EXPERIÊNCIAS DA SANEPAR EM BIOENERGIA E .1 EXPERIÊNCIAS DA SANEPAR EM BIOENERGIA E EFICIÊNCIA

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of EXPERIÊNCIAS DA SANEPAR EM BIOENERGIA E .1 EXPERIÊNCIAS DA SANEPAR EM BIOENERGIA E EFICIÊNCIA

  • 1

    EXPERINCIAS DA SANEPAR EM

    BIOENERGIA E EFICINCIA ENERGTICA

    Assessoria de Pesquisa e Desenvolvimento

    Diretoria de Meio Ambiente e Ao Social

    Eng. Gustavo R. C. Possetti, Dr.

    Eng. Pricles S. Weber, M.Sc.

  • 2

    A SANEPAR

    ~ 9,5 x 106 hab.

    176 ETAs

    2.632.471 ligaes

    43.300 km rede

    GUA

    ~ 6,0 x 106 hab.

    225 ETEs

    1.459.012 ligaes

    25.100 km rede

    ESGOTO

    ~ 230 x 103 hab.

    3 aterros sanitrios

    45.760 ton/ano

    RESDUO SLIDO

    MISSOPrestar servios de saneamento ambiental

    de forma sustentvel, contribuindo para a

    melhoria da qualidade de vida

    VISOSer uma empresa de excelncia,

    comprometida com a universalizao

    do saneamento ambiental

  • 3

    A ENERGIA ELTRICA NA SANEPAR

    3370 UCs (71,5 % BT)

    ~ 608 GWh / ano

    ~ 18 mil tCO2eq / ano

    ~ R$ 173 milhes / ano

    relevante custo operacional

    grande consumidor do PR

    Distribuio percentual dos custos com energia eltrica

    Esgoto

    8,6%

    gua

    90,1%

    Outras atividades

    1,3%

    (2011)

  • 4

    OTIMIZAO DO USO EDO GASTO COM ENERGIA ELTRICA

    SGF: Sistema de Gerenciamento das Faturas de Energia Eltrica

    Estudo de opo tarifria e gesto de adicionais

    Economia > R$ 11 milhes (em 7 anos)

    MASP-P: Mtodo para Anlise e Soluo de Problemas de Perdas

    Reduo de perdas de gua por meio da gesto de volumes

    Economia > 256 milhes de m3 ~ R$ 30 milhes (em 7 anos)

  • 5

    OPERAOPROJETO

    P&DMEIO

    AMBIENTE

    BIOENERGIA E EFICINCIA ENERGTICA(MECANISMOS DE ATUAO)

  • 6

    GESTO DE GASES DO EFEITO ESTUFA

    MDL: Projetos de Mecanismo de Desenvolvimento Limpo

    Biogs em aterros sanitrios (captura e queima);

    Biogs em ETE (aproveitamento energtico);

    Eficincia energtica (10 UCs).

    IGEE: Inventrio de Emisses de Gases do Efeito Estufa Em 2011: 687.153 tCO2eq

    Registro: www.registropublicodeemissoes.com.br

    http://www.ghgprotocolbrasil.com.br/index.phphttp://www.empresaspeloclima.com.br/index.php

  • 7

    HISTRICO DA SANEPAR NO USO DO BIOGS

    Dcada de 80:

    Combustvel veicular (Londrina)

    Gs de cozinha (Pira do Sul)

    Dcada atual:

    Energia eltrica (Foz do Iguau)

    Secagem do lodo (Curitiba)

  • 8

    ETE OURO VERDE FOZ DO IGUAU

    Tempo de operao: ~ 15 anos

    Capacidade: 70 L/s de esgoto (35.000 hab.)

    Certificao: ISO 14001

  • 9

    ETE OURO VERDE FOZ DO IGUAUTRATAMENTO PRELIMINAR DO ESGOTO

    ESGOTO BRUTO(DQO ~ 180 mg/L)

    Q ~ 40 L/s

  • 10

    ETE OURO VERDE FOZ DO IGUAUTRATAMENTO BIOLGICO DO ESGOTO

    VREATOR = 2000 m3

    EfDQO ~ 70 %

  • 11

    ETE OURO VERDE FOZ DO IGUAUCAPTAO E TRATAMENTO DO BIOGS

    QBIOGS ~ 50 m3/dia

    DESULFURIZADOR

    COMPRESSOR

    RADIAL

    VLVULA

    CORTA-CHAMA

    P = 0,5 CV

  • 12

    ETE OURO VERDE FOZ DO IGUAUQUEIMA OU ARMAZENAMENTO DO BIOGS

    QUEIMA

    ARMAZENAMENTO

    V = 50 m3

  • 13

    ETE OURO VERDE FOZ DO IGUAUBIOGS PS-ARMAZENAMENTO

    FLAREVLVULA DE

    ALVIO

  • 14

    ETE OURO VERDE FOZ DO IGUAUGERAO DISTRIBUDA DE ENERGIA ELTRICA

    CAPACIDADE DE GERAO: 1.350 kWh / ms

    ENERGIA GERADA: 200 250 kWh / ms

    VENDA PARA COPEL (at 2012): R$ 0,14 / kWh

    SISTEMA DE COMPENSAO: ANEEL 482/12

    S = 25 kVA

    BIOGS

  • 15

    ETE OURO VERDE FOZ DO IGUAUPROJETO DE INSTRUMENTAO, CONTROLE E SUPERVISO

  • 16

    QUANTIBIO: MEDIES DE BIOGS EM ETEs

    MEDIES (EM TEMPO REAL):

    VAZO

    TEMPERATURA

    TEOR DE METANO

    PRESSO MANOMTRICA

  • 17

    VAZO DE BIOGS EM FUNO DO TEMPO

    COMPORTAMENTO:

    VARIVEL

    PERIDICO

    NO-ESTACIONRIO

  • 18

    MEDIES EM ATERRO SANITRIO

    (a) DRENO PASSIVO

    (b) DRENO ATIVO

    (c) FLUX CHAMBER

    (d) SOIL GAS SURVEY

  • 19

    MAPEAMENTO DAS EMISSES DE METANO

  • 20

    BIOGS: POTENCIALIDADE NA SANEPAR

  • 21

    BIOGS PARA PROCESSAMENTO DO LODO(ESTUDOS EM NVEL DE P&D)

    TUBO DE POLIETILENO

    RETICULADO COM ALMA DE

    ALUMNIO

    PISO DE CONCRETO COM

    PLASTIFICANTE

    LONA

    TUBO DE POLIETILENO

    RETICULADO COM ALMA DE

    ALUMNIO

    PISO DE CONCRETO COM

    PLASTIFICANTE

    LONA

    ETEs de grande porte: secagem + combusto

    ETEs de pequeno/mdio porte: STHIL

  • 22

    PROJETO DE EFICINCIA ENERGTICA: ETE BELM CURITIBA (EM ANDAMENTO)

    3 bombas elevatrias

    (700 CV)

    16 aeradores

    (2400 CV)

    FOCO: motores eltricos

    ~ 12,75 GWh/ano ( > R$ 3,5 milhes/ano)

  • 23

    PROJETO DE EFICINCIA ENERGTICA: SEDE CURITIBA (EM ANDAMENTO)

    FOCO: condicionamento de ar e iluminao

    ~ 1,96 GWh/ano ( > R$ 780 mil/ano)

  • 24

    PROJETO TCNICO-CIENTFICO COM UFPR/LENHS (EM ANDAMENTO)

    Diagnsticos hidrulicos em SAA e SES;

    Rendimento de motores em campo;

    Cavitao em bombas;

    Presso x vazo de vazamento;

    Treinamento.

    FOCO: aspectos hidrulicos

  • 25

    CETS - CENTRO DE TECNOLOGIAS SUSTENTVEIS SANEPAR (PREVISO: 2013)

    MISSO:

    Oferecer solues tecnolgicas

    inovadoras e sustentveis para a companhia

    VISO:

    Tornar-se referncia na Amrica Latina em solues tecnolgicas

    inovadoras e sustentveis na rea de saneamento ambiental at 2020

  • 26

    CONSIDERAES FINAIS

    BIOENERGIA

    EFICINCIA ENERGTICA

    +

    SUSTENTABILIDADE

  • 27

    OBRIGADO !

    Eng. Gustavo R. C. Possetti, Dr.

    gustavorcp@sanepar.com.br

    +55 41 3330 3375