Estudo Dirigido – Revisão Para Prova Até Floculação

  • View
    10

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Estudo Dirigido – Revisão Para Prova Até Floculação

ESTUDO DIRIGIDO REVISO PARA PROVA AT FLOCULAO1) O tratamento de gua definido como uma sequncia de operaes que conjuntamente consistem em melhorar suas caractersticas organolpticas, fsicas, qumicas e bacteriolgicas, a fim de que se torne adequada ao consumo humano. Nem toda gua requer tratamento para abastecimento pblico. Depende da sua qualidade em comparao com os padres de consumo e tambm da aceitao dos usurios. Normalmente, as guas de superfcie so as que mais necessitam de tratamento, porque se apresentam com qualidades fsicas e bacteriolgicas imprprias, em virtude de sua exposio contnua a uma gama muito maior de processos de poluio. Apenas na captao superficial de guas de nascentes, a simples proteo das cabeceiras e o emprego de um processo de desinfeco, podem garantir uma gua de boa qualidade do ponto de vista de potabilidade.

2) O tratamento de gua destinada ao consumo humano tem a finalidade bsica de torn-la segura do ponto de vista de potabilidade, ou seja, tratamento da gua tem a finalidade de eliminar impurezas prejudiciais e nocivas sade. O processo de tratamento para abastecimento pblico de gua potvel tem as seguintes finalidades bsicas: Higinicas: eliminao ou reduo de bactrias, substncias venenosas, mineralizao excessiva, teor excessivo de matria orgnica, algas, protozorios e outros microrganismos; Esttico: remoo ou reduo de cor, turbidez, dureza, odor e sabor; Econmico: remoo ou reduo de dureza, corrosividade, cor, turbidez, odor, sabor, ferro, mangans, etc.

3)

Aerao

4) As etapas que acontecem no processo de tratamento da gua:1 Captao: a gua passa por um sistema de grades que impede a entrada de elementos macroscpicos grosseiros (animais mortos, folhas, etc.) no sistema. Parte das partculas est em suspenso fina, em estado coloidal ou em soluo, e por ter dimenses muito reduzidas (como a argila, por exemplo), no se depositam, dificultando a remoo.* Gradeamento2 Coagulao: visa aglomerar essas partculas, aumentando o seu volume e peso, permitindo que a gravidade possa agir. Isso feito, geralmente, atravs da adio de cal hidratada (hidrxido de clcio) e sulfato de alumnio, sendo agitada rapidamente. Esses materiais fazem as partculas de sujeira se juntarem.3 Floculao:a gua agitada lentamente, para favorecer a unio das partculas de sujeira, formando os flocos. Em soluo alcalina, o sulfato de alumnio reage com ons hidroxila, resultando em polieletrlitos de alumnio e hidroxila (polictions) com at 13 tomos de alumnio. Esses polieletrlitos de alumnio atuam pela interao eletrosttica com partculas de argila carregadas negativamente e pelas ligaes de hidrognio devido ao nmero de grupos OH, formando uma rede com microestrutura porosa (flculos).4-Decantao: a gua no mais agitada e os flocos vo se depositando no fundo, separando-se da gua. O lodo do fundo conduzido para tanques de depurao. O ideal que ele seja transformado em adubo, em um biodigestor. A gua mais limpa vai para o filtro de areia.5-Filtrao:A gua j decantada passa por um filtro de cascalho/areia/antracito (carvo mineral), onde vai se livrando dos flocos que no foram decantados na fase anterior e de alguns microrganismos.6-Clorao: A gua filtrada est limpa, mas ainda pode conter microrganismos causadores de doenas. Por isso, ela recebe um produto que contm cloro, que mata os microrganismos. Na gua, o cloro age de duas formas principais:a)como desinfetante, destruindo ou inativandoos microorganismos patognicos, algas e bactrias de vida livre; eb)como oxidante de compostos orgnicos e inorgnicos presentes.Quando o cloro adicionado a uma gua isenta de impurezas, ocorre a seguinte reao:Dependendo do pH da gua, o cido hipocloroso (HClO) se ioniza, formando o on hipoclorito (ClO), segundoa reao a seguir:

Ambos os compostos possuem ao desinfetante e oxidante; porm, o cido hipocloroso mais eficiente do que o on hipoclorito na destruio dos microrganismos em geral.6-Fluoretao e correo de pH: Nas grandes cidades brasileiras a gua tratada ainda recebe o flor, que ajuda a prevenir a crie dentria. Se necessrio adicionado mais cal hidratado para correodo pH.O Ortopolifosfato de Sdio adicionado para proteger a tubulao contra a corroso e oxidao.7, 8 Reservao: A gua tratada armazenada em grandes reservatrios, antes da distribuio. Esses reservatrios sempre so instalados nos locais mais altos das cidades.9 Distribuio:A gua tratada distribuda para as residncias, comrcio e indstria a partir dos reservatrios de gua potvel.*Aerao : Por esse processo, a gua agitada para que os odores sejam removidos e a oxigenao acontea de maneira completa. O carvo ativo, eficiente adsorvente tambm usado para remover odor, cor e sabor.

5) A coagulao e a floculao so processos fsico-qumicos envolvidos na etapa de clarificao de guas. As impurezas contidas na gua podem se encontrar como partculas em suspenso e/ou sob a forma solvel. As partculas em suspenso podem ou no sedimentar por gravidade. A coagulao-floculao so processos utilizados para agregar colides e partculas dissolvidas em flocos maiores, que podem ser removidos por processos de sedimentao ou flotao, dependendo das caractersticas dos flocos, sejam coesos ou grumosos, respectivamente (FAGUNDES, 2006; FURLAN, 2008). Na coagulao, o objetivo a desestabilizao das partculas que se encontram em suspenso, proporcionando a coliso entre elas. Essa desestabilidade ocorre atravs da adio de produtos qumicos denominados coagulantes. As substncias normalmente utilizadas como coagulantes so: sulfato de alumnio, sulfato ferroso, cloreto frrico, sulfato frrico e aluminato de sdio. Produtos auxiliares tambm podem ser utilizados na coagulao, sendo os de uso mais comuns denominados polieletrlitos ou polmeros, por apresentarem estrutura qumica polimrica. A floculao promove a aglomerao e compactao das partculas desestabilizadas na coagulao, formando os flocos, capazes de sedimentar. Esse processo favorecido pela agitao suave, que facilita o contato entre os flocos. O processo de coagulao-floculao, no tratamento de guas, utilizado para: remoo de turbidez; remoo de cor; reduo de bactrias, vrus e outros organismos patognicos; assim como de algas e outros organismos planctnicos; eliminao parcial de substncias responsveis por gostos e cheiros; remoo parcial de fosfatos e metais pesados. Os fatores que afetam a coagulao-floculao e devem ser levados em considerao so: tipo e tamanho de partculas em suspenso; pH, concentrao de coagulante, alcalinidade, temperatura, tipo e concentrao de ons no meio lquido; e tipo de reator, alm da variao na velocidade de mistura rpida ou lenta (SOARES, 2009). A coagulao ocorre atravs do efeito produzido pela adio de um produto qumico (coagulante) sobre uma disperso coloidal. Envolve dois fenmenos distintos e complementares: o qumico, no qual ocorre a reao do coagulante com a gua; e o fsico, quando ocorre o transporte das espcies resultantes para contato com as impurezas presentes na gua (FAGUNDES, 2006). A coagulao tem incio assim que o coagulante adicionado no efluente, ocorrendo sob condies de forte agitao. A mistura rpida um parmetro importante nessa etapa, pois dispersa o coagulante rapidamente pela soluo a ser tratada (FURLAN, 2008).A floculao consiste em colocar as partculas coloidais desestabilizadas em contato umas com as outras, de modo a permitir a sua aglomerao. Nesse processo, procura-se o maior nmero possvel de choques entre as partculas, para que ocorra a formao de agregados maiores e mais densos, que sejam eficientemente removidos por sedimentao ou filtrao (FURLAN, 2008).

6) Aula 77) Aula 7

8) um tipo de ETA que realiza tratamento completo da gua; adquirida pronta e possui capacidade de tratamento estabelecida pelo fabricante; Pode ser pressurizada ou aberta; As ETAs compactas so construdas em chapas metlicas, em materiais plsticos adequados (fibra de vidro, polipropileno, polietileno, etc.) ou concreto aramado; Em geral, so utilizadas em cidades de pequeno porte. PRESSURIZADA Necessita apenas das bases, sobre as quais ser instalada; Aplicao principal na tratabilidade de guas com caractersticas fsico-qumicas constantes, como por exemplo aquelas oriundas de poos, lagos, represas e mananciais similares; indicada para vazes de at 200 m/h em funo do custo/benefcio.POR GRAVIDADE Fabricadas normalmente em concreto armado, alvenaria estruturada ou ao carbono com revestimento anticorrosivo, com vrias cmaras ou compartimentos juntos ou separados um dos outros conforme o perfil hidrulico definido no projeto bsico; So normalmente projetadas para capacidades superiores a 200 m/h; As etapas de tratamento so: mistura rpida, coagulao/floculao, decantao e filtrao; Utilizam taxas operacionais menores pelo fato de funcionar com presso atmosfrica, o que implica que requer de uma rea maior para sua implantao.

9) Caractersticas quantitativas e qualitativas das guas residuais, localizao do sistema e objetivos de qualidade que se pretendem imposio do grau de tratamento.

10)

11)