Extensão Rural - Água.pptx

Embed Size (px)

Text of Extensão Rural - Água.pptx

Slide 1

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUICENTRO DE CIENCIAS AGRARIASDISCIPLINA: EXTENSO RURALPROFESSOR: ALMIRMIGUEL JAILONJEFFESSON DOUGLASCOMPONENTES:GUAFONTE DE VIDAJACKSON PEREIRADIOGO SALESSomos gua

A gua patrimnio de todos os seres vivos.No apenas da humanidade!

As perspectivas para o prximo sculo indicam um cenrio de escassez da gua at o ano 2050, outros j fazem esta previso para 2025 (revista Veja dez/98): Previses 1999 2050 (2025) Populao Mundial 6.0 bilhes 9.4 bilhes Suficincia 92% 58% Insuficincia 5% 24% Escassez 3% 18%

1/6 ~ 1,2 bilhes no tem acesso a gua de qualidadePopulao do mundo 6 bilhesPopulao mundial sem acesso gua

40% da populao da terra = 2,4 bilhes sem instalaes sanitrias60% da populao da terra com instalaes sanitriasFonte: ONU Ano Internacional da gua Doce, 2003Instalaes sanitrias6.000 crianas morrem por dia de alguma doena relacionada com a gua em ms condies sanitrias.20% - Doenas por outros motivos

80% das doenas se deve ao consumo de gua em ms condies sanitriasFonte: ONU Ano Internacional da gua Doce, 2003

=Fonte: ONU Ano Internacional da gua Doce, 2003A caixa dgua de um vaso sanitrio do mundo ocidental usa, a cada descarga, a mesma quantidade de gua que utiliza um cidado mdio do mundo em desenvolvimento para lavar, beber e cozinhar durante o dia inteiro.

No sculo XX, o consumo de gua aumentou a um ritmo duas vezes maior que a populao;Oriente Mdio, frica Setentrional e sia Meridional sofrem uma grave escassez de gua.Fonte: ONU Ano Internacional da gua Doce, 2003Suprimento de guas nos pases em desenvolvimentoFonte: ONU Ano Internacional da gua Doce, 2003

Tratada 10%90% sem tratamento

A sobre-explorao das guas subterrneas para o consumo humano e de irrigao provocou o abaixamento do lenol fretico em dezenas de metros em numerosas regies, obrigando as populaes a beber gua de baixa qualidade. As perdas de gua por infiltraes, ligaes ilcitas e desperdcios, montam a 50% para a gua potvel e a 60% para a gua de irrigao nos pases em desenvolvimento.O nico recurso natural que afeta a todos os aspectos da civilizao humanaConsumo HumanoIrrigaoEnergiaNavegaoPescaIndstriaEsporteLazerMedicinaEspiritualidade(Religiosidade)Turismo e Paisagismoreas, volumes totais e relativos de gua dosprincipais reservatrios da Terra

Total de gua da Terra97,5% gua Salgada2,5% gua Doce68,9% CalotasPolares eGeleiras29,9% gua DoceSubterrnea0,9% outrosreservatrios0,3% gua Docenos rios e lagos

Total de gua DoceFonte: guas Doces no Brasil, Aldo Rebouas, Benedito Braga, Jos Galizia Tundisi Como o mundo utiliza sua gua

guas doces no Brasil - Clima A gua no Brasil tambm mal distribuda. O Brasil tem uma das mais densas redes de rios perenes do mundo. Mas, no Nordeste, no semi-rido, h rios no-perenes.

10% do Brasil chuvas < 700 mm/ano semi-rido90% do Brasil Chuvas entre 1.000 e 3.000 mm/anoEquatorial mido TropicalSubtropical mido

Fonte: guas Doces no Brasil, Aldo Rebouas, Benedito Braga, Jos Galizia Tundisi guas doces no BrasilO Brasil produz 53% da gua doce da Amrica do Sul e 12 % da gua doce do mundo.

Amrica do SulBrasil 53%

Brasil 12%MundoOutros PasesOutros Pasesguas doces no BrasilPerigos:A nossa abundncia de gua favorece a cultura do desperdcio; Para ns a gua um bem infinito da natureza. um bem sem valor;Os nossos investimentos so insuficientes para a proteo dos nossos mananciais.Neutralizar os perigos: Atravs da distribuio da abundncia para equilibrar a escassez.guas doces no BrasilDistribuio da gua no territrio

Bacias Hidrogrficas - rea72% do territrio(Amazonas, So Francisco e Paran)Produzem 80% da gua

28%Produzem 20% da guaFonte: guas Doces no Brasil, Aldo Rebouas, Benedito Braga, Jos Galizia Tundisi

guas doces no BrasilDistribuio das guas doces no Brasil

guas doces no Brasil - Disponibilidades

guas doces no BrasilConcluses: Tarefas para o futuro Eficincia dos usos Atacar as perdas de gua tratada nas redes;Combater os desperdcios pelos usurios;Combater a eroso do solo;Combater os mtodos ineficientes e ultrapassados de irrigao (inundao, pivot central, canho aspersor). guas doces no BrasilConcluses: Tarefas para o futuro Uso e proteo de guas subterrneasCuidar dessa reserva estratgica e notvel patrimnio do Brasil. Exemplo: Aqufero Guaran, na Bacia do Paran, e Aqufero da Serra das Areias, em Aparecida de Goinia. Recursos humanos, tecnolgicos e difuso Harmonizao das polticas desenvolvimentistasPromover o desenvolvimento sustentvel, ou seja, o desenvolvimento que respeita a preservao do meio ambiente;guas doces no BrasilConcluses: Tarefas para o futuro Praticar o planejamento e a gesto integrados dos recursos hdricos; Descentralizao e participaoResponsabilidades compartilhadas da Unio, Estados e Municpios.Participao dos cidados que so os interessados finais.guas doces no BrasilConcluses: Tarefas para o futuro

AGRICULTURA IRRIGADA A AGRICULTURA O PRINCIPAL CONSUMIDOR DE GUA: 60 A 70%gua no PiauPiau tem desperdcio de gua com poos decorativosCerca de 500 mil pessoas sofrem com a seca no serto do Piau, enquanto 15 milhes de litros de gua so desperdiados por hora no mesmo estado.

Poos jorrantes violeta 1 e 2 Cristino Castro- PiPiau tem desperdcio de gua com poos decorativos Violeta 1(concludo em 24.02.1972)Profundidade = 360,00 metros Nvel esttico = + 31,07 metrosvazo = 294.840 litros por hora

Violeta 2(concludo em 21.06.1973)Profundidade = 1.000 metrosNvel Esttico = + 62,66 metrosPiau tem desperdcio de gua com poos decorativosPoos jorrantes violeta 1 e 2 Cristino Castro- PiCom relao aos 400 poos, todos os poo perfurado nesse vale em funo da profundidade, eles jorram. Essa gua aproveitada para lazer e consumo de moradores e o resto desperdiado.Piau tem desperdcio de gua com poos decorativosDesde a poca que foram perfurados jorram essa gua sem nenhum uso. Com o tempo o revestimento foi se deteriorando e havendo perdas ao longo dessa tubulao reduzindo a vazo e recentemente foram colocadas vlvulas para reduzir a vazo. gua e legislao no BrasilOutorga de uso de guaComo obter sua outorga?Outorga emitida uso do recurso hdrico autorizadoSe aprovado: Informaes cadastradas no sistema de informaes Pedido encaminhado p/ sede do DAEEAnlise do pedido(Tcnicos do DAEE)Entrada(requerimento e documentao necessria)Procurar diretoria da BH no DAEE(a mesma do seu empreendimento ou uso)Outorga - Prazo de validadeLei 9433, Art. 16 Prazo 35 anos

ANA, Lei 9984/00:Art. 5 Recursos hdricos de domnio da Unio: I - at 2 anos incio da implantao do empreendimento II - at 6 anos concluso da implantaoIII - at 35 anos vigncia da outorga

1 Prazos de vigncia em funo da natureza e porteConsiderar o perodo de retorno do investimento

2 Motivos para ampliar os prazos:Porte e importncia social e econmica (Consulta ao CNRH)

3 Prazo pode ser prorrogado pela ANA (Respeitar prioridades - Planos de Recursos Hdricos)

4 Concessionrias de servios pblicos e gerao de energiaPrazos coincidentes com concesso ou autorizaoSuspenso da outorga Lei das guas 9433/97:

Art. 15. Suspenso parcial ou total (definitivo ou por prazo determinado):

I - no cumprimento dos termos da outorga pelo outorgado; II - ausncia de uso por trs anos consecutivos;III - necessidade premente de gua para situaes de calamidade IV - necessidade de prevenir ou reverter grave degradao ambiental V atender usos prioritrios de interesse coletivo, sem fontes alternativasVI - necessidade de manter caractersticas de navegabilidade

Suspenso p/ usurio que no cumpre as obrigaes constantes na sua outorgaUso de vazo no outorgada (maior do que a concedida)Destinao de resduos que comprometem a qualidade do ambienteGrave degradao ambientalSRH Secretaria de Recursos Hdricosrgo do Governo Federal

Apoio administrativo, tcnico e financeiro ao CNRH

Elaborao do Plano Nacional de Recursos Hdricos (PNRH)

Instruir expedientes dos CERH (Cons. Est. de Rec. Hdricos)

Coordenar o SIRH (Sist. de Informaes s/ Rec. Hdricos)

Elaborar programa de trabalho e proposta oramentria (submetidos ao CNRH)

Transferir acervo de trabalhos para a Agncia Nacional de guas (ANA)ANA Agncia Nacional de guasrgo do Governo Federal

Encarregada de implementar a Poltica Nacional de Recursos Hdricos (PNRH)

Delegao de autoridade para gesto de recursos hdricos em Agncias de guas dos Comits de Bacias

Orientar a organizao dos comits de bacias hidrogrficas

Indutor de iniciativas relacionadas gesto de recursos hdricosPesquisaCapacitao tcnicaEducao ambientalConservao de gua e soloBRIGADOO