Exposição "A Perfeição Mutilada"

  • View
    214

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Exposio Colectiva "A Perfeio Mutilada" Ciza Dias | Constantino Raffo | Luise Aranha

Transcript

  • 1

    Ciza Dias Constantino Raffo

    Luise Aranha

    20 a 25 de Fevereiro 2015

  • 2

    20 anos a trabalhar com a Arte pela Incluso Social

    A vida feita de ciclos e hoje o Espao t fecha mais um.

    20 anos a trabalhar com a Arte pela Incluso Social.

    Em 20 anos vivemos momentos mgicos, de sonhos, momentos utpicos, momentos reais,

    momentos de falta de espao e momentos de excesso de ideias para concretizar.

    Vivemos 20 anos com toda uma fora emocional que uma equipa pode ter.

    Podemos, afirmar, que valeu mesmo a pena!

    Contribuir, atravs da Arte, para transformar Homens em Prncipes e com eles fomos mais

    longe, difundimos a Cultura do Espao t para alm dos espaos fsicos conquistados e assumidos

    como pontos de partida do trabalho do Espao t.

    Hoje, ao fim de 20 anos, sabemos que valeu a pena ter momentos de crise, angstias, dvidas e

    de muita resilincia

    Mas sabemos que valeu a pena criar espetculos de Teatro e Dana inclusivos, produzir revistas

    em negro, braille e udio, realizar exposies para invisuais e para os outros, realizar congressos

    com temticas to complexos e simultaneamente to simples como a Morte, o Desejo, o Sonho

    Milhares de pessoas passaram pelo Espao t e estamos certos que iro continuar a passar com a

    mesma vontade de encontrar caminhos para uma vida, onde a Felicidade o sonho maior e essa

    quase sempre to singular e difcil de entender.

    No Espao t no temos a pretenso de mudar o Mundo, temos apenas a vontade de contribuir

    para um Mundo melhor, mais inclusivo, mais emocional, onde a Arte to bem consegue

    materializar esses desejos e sentimentos da subjetividade humana.

    Por isso, com a Quase Galeria, criamos um espao de arte contempornea, onde a Arte se funde

    com a essncia da Casa da Felicidade.

    Com o novo Espao Intercultural O Meu Pas no Teu e a Galeria Espao t(eu) iniciaremos uma

    nova dinmica socio cultural, para que os imigrantes, oriundos de pases terceiros, e a residir em

    Portugal possam sentir-se menos imigrantes, atravs da Arte.

    No Cercar-te E5G continuamos a dotar meninos/as do bairro do Cerco de competncias sociais,

    relacionais e outras, para poderem ser melhores Homens e Mulheres no futuro.

    Continuamos a realizar exposies, projetos de Arte Pblica e tudo aquilo que nos possa fazer

    sonhar, tendo sempre como protagonistas os/as nossos/as alunos/as, pois so eles/as que nos

    fazem ver o Mundo de outra forma.

    So muitos os projetos que queremos concretizar e sonhar, mas sabemos que precisamos de

    mais 20 anos para os concretizar

    Obrigado a todos/as os/as que desde a nossa fundao nos ajudaram a chegar at aqui!

    Jorge Oliveira

  • 3

    O MEU PAS NO TEU Espao Intercultural

    O meu pas no teu um projeto Espao t, financiado pelo FEINPT Fundo Europeu para a Integrao

    dos Nacionais de Pases Terceiros, atravs da ACM Alto Comissariado para as Migraes em parceria

    com a FPACU Federao Portuguesa de Associaes, Centros e Clubes UNESCO, a Associao de

    Imigrantes Mais Brasil e o Centro Comunitrio So Cirilo.

    Este projeto compreende a realizao de iniciativas e eventos que visem a promoo da interculturalidade,

    usando a arte, linguagem universal, como instrumento de integrao. Para tal so realizadas na Galeria

    Espao t(eu), exposies de arte com trabalhos artsticos (pintura, escultura, vdeo, fotografia, instalao

    ou performativos) realizados por cidados oriundos de pases terceiros (extra comunitrios). Este espao

    pretende assim ter uma programao que dissemine a arte contempornea intercultural, apresentando

    trabalhos de artistas, grupos ou colectividades das mais diversas origens culturais, possibilitando ainda a

    participao e o envolvimento do pblico em workshops artsticos, realizados periodicamente, dedicados

    s diferentes artes e culturas dos pases presentes nas exposies.

    O Espao Intercultural O Meu Pas no Teu, pretende-se um espao multicultural, de divulgao e

    promoo da interaco cultural, da tolerncia, respeito mtuo e enriquecimento individual atravs das

    interaces e dilogo intercultural.

    Galeria de Arte

    A Galeria do projeto O Meu Pas no Teu pretende ser um espao de convergncia de diferentes formas

    de Arte, de diferentes origens, culturas e nacionalidades. Este um laboratrio de experimentao

    artstica, tendente criao de novos conceitos de Arte, nomeadamente da arte como forma de

    comunicao transversal entre diferentes pblicos e de integrao de grupos, numa sociedade cada vez

    mais segregada e segregadora. Uma oportunidade para os imigrantes de pases terceiros exporem, mas

    tambm para toda a comunidade interessada poder ter contacto e conhecer diferentes tipos de arte e

    cultura. As exposies sero comissariadas pela curadora Ftima Lambert.

    Workshops Dar Expresso s Artes e Culturas

    Direccionados para uma audincia de imigrantes de pases extra comunitrios, e para o pblico em geral,

    estes workshops terico-prticos so realizados por convidados especialistas e abordam temas como a

    diversidade cultural, direitos culturais, a arte como processo de integrao, a influncia portuguesa na arte

    mundial, a aculturao, bem como conversas com os artistas que expem na Galeria.

  • 4

    A Perfeio Mutilada

    A busca desesperada de muitas mulheres pela perfeio, especialmente mulheres brasileiras, levou-me a

    questionar em meu trabalho. O uso desenfreado de intervenes cirrgicas, por vezes chegando a

    prpria mutilao. Fazendo-nos pensar em o quo doentes estaremos? E por que da dificuldade de

    aceitarem seus corpos como a natureza os moldou.

    O que leva uma mulher a submeter-se a isso? Hiper valorizao e exposio do corpo, falta de objetivos

    pessoais, falta de espiritualidade? Por que no nos rebelamos contra essa mdia que nos impe um

    padro de beleza que demasiado cruel. Quando iremos recuperar nossa auto- estima perdida ao longo

    dos sculos, sendo subjugadas ou nos deixando subjugar. Somos donas do nosso corpo no podemos

    permitir que quem quer que seja: mdia, sociedade, padres, convenes, continuem a nos subjugar o

    psicolgico totalmente afetado, elas ultrapassam todos os limites do aceitvel. E ao invs de tornarem-se

    belas, tornam-se aberraes!

    Em outras pocas as mulheres impuseram-se para conquistar seu espao na vida profissional e poltica,

    No Mundo, por que agora, permitimos que nos digam como devem ser os nossos corpos.

    chegado o momento de valorizarmos o simples, o natural, de olharmos pra dentro e buscar aquilo que

    nos torna seres to especiais, o que nos deixa plenas e felizes, algo muito mais profundo do que uma

    beleza externa. A aceitao de si e do outro.

    Enquanto buscarmos fora uma compensao, continuaremos sendo frustradas e infelizes. A verdade que

    a vaidade excessiva empurra milhes de pessoas para um caminho sem volta, que ao invs de perfeio,

    tudo que conseguem alcanar a prpria insatisfao pessoal, o PIB (padro inatingvel de beleza).

    Ciza Dias.

  • 5

    Ciza Dias

    Estudante da Artes em Universidade Federal de santa Maria/RGS/Brasil, 53 anos, voltou a estudar aos 47

    anos,restauradora de mveis e escultora, resido temporariamente em Porto/Portugal Titulo de ampliar

    conhecimentos na rea da escultura e arte no geral, minha pesquisa relaciona-se com o estudo da figura

    humana, especificamente o movimento do corpo, inicialmente com o movimento do corpo na dana, aps

    ampliando para todo e qualquer movimento da vida."A medida que tomo conscincia do meu corpo,vou

    tirando a rigidez do crebro, do trao e das pinceladas, principalmente da escultura. Sinto-me perdendo o

    medo e sentindo a liberdade de naturalmente seguir num processo progressivo. Compreendo a

    importncia do movimento do corpo como se fosse um rio que leva consigo nutrientes para outros lugares;

    o rio o movimento, o leito o corpo e a alma, tudo que temos que fazer permitir que esse rio nos

    envolva e nos leve".

    Exposies:

    * Amor em Versos e Tintas, exposio individual, 08 a 21 de Julho /2009-Cmara de vereadores de Santa

    Maria/ RGS/ Brasil

    *O Movimento do Corpo, exposio individual, 20/01 a 09/02, Ateli da estao - GARE, Santa Maria,

    RGS/ Brasil

    *Singularidades, exposio coletiva,20/04 26/04/2013. Ateli da Estao- GARE, santa Maria,

    RGS/Brasil

    *nicos e Mltiplos, exposio coletiva do Livro do artista,1 a 30/08/2013, Sala da Fonte- Pao Municipal,

    Praa de Montevidu,n 10, porto Alegre/RGS/Brasil

    * O Movimento da Vida, exposio individual,19/08 a 19/10/2013, Museu de Arte de Santa

    Maria/RGS/Brasil

    *Autoretratos, exposio coletiva de alunos e professores do curso de artes visuais/UFSM,08/11 a

    06/12/2013, sala Iber Camargo, Museu de arte de Santa maria/RGS/Brasil

    *Livros de artistas, (Grupo de pesquisa Arte Impressa),10/01/2014, sebo caf, santa maria, RGS/Brasil

    Outros estudos:

    *4 Simpsio de Arte Contempornea da Universidade Federal de Santa Maria, 27 e 28/10/2009,

    RGS/Brasil

    *5 Simpsio de Arte Contempornea da Universidade federal de Santa Maria,27 a 30/05/2011,RGS/ Brasil

    *7 Simpsio de arte contempornea da Universidade federal de santa Maria,27 a 31/10/2012,RGS/Brasil

    *Viagem de estudos 30 Bienal de So Paulo 04 a 09/11 de 2012

    * Simpsio Internacional: Imagem, Cultura Visual e Histria da Arte, 25/09/2012- PUCRS

    *Mostra dos 50 anos do CAL/UFSM (Centro de Artes e Letras) equipe de montagem/Julho de 2013

    * Intercmbio em FBAUP/