EQUACIONAMENTO DO DÉFICIT ATUARIAL 16-06-2013. Conceitos O que é déficit atuarial? O que é equilíbrio atuarial? O que é equilíbrio financeiro?

  • View
    105

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of EQUACIONAMENTO DO DÉFICIT ATUARIAL 16-06-2013. Conceitos O que é déficit atuarial? O que é...

  • Slide 1
  • EQUACIONAMENTO DO DFICIT ATUARIAL 16-06-2013
  • Slide 2
  • Conceitos O que dficit atuarial? O que equilbrio atuarial? O que equilbrio financeiro?
  • Slide 3
  • Desafio Viso de futuro Unio, Estados, Distrito Federal e Municpios conseguiro pagar a conta previdenciria se no guardarem dinheiro? Respeitaro limites de despesas com pessoal (LRF)?
  • Slide 4
  • Desafio Viso de futuro Aumento de despesas com previdncia causa reduo de investimentos em outras reas A sociedade vai se manifestar contra a queda dos investimentos pblicos?
  • Slide 5
  • RPPS Modelo brasileiro Viso Social X Viso Financeira
  • Slide 6
  • RPPS Modelo brasileiro Viso Social Garantir condies mnimas em casos de morte invalidez, idade avanada e outros fatores que limitam a capacidade de trabalho Compulsrio Solidrio
  • Slide 7
  • RPPS Modelo brasileiro Viso Social Direitos amplos Benefcios assistenciais (salrio famlia) Benefcios com valor expressivo Modalidade de Benefcio Definido Poucas exigncias para concesso de benefcios (generosidade) Exemplo: dependncia econmica presumida
  • Slide 8
  • RPPS Modelo brasileiro Viso Financeira Harmonia entre receitas e despesas Equilbrio Financeiro e Atuarial Contributivo Visa apenas reposio de perda (salrio-famlia?) No tem o lucro como objetivo Benefcio no pode superar salrio
  • Slide 9
  • RPPS Modelo brasileiro Viso Social Despesas elevadas Receitas devem ser compatveis com despesas Viso Financeira
  • Slide 10
  • Desafio Preservar Equilbrio Atuarial Aumento de contribuies Aportes / Amortizao do Dficit Atuarial Segregao de Massas Gesto do Passivo Controle de informaes Controle de despesas Gesto de Ativos
  • Slide 11
  • Equacionar Dficit Atuarial Qual a melhor soluo? Depende do caso Quais as sadas viveis e legais?
  • Slide 12
  • Equacionar Dficit Atuarial Exigncias novas da Portaria MPS 21/2013 1 Opo: Aumento de alquota e amortizao do Dficit Atuarial a prazo fixo Exigncia: demonstrar viabilidade de execuo por 3 critrios Oramentrio Financeiro Limite de despesas com pessoal / RCL - da LRF
  • Slide 13
  • Equacionar Dficit Atuarial Exigncias novas da Portaria MPS 21/2013 Art. 19 da Portaria 403/2008 2 A definio do plano de amortizao dever ser acompanhada de demonstrao da viabilidade oramentria e financeira para o ente federativo, inclusive dos impactos nos limites de gastos impostos pela Lei Complementar n 101, de 04 de maio de 2000.
  • Slide 14
  • Equacionar Dficit Atuarial Demonstrar viabilidade oramentria, financeira e de despesas com pessoal Como projetar oramento pra 75 anos? Como projetar capacidade financeira para 75 anos? Como projetar RCL para 75 anos? Como projetar evoluo de despesas com pessoal para 75 anos?
  • Slide 15
  • Segregao de Massas Quando possvel aplicar? Em caso de inviabilidade de amortizao por prazo fixo (Portaria 403/2008, art. 20) Na hiptese da inviabilidade do plano de amortizao previsto nos art. 18 e 19 para o equacionamento do dficit atuarial do RPPS, ser admitida a segregao da massa de seus segurados"
  • Slide 16
  • Segregao de Massas O que ? Mtodo de financiamento previdencirio com prazo (indefinido) superior aos 35 anos permitido pela legislao Programa de aportes com valores vinculados insuficiencia financeira do Plano Financeiro
  • Slide 17
  • Segregao de Massas Caractersticas Separao do RPPS em dois Planos Plano Financeiro Plano Previdencirio Cada plano com receitas e despesas separadas Somente o Plano Previdencirio tem o objetivo de se capitalizar Tesouro Municipal/Estadual cobre insuficincias financeiras de ambos os planos
  • Slide 18
  • Segregao de Massas Caractersticas Separao dos Planos conforme data de admisso ou idade Portaria MPS 21/2013 melhorou a flexibilidade Portaria MPS 403/2008, art. 20, 1 A segregao da massa existente na data de publicao da lei que a instituir poder tomar por base a data de ingresso do segurado no ente federativo na condio de servidor titular de cargo efetivo vinculado ao RPPS, a idade do segurado ou a sua condio de servidor em atividade, aposentado ou pensionista, admitindo-se a conjugao desses parmetros, para fins de alocao dos segurados ao Plano Financeiro e ao Plano Previdencirio.
  • Slide 19
  • Segregao de Massas Caractersticas Separao do patrimnio entre os Planos Patrimnio atual ser todo do Plano Previdencirio Portaria MPS 403/2008, art. 21, 1 todos os recursos j acumulados pelo RPPS devero ser destinados ao Plano Previdencirio
  • Slide 20
  • Segregao de Massas Riscos Risco Financeiro / oramentrio Cobertura das insuficincias Risco Administrativo Alteraes futuras na legislao M gesto
  • Slide 21
  • Segregao de Massas Depois de aprovada a lei Gesto nica do RPPS mantida Necessrio forte controle de informaes Separao de recursos Separao contbil
  • Slide 22
  • Segregao de Massas Erros comuns Lei no reflete clculos atuariais Definio incompleta de destinao de receitas e despesas Aplicao incorreta da lei
  • Slide 23
  • Segregao de Massas Dicas Gestores devem entender e participar da elaborao dos planos Confeco da legislao deve refletir clculos atuariais Lei deve definir corretamente a segregao Ateno com as novas demandas administrativas aps a segregao
  • Slide 24
  • www.cepps.org Situao dos RPPS no Estado do RJ Distores no resultados: uso irregular de tbua biomtrica AT-49 AnoRPPS PERCENTUAL RPPS 2010913% 20091318% 20086083% julio@vpasolucoes.com.br Julio Machado Consultor Atuarial