

    pipocas. O dr. J. L. Resolvetudo pegou nos dois copos. Os cubos de gelo bateram

    contra os copos enquanto o detetive cheirava cada um deles procura de odor a

    tabaco, batn ou qualquer coisa que pudesse ser uma pista

    a a polcia , e disse:

    me aquilo que sabe.

    A Alexandra e eu estvamos aqui sentados a ver televiso, como pode ver.

    me de que tinha alguns recados a fazer e sa. Quando regressei,

    a assim e chamei a polcia explicou.

    to tempo se demorou? perguntou o dr. Resolvetudo.

    Estive fora pelo menos duas horas. Hei!

    No suspeita de mim, pois no? Se eu tivesse

    feito isto, no teria ficado aqui e chamado a

    lhe que estive fora durante duas

    poderia ter vindo c, e

    namorado que ficou com imensos

    bou com ele. melhor

    emos, sem dvida, mas aposto que

    tem um alibi muito melhor do que o seu disse

    dr. Resolvetudo deste namorado

    Enigmas 2011-2012

    Sintra: Editora Replicao, 2009

    Rapariga assassinada

    A mulher fora estrangulada. No havia testemunhas e as pistas eram poucas.

    eleviso. Dois copos meio cheios de

    se sobre a mesinha, ao lado de uma tigela meia vazia de

    pipocas. O dr. J. L. Resolvetudo pegou nos dois copos. Os cubos de gelo bateram

    contra os copos enquanto o detetive cheirava cada um deles procura de odor a

    tabaco, batn ou qualquer coisa que pudesse ser uma pista. Virou-se para o

    A Alexandra e eu estvamos aqui sentados a ver televiso, como pode ver.

    me de que tinha alguns recados a fazer e sa. Quando regressei,

    perguntou o dr. Resolvetudo.

    r. Resolvetudo deste namorado?

  • Enigmas 2011-2012

    Em: SUKACH, Jim

    Arrombamento ao

    Por que suspeita o Dr. Resolvetudo da

    Em: SUKACH, Jim Puzzles policiais Sintra: Editora Replicao, 2009

    Arrombamento ao pequeno-almoo

    Por que suspeita o Dr. Resolvetudo da Dona Marlia

    Sintra: Editora Replicao, 2009

    Dona Marlia ?

  • Em: SUKACH, Jim

    Por que suspeita o Dr. Resolvetudo da Maria

    Em: SUKACH, Jim Puzzles policiais Sintra: Editora Replicao, 2009

    Uma histria intrigante

    eita o Dr. Resolvetudo da Maria

    Enigmas 2011-2012

    Sintra: Editora Replicao, 2009

    Uma histria intrigante

    eita o Dr. Resolvetudo da Maria?

  • Enigmas 2011-2012

    Em: SUKACH, Jim

    O Macaco

    De que prova estava ele a falar?

    Em: SUKACH, Jim Puzzles policiais Sintra: Editora Replicao, 2009

    De que prova estava ele a falar?

    Sintra: Editora Replicao, 2009

    De que prova estava ele a falar?

  • Em: SUKACH, Jim

    Era uma estrada de uma quinta privada. Um cartaz dizia

    Ponte baixa No se aproximem. Quando passaram de carro por baixo da ponte, o

    agente Braocomprido apontou p

    Os suspeitos de uma tentativa de assalto tomaram esta estrada. Um dos

    nossos carros perseguiu-os

    estrada pelo camio dos suspeitos. Aconteceu tudo demasiado depressa para se

    conseguir tirar o nmero da matrcula. O carro de reforo da polcia

    cerca de cinco minutos mais tarde. Parou um m

    estava bem e depois prosseguiu.

    cruzamento e contornou a curva segui

    o outro agente descrevera. Estavam

    Disseram que tinham tido um furo.

    Acredita na histria do furo?

    Em: SUKACH, Jim Puzzles policiais Sintra: Editora Replicao, 2009

    O truque da ponte

    Era uma estrada de uma quinta privada. Um cartaz dizia

    No se aproximem. Quando passaram de carro por baixo da ponte, o

    agente Braocomprido apontou para esta estrada e explicou ao dr. Resolvetud

    Os suspeitos de uma tentativa de assalto tomaram esta estrada. Um dos

    os at quela ltima esquina, mas foi forado a sair da

    da pelo camio dos suspeitos. Aconteceu tudo demasiado depressa para se

    o da matrcula. O carro de reforo da polcia

    cerca de cinco minutos mais tarde. Parou um minuto para ver se o primeiro agente

    estava bem e depois prosseguiu. Passou por debaixo desta ponte, passou por outro

    cruzamento e contornou a curva seguinte, onde encontrou um camio como o que

    o outro agente descrevera. Estavam a guardar um compressor porttil

    m que tinham tido um furo.

    stria do furo? perguntou o Dr. Resolvetudo.

    Bem, eles disseram que tin

    pneu muito em baixo e no h maneira de

    verificar isso, mas o que estranho

    disseram que no estavam na estrada

    secundria. Disseram que sabiam que o camio

    deles era demasiado alto para passar por

    debaixo da ponte. Tem 2,5 cm a mais. No

    podia ter passado por debaixo da ponte, por

    isso deixmo-los ir embora.

    Chame-os de volta foi

    Resolvetudo disse.

    Porqu?

    Enigmas 2011-2012

    Sintra: Editora Replicao, 2009

    O truque da ponte

    Estrada privada

    No se aproximem. Quando passaram de carro por baixo da ponte, o

    r. Resolvetudo:

    Os suspeitos de uma tentativa de assalto tomaram esta estrada. Um dos

    mas foi forado a sair da

    da pelo camio dos suspeitos. Aconteceu tudo demasiado depressa para se

    o da matrcula. O carro de reforo da polcia chegou aqui

    to para ver se o