Epistemologia da biblioteconomia seminário

  • View
    473

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of Epistemologia da biblioteconomia seminário

  • 1. EPISTEMOLOGIA DA BIBLIOTECONOMIAFORMAO E PRTICA PROFISSIONAL

2. INTEGRANTES DO GRUPO Ana Luiza Albuquerque Daniela de Souza Leite Flvio Renan Gisele Ferreira Nagay Paulo Victor Rodrigues Thalisson Freitas Leite 3. FORMAO E PRTICA PROFISSIONAL Perfil do bibliotecrio Exercitando aprendizagem com pesquisas 4. A FORMAO DA REA DA INFORMAO EM TEMPOSDE MUDANA A influncia das caracterstica do ensino ministrado A influncia francesa no ensino oferecido pela BN A influncia norte-americana marcando os cursos de So Paulo. 1962 Regulamentao profissional Aprovao pelo MEC do primeiro currculo mnimo Preparar os futuros profissionais para enfrentar com pacincia ecriatividade os problemas de sua prtica profissional. 5. ESTRUTURA CURRICULAR rea 1: Fundamentos tericos da biblioteconomia e da cincia da informao: Disciplinas instrumentais (lgica, informtica, metodologia da pesquisa), ligadas s cincias sociais e humanas e aos princpios da Biblioteconomia e Cincia da Informao; O aluno que toma conhecimento dos contedos mencionados nessa rea capaz de entender o mundo e interferir de forma positiva, capaz de buscar solues para problemticas atravs do estudo e da pesquisa, sabe comunicar-se e tem conhecimento de lnguas estrangeiras. 6. ESTRUTURA CURRICULAR rea 2: Processamento da informao: Organizao, processamento e tratamento da informao; Esto presentes nesta rea as disciplinas como Representao Descritiva e Temtica, Anlise documentria, Linguagens Alfabticas de indexao e Normatizao de documentos. 7. ESTRUTURA CURRICULAR rea 3: Recursos e servios da informao: Contedos relativos s Fontes de Informao, Servio de Informao e Referncia e Educao de Usurios; [...] a informao certa, a partir da fonte certa, para o cliente certo, no tempo certo e na forma adequada para o uso a que se destina e a um custo que seja justificado pelo uso que ser feito. 8. ESTRUTURA CURRICULAR rea 4: Gesto de unidades de informao: Tendncia no ensino que procura formar gestores de unidades de informao com forte embasamento tcnico; Privilegiam a organizao de bibliotecas rea 5: Tecnologia da informao; rea 6: Pesquisa. 9. A Biblioteconomia no passadoA Biblioteconomia hojeTentar solucionar a carncia Bibliotecrios atuando emde bibliotecas poucas bibliotecas pblicasAtuar e criar bibliotecasFuturamente estaro tentandopblicas solucionar a carncia deAtender as necessidades de bibliotecriosinformao do usurio, com Atender as necessidades dequalidade e rapidezinformao do usurio, comCriao do curso de mestrado qualidade e rapidezem biblioteconomia Atual Criao de diversos cursos deprograma de ps-graduaops graduao na rea deem cincia da informao informaoElaborao de uma coleo Sistematizao dos documentosde obras de refernciaCarro Biblioteca: acervo deCarros Biblioteca com aparato1500 livrostecnolgico 10. O PROFISSIONAL BIBLIOTECRIO O profissional bibliotecrio enfrenta o desafio degerenciar uma complexidade de informaesdisponveis em novos e diferentes formatos.Sendo assim, a diversidade nos suportesinformacionais, faz do bibliotecrio, o responsvel pelashiper-ligaoes entre as fontes de pesquisa e asnecessidades dos usurios. 11. FORMAOPROFISSIONALEspecialidades e competncias deum Bibliotecrio 12. O profissional de Biblioteconomia desenvolveatividades de organizao, tratamento, anlisee recuperao de informaes em diversosnveis e suportes fsicos, por meios manuais eautomatizados, com vistas ao atendimento dasnecessidades informacionais de todos ossegmentos da sociedade, ao avano cientfico-tecnolgicos e ao desenvolvimento social dopas. 13. A utilizao de novas tecnologias dainformao vem exigindo, desse profissional,novas habilidades e provocando mudanas noperfil tradicional. Como respostaglobalizao da economia e consequentestransformaes mercadolgicas e sociais,impe-se, cada vez mais, um profissionalatuante, com capacidade de oferecer produtose servios de informao para esse novomercado de trabalho. 14. A base de conhecimentos da profisso de um Bibliotecrioconsiste nas areas de recuperao da informao,intermediao, tecnologia da informao e docontexto social. Recuperao da informao: onde e necessrio princpios e mtodospara a organizao e recuperao da informao. Intermediao: compreende as necessidades e comportamentosinformacionais de pessoas e grupos alm dos processos relacionadoscom a produo, fluxo, usos e os mtodos de mediao entre o usurio eo estoque de informao. Tecnologia da informao e contexto social: os ambientes sociais,polticos, legais, econmicos, e organizacionais que afetam a produo,fluxos, usos comportamentos relativos informao.Alm desses, o profissional necessita de conhecimentos maisespecficos, relacionados com o funcionamento da agncia deinformao, ou seja, suas ferramentas (catlogos,regras de catalogao, esquemas de classificao). 15. Oprofissional de Biblioteconomia, quetradicionalmente atua em bibliotecas, encontranovas frentes de trabalho em sistemas e redes deinformao de setores pblicos, empresariais eindustriais, escritrios de assessoria e consultoria,organizao de arquivos e de documentaoparticulares, ensino e pesquisa, podendo atuarcomo analista da informao, como gestor deservios de informao e tambm na rea denormalizao. 16. Competncias profissionais e pessoais para o bibliotecrioespecializado :1. Possuir conhecimento especializado do contexto dos recursos informacionais, inclusive a competncia para avaliao crtica e triagem;2. Possuir conhecimento especializado do negcio de sua organizao ou cliente;3. Desenvolver e gerenciar servios de informao eficazes em termos de custo que se encontram alinhados com a direo estratgica de sua organizao;4. Oferecer apoio e treinamento de excelncia para os usurios de sua biblioteca ou servio de informao;5. Avaliar necessidades de informao, projetar e comercializar servios de informao de alto valor agregado de forma a atender s necessidades identificadas; 17. 6. Utilizar a tecnologia de informao apropriada para adquirir, organizar e disseminar a informao;7. Utilizar abordagens gerenciais apropriadas para comunicar a importncia dos servios de informao para administrao;8. Desenvolver produtos de informao especializados para o uso interno ou externo organizao ou por clientes individuais;9. Avaliar as consequncias do uso da informao e conduzir estudos voltados para a soluo dos problemas de gesto da informao;10. Aprimorar continuamente os servios de informao e conduzirestudos voltados para a soluo dos problemas de gesto dainformao;11. Ser um membro integrante da equipe gerencial e um consultor daorganizao em assuntos relativos informao; 18. A FORMAO DA REA DA INFORMAO EM TEMPOS DE MUDANA As exigncias do mercado junto com a globalizao e o surgimento de novas tecnologias houve uma necessidade de mudar a grade curricular de biblioteconomia. 19. A FORMAO DA REA DA INFORMAO EMTEMPOS DE MUDANA O mercado est em busca de um profissional flexvel,criativo, atualizado e conhecedor de outros idiomas. Aconcluso da graduao em biblioteconomia nogarante ao formado um emprego. O profissional nopode satisfazer-se apenas com o que lhe imposto naacademia, ele deve aprimorar seus conhecimentos,buscar especializaes e atualizar-se, pois o currculoacompanha determinada tendncia da poca. 20. A FORMAO DA REA DA INFORMAO EMTEMPOS DE MUDANA A taxa de empregabilidade superior a 90% sendo osetor tercirio (servios) o principal campo de atuao,sendo empresas publicas e privadas como principaisempregadoras. O emprego dependera de suashabilidades. 21. A FORMAO DA REA DA INFORMAO EMTEMPOS DE MUDANA 22. A FORMAO DA REA DA INFORMAO EMTEMPOS DE MUDANA 23. A FORMAO DA REA DA INFORMAO EMTEMPOS DE MUDANA Com a lei que obriga a presena de bibliotecas ebibliotecrios nas escolas, vai tornar a profisso aindamais valorizada, visto que o numero de bibliotecas emtodo o Brasil supera o numero de bibliotecriosformados. 24. A FORMAO DA REA DA INFORMAO EMTEMPOS DE MUDANA Portanto a biblioteconomia uma rea que est emcrescimento e muitas so suas perspectivas para ofuturo, cabe ao profissional qualificar-se e atender asexigncias do mercado. 25. A FORMAO CONTINUADA DOSPROFISSIONAIS BIBLIOTECRIOS:ANLISE DO CONTEDO DOS SITES DAS ENTIDE CLASSE 26. RESULTADO DA ANLISEUsandoa anlise de contedo nos moldes de Bardin(apud FRANCO, 2003) identificou-se como categorias osseguintes itens:a) cursos de curta durao;b) eventos (palestras, seminrios, simpsios, congressos, etc.);c) cursos de especializao. 27. Identificou-se, tambm, as entidades de classe deBiblioteconomia, buscando nestas a frequnciade ocorrncia de cada categoria, agrupando asincidncias de acordo com os seguintes temasrelacionados: 1. Profissional da Informao; 2. Gesto de Unidades de Informao; 3. Tecnologia da Informao; 4. Arquivo; 5. Atividades Tcnicas. 28. Categorias de educao continuadaGrfico 1: Frequncia das categorias propostas 29. Cursos de curta durao Grfico 2: Temas relacionados categoria cursos de curta durao 30. EventosGrfico 3: Temas relacionados a categoria eventos Cursos de especializao 31. RFERNCIAS Encontros Bibli UFSC Florianpolis, SC, setembro de 1988.A formo do profissional de biblioteconomia frente s novastendncia do mercado globalizado. ASSOCIAO BRASILIEIRA DE ENSINO DEBIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAO. RelatrioGestes 1991/1993 e 1993/1995. Marlia, 1995. ARAJO, Elizany Alvarenga; DIAS, Guilherme Atayde. Aatuao profissional do bibliotecrio no contexto da sociedadede informao: os novos espaos de informao.In:OLIVEIRA, Marlene. Cincia da informao ebiblioteconomia: novos contedos e espaos de atuao.Belo Horizonte: UFMG, 2005. p.111 122. BAPTISTA, Sofia Galvo. A incluso digital: programasgovernamentais e o profissional da informao reflexes.Revista Incluso Social, Braslia, v.1, n.2, p. 23-30,abr./set.2006. http://revista.acbsc.org.br/index.php/racb/article/viewArticle/494/637