Ep Paulinas 1

  • View
    266

  • Download
    5

Embed Size (px)

Text of Ep Paulinas 1

  • 7/27/2019 Ep Paulinas 1

    1/61

    Niteri, 2005

    SEMEADOR

  • 7/27/2019 Ep Paulinas 1

    2/61

    Seminrio Evanglico para oAperfeioamento de Discpulose Obreiros do Reino - SEMEADOR

    Superviso Editorial:Pr. Luiz Cludio Flrido

    Projeto Grfico,Edio e Impresso:Mdia Express Comunicao

    Todos os direitos reservados

    Comunidade CristJesus para o Mundo

  • 7/27/2019 Ep Paulinas 1

    3/61

    Este livro foi escrito pela equipe de redatores do Seminrio Evanglico Para oAperfeioamento de Discpulos e Obreiros do Reino - SEMEADOR com baseem fundamentos recolhidos de vrias fontes: autores cristos reconhecidamenteinspirados por Deus, estudos aceitos e adotados por outros seminrios

    evanglicos de prestgio e, acima de tudo, a viso especfica que o Esprito Santo tematribudo ao ministrio da Comunidade Crist Jesus Para o Mundo.Por se tratar de contedo bblico, o assunto aqui tratado no se esgota, em nossoentendimento, nas pginas deste ou de qualquer outro livro. Cremos no poder revelador daPalavra de Deus, que nos oferece novas indues a cada releitura. Por isso, o objetivomaior do SEMEADOR no se limita ao estudo teolgico, mas sim em trazer a presena deDeus e a PalavraRhema na vida de discpulos e obreiros que queiram um verdadeirocompromisso com o Seu Reino.A Bblia e a presena de Deus so, portanto, requisitos indispensveis para os alunos do

    SEMEADOR, tanto no estudo deste livro como durante as aulas.No to mandei eu? Esfora-te, e tem bom nimo; no te atemorizes, nem te espantes;porque o Senhor teu Deus est contigo, por onde quer que andares. Josu 1:9

    Equipe de Redao

    Apresentao

  • 7/27/2019 Ep Paulinas 1

    4/61

  • 7/27/2019 Ep Paulinas 1

    5/61

    ndiceCaptulo 1Livro de Romanos (1 a 5) 7A condenao e a justificaoCaptulo 2Livro de Romanos (6 a 8) 21A santificao: a concretizao da justia de Deus

    Captulo 3Livro de Romanos (9 a 16) 33A dispensao de Israel e exortaes finais

    Captulo 4Livro de Glatas 45A liberdade crit

    Bibliografia 59Resposta dos Exerccios 60Programa Curricular 61

  • 7/27/2019 Ep Paulinas 1

    6/61

  • 7/27/2019 Ep Paulinas 1

    7/61

    Epistola Paulinas I

    Livro de Romanos(1 a 5)

  • 7/27/2019 Ep Paulinas 1

    8/61

  • 7/27/2019 Ep Paulinas 1

    9/61

    AEpstola aos Romanos j estava includa nas principaiscolees de livros do Novo Testamento, considerados ca-nnicos. A prpria Bblia, conforme a segunda epstola dePedro (3:15,17), ao citar Romanos 2:4, prova a canonici-

    dade deste livro, quando lhe chama de Escritura. Esse o mais antigopronunciamento que temos quanto canonicidade de qualquer dos livros doNovo Testamento.

    Os mais famosos lderes da igreja antiga, como: Clemente, de Roma;Incio, de Antioquia; e Policarpo, de Esmirna, tiveram a Epstola aos Ro-manos citada em seus escritos, como prova incontestvel de sua canonici-dade.

    O AUTORRomanos a epstola de Paulo, mais longa, mais teolgica e mais in-

    fluente. Paulo, ao escrever esta epstola, perto do fim da sua terceira via-gem missionria, estava em Corinto como hspede na casa de Gaio. En-quanto escrevia Romanos atravs de seu auxiliar Trcio, planejava voltar a

    Jerusalm para o Dia de Pentecostes (provavelmente por volta de 57 ou 58d.C.) e entregar pessoalmente uma oferta de socorro das igrejas gentias aoscrentes pobres.

    Logo a seguir, ele esperava ir a Espanha levando o evangelho, visitarde passagem a igreja de Roma e receber ajuda dos crentes ali para prosse-guir em sua caminhada para o oeste.

    A Condenao ea Justificao(Rm. 1-5)

  • 7/27/2019 Ep Paulinas 1

    10/61

    10 Epistola Paulinas I

    TEMAO tema central de Romanos a revelao da justia de Deus ao ho-

    mem e a aplicao desta sua necessidade espiritual. Ele pode ser maisbem compreendido atravs de Romanos 1:16,17, que pode ser enunciadoda seguinte maneira: O Evangelho o poder de Deus para a salvao doshomens, porque demonstra como a posio e a condio dos pecadorespode ser alterada de tal modo que fiquem reconciliados com Deus.

    O apstolo inspirado descreve o tipo de justia que aceitvel aDeus, de tal maneira que o homem, ao possu-la, considerado justoaos olhos de Deus. a justia que resulta da f em Cristo. Essa doutrinada Justia de Deus, primeiramente declarada e depois ilustrada neste li-vro, como veremos posteriormente com mais detalhes.

    A IGREJA EM ROMAComo esta epstola foi escrita para os romanos no poderamos dei-

    xar de comentar sobre a igreja em Roma. A histria eclesistica no re-gistra o nome do fundador desta igreja. Existem tradies que vinculam aorigem aos nomes dos apstolos Pedro e Paulo. De modo contrrio tra-

    dio catlica romana, a igreja de Roma no foi fundada por Pedro, nempor qualquer outro apstolo.Ela provavelmente foi iniciada por convertidos de Paulo provenien-

    tes da Macednia e da sia, bem como pelos judeus e proslitos converti-dos no dia de Pentecostes. Nesta epstola Paulo afirma que muitas vezesplanejou ir at Roma para ali pregar o evangelho, mas que, at ento foraimpedido (Rm 1:13-15).

    SAUDAES INICIAIS (Rm 1:1-17)Paulo inicia a epstola aos Romanos se identificando; depois fala so-

    bre o carter do servo de Jesus Cristo; d seu testemunho e motiva oevangelismo. Paulo, servo de Jesus Cristo, chamado para ser apstolo,separado para o evangelho de Deus,... (Rm 1:1). Vejamos ponto aponto esta saudao instrutiva de Romanos.

    Primeiro o apstolo se identifica: servo de Jesus Cristo. Paulo no-tvel como judeu, como cidado romano, como cristo, missionrio, pio-

  • 7/27/2019 Ep Paulinas 1

    11/61

  • 7/27/2019 Ep Paulinas 1

    12/61

    12 Epistola Paulinas I

    pregador do Evangelho de Deus. Paulo se considerada devedor a pessoasinstrudas (gregos) e no instrudas (brbaros), pois o Evangelho paratodos. Ele quer dar frutos no seu ministrio e mostra disposio para aobra. De modo que, quanto est em mim, estou pronto para anunciar oevangelho tambm a vs que estais em Roma (1:15).

    Paulo termina sua saudao aos romanos afirmando: Porque nome envergonho do evangelho, pois o poder de Deus para salvao detodo aquele que cr; primeiro do judeu, e tambm do grego. Porque noevangelho revelada, de f em f, a justia de Deus, como est escrito:

    Mas o justo viver da f (1:16,17). Para Paulo o evangelho o poderde Deus para a salvao de todos os que crem em Jesus. O meio queDeus escolheu para o homem foi a f, o qual um dom de Deus. E, Ojusto viver da f, no significa s o que as pessoas dizem comumente:estou vivendo pela f, mas que a sua vida resultado da f em JesusCristo.

    A CONDENAO: O HOMEM PRECISA DA JUSTIA DEDEUS (1:18 a 3:20)Paulo comea a explicao do evangelho descrevendo como o ho-

    mem tem tentado conseguir uma justia pelo esforo prprio. Ele concluique intil, pois todos os caminhos tm levado o homem ira de Deus. a ira sobre a injustia e tentativa de justificar-se pela Lei. Paulo de-fende e expe a verdade de que a justia de Deus se revela por meio deCristo.

    Pois do cu revelada a ira de Deus contra toda a impiedade einjustia dos homens que detm a verdade em injustia (1:18). A ira deDeus uma expresso da sua justia e do seu amor. a indignao pes-soal de Deus e sua reao imutvel diante de todo o pecado causado pelocomportamento inquo do ser humano e naes, e pela apostasia e infide-

    lidade do seu povo.No passado, a ira de Deus e seu dio ao pecado revelaram-se atra-

    vs do dilvio, da fome e da peste, do abrasamento da terra, da dispersodo seu povo etc. No presente, a ira de Deus vista quando Ele entrega osmpios imundcia e s vis paixes e leva runa e morte todos quantospersistem em no obedec-lO. No futuro, a ira de Deus incluir a Grande

  • 7/27/2019 Ep Paulinas 1

    13/61

    13emeador

    Tribulao para os mpios e um dia de juzo para todos os povos e naes.Deus justo e bom, e dar a cada pessoa a recompensa que os seus atosmerecem. A Sua ira contra o pecado no irracional ou injusta, porqueEle santo; Ele por natureza contra toda e qualquer espcie de pecado.

    Paulo continua falando sobre os gentios pagos que se tornaram cul-pados e idlatras, exatamente por rejeitarem a Revelao de Deus e quepor isso estavam experimentando a ira do Senhor. A Revelao de Deus, dada a todos os homens e vem de duas fontes de conhecimento, desde oprincpio do mundo: da conscincia e da natureza. Porquanto, o que de

    Deus se pode conhecer, neles se manifesta, porque Deus lho manifestou.Pois os seus atributos invisveis, o seu eterno poder e divindade, so clara-mente vistos desde a criao do mundo, sendo percebidos mediante as coi-sas criadas, de modo que eles so inescusveis;... (1:19,20).

    Embora, Paulo descreva, dos versculos 21 ao 28, deste mesmo cap-tulo, a depravao cada vez pior entre os mpios, esses mesmos versculosapontam os princpios porque um dos pecados principais dos lderes cris-tos, que caem, a imoralidade. Paulo fala sobre o orgulho, a mentira, abusca da honra e exaltao para si mesmo, a impureza sexual e outros pe-cados que o homem se entregou, e, que, caso no voltem arrependidos, se-ro controlados por uma mente pervertida.

    Tais pessoas geralmente prosseguem na prtica do pecado, enquantojustificam seus prprios atos como sendo fraquezas humanas comum, per-suadindo a si mesmos que ainda esto em comunho com o Esprito Santoe no gozo da salvao. Fecham os seus olhos advertncia bblica de quenenhum fornicador, ou impuro... tem herana no Reino de Deus (Ef. 5:5).

    Neste captulo 1, Paulo mostrou que os gentios entregaram-se prti-ca do pecado. Agora, no captulo 2, ele demonstra que os judeus praticamas mesmas coisas e, igualmente, precisam da salvao em Jesus.

    Portanto, s inescusvel, homem, qualquer que sejas, quando jul-gas, porque te condenas a ti mesmo naquilo em que julgas a outro; pois tu

    que jul

Search related