estatisticas_professores INEP

  • View
    610

  • Download
    35

Embed Size (px)

Text of estatisticas_professores INEP

EDUCAO

E

Estatsticas dos Professores no Brasil

Ministrio da EducaoInstituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Ansio Teixeira

Repblica Federativa do Brasil Luiz Incio Lula da Silva Ministrio da Educao (MEC) Cristovam Buarque Secretaria Executiva do MEC Rubem Fonseca Filho Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Ansio Teixeira (INEP) Raimundo Luiz Silva Arajo Diretoria de Tratamento e Disseminao de Informaes Educacionais Jos Marcelino de Rezende Pinto

ESTATSTICAS DOS PROFESSORES NO BRASIL

Outubro de 2003

Coordenao-Geral de Sistema Integrado de Informaes Educacionais Carlos Eduardo Moreno Sampaio Coordenao de Anlise Estatstica Liliane Lcia Nunes de Aranha Oliveira Brant Carolina Pingret de Sousa Mrcio Correa de Mello James Richard S. Santos Joo Vicente Pereira Roxana Maria Rossy Campos Vanessa Nspoli Coordenao de Sistematizao das Informaes Educacionais Jorge Rondelli da Costa Helio Franco Rull Ldia Ferraz Maria Angela Incio Maria das Dores Pereira Reinaldo Gaya Lopes dos Santos

Sumrio

1. Apresentao...............................................................................................5 2. Cursos de Formao de Professor..............................................................7 2.1 Cursos de Nvel Mdio ......................................................................7 2.2 Cursos de Nvel Superior...................................................................9 3. Mercado de Trabalho.................................................................................15 4. Escolaridade do Professor.........................................................................21 4.1 Professores que Atuam em Creche.................................................21 4.2 Professores que Atuam em Pr-Escola...........................................22 4.3 Professores que Atuam no Ensino Fundamental.............................23 4.4 Professores que Atuam no Ensino Mdio........................................26 4.5 Professores que Atuam na Educao Superior...............................27 4.6 Professores que Atuam na Zona Rural............................................28 5. Indicadores de Remunerao, Gnero e Formao Continuada...............33 5.1 Os salrios.......................................................................................33 5.2 Gnero e Formao Continuada .....................................................35 6. Condies de Trabalho do Professor ........................................................43 7. Concluso..................................................................................................47

3

4

1. Apresentao

Esta publicao rene algumas das principais estatsticas sobre a situao dos professores no Brasil. Os dados disponveis possibilitam traar um panorama sobre os profissionais que tm a misso de educar mais de 57,7 milhes de brasileiros que esto matriculados desde a creche at o ensino superior de graduao. Apesar de inmeras leis, resolues, decretos e pareceres que regulam a formao e a profisso docente, esta ampla produo normativa ainda no foi capaz de transformar, de forma efetiva e sustentvel, a realidade desses profissionais, em particular, do professor que atua na educao bsica. Os dados aqui reunidos foram produzidos pelo Inep (Censo Escolar, Censo da Educao Superior e Sistema Nacional de Avaliao da Educao Bsica) e IBGE (Pesquisa Nacional por Amostra de Domiclios). Ainda em 2003, o Inep realizar o Censo dos Profissionais do Magistrio da Educao Bsica. Com esse levantamento ser possvel fazer um minucioso diagnstico sobre o tema e fornecer importantes subsdios para formulao de polticas para valorizao desses profissionais e melhoria da educao no Pas.

5

6

2. Cursos de Formao de Professor

A oferta potencial de profissionais habilitados para atuar como professores da educao bsica, de acordo com a legislao vigente, deve considerar os concluintes do Ensino Mdio (Curso Normal e Mdio Profissionalizante) para atender Educao Infantil e as quatro sries iniciais do Ensino Fundamental, e os concluintes do Ensino Superior em cursos de graduao com licenciatura plena, para atuar nas sries finais do Ensino Fundamental e no Ensino Mdio. A situao refletida pelos nmeros sugere que a deciso de ser professor, da forma que se apresenta, no tem se mostrado atrativa, em termos de mercado e condies de trabalho. Uma poltica de valorizao do magistrio contribuiria para resgatar o interesse e a motivao dos jovens em abraarem essa carreira, que, em pocas passadas, ocupou um lugar de destaque.

2.1 Cursos de Nvel MdioPara as escolas que oferecem magistrio de nvel mdio, a srie histrica das estatsticas mostra que a tendncia de crescimento observada no perodo de 1991/1996 sofreu uma significativa inverso no perodo 1996/2002, com a reduo pela metade do nmero de escolas e da quantidade de matrculas, efeito este que pode ser atribudo claramente entrada em vigor da nova Lei de Diretrizes e Bases da Educao Nacional, que apontava para a progressiva exigncia de formao em nvel superior para todos os professores.Tabela 1 Magistrio de nvel mdio(1) Nmero de escolas, matrculas e concluintes Brasil 1991-2002Varivel Escola Matrcula ConcluinteFonte: MEC/Inep. Notas: (1) Magistrio de nvel mdio inclui curso normal e mdio profissionalizante com habilitao em magistrio. (2) O nmero de concluintes refere-se ao ano de 2001.

Total 1991 5.130 640.770 139.556 1996 5.550 851.570 173.359 2002(2)

Pblica 1991 3.605 524.158 97.984 1996 4.302 756.746 147.456 2002(2)

2.641 368.006 124.776

2.050 331.086 108.544

7

900.000 750.000 600.000 450.000 300.000 150.000 0 1991

851.570

640.770

368.006

1996

2002

Grfico 1 Magistrio de nvel mdio Nmero de matrculas Brasil 1991-2002Fonte: MEC/Inep.

Com a Resoluo n 01/2003 do CNE, que assegura o exerccio na Educao Infantil e nas sries iniciais do Ensino Fundamental aos professores com formao Normal de Nvel Mdio, possvel que esta tendncia acentuada de queda se reverta. Os dados do Censo Escolar 2002 mostram, ainda, que existem 2.641 escolas de nvel mdio no Pas formando professores, das quais 2.050 so pblicas. A grande maioria est localizada na Regio Nordeste, que concentra 1.174 estabelecimentos atendendo a 194.090 alunos. Este contingente representa 53% das matrculas do magistrio de nvel mdio do Brasil. Em 2001 foram formados 124.776 professores, dos quais 108.544 oriundos de escolas pblicas.Tabela 2 Magistrio de nvel mdio (1) Nmero de escolas, matrculas e concluintes por dependncia administrativa Brasil e grandes regies 2002Unidade Geogrfica Brasil Norte Nordeste Sudeste Sul Centro-Oeste Total Escola 2.641 281 1.174 728 296 162 Matrcula Concluinte 368.006 41.809 194.090 84.858 35.959 11.290(2)

Pblica Escola 2.050 270 939 500 194 147 Matrcula Concluinte 331.086 40.975 171.614 78.748 28.832 10.917(2)

Privada Escola 591 11 235 228 102 15 Matrcula Concluinte (2) 36.920 834 22.476 6.110 7.127 373 16.232 206 7.993 5.252 2.452 329

124.776 17.855 57.081 33.731 9.717 6.392

108.544 17.649 49.088 28.479 7.265 6.063

Fonte: MEC/Inep. Notas: (1) Magistrio de nvel mdio inclui curso normal e mdio profissionalizante com habilitao em magistrio. (2) O nmero de concluintes refere-se ao ano de 2001.

8

6,1% 11,2%

10,6%

3,1% 9,8%

11,4%

Norte Nordeste Sudeste Sul Centro-Oeste27,6% 44,5% 23,1% 52,7%

Norte Nordeste Sudeste Sul Centro-Oeste

Grfico 2 Magistrio de nvel mdio Distribuio percentual do nmero de escolas por regio 2002Fonte: MEC/Inep.

Grfico 3 - Magistrio de nvel mdio Distribuio percentual do nmero de matrculas por regio 2002Fonte: MEC/Inep.

2.2 Cursos de Nvel SuperiorA demanda na rede pblica pelos cursos de graduao que possuem licenciatura, que em 1991 era de trs candidatos por vaga, chegou a cinco em 2002, mesmo considerando o grande aumento de vagas no perodo, o que um fato animador. Por outro lado, ao se avaliar o nmero de ingressos em relao ao nmero de vagas oferecidas, observa-se que os cursos de graduao que oferecem licenciatura encontram-se entre aqueles com o maior nmero de vagas no preenchidas. Em 2002, 6% das vagas nas instituies da rede pblica e 41% nas instituies da rede privada no foram preenchidas. Outro aspecto que mostra, ainda, o desprestgio relativo da opo pela licenciatura que a procura por estes cursos bem menos acirrada, quando comparada com outras reas. Assim, considerando apenas o ensino pblico, enquanto a demanda para cursos com licenciatura de 5 candidatos por vaga, para os cursos de Economia de 6, de Administrao, 11 e de Direito, 18 candidatos por vaga. Em Medicina, ocorre a maior competio, com 41 candidatos por vaga. Quando analisamos a evoluo da ltima dcada, constatamos que os cursos de graduao que oferecem licenciatura foram aqueles que apresentaram o maior crescimento no nmero de ingressantes, chegando a dobrar de valor no perodo de 1991/2002, tanto nas escolas pblicas como nas privadas. No entanto, importante esclarecer que esses dados, coletados pelo Censo da Educao Superior do Inep, no permitem identificar quantos desses ingressantes iro concluir seus cursos com habilitao em licenciatura, j que alguns desses cursos oferecem a opo do bacharelado. Sendo assim, apenas parte desse quantitativo receber habilitao adequada para atuar no magistrio.

9

Medicina Direito

41,2

18,2

Administrao Economia Licenciatura 0,0

11,1

6,2

5,3

10,0

20,0

30,0

40,0

50,0

Grfico 5 Educao Superior Relao candidato/vaga na rede pblica, por curso Brasil 2002Fonte: MEC/Inep.

Tabela 3 Relao candidato/vaga e nmero de ingressos e de vagas por curso segundo a categoria administrativa Brasil 1991-