Click here to load reader

Evolução Consciente

  • View
    1.267

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

A humanidade tem evoluído através de ciclos históricos. A próxima etapa na escala evolutiva depende e uma mudança no nível de consciência. A humanidade tem condições de participar ativamente do processo evolutivo decidindo conscientementee para onde queremos ir.

Text of Evolução Consciente

  • 1. Movimento Zeitgeist Brasil ZDay 2011 Rubens Mrio Mazzini Rodrigues, MD Mdico Psiquiatra www.yatros.com.br Evoluo Natural x Evoluo Consciente

2. Ciclos Histricos

  • Tudo no Universo, evolui por ciclos.
  • Os organismos evoluem por ciclos.
  • A civilizao humana tem evoludo atravs de ciclos histricos.
  • Os povos antigos, como os Maias, tinham conscincia desses ciclos naturais.
  • A civilizao moderna perdeu contato com os ciclos da natureza.
  • Nos tornamos excessivamente onipotentes.

3. Animismo

  • Comeamos com pessoas que viviam em harmonia com a Terra e entendiam a natureza do Planeta como material e espiritual.
    • Povos Nativos das Amricas
    • Civilizao druida nos povos anglo-saxes.
    • Aborgenes da Austrlia.
    • Civilizao tribal africana.

4. Politesmo

  • Com o declnio do ciclo animista sobreveio o ciclo politesta.
  • Civilizaes baseadas na crena de existncia de vrios deuses.
    • Os antigos Egpcios
    • Persas
    • Sumrios
    • Gregos e Romanos

5. Monotesmo

  • Ao politesmo sobreveio o Monotesmo, que prevaleceu por muito tempo, at que Darwin introduziu o entendimento cientfico sobre a natureza da vida.
    • Judasmo.
    • Cristianismo.
    • Islamismo.

6. Ciclos Econmicos

  • A esses ciclos se sobrepe ciclos econmicos:
    • Extrativismo.
    • Escravagismo.
    • Mercantilismo.
    • Capitalismo.
    • Comunismo.
    • Liberalismo / Consumismo.
  • Atualmente vivemos sob o sistema de crenas domaterialismo cientfico , cuja expresso econmica ocapitalismo / liberalismo consumista , que v a matria como a essncia do Universo.

7. Questes Perenes

  • Como chegamos aqui?
  • Por que estamos aqui?
  • Como fazer o melhor para continuar?
  • Para onde vamos?
  • Ao longo da histria as sucessivas civilizaes deram diferentes respostas para essas questes essenciais.

8. Sistemas de Crena (Paradigmas)

  • medida queas crenas mudam , as respostas mudam ea cultura mudapara se acomodar.
  • Cada novo sistema de crenas dominante passa a ser averdade universala que todos se submetem.
  • O sistema educacional se volta para a transmisso e perpetuao desse sistema de crenas para as novas geraes.
  • Somos criados aprendendo a acreditar que esse sistema de crenas o melhor, o mais verdadeiro eincontestvel .

9. Paradigma Religioso

    • Existem dois mundos separados: material e espiritual
    • Como chegamos aqui?Fomos criados por um Deus nico e onipotente.
    • Por que estamos aqui?Para fazer a vontade de Deus.
    • Como fazer o melhor para continuar?Obedecer a lei de Deus
    • Para onde vamos?Para um outro mundo.

10. Mudanas de Paradigma 11. Materialismo Cientfico

  • O grande problema do materialismo cientfico que ele oferece um fim , mas nenhumsignificado .
  • Tudo o que importa sobreviver e obter o mximo desse mundo.
  • Para isso voc pode estudar e usar o seu crebro ou pode aprender a manusear uma arma ou pode produzir e vender alimentos ou servios ou fabricar e vender cigarros, lcool e drogas.
  • O que importa ser bem sucedido , ou seja, ganhar muito dinheiro e acumular bens materiais para obter o mximo dessa vida, pois no haver outra.
  • Qualquer meio poder torn-lo um lder.
  • uma civilizao baseada nacompetio .

12. Interpretao do Darwinismo

  • Processo de Seleo Natural Competitiva
    • Sobrevivncia dos mais aptos.
    • Aptido como capacidade de sobrevivncia.
    • Competio.
    • O mais forte elimina o mais fraco.
  • Processo de Seleo Natural Cooperativa
    • Permanncia dos mais aptos.
    • Aptido como capacidade de adaptao.
    • Cooperao.
    • Os mais capazes de cooperar permanecem.

13. Competio Natural

  • Os lees formam grupos de 15 a 45 semelhantes de diversas idades.
  • So liderados por um macho que se impe vencendo seus companheiros pela luta.
  • O macho lder responsvel pela manuteno da estrutura do grupo e pela coordenao das aes de caa.
  • Quase sempre, a caa o resultado de uma ao planejada e levada a efeito por um grupo de vrias leoas e o leo lder.

14. O Gene Egosta

  • O materialismo cientfico adotou a noo decompetiocomo um meio de sobrevivncia.
  • Etimologicamente competir provm do gregocompete , que significalutar em conjunto .
  • No significa que devemos amassar o concorrente e venc-lo a qualquer custo.
  • Os genes nocontrolama evoluo, eles soinstrumentosda evoluo.

15. Paradigma Materialista

  • A fsca quntica demonstrou que a matria energia concentrada e que a conscincia afetamanifestao da matria.

E = mc 2 16. Paradigma Gentico

  • OProjeto Genomaesperava encontrar cerca de150 mil genesno genoma humano.
  • Encontrou apenas23 mil , pouco mais do que o nmero de genes no genoma de uma minhoca (20 mil).
  • Enquanto o genoma o mesmo nas nossas clulas, oepigenoma diferente em cada uma dos 250 tipos de clulas diferentes que formam o ser humano.
  • Um gene no pode se ativar por si mesmo, ele ativado a partir de estmulos ambientais.

17. Comportamento: Gentica ou Cultura

  • Uma das grandes polmicas das modernas cincias do comportamento sobre o quanto o comportamento e a personalidade das pessoas depende da gentica ou do aprendizado.
  • Uma das questes que tem sido alvo do interesse da neurocincia evolucionista oaltrusmo .
  • Um estudo realizado por Adrian V. Bell e colegas na Universidade da Califrnia* concluiu que oaltrusmo um comportamento mais determinado pelo aprendizado social do que pela gentica.

18. Auto-conscincia

  • A experincia de vida pode redefinir nossostraos genticos .
  • Isso significa que podemosinterferir na evoluoatravs de nossa prpria conscincia.
  • Anatureza humanano esttica e, portanto, no imutvel.
  • Podemos escolher em quesentidoqueremos evoluir.
  • Podemos decidir qual ocaminho evolutivomais capaz de garantir no s nossa permanncia na Terra mas como vamos continuar vivendo.

19. Geometria Fractal A evoluo no um processo que se d ao acaso. A geometria fractal demonstra que as formas se reproduzem ao do tempo atravs de um padro que no meramente casual, mas que possui uma lgica matemtica, ou seja, existe alguma forma de inteligncia por trs da evoluo. 20. Metamorfose Ambulante

  • Somosorganismos aprendizes , podemos incorporar nossas experincias de vida ao nosso genoma e pass-la para as prximas geraes.
  • Em vez de nos perceber como produtos passivos de uma evoluo aleatria podemos, agora, aceitar a poderosa verdade de que nossas percepes e respostas vida dinamicamente modelam nossa biologia e comportamento.
  • Podemos ser, ao mesmo tempo,participantes ,observadoreseco-criadoresda vida.

21. Paradigma Integrativo THIS SHITS GOT TO GO Perguntas Perenes Como chegamos aqui? Por qu estamos aqui? Como fazer o melhor? Para onde vamos? Materialismo Cientfico Por acaso Crescimento, multiplicao e dominao. Viver pela lei da selva: competio Destruio da natureza e extino da espcie. Holismo Cientfico Evoluo criativa e adaptativa Evoluo da conscincia Viver em equilbrio: cooperao Sustentabilidade e evoluo da espcie. 22. Evoluo Consciente

  • O materialismo cientfico e a civilizao que nele se baseia est em seu ocaso.
  • A nova civilizao que est emergindo no apenas uma nova civilizao, mas um novo estgio da evoluo .
  • Estamos comeando a aprender que somos clulas em um grande organismo.
  • Nesse momento - assim como est acontecendo no corpo de muitas pessoas - a Terra est sofrendo de umadoena auto-imune , nas quais as clulas do corpo esto atacando e matando umas s outras.
  • Seno aprendermos rpido o suficiente, estamos perdidos.
  • Aqueles de ns que esto procurando pornovas respostasso o futuro de evoluo.
  • Estamos experimentando e investigando como podemos criar uma vida melhor, que seja capaz de incluir a todos.
  • O nico caminho a evoluo, e para evoluir preciso desmantelar a antiga estrutura e construir uma nova.

23. PROJETO CRISLIDA

  • http://projetocrisalida.ning.com