Ep­stolas do Plano Divino

  • View
    251

  • Download
    8

Embed Size (px)

DESCRIPTION

As Epístolas do Plano Divino de ‘Abdu’l-Bahá, junto com a Sua Última Vontade e Testamento, constituem Seu maior legado à prosperidade, ocupando assim uma posição destacada dentre as Escrituras Sagradas Bahá’ís. As Epístolas do Plano Divino são nada menos que a carta magna de ‘Abdu’l-Bahá para o ensino da Causa de Bahá’u’lláh durante toda a Sua Dispensação.

Text of Ep­stolas do Plano Divino

  • ABDUL-BAH DURANTE SUA VISITA AOS EUA. Foto tirada no Lincoln Park, Chicago, IL, em 3 de maio de 1912, alguns anos antes dEle revelar as famosas 14 Epstolas em 1916/1917 (em Haifa, Israel), que seriam as Cartas Mag-nas da F Bah.

    Epstolas do Plano Divino

  • Outras Obras de Abdul-Bah:EPSTOLA A HAIAEPSTOLA AO DR. AUGUSTE FORELNARRATIVA DE UM VIAJANTERESPOSTAS A ALGUMAS PERGUNTASSEGREDO DA CIVILIZAO DIVINA, OSELEO DOS ESCRITOS DE ABDUL-BAHTRIBUTO AOS FIISLTIMA VONTADE E TESTAMENTO, AColeo PALESTRAS DE ABDUL-BAH:

    Londres 1911 Paris 1911 Estados Unidos e Canad 1912 / A PROMULGAO DA PAZ

    UNIVERSALOutras Obras com Escritos de Abdul-Bah:ALICERCES DA UNIDADE MUNDIALCOLEO SELEO DE ESCRITOS BAHSDIVINA ARTE DE VIVER, AESTANDARTE DIVINO DO CONHECIMENTO, OORAES BAHSREVELAO BAH, A

    BIOGRAFIA SUGERIDA;ABDUL-BAH, O CENTRO DO CONVNIO; DE H. BALYUZI

    Ttulo original em ingls: Tablets of Divine Plan 2001

    Editora Bah do BrasilC.P. 108513800-973 Mogi Mirim SPwww.editorabahaibrasil.com.brISBN: 978-85320-0191-71 Edio: 20012 Edio: 2009Traduo e Reviso: Coordenao Nacional Bah de Traduo e Reviso do BrasilCapa: Gustavo Pallone de FigueiredoImpresso: Prisma Grfica e Editora Ltda, Campinas - SP

  • Sumrio

    APRESENTAO

    PREFCIO

    1. EPSTOLA AOS BAHS DOS ESTADOS DO NORDESTE DOS ESTADOS UNIDOS DA AMRICA

    2. EPSTOLA AOS BAHS DOS ESTADOS DO SUL DOS ESTA-DOS UNIDOS DA AMRICA

    3. EPSTOLA AOS BAHS DOS ESTADOS DA REGIO CENTRAL DOS ESTADOS UNIDOS DA AMRICA

    4. EPSTOLA AOS BAHS DOS ESTADOS DO OESTE DOS ESTADOS UNIDOS DA AMRICA

    5. EPSTOLA AOS BAHS DO CANAD E GROENLNDIA

    6. EPSTOLA AOS BAHS DOS ESTADOS UNIDOS DA AM-RICA E CANAD

    v

    xi

    1

    4

    6

    9

    12

    14

  • 7. EPSTOLA AOS BAHS DOS ESTADOS UNIDOS DA AMRICA E CANAD

    8. EPSTOLA AOS BAHS DOS ESTADOS UNIDOS DA AMRICA E CANAD

    9. EPSTOLA AOS BAHS DOS BSTADOS DO NORDESTE DOS ESTADOS UNIDOS DA AMRICA

    10. EPSTOLA AOS BAHS DOS ESTADOS DO SUL DOS ESTADOS UNIDOS DA AMRICA

    11. EPSTOLA AOS BAHS DOS ESTADOS DA REGIO CENTRAL DOS ESTADOS UNIDOS DA AMRICA

    12. EPSTOLA AOS BAHS DOS ESTADOS DO OESTE DOS ESTADOS UNIDOS DA AMRICA

    13. EPSTOLA AOS BAHS DO CANAD E GROENLNDIA

    14. EPSTOLA AOS BAHS DOS ESTADOS UNIDOS DA AMRICA E CANAD

    REFERNCIAS

    19

    26

    36

    41

    46

    51

    56

    61

    68

  • T0 p v

    Apresentao

    Apresentao

    Durante os ltimos anos a Comunidade Internacional Bah tem passado por tremendas transformaes. Notveis ndices de crescimento exterior incluindo o estabelecimento da Sede da Casa Universal de Justia; a dedicao das Casas de Adorao Bah na ndia e em Samoa; a inaugurao das Estaes de Rdio no Equador, Peru, Estados Unidos, Bolvia, Panam e Libria; a rpida expanso da F no Leste Europeu e na Unio Sovitica, consequente ao colapso da cortina de ferro; o envolvimento de um grande nmero de pessoas, em alguns pases somando milhares e em outros, centenas de milhares, emancipando a F ao mbito internacional com aproximadamente sete milhes de crentes.

    Internamente, a capacidade da Comunidade Bah para implementar os ensinamentos bahs no cotidiano aumentou substancialmente. Os bahs vm se envolvendo consideravelmente na promoo da paz mundial, questes ambientais, alfabetizao, apoio s Naes Unidas e suas agncias e projetos scio-econmicos. A juventude bah vem se envolvendo crescentemente nas atividades de tempo

  • Espstolas do Plano Divino

    vi T0 p

    de servio e a erudio bah tem surgido como uma fora motriz para a compreenso mais completa dos ensinamentos bahs. Todos demonstraram uma grande habilidade, como bahs, em aplicar suas crenas religiosas ao mundo sua volta.

    Como sempre, no avano da Causa de Deus, as crises e vitrias caminharam bem prximas umas das outras. Em 1979, a revoluo islmica no Ir aprisionou a comunidade bah me numa tormenta de perseguies. A execuo de centenas de bahs, muitos dos quais desempenharam um papel singular de servio tanto em mbito local como nacio-nal; destruio da residncia do Bb em Shrz; a apreenso dos lugares sagrados, propriedades, contas bancrias, fundos de penso e demisso de muitos bahs de seus empregos; e o aniquilamento das instituies administrativas bahs, foram elementos de uma campanha sistemtica de erradicao da comunidade bah. Apesar da presso da opinio mundial, atravs de um esforo combinado dos bahs pelo mundo, ter contribudo na diminuio das perseguies pblicas, ainda assim a F Bah no Ir continua sendo banida e os bahs tendo seus direitos negados.

    Apesar disso, a crise em que a comunidade bah foi lanada em 1979, proporcionou um mpeto vitria que marcou os ltimos 23 anos de crescimento. Enquanto o caso dos bahs do Ir era compartilhado com as Naes Unidas, com chefes de Estados, com parlamentares, com a mdia e com o pblico em geral, os bahs alcanaram um novo patamar de organizao e dedicao. Profundamente tocados com a situao de seus correligionrios, eles ampliaram seus esforos e canalizaram suas energias em aes dignas dos sacrifcios da Comunidade Bah do Ir. Correspondentemente, o reco-nhecimento mundial da F atingiu um novo estgio.

  • T0 p vii

    ApresentaoDe um ponto de vista mais amplo, as vitrias da comu-

    nidade bah nos ltimos 23 anos podem ser vistas como um desdobramento do Plano Divino de Abdul-Bah. Revelado aos bahs dos Estados Unidos da Amrica e Canad em 1916 e 1917, este notvel documento contextualiza o chamado erguido pelo Bb aos povos do Ocidente a ser proclamado de suas cidades para auxiliar Sua Causa e as convocaes feitas por Bahullh a respeito do glorioso destino que a Amrica haveria de atingir no futuro e os sinais de Seu domnio que haveriam de aparecer no Ocidente. Nas Epstolas do Plano Divino, Abdul-Bah delineia, um plano principal para a regenerao espiritual do mundo, confia sua execuo aos bahs da Amrica do Norte e os urge a se levantarem para a propagao dos ensinamentos de Bahullh pelo planeta, capturando, assim, as foras redentoras liberadas pela reve-lao de Bahullh.

    A incumbncia da implementao do Plano Divino foi deixada ao neto mais velho de Abdul-Bah, Shoghi Effendi, por Ele designado como o Guardio da F Bah na Sua ltima Vontade e Testamento. Shoghi Effendi visualizou o Plano Divino como um laborioso e tremendo longo proces-so envolvendo o estabelecimento da Ordem Administrativa Bah em todos os novos estados soberanos livres, territrios dependentes e ilhas do planeta, bem como todos os territrios restantes no globo. O processo se iniciou em 1921, com um perodo de incubao durante o qual Shoghi Effendi intro-duziu princpios da Administrao Bah e estabeleceu uma aproximao inicial com as Assembleias Espirituais Locais e Nacionais. Em 1937, ele formalmente lanou o Plano Divino com uma srie de planos estabelecidos para, progressivamente, levar avante suas providncias a estgios perfeitos, sendo este um padro seguido at hoje pela Casa Universal de Justia.

  • Espstolas do Plano Divino

    viii T0 p

    Shoghi Effendi idealizou este Plano Divino consistindo de pocas e estgios. O primeiro estgio desta primeira poca comeou com o Plano de Sete Anos (1937-1944), o qual foi designado aos bahs da Amrica do Norte. O segundo estgio corresponde a um outro Plano de Sete Anos (1946-1953), o qual foi empreendido pelos bahs dos Estados Unidos e planos de durao variada que foram realizadas pelos bahs das Ilhas Britnicas; do Canad; da Amrica Central; da Amrica do Sul; da Austrlia e Nova Zelndia; da ndia, Paquisto e Burma; da Alemanha e ustria; do Ir; do Iraque; do Egito e do Sudo. O terceiro e derradeiro estgio da primeira poca foi a Cruzada de Dez Anos (1953-1963) na qual os bahs do mundo todo realizaram um empreendi-mento comum. A segunda poca do Plano Divino iniciou-se em 1964 sob a guia da Casa Universal de Justia e consiste de estgios que foram marcados pelo Plano de Nove Anos (1964-1973), pelo Plano de Cinco Anos (1974-1979), pelo Plano de Sete Anos (1979-1986), pelo Plano de Seis Anos (1986-1992), pelo Ano Santo (1992-1993), pelo Plano de Trs Anos (1993-1996), pelo Plano de Quatro Anos (1996-2000), pelo plano de Doze Meses (2000-2001) e pelos quatro Planos de Cinco Anos (2001-2021) que culminaro com o centenrio da Idade Formativa da F Bah.

    O Plano Divino continuar a envolver, atravs da Idade Formativa e no que o Guardio, Shoghi Effendi, chamou de vasto encontra o infinito na Idade urea, a terceira e coroada idade da Dispensao Bah. A Idade urea ir testemunhar o florescer de uma civilizao mundial que fruto e prop-sito primrio da Mais Grandiosa Paz o Reino de Deus na Terra o estabelecimento do qual o objeto da revelao de Bahullh.

    As Epstolas do Plano Divino de Abdul-Bah, junto

  • T0 p ix

    Apresentaocom a Sua ltima Vontade e Testamento, constituem Seu maior legado prosperidade, ocupando assim uma posio destacada dentre as Escrituras Sagradas Bahs. medida que nos afastamos da data de sua revelao, testemunhamos, com assombro, os efeitos transformadores que estes textos causam no mundo e retribui com olhos puros e anelantes, extraindo de suas entrelinhas, os mltiplos significados que asseguram a chave da salvao do mundo.

    Geoffry W. MarksMehdi Afiatpour

  • T0 p xi

    Apresentao

    Prefcio

    As Epstolas do Plano Divino so quatorze em nmero e foram reveladas em dois perodos distintos: oito em 1916 e seis em 1917. Elas podem ser tabuladas como segue:

    1 Revelada na manh de domingo, 26 de maro de 1916, no quarto de Abdul-Bah na casa em Bahj, dirigida aos bahs de nove estados do Noroeste dos Estados Unidos: Maine, Nova Hampshire, Ilha Rhode, Connecticut, Vermont