ESTRUTURA BRASILEIRA DE COMÉRCIO EXTERIOR. ÓRGÃOS INTERNACIONAIS OMC – Organização Mundial do Comércio (WTO - World Trade Organization) - 01.01.1995 –

Embed Size (px)

Text of ESTRUTURA BRASILEIRA DE COMÉRCIO EXTERIOR. ÓRGÃOS INTERNACIONAIS OMC – Organização Mundial do...

  • Slide 1
  • ESTRUTURA BRASILEIRA DE COMRCIO EXTERIOR
  • Slide 2
  • RGOS INTERNACIONAIS OMC Organizao Mundial do Comrcio (WTO - World Trade Organization) - 01.01.1995 Genebra (Sua) - 146 pases membros - Organizao Internacional Global p/ regras de comrcio entre as naes - Preocupao principal: liberdade de comrcio e reduo de tarifas e restries circulao de mercadorias.
  • Slide 3
  • ESTRUTURA BRASILEIRA DE COMRCIO EXTERIOR RGOS INTERNACIONAIS OMC Organizao Mundial do Comrcio (WTO - World Trade Organization) FUNES - Administrar os acordos de comrcio - Frum para os negcios sobre comrcio - Tratar disputas comerciais entre os membros - Monitorar as polticas comerciais dos pases membros - Assistncia e treinamento aos pases em desenvolvimento - Cooperar com outras organizaes internacionais
  • Slide 4
  • ESTRUTURA BRASILEIRA DE COMRCIO EXTERIOR RGOS INTERNACIONAIS UNCTAD United Nations Conference on Trade and Development - Estabelecida em 1964 - Frum permanente para discusses e deliberaes intergovernamentais - Principal rgo da Assemblia Geral das Naes Unidas para o comrcio, investimento e desenvolvimento
  • Slide 5
  • ESTRUTURA BRASILEIRA DE COMRCIO EXTERIOR RGOS INTERNACIONAIS UNCTAD United Nations Conference on Trade and Development OBJETIVOS PRINCIPAIS Maximizar o comrcio, investimentos e oportunidades de desenvolvimento dos pases em vias de desenvolvimento e assisti-los nos seus esforos de integrar-se economia mundial nas reas financeira, tecnolgica, de investimentos e desenvolvimento sustentado.
  • Slide 6
  • ESTRUTURA BRASILEIRA DE COMRCIO EXTERIOR RGOS NACIONAIS ( > 300 / No existe um rgo central) - Poltica de desenvolvimento da indstria, do comrcio e dos servios (rea internacional) - Poltica de Comrcio Exterior - Regulamentao e execuo de programas relativos rea - Aplicao de mecanismos de defesa comercial - Participao em negociaes internacionais relativos ao comrcio exterior - Misses comerciais externas e internas MDIC - Ministrio do Desenvolvimento, Indstria e Comrcio Exterior
  • Slide 7
  • ESTRUTURA BRASILEIRA DE COMRCIO EXTERIOR SECEX - Secretaria de Comrcio Exterior - Formulao de polticas e programas de comrcio exterior - Proposio de medidas (fiscais e cambiais) de financiamento, recuperao de crditos, seguro, transportes e fretes, e promoo comercial. - Participar de negociaes em acordos ou convnios internacionais - Realizar estatsticas e controlar a entrada e sada de mercadorias MDIC - Ministrio do Desenvolvimento, Indstria e Comrcio Exterior
  • Slide 8
  • ESTRUTURA BRASILEIRA DE COMRCIO EXTERIOR SECEX - Departamentos - DECEX: Departamento de Operaes de Comrcio Exterior (administra o Siscomex - Sistema Integrado de Comrcio Exterior) - DEINT: Departamento de Negociaes Internacionais (acordos) - DECOM: Departamento de Defesa Comercial (acompanhamento de normas e aplicao de acordos de defesa comercial) - DEPLA: Departamento de Planejamento e Desenvolvimento do Comrcio Exterior (propor e acompanhar polticas e programas) MDIC - Ministrio do Desenvolvimento, Indstria e Comrcio Exterior
  • Slide 9
  • ESTRUTURA BRASILEIRA DE COMRCIO EXTERIOR CAMEX - Cmara de Comrcio Exterior - Formulao, deciso e coordenao de polticas e atividades relativas ao comrcio exterior de bens e servios, incluindo o turismo - Definir diretrizes e procedimentos relativos implementao da poltica de comrcio exterior - Coordenar e orientar as aes dos rgos que possuem competncias na rea de comrcio exterior MDIC - Ministrio do Desenvolvimento, Indstria e Comrcio Exterior
  • Slide 10
  • ESTRUTURA BRASILEIRA DE COMRCIO EXTERIOR BNDES - Banco Nacional de Desenvolvimento Econmico e Social - Banco oficial do governo para a rea de exportao - Aumento de vendas e reduo relativa das importaes - Apoio financeiro e suporte tcnico para as exportaes - Estmulo ao internacional de empresas brasileiras - Acompanhamento de negociaes brasileiras nos fruns internacionais MDIC - Ministrio do Desenvolvimento, Indstria e Comrcio Exterior
  • Slide 11
  • ESTRUTURA BRASILEIRA DE COMRCIO EXTERIOR APEX - Agncia de Promoo de Exportaes e Investimentos - Servio autnomo que cuida da promoo das exportaes brasileiras (Apex-Brasil) - Identificar vocaes produtivas regionais - Firmar acordos de cooperao com redes internacionais - Inserir novas empresas no mercado internacional - Promover encontros de negcios com importadores - Executar/coordenar eventos internacionais (misses comerciais, feiras, encontros de negcios)
  • Slide 12
  • ESTRUTURA BRASILEIRA DE COMRCIO EXTERIOR Formulao e execuo da poltica econmica - Moeda, crdito e instituies financeiras - Poltica, administrao, fiscalizao e arrecadao tributria e aduaneira, e fiscalizao e controle do comrcio exterior - Dvidas pblicas interna e externa - Negociaes econmicas e financeiras com governos - Estudos e pesquisas para acompanhamento da conjuntura econmica MF - Ministrio da Fazenda
  • Slide 13
  • ESTRUTURA BRASILEIRA DE COMRCIO EXTERIOR SRF - Secretaria da Receita Federal - Poltica, administrao, fiscalizao, arrecadao tributria e aduaneira - Fiscalizao e controle do comrcio exterior - Controle de entradas e sadas de mercadorias nos locais alfandegados estabelecidos para isto - Cobrana dos impostos devidos nessas operaes - Autorizaes de nacionalizaes e desnacionalizaes MF - Ministrio da Fazenda
  • Slide 14
  • ESTRUTURA BRASILEIRA DE COMRCIO EXTERIOR CBN Comit Brasileiro de Nomenclatura - Realizao, atualizao e aplicao da nomenclatura brasileira de mercadorias e discusses internacionais a esse respeito (rgo atualmente no ativo) MF - Ministrio da Fazenda
  • Slide 15
  • ESTRUTURA BRASILEIRA DE COMRCIO EXTERIOR CNSP Conselho Nacional de Seguros Privados - Fixar diretrizes e normas da poltica de seguros privados - Fixar caractersticas gerais de contratos de seguros - Estabelecer diretrizes gerais das operaes - Disciplinar a corretagem MF - Ministrio da Fazenda
  • Slide 16
  • ESTRUTURA BRASILEIRA DE COMRCIO EXTERIOR SUSEP Superintendncia de Seguros Privados - Fiscalizar a operao das Sociedades Seguradoras - Zelar pela eficincia do Sistema Nacional de Seguros Privados - Zelar pela liquidez e solvncia das sociedades seguradoras - Cumprir e fazer cumprir as deliberaes do CNSP MF - Ministrio da Fazenda
  • Slide 17
  • ESTRUTURA BRASILEIRA DE COMRCIO EXTERIOR IRB Instituto de Resseguros do Brasil - Regulamentao das operaes de resseguros MF - Ministrio da Fazenda BC (Bacen) Banco Central do Brasil - Formulao e gesto das polticas monetria e cambial, e administrao do sistema de pagamentos e meio circulante - Controlador da movimentao de moeda estrangeira
  • Slide 18
  • ESTRUTURA BRASILEIRA DE COMRCIO EXTERIOR Relaes diplomticas brasileiras com outros pases - Relacionamento com outros pases em assuntos de comrcio exterior - Representao diplomtica no exterior para descobrir e apontar oportunidades de comrcio - Acompanhamento in loco nos pases estrangeiros de seu desenvolvimento, crises, problemas, produo, emprego, rejeio, aceitao, etc. MRE Ministrio das Relaes Exteriores
  • Slide 19
  • MECANISMOS DE APOIO S EXPORTAES
  • Slide 20
  • Instituio tcnica de apoio ao desenvolvimento da atividade empresarial de pequeno porte Prioridades Estratgicas: - Ampliar e universalizar o crdito e a capitalizao - Promover educao empreendedora e cooperao - Promover acesso tecnologia e estimular a inovao - Promover acesso a mercados externos - Atuar em aes coletivas, priorizando arranjos produtivos SEBRAE Servio Brasileiro de Apoio s Micro e Pequenas Empresas
  • Slide 21
  • MECANISMOS DE APOIO S EXPORTAES rgo de articulao e coordenao das aes voltadas ao incremento das atividades exportadoras reas de atuao: - Alimentos e bebidas - Bens de consumo de alta tecnologia - Bens de consumo no durveis - Bens que utilizam insumos minerais - Agronegcios - Insumos industriais - Material de transporte - Comrcio - Comunicao - Pesquisa e servios profissionais PEE Programa Especial de Exportaes
  • Slide 22
  • MECANISMOS DE APOIO S EXPORTAES - Promoo de Encontros de Comrcio Exterior (Encomex) - Capacitao de profissionais em comrcio exterior - Servio de orientao sobre exportaes ao empresariado de pequeno porte: -Projeto Redeagentes: interiorizao do comrcio exterior (treinamentos) -Programa Aprendendo a Exportar: Aspectos praticos e operacionais de exportao (www.aprendendoaexportar.gov.br) Programa Cultura Exportadora
  • Slide 23
  • MECANISMOS DE APOIO S EXPORTAES - Execuo de polticas de promoo de exportaes - Seminrios, workshops - Adequao de produtos (normas ISO) - Comrcio eletrnico (e-Business) APEX Agncia de Promoo de Exportaes (Apex-Brasil)
  • Slide 24
  • MECANISMOS DE APOIO S EXPORTAES - Apoio s exportaes - Crdito, logstica e apoios comerciais - Feiras e eventos, oportunidades de negcios - Barreiras no-tarifrias - www.portaldoexportador.gov.br Portal do Exportador
  • Slide 25
  • MECANISMOS DE APOIO S EXPORTAES - Facilitar e incrementar as exportaes brasileiras - Informaes estratgicas para fechamento de negcios - Ampliar investimentos de empresas estrangeiras - Divulgar a imagem do Brasil e a qualidade de seus produtos - www.braziltradenet.gov.br BrazilTradeNet
  • Slide 26
  • MECANISMOS DE APOIO S EXPORTAES - Auxlio s micro e pequenas empresas quanto ao suporte tecnolgico para avaliao e adequao dos produtos a mercados mais exigent