Estudo do Impacto Rip Curl Pro 2012

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Estudo do Impacto Rip Curl Pro 2012 - Relatório Sintese

Text of Estudo do Impacto Rip Curl Pro 2012

  • 1

    ISBN: 978-989-97395-3-6

    Instituto Politcnico de Leiria | Cmara Municipal de Peniche | Rip Curl Portugal

    ESTUDO DO IMPACTO DO RIP CURL PRO 2012 PORTUGAL

    Sntese

    Grupo de Investigao em Turismo (GITUR) Escola Superior de Turismo Tecnologia do Mar

  • Estudo do impacto do Rip Curl Pro 2012 Portugal Sntese _____________________________________________________________________________

    2

    Editor: GITUR Grupo de Investigao em Turismo / Instituto Politcnico de Leiria

    Prefixo de Editor: 989-97395

    Novembro 2012

    Campus 4

    Santurio de Nossa Senhora dos Remdios

    2520641 Peniche - PORTUGAL

    O presente documento consiste na sntese do estudo de avaliao do Rip Curl Pro Portugal 2012, elaborado pelo Grupo de Investigao em Turismo (GITUR) do Instituto Politcnico de Leiria. A sntese e estudo resultam de uma parceria estabelecida entre a Cmara Municipal de Peniche, a Rip Curl Portugal e o GITUR/IPL.

  • Equipa de investigao

    Coordenao

    Joo Paulo C.S. Jorge | Srgio Leandro

    Investigadores

    Ana Sofia Viana

    Fernanda Oliveira

    Joo Emanuel Costa

    Sofia Eurico

    Susana Mendes

    Patrcia Reis

    Apoio tcnico e logstico

    Gilberto Martins

    Ana Lusa Leal Martins

  • NDICE

    1. Introduo........................................................................................... 1 2. Metodologia........................................................................................ 2 3. Caracterizao sociodemogrfica da amostra.....................................

    4. Estimativa do impacto econmico

    5. Concluses.........

    3

    12

    17

  • 1. INTRODUO

    Acolher eventos desportivos considerado por muitas regies um meio de assegurar o

    seu desenvolvimento sustentvel, uma vez que a organizao destes eventos traz

    potenciais benefcios econmicos, sociais e ambientais. Um evento desportivo implica a

    gesto de processos economicamente significativos. Tal exige um conjunto alargado de

    compromissos nacionais e internacionais, de parcerias com organismos pblicos,

    patrocinadores e media. No que diz respeito comunidade (local, regional, nacional) um

    evento tem de ser encarado, explorado e desenvolvido a pensar nos benefcios que pode

    trazer no que diz respeito promoo turstica, valorizao poltica, receitas fiscais,

    rentabilizao de estruturas locais, dinamizao da economia e desenvolvimento do

    desporto.

    Existe uma reconhecida dificuldade na determinao dos valores e impactos das

    actividades tursticas, sobretudo escala local. Por outro lado, a investigao cientfica

    no tem privilegiado o estudo destes fenmenos sendo escassa a produo de

    conhecimento relativamente s suas diversas dimenses, incluindo a econmica.

    O presente documento integra-se no trabalho desenvolvido pelo Grupo de Investigao

    em Turismo (GITUR) do Instituto Politcnico de Leiria e constitui uma sntese de

    resultados finais. Os principais objetivos prendem-se com a determinao do perfil dos

    visitantes relativamente prova de surf do World Tour da ASP, Rip Curl Pro 2012 Portugal,

    realizada em Peniche, caraterizando-os em termos sociodemogrficos, em termos da

    estrutura dos gastos e estimativa do impacto econmico global do evento.

    A estrutura deste documento a seguinte:

    Metodologia

    Caracterizao sociodemogrfica

    Estimativa do impacto econmico

  • Estudo do impacto do Rip Curl Pro 2012 Portugal Sntese _____________________________________________________________________________

    2

    2. METODOLOGIA

    Para a elaborao deste estudo foram efetuadas entrevistas ao pblico assistente do

    evento, apresentando-se um questionrio estruturado, em portugus e em ingls,

    tendo em considerao o nmero de visitantes estrangeiros. O questionrio foi

    realizado pelo Grupo de Investigao em Turismo (Escola Superior de Turismo e

    Tecnologia do Mar, Instituto Politcnico de Leiria), sobre uma amostra de 1037

    pessoas maiores de 18 anos e ambos os sexos, representativa dos visitantes

    respeitantes prova de surf Rip Curl Pro 2012 Portugal, etapa do ASP World Tour

    2012 realizada em Peniche.

    Os dados apresentados tm um grau de confiana de 95% e uma margem de erro

    3,1% para dados globais. O trabalho de campo foi realizado durante os dias 10 e 19

    de Outubro de 2012, no local onde decorreram as provas, mediante inquritos por

    entrevista com seleo final de inquiridos por amostragem aleatria simples. Os dados

    foram processados pelo software IBM SPSS Statistics 19.

    Quadro 1 Ficha Tcnica

    Universo Todos os visitantes que assistiram ao evento Metodologia Entrevista pessoal mediante questionrio estruturado Tamanho da amostra 1037 questionrios vlidos Erro da amostra 3,1% Nvel de confiana 95% Data do trabalho de campo 10 a 19 outubro de 2012

  • Estudo do impacto do Rip Curl Pro 2012 Portugal Sntese _____________________________________________________________________________

    3

    3. CARACTERIZAO SOCIODEMOGRFICA DA AMOSTRA

    Provenincia

    Comeando pela provenincia dos sujeitos que compem a amostra, verifica-se uma

    proeminncia daqueles que residem em Portugal (67,2%) face aos que provm de

    outros pases (32,8%). Relativamente a 2010 regista-se um acrscimo de visitantes

    estrangeiros (a distribuio foi de 73% e 27% respectivamente). Na distribuio por

    pas (figura 1) destacam-se a Espanha, Reino Unido, Alemanha e Frana que no seu

    conjunto totalizam 62,9% dos estrangeiros, sendo de notar a presena de mercados

    no tradicionais como os Estados Unidos e Austrlia.

    Figura 1 Pases de provenincia dos estrangeiros (%)

    Em relao distribuio dos portugueses (figura 2), destaque para os que residem

    nos concelhos de Peniche (18,4%), Lisboa (11,7%), Santarm (4,6%) e Porto e Cascais

    com 4%. Relativamente a 2010 existe uma diminuio dos residentes no concelho de

    Peniche e de Lisboa que ento apresentavam um valor de 24,7% e 18,3%

    26,1

    19,3

    13,6 10,2

    4,5 4,5 2,3

    5,7

    13,8

    32,3

    13,3

    9,1 8,2 5,4 4,8 3,6 3,3

    19,9

    0

    5

    10

    15

    20

    25

    30

    35

    2010 2012

  • Estudo do impacto do Rip Curl Pro 2012 Portugal Sntese _____________________________________________________________________________

    4

    respectivamente, e um aumento do peso dos concelhos de Santarm e Porto (1,8% em

    2010).

    Figura 2 - Distribuio dos portugueses por concelho de origem (%)

    A partir de uma distribuio dos inquiridos por distritos (figura 3), verifica-se que cerca

    de 66,7% dos inquiridos provm dos distritos de Leiria e de Lisboa (em 2010 esse valor

    foi de 80%), sendo este ltimo o que agrega um maior nmero de inquiridos (35,6%).

    Apesar de apresentarem valores substancialmente mais baixos, destaque ainda para a

    subida, relativamente a 2010, do distrito de Santarm (de 3,9% para 8,6%) e dos

    distritos do Porto e Setbal (de 2,5% e 3,6% para 5,4% e 4,7% respectivamente.

    18,4 11,7

    4,6 4,0 4,0 3,4 3,3 3,1 3,0 2,7 2,3 2,1 2,1 2,0 1,9 1,9 1,3 1,1 1,1 1,1 1,1 1,0 1,0 1,0

    20,6

    0 5 10 15 20 25

    Peniche Lisboa

    Santarm Porto

    Cascais Lourinh

    Leiria Oeiras

    Caldas Rainha Torres Vedras

    Mafra Alcobaa

    Sintra Aveiro

    Coimbra Alenquer

    Vila Franca de Xira Cantanhede

    Faro Setbal

    Amadora Torres Novas

    Cadaval Almada Outros

  • Estudo do impacto do Rip Curl Pro 2012 Portugal Sntese _____________________________________________________________________________

    5

    Figura 3 - Distribuio dos inquiridos nacionais por distrito de provenincia

    Gnero e Idade

    Do ponto de vista da estrutura etria a maior concentrao de indivduos verifica-se

    nos escales etrios entre os 18 e os 24 e os 25 e os 34 anos (figura 4). Estes resultados

    esto patentes quer nos inquiridos nacionais quer no nacionais, cuja soma dos

    referidos escales, representam 74,3% e 72,5%, respectivamente. No entanto, existem

    algumas diferenas entre estes dois grupos: no caso dos nacionais, o escalo etrio

    com maior representatividade o dos 18 aos 24 anos, com 43,3%, enquanto nos

    estrangeiros o escalo dos 25 aos 34 anos, com 46,0%. Esta situao tambm se

    verificou no estudo realizado em 2010.

    Em relao ao gnero dos inquiridos (figura 5) verificamos que a diferena nos

    nacionais muito pequena, com 51% para o sexo masculino e 49% para o sexo

    feminino, enquanto os estrangeiros verifica-se uma maior incidncia de sujeitos do

    sexo masculino, com 56% neste grupo e 44% no sexo feminino.

    35,6

    31,1

    8,6 5,4 4,7 4,0 3,3 2,3 1,1

    3,9

    0

    5

    10

    15

    20

    25

    30

    35

    40

  • Estudo do impacto do Rip Curl Pro 2012 Portugal Sntese _____________________________________________________________________________

    6

    Figura 4 Estrutura etria (portugueses e estrangeiros)

    Figura 5 Gnero (portugueses e estrangeiros)

    Perfil acadmico e profissional